terça-feira, 23 de maio de 2017

Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar!!!

O título desse post é uma referencia a um trecho de uma música da fase solo do Marcelo D2, antigo vocalista do Planet Hemp, banda que fez muito sucesso na época em que eu tinha meus 15, 16 anos e que fazia claramente apologia ao consumo da maconha. Não que isso seja problema porque hoje em dia, esse consumo está cada vez mais presente em tudo que é lugar, então...

Mas a música é do próprio D2 que utiliza remix de uma cantora pouco conhecida, pelo menos foi difícil achar no google.com.br, chamada Cláudya.

A música é simplesmente sensacional, tanto a versão da Cláudya quando a do Marcelo D2, que torna-se mais contemporânea na idade em que estou.

O que mais gosto é que mesmo sendo apenas uma música, com todos os quesitos que identificam uma música, ela me causa uma reflexão sobre vida, sobre acontecimentos de vida, sobre tudo que se passou, se passa e passará em meus dias. Na verdade, o texto acaba se tornando um desabafo mesmo sendo esse blog um lugar para que tenhamos 2 visões sobre um mesmo fato ou acontecimento, mas ultimamente, 80% do meu tempo tem sido de auto análise e reflexões sobre muita coisa que aconteceu nos últimos 7 ou 8 meses. Decepções de todos os lados, momentos de desilusão, momentos de reconstrução, momentos de destruição de conceitos, crenças entre outras coisas.

As certezas provaram-se meras e infelizes dúvidas, desviadas de sua ótica por olhos míopes que não consigo mais dominar e que não fazem nenhuma correção lógica dos valores deturpados que nortearam os acontecimentos.

Situações tão esdrúxulas que parecem mais um filme, no qual o roteiro não foi escrito, está muito improvisado de incertezas. Porém, a vida é uma caixinha de surpresas. Nosso passado sempre escreverá nosso presente e nosso presente é que vai determinar nosso futuro. As escolhas sempre são necessárias e quando as fazemos temos que arcar com as vindouras responsabilidades. E aqui cabe constar que não devemos fazer esse tipo de escolha de forma deliberada, temos que ter consciência que fodam-se os demais, temos que pensar em nós mesmos.

Num mundo digitar que ao contrário de nos unir, temos mais que nos isolar nas verdades e preceitos que carregamos. Pois, não há sentido lógico em nos unirmos em sociedade para que cada um pense de sua forma e todos, falando ao mesmo tempo, consigam chegar a um ponto em comum, isso é apenas faláceas de filósofos de terceira categoria que vivem de palestras em empresas de 2 categoria, mas que deturpam a mente de pessoas de primeira categoria!

Difícil lógica essa, não!

A vida tem me ensinado muito. Muito mais do que eu estava preparado para aprender, mas a vida é tão foda que, mesmo sem perguntar, bate na minha cara, me derruba no chão e cospe na minha face. Mas a vida é ainda mais foda porque ela sabe que era hora de fazer isso e depois de levantar e limpar a cara, estou mais preparado para a outra lição que está por vir.

Se você, nobre leitor, chegou até aqui, vamos lá... Assista aos vídeos a seguir. Primeiro, a música maravilhosa do Marcelo D2, depois, a também maravilhosa música da Cláudya e por último, um vídeo de O Rappa, que não preciso dizer nada. As imagens falam por si só e a letra da música faz como a vida, dá um tapa em nossa cara!

Obrigado por ler...

# abraçodoLG

Música Desabafo, de Marcelo D2:


Musica Deixa eu dizer, de Cláudya:


Musica de O Rappa, Minha Alma:



segunda-feira, 22 de maio de 2017

E o Brasil dança, dança Brasil, dança...

Não é de hoje que as coisas no Brasil parecem funcionar contra a corrente. Um país de dimensões e população continentais, que tem bilhões e bilhões em riquezas sem contar a mão de obras sempre disposta. Um lugar onde tudo funciona, ou melhor, onde tudo parece funcionar, cada coisinha no seu jeito mas a coisa vai.

Semana passada, 15 a 21 de maio foi marcante para o país. Muita coisa aconteceu e o Brasil dançou o samba dos desesperados. Um país cheio de potencial que parece mais agonizar diante de tanta meleca que tem sido feita por seus comandantes. Aliás, comandantes não pois que comanda, esperasse, é o povo.

E aqui eu paro de pensar de forma positiva e paro para analisar!

Quem comanda mesmo?

O que está acontecendo é, em minha turva visão de trabalhador pobre, o mais completo e absoluto "fundo do poço". Quem me conhece sabe muito bem que nunca fui a favor de impeachment de Dilma, sempre achei que ela devia agonizar no "poder" até o ultimo dia de seu mandato. "Eles" não quiseram isso, e o que alguns chamam de golpe, aparentemente tinha dado certo, mas "eles" gostaram do gostinho e querem mais e mais. E não vão parar até que tudo termine de forma muito ruim para todos.

Me refiro ao grande golpe dado semana passada em que, um delator, expôs um caminhão de provas no mínimo questionáveis sobre os demais, e saiu-se tão bem que está desfrutando do estrago que fez em outro país, no conforto de seu lar. (bem caro por sinal)

E aí, nós aqui, convivendo os dias com isso. É maracutaia aqui, roubalheira alí, desvios lá, filha da putagem acolá e assim a coisa vai se encaminhando para algo mais baixo e fundo que o fundo do poço e eu me pergunto se é que posso, será que um dia essa merda toda vai ceder lugar a um Brasil que seja no mínimo, mais confortável para todos?

Estamos falando de um novo impeachment ou em renúncia, essa última eu duvido, estamos falando também em diversas reformas que foram começadas - não agradariam muito - mas que vão parar e trancar as pautas para outras coisas.

