terça-feira, 29 de setembro de 2009

Quase sem pauta...

Hoje passei o dia inteiro pensando em uma pauta para escrever. Realmente ainda não sei e vou fazer o seguinte, vou escrever.

Certas coisas hoje me chamaram a atenção. Uma delas é que o dia inteiro com uma garoa, friozinho. Cinza, tudo cinza. Outra coisa que me chamou muito a atenção foi o desespero dos meios de comunicação e também dos lojistas e fabricantes de automóveis. Creio eu, na minha santa ignorancia, que acabou a era das vacas gordas da industria automobilística.

Venderam o que puderam, atendendo a demanda e logo, ouviremos falar em cortes. Eu sei que a oferta de crédito está alta, bacana, mas poucos vão arriscar agora, com os carros ficando gradativamente mais caros, até chegar ao preço normal. Aliás, normal às favas, pois eles ficaram mais caros.

Agora, me pego pensando, será que não seria hora do governo rever um pouco seus gastos e verificar a possibilidade de diminuir o IPI a um patamar mais justo? Para um carro mil, essas casquinhas de lata sem nada que valha muito a pena, o IPI imposto é de 7%. Será que se ficasse em 3,5% a demanda não compensaria a redução? A isenção temporária mostra que a lógica pode existir.

Sabe, o governo deveria realmente analisar que a demanda pode suprir essa redução. Somos 190 milhões de habitantes e esse ano, devemos fechar umas 3 milhões de unidades vendidas.

É talvez pouco pelo potencial consumidor!

Se reduzir o IPI, o ICMS - reduzir, não precisa acabar, creio que as vendas seriam maiores. Mas aí, não teríamos ruas, avenidas, vielas para todos os carros.

Credo, a gente pensa de um lado, e do outro, a coisa fica feia!

Enfim, vejamos no que vai dar, amanhã, acabou o IPI reduzido. Eu ainda prefiro um usado com todos os luxos a um zero KM pelado, mas...

Para finalizar, gostaria de comentar como está sendo prazeroso para mim escrever nesse blog. É uma ideia embrionária, mas putz, tá me fazendo um bem indiscritível. E valeu o apoio da galera que está lendo, sem vocês, não seria tão bom. E comentem, os comentários, contrários ou a favor são bem vindos.

Fui...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!