quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Falando em outra coisa...

E foi assim: eu estava assistindo a BAND, eram 22h15 e a luz oscilou aqui em casa. Nossa, pensei eu, a tempestade deve ser forte. Logo depois, no máximo uns 10 minutos, a apresentadora do programa anunciou Boris Casoi que veio com a bomba. SP, RJ e mais uma porrada de cidades estavam sem luz. Legal, pensei eu... Mas não é.

Isso demonstra duas coisas uma mais importante que a outra, mas não vou julgá-las aqui: uma delas é a dependencia que temos hoje em dia da energia elétrica. E talvez nem possa ser diferente, imagine a merda de mundo se todos nós tivesses um gerador pequeno ou médio em casa?

A outra coisa extremamente importante é que por algum motivo qualquer, seja ele um hacker, um cracker, um fiozinho soltou um ráio que os parta, o sistema brasileiro fez com que todas as máquinas da Itaipu que fornecem energia ao brasil parassem de fornecer. Isso é grave pois uma turbina leva horas até voltar ao ritmo normal. E pior ainda, não foi uma, foram muitas.

E se aprendemos com o apagão da era FHC? Ah sim, aprendemos, mas no governo lula-lá as estatais envolvidas não deram conta de mudar o quadro. Desligaram as tomadas e toma-lhe a galera sem luz, sem sinaleiro, sem elevador e por aí vai.

Assaltos, hospitais correndo atrás de diesel para abastecer os geradores, o maior prédio de são paulo precisou abastecer as 2 da manhã... e ainda que existem geradores espalhados por aí... Eu fico tentando imaginar o que é ficar preso dentro de um metro, que é movido a energia...

Bem, eu não sei o que aconteceu, sei que a COPEL aguentou o tranco, não por mérito do governo, mas sim por méritos de todos que AMAM a COPEL e amam o que fazem (F.P., bons salários, garantia de emprego e tal). Minha luz oscilou... a de muitos outros, apagou.

Fico com a copel...

Fui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!