terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Pedágio caro demais

Como disse anteriormente, fiz uma viagem muito bacana e cansativa no natal. De Curitiba, fui a Ponta Grossa, a Prudentópolis, a Cianorte, a Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Ciudad del Este, Campo Mourão, Guaíra, Salto del Guairá, Campo Mourão, Prudentópolis, Ponta Grossa e Curitiba. Foram 2 mil quilometros em quatro dias.

O mais marcante dessa experiência é a certeza de que o pedágio é fundamental para a boa conservação das rodovias. Sempre defendi o pedágio de manutenção, não o roubo que as concessionárias praticam. Roubom, aliás, legal e previsto em contrato. Bem amarrado pelo ex-governador Jaime Lerner.

As estradas pedagiadas, se não são excelentes, são ótimas. Mas os valores praticados são um absurdo. Valores muito altos para poucas benfeitorias além de uma boa recapagem. Se as estradas estivessem sendo duplicadas, tudo bem, mas para recapar cobrar R$ 8, R$ 9 ou R$ 12,70? Isso é um ultraje.

Votarei sempre pela manutenção dos pedágios, desde que os valores sejam justos. Gastei pelo menos R$ 121 de pedágio (no sei se todos os comprovantes foram guardados). É muita grana. Se fosse um valor menor, pagaria e daria muito mais sorrisos aos pobres e coitados atendentes nas praças de pedágio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!