terça-feira, 16 de março de 2010

Canalhice!

Olha... tem coisas que as vezes fingimos não ver, para não termos que nos preocupar. Mas outras não podem passar desapercebidas. Trazem um alto grau de canalhice, que merece um comentário raivoso e indignado. Cá estou para comentar a nojenta prática de alguns estabelecimentos (os que mais cometem esse ato são os postos de combustíveis): o cartel. Cartel nada mais é do que um entendimento entre agrupamentos comerciais que caga em cima da livre concorrência. É combinar um preço para ferrar com o consumidor, que fica sem opções para escolher.

Hoje fui ao PolloShop da XV para almoçar. Lá existem quatro restaurantes que trabalham com buffet por peso. Um deles, de coomida árabe, cobra R$ 2,29 por 100 gramas de comida. Logo ao lado, tem um de comida "dita" mineira, que cobra R$ 22,9 o kg de comida. Vizinho deste, tem um de comida chinesa. Ali o diferencial é o preço: 11,45 a cada 500 gramas. Do outro lado da praça de alimentação tem um italiano. Esse sim, cobra apenas R$ 1,14 a cada 50 gramas.

A variedade dos cardápios é bastante interessante, mas ambas tem uma coisa em comum: cartelizaram o preço do rango. É lógico que os senhore perceberam que todos cobram exatamente o mesmo preço pela refeição. Qual seria a desculpa para tal prática? Todos tem o mesmo custo para tornar viáveis seus negócios?

Fica evidente a maquiavélica intenção de tirar do consumidor (eu, você) o direito de escolher o melhor preço. É certo que ele nem sempre é o fator decisivo para se fazer uma refeição (a qualidade da comida e o sabor são mais relevantes), mas eu tenhoq ue ter ese direito deescolher. Combinar preços é imoral (se não for ilegal). É uma prática repulsiva, que tira de qualquer um desses estabelecimentos o mérito do servir bem, do bem servir.

Quanto aos postos de gasolina, a coisa mudou um pouco, principalmente se tomarmos o álcool como base de comparação. Esse varia bastante, mas a gasolina quase sempre tem o mesmo preço. Este ramo de negócios é sujo. As oscilações dos preços, ao bel prazer dos proprietários, é ultrajante. Mas esse é tema para outra conversa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!