domingo, 27 de setembro de 2009

Carneiros do Uzbequistão!

Não se comenta outra coisa na comunidade científica do Uzbequistão. São as famosas badalhocas. As badalhocas dos carneiros do Uzbequistão estão entre as mais eficientes badalhocas, um quase ato divino, pois as badalhocas servem como alimento para os mais necessitados, normalmente os que cuidam dos carneiros.

No Uzbequistão, cuidar dos carneiros não significa comê-los, pois afinal de contas, quem cria, nem sempre tem o direito de comer. Essas badalhocas sim, servem para esses criadores. Matam a fome de sua família, servem para tomar banho ou então, para fazer a barba, no caso dos homens.

Essas badalhocas parece que foram colocadas por mãos de um deus nas patas dos carneiros. Ficam empelotadinhas alí, se causar sofrimento algum. Porém o que mais intriga a comunidade ciêntífica é como essas badalhocas se formam.

Caro leitor, eu não entendo nada de badalhocas, nem mesmo sei se existe um Uzbequistão. Mas me diga uma coisa, comente abaixo: você estava acreditando no texto acima?

Estava?

Cuidado. É isso que nossos políticos fazem com a gente, inventam histórias e mentiras. É isso que eleição após eleição somos obrigados a escolher: qual o melhor contador de história. E para o ano que vem, estou até esperando o circo. Presidenciáveis e futuros governadores estarão em plena forma.

Garanto a todos, que nenhum dos candidatos irá deixar de lado alguns temas, que serão apresentados como os principais atos dos futuros governos: educação (terá maior investimento), saúde pública (em alguns momentos apresentada como a falta dela), segurança pública (aqui, um dizendo que puliça é bom, outro dizendo que educando se cria segurança)...

Nenhum dos políticos falará, como no texto acima, que badalhocas são bolotas de cocô de carneiro que ficam presas nos pelos das patas.

Ou seja, enquanto acreditarmos nos caras, ou em tudo que eles falam, seremos feitos de idiotas mais uma vez. Eu não...

Fui...

Um comentário:

  1. Badalhoca poderia ser um verbbo. Vamos conjucar o verbo badalhocar?

    Eu Badalhoco
    Tu Badalhocas
    Ele Badalhoca
    Nós Badalhocamos
    Vós Badalhoqueis
    Eles Badalhocam...

    No fim das contas, os políticos olham para nossa revolta e pensam, as vezes até em voz alta: "To badalhocando e andando para esse povo"

    ResponderExcluir

Desabafe!