Nisso tudo, onde estaremos daqui 10 anos?

A operação lava-car, porque de jato não tem nada, está esfolando não apenas os responsáveis pelo maior esquema de corrupção "nunca antes visto" na face da terra... Está incomodando até o homem mais sincero e honesto do mundo e de quebra, está destruindo nossa economia, empregos e o restinho de dignidade que resta ao povo brasileiro, uma vez que, visto os fatos, temos personagens como um tal José Dirceu solto e um punhado pequeno de empresários (colarinhos branco) presos em celas confortáveis, administrando seus patrimônios a distância. Ou seja, o que podemos esperar?

Você pode não acreditar, mas eu sou apartidário, e se tiver que me definir, fico num centro com um cantinho de direita. Não quero um estado gordo controlando tudo que posso ou não fazer, não quero um estado inchado que não consegue sequer se mexer mandando em mim.

Quero um estado em que, as coisas funcionem e o estado seja apenas o gestor de tudo isso, mas no Brasil com suas estatais e agências reguladoras que são gestadas por indicações políticas, isso está cada vez mais difícil de acontecer.

Não sei o que esperar e não vou mais esperar nada, vou ficar de boa, trabalhando e nunca mais votando em minha vida pois, fazer parte dessa lixarada toda, não faz o menor sentido lógico para mim.

Fica um abraçõ..

#abraçodoLG


terça-feira, 16 de maio de 2017

O que será?

Essa pergunta não sai de minha cabeça: o que será do brasil daqui a 10, 15, 20 anos?

Eu não acredito mais na lava-jato muito menos na possibilidade de que os políticos corruptos sejam punidos de forma exemplar, isso está parecendo mais um conto de fadas do que uma realidade que possa se tornar efetivamente real. E assim sendo, não consigo mais acreditar que algo possa ser um pouco diferente.

Nessa hora me vem a cabeça a pergunta sobre como será o brasil após lava-jato e ainda corrupto?

Precisaremos ter sempre uma lava-jato ou então teremos que conviver com essa corrupção a vida toda? Pergunta não cala pois, até onde ser, contratar parentes já não é mais uma pratica legal e ainda assim os políticos fazem com uma destreza impressionante. E aí, dá pra confiar que algo mudará? Não consigo! Parece mais forte do que eu posso aceitar!

Não sei porque, mas parece mais fácil aceitar tudo que nos é imposto do que esperar qualquer tipo de mudança que seja efetiva na vida das pessoas. Os corruptos parecem estar dentro de uma bolha na qual nada pode atingi-los e quando chega perto, a espessura dessa bolha aumenta, aumente e nunca se consegue estourá-la.

Devo ser um ser desanimado com as possibilidades de mudança, talvez seja isso mesmo, mas ainda assim, nada muda, nada se transforma e esse país apresenta sempre as mesmas notícias, as mesmas características, enfim!!! O que esperar?

Consegues imaginar algo?

É lógico que sigo a linha pessimista, ela me trás mais resposta boa do que ruim. Prefiro pensar que tudo vai dar errado e no final, se der mesmo pelo menos eu não estava esperando o melhor e assim sendo, não consigo enxergar esse brasil melhor.

No segundo dia em que escrevo esse texto mais uma notícia sobre mais um indiciamento do ex-presidente. Nada demais, apenas mais um indiciamento, quem sabe, né!

Mas, não é apenas o ex-presidente que tem que pagar pelo que fez, tem muito mais gente que precisa ir e ficar na cadeia, os chamados colarinhos brancos, que normalmente, não pagam pelo que fazem e não vejo tanta diferença de antes e depois da lava-jato, e dessa forma, me parece mais que as coisas ficarão como estão.

Enfim, esse é apenas um desabafo meu e uma grande pergunta que não consigo responder: o que será do brasil daqui a 10, 15, 20 anos???

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Vida que segue!

Bom dia, boa semana, bom tudo de bom para todos!

Começando a semana, a coisa deve andar, ou não.

Primeiro videozinho da semana, vamos que vamos!!!


sexta-feira, 12 de maio de 2017

Sexta-feira 12... quase, heim...

Sexta-feira 12.. Quase 13... Quase...

E, em mais uma oportunidade, lá se vai mais um videozinho. Sim, você ouvirá eu falando coisas que em sã consciência, eu jamais falaria, mas os fatos acabaram me levando a isso.

Infelizmente, Lula foi fodástico no depoimento...

Assista aí, prestigie, critique....


quarta-feira, 10 de maio de 2017

Minha impressão sobre...

Os vídeos parecem se tornar tão viciantes quanto a nicotina ou a coca-cola. Então, vai mais um pra vocês...


#abraçodolg

terça-feira, 9 de maio de 2017

E aí, como será sua quarta-feira?

A minha será normal, mas normalidade vai ser subjetivo.

E aí, o que podemos esperar?


Difícil saber o que esperar!!!

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Os vídeos tão ficando mais ou menos...

É galerinha, vai mais um, eles estão ficando mais ou menos, mas uma hora ficaram bem bons...

Curtam aí, e criticas são muito bem-vindas...


domingo, 30 de abril de 2017

Domingo a noite, solidão no coração...

Mas, a vida que segue, segue...

Eu tenho ouvido falar muito sobre reforma, sobre reforma e sobre reforma então, segue novo videozinho...

Agora, com câmera melhor, vinhetinha em HD e assim vai... Uma hora fica profissa...


Se gostaram, deixa like se não, deixa like também...

terça-feira, 25 de abril de 2017

Olá.... Boa noite...

Então, na tentativa de colocar mais vídeos, hoje tentei criar algo diferente, o tema é o mesmo de sempre mas numa outra roupagem...

Assiste aí...


#abraço