sábado, 30 de janeiro de 2010

Pois bem, mais uma vez o chavez...

E como nunca o jargão é bem utilizado: tinha que ser o chavez mesmo!

Eu não fico confortavel em saber que o brasil, a grande nação, lugar "do cara", um estado soberano e em franco crescimento vertiginoso vai mandar para a venezuela, de Hugo Chavez uma equipe para ajudar o chavez a colocar a casa em ordem.

Quando, em 2007, o chavez nacionalizou a produção de energia elétrica, deve ter feito com pleno uso das faculdades mentais que supostamente deus lhe deu. (Explico: supostamente o lance de deus ter dado, pois creio que ele, chavez, as tem mesmo).

Ele, chavez, está tomando tombo atrás de tombo na condução de seu socialismo bolivariano. Nada está saindo como ele desejou. A coisa está desandando. Caracas já é uma das cidades mais violentas do planeta, e agora no escuro, como vai ser? E, tem culpa eu que ele se ferrou na estatização?

Não acredito que devemos ajudá-lo nessas horas não, devemos apenas não tomar partido. Nós já passamos por crises energéticas e inclusive por apagões. E daí? Isso nos faz especialistas? Pode até ser, mas por que devemos ajudá-lo?

A resposta é simples: política!

"O cara", nosso presidente, sonhou que era "o cara" e agora quer ser "o cara" e por isso, manda mais soldados para o Haiti, manda uma dinheirama para o Haiti e vai mandar uma equipe para a venezuela. Só espero que como retribuição o chavez não apronte alguma, como é de costume.

Minha ideia para isso? Ah, o chavez que privatize tudo! hehehehe

Se ele nacionalizou e não deu certo, que volte para as mãos da iniciativa privada, e ai, se não der certo, bom... os venezuelanos terão que dançar a dança da chuva ou então, montar várias empresas estatais para fabricar velas e máquinas a vapor movidas pela gasolina mais barata e subsidiada do planeta...

Viva o chavez!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!