segunda-feira, 8 de março de 2010

Abraçar é demais

Como disse certa vez, os posts do meu amigo LG me inspiram a escreer algo,q uando aparentemente estou seo o mínimo de inspiração.

Sou um entusiasta do abraço. Não há maneira melhor de se demosntrar afeto e se sentir afagado que um abraço. A energia dos corpos (masculinos, femininos, e outros gêneros) fluem e os tornam iguais. Abraçar alguém te faz amigo do seu semelhante, te faz irmão, te faz humano.

Reproduzo aqui um escrito meu lá do osimprao.blogspot.com. Acho que é sempre bom relembrar a importância do amor em tempos de guerra, da paz em tempos de ódio.

xxxx

Um belo dia eu já recomendei aos que me lêem o blog Meu Contratempo (relacionado ali ao lado). Sinto-me obrigado a recomendá-lo novamente, pois sua autora (para sorte, minha prima) é de um talento inegável. Sensível e forte ao mesmo tempo, ela á inspiração pura e crua. Simples e brilhante ao mesmo tempo.

Pegando gancho em um dos seus últimos escritos, lembro do livro "A Último Grande Licão", de Mitch Albon. Não é um estilo de literatura que aprecio muito (na verdade é um relato real, mas numa linha quase auto-ajuda [não estou querendo rotular, longe de mim]), mas esse livro é bom demais. Me foi recomendado na aula de psicologia ou filosofia, não lembro bem, durante a faculdade de Jornalismo.

Valeu a pena, já que pude perceber algumas coisa importantes. Como abraçar meus amigos. Um gesto simples e despretencioso, mas que transmite um carinho absurdo e revela muitas coisas sobre as pessoas... Para minha surpresa, hoje minha prima postou um texto justamente sobre o assunto. Reproduzo aqui embaixo, mas por favor... prestigiem o blog dela. Vale MUITO a pena... eu garanto.

De abraçar.

...um abraço guarda um tudo,
um abraço é derrubar um muro,
abrir os portões da alma,
despir-se de mundo.
Um abraço é baixar a guarda,
permitir que dois corações unam ritmos,
que as intimidades se reconheçam,
que as digitais do corpo imprimam
marcas noutro corpo.
Abraçar é amor, é amar.
É abrir, revelar.
Abraçar é a nossa tentativa mais próxima
De um ser só, de união.


Clique AQUI e Confira o Blog Meu Contratempo

ps: o que um texto sobre abraço tem a ver com o contexto deste nosso blog? Porque falar disso, em um espaço aparentemente aberto para se noticiar coisas da nossa cidade e mostrar para todos os que nossos olhos enxergam e nossos corações sentem? Justamente por isso. Porque somos assim e assim conduziremos nossa vida sempre. Seja no exercício profissional, seja no nosso carma jornalístico, ou em aventuras futuras. Em qualquer tempo, local ou condição, seremos sempre nós mesmos e talvez aí esteja nossa grande virtude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!