quarta-feira, 3 de março de 2010

Livre mercado livre

Como diria um amigo meu, das antigas, MERCADO LIVRE É O CARAIO... Esse meu amigo, na verdade, falava isso para diversas outras coisas, o que não tornava ele pior ou melhor que alguém ou que ninguém. Na verdade, o texto nem é sobre meu amigo e sim sobre um fato que ocorreu comigo hoje.

Fui ao SuperMuffato, um mercado grande, uma rede que está crescendo há anos e é até bacaninha. Aqui em curitiba, existem duas lojas e mais uma em São José dos Pinhais, que é ao lado. Pois bem, essa rede é uma das unicas que inexplicavelmente aceita cartões refeição, seja ele o visa-vale ou o sodex pass. Isso é bom, mas o preço cobrado por aceitar é muito maior que os 10% que ilegalmente alguns comerciantes insistem em cobrar.

Feitas as compras, vamos ao fato: é possível, e vou fazer a pesquisa, que em qualquer outra rede de supermercado, minha esposa tivesse gastado pelo menos uns 20%. Alguns produtos, até temos consciência de que pagamos até o dobro, mas o que fazer?

Como falei, a rede Muffato é bacana, bonita e tudo mais, porém é preciso ir com cautela, ainda mais se você vai fazer as compras do mes. E aí, é preciso mais do que cautela, é preciso muita calma e paciência para pesquisar os preços.

E onde o mercado livre?

Ah, eu prefiro que no brasil, onde a ganância é alimentada por um sistema tributário covarde, que tudo seja tabelado. Gasolina, carros, biscoito amanteigado, biscoito recheado, o paozinho nosso de cada dia, essas porras todas.

O comércio e a indústria só vão aprender a respeitar o consumidor e principalmente o bolso do consumidor na hora em que o governo determinar limites para os ganhos. E quando isso acontecer, gostaria que fizessem uma revisão em todos os valores de imóveis que estão sendo comercializados com a chancela da caixa economica federal - é um assalto a mão armada autorizado pelo governo.

Então, mercado livre é o caraio... Tabela de preços, pelo menos até que o livre comércio possa realmente ser praticado no brasil, com a concorrência que existe em outros países, com a liberdade de escolha e também, um sistema tributário mais justo...

Fui...

Um comentário:

  1. Cara, desde que vim morar em Green River, Colombo, foram poucas as vezes que fui a mercados grandes. Aqui temos uma gama muito boa de mercados de bairros que dão um "PAU" nas grandes redes. Promoções arrebatadoras, com preços justos. E produtos bons, nao com validade para acabar. Diferenças que chegam a 2 reais, por exemplo, num pacote de café

    ResponderExcluir

Desabafe!