terça-feira, 10 de novembro de 2009

"A vaca já foi pro brejo"

Uma das melhores modas da sensacional dupla Tião Carreiro e Pardinho, A Vaca já foi para o brejo, já dizia: “Mundo veio tá perdido, já não se endireita mais...” (Clique aqui e leia a letra completa e, faça um favor a si mesmo, procure a música e a ouça). Num momento de total liberdade sexual, incentivada por TODOS (ta, existe raras exceções) e amplamente divulgada pela TV (o culto programa Pegadinhas Picantes que o diga), nos deparamos com dois casos interessantes.

Primeiro os gays da Uniban. Pô, meus queridos e conservadores amigos, se uma loca resolve meter uma saia curtinha e desfilar pelo falecido UnicenP (Hoje UP), eu seria o primeiro a congelar os olhos nas pernocas e no derrié da moça, torcendo e esperando ansioso por um descuido ou por um vento maneiro que levantasse a saia da potranca.

Aquela piazada da Uniban se revoltou e xingou a coitada de vagabunda. As meninas, pudicas hipócritas – que fazem coisa muito pior e expõe no Orkut – e sádicas se revoltaram e a chamaram de vagabunda. PIOR de tudo, vem a diretoria e me expulsa a guria. Pelo amor de Deus... Era só dar uma chinchada na nêga e puxar-lhe a orelha. Só isso. Não precisava essa palhaçada toda.

Que moralismo é esse? Vai na praia e põe todo mundo no camburão então. Ou vai em Brasília e fecha aquele congresso, onde rola muito mais putaria do que nos corredores da Uniban ou nos banheiros do Colégio Estadual do Paraná.

“O comedor”

Do outro lado vem esse caboclo aqui ó: Inglês engravida 12 mulheres que conheceu na Internet

A reencarnação do Don Juan passou a vara na mulherada. O tal de Dominic Baronet usou o Facebook (que é um Orkut melhorado, mas que tem a mesma função para solteiros taradões) para ganhar 12 mulheres na lábia. Passou o rodo e emprenhou as 12, duas delas no mesmo dia, inclusive.

Soltando cantadas bregas e surpreendentes, ele marcou encontros, fez o serviço e ganhou o apelido de “The Sperminator”. E virou meu ídolo desde então. Pô, no meu tempo de Colégio Estadual não era essa putaria. Antes fosse, pois teria uma adolescência mais feliz J.

No fundo... melhor assim. Hoje não seria quem sou e não teria o orgulho que tenho de mim mesmo. E nem estaria com a mulher que eu amo. Coisas da vida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!