sábado, 6 de março de 2010

O valor de um abraço

Esses dias, assistindo uma palestra sobre os 10 erros que nós pais cometemos com nossos filhos que vão prejudicar no futuro, o palestrante surpreendeu a galera ao contar sobre um pai que nunca tinha abraçado o filho porque seu pai nunca tinha abraçado o filho e o vô nunca tinha abraçado e o bisavo, e o tataravo e assim por diante.

E aí, quando pai e filho se abraçaram, o mundo voltou a girar na relação pai x filho. E aí a pergunta, quanto custa um abraço?

Sabe aquela abraço que seu pai lhe dá ou que sua mãe de oferece como conforto? Um abraço entre dois irmãos, ou entre um irmão e uma irmã ou ainda, aquele abraço entre amigos. É esse mesmo, quanto será que custa? Existe como mensurar em reais quanto vale?

Não, esse gesto talvez seja uma das coisas que não tem preço, não se pode pagar ou cobrar...

E o bem que faz, impressiona não simplesmente pelo ato em si, mas pelo calor que transmite, pelo carinho que passa, pela emoção que ocasiona...

Um abraço conforta, cala, consente, ajuda, aquece, transforma, muda, direciona...

Um abraço e nada mais...

Apenas um abraço...

Hoje, um abraço mudou o meu dia... aliás, um não!

FORAM VÁRIOS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!