sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Nova Cândido de Abreu

Sou, por natureza (acho que até já comentei sobre isso), um otimista. Assim como defendi os Jogos Olímpicos de 2016, que será no Rio de Janeiro, acho que a Copa do Mundo de 2014 pode deixar um legado interessante. Principalmente, evidentemente, pelas obras que serão feitas na cidade.

Umas até são esquisitas e na prática não faço ideia se realmente serão úteis (já dei minha opinião sobre a Linha Verde, que de um projeto sensacional, virou em bosta. Trocaram seis sinaleiros por 20 e poucos e acham que o trânsito vai melhorar). Outras, contudo, acredito que podem resolver problemas bem antigos, que nos incomodam, mas que nenhum político tem colhão de se coçar e providenciar alguma solução.

Uma que me pareceu simpática foi a revitalização (reconstrução, na verdade) da avenida Cândido de Abreu. O projeto prevê a adequação da via ao novo “ligeirão”, que ligará o Centro Cívico ao Boqueirão. Dinheiro vindo do PAC da Copa.

Particularmente tenho fascínio por maquetes, desenhos que ilustram um futuro empreendimento ou coisas do tipo. Não aquele fascínio tonto de ter várias miniaturas de maquetes em casa e de ser um participante ativo da comunidade “Eu amo maquetes” no Orkut (aliás, Orkut?). Fato é que achei a imagem que recebemos hoje, por e-mail, aqui na firma muito legal.

Transforma a região central e – aí vem a questão. Qual é o interesse obscuro em tudo isso? – vai dar de brinde ao Shopping Muller um calçadão cheio de gente sedenta pelo consumo. Numa primeira olhada a ideia de diminuir uma pista no sentindo de quem vem, não me parece inteligente. Mas, no geral, achei bem bacana.

Tirem vocês suas conclusões.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!