sábado, 30 de janeiro de 2010

Poente belo!

Tenho certeza de que muitos de vocês tiveram o privilégio de contemplar o céu no início da noite desta sexta-feira. Tentando vencer com bravura as chuvas que castigam o país há dias, o sol se enfiou com tudo no céu curitibano, sem, entretanto, lograr êxito.

Contudo, graças ao seu esforço e força descomunal, pudemos ver um céu único e que, com tantos detalhes e nuances ímpares, jamais irá se repetir. Tudo ganhou um tom sépia por volta das 19h45. Casas brancas ficaram amarelas, casas azuis ficaram amarelas, casas amarelas ficaram ainda mais amarelas. O negro do asfalto se "aurificou".

Mas não só o amarelo tingiu o céu. Pelo menos aqui em Colombo. Um azul turquesa, trazendo a certeza de mais água cadente, tomava o 1/3 do céu que cedeu espaço para um fundo magenta, adornado por dois arco-íris belíssimos. Um mais tímido, é verdade, mas persistente e metido, ficando o pé na missão de roubar a atenção do seu irmão mais colorido.

O céu multicolorido foi, aos poucos, dando lugar para a penumbra da noite, que antes de ir embora, fez questão de dar mais alguns minutinhos de sobrevida ao alaranjado, ao vermelho que se despediu de mais um dia.

É possível ficar eúfórico com um simples cair da tarde? Atire o primeiro mouse quem nunca foi tocado por um belo por do sol.



A foto acima é do competentíssimo Antônio "Socó" Costa, reporter fotográfico da Gazeta do Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!