segunda-feira, 17 de maio de 2010

+ 1 sobre...

que me perdoem os leitores do DLQ, mas eu preciso aqui comentar mais uma vez um assunto de grande importância que alguns estão tentando diminuir. Geraldo Majella Agnelo, um membro qualquer da igreja católica afirmou que denunciar pedofilia da igreja católica é tentar desacreditar a instituição.

gegê, me perdoa, mas para que serve mesmo essa igreja? OK, eu tenho que respeitar os milhares de fiéis que frequentam e que acreditam, mas infelizmente, esse mesmo 1% do padrecos que pegam e violentam meninos e meninas menores de idade são mais do que suficientes para desacreditar essa instituição.

noticiar pedofilia na igreja é a mesma coisa que noticiar dinheiro na cueca ou acordo de empreiteiros e governo: é uma vergonha humana. vivemos um momento em que a ética e a moral deixaram de ser costumes e viraram artigo de luxo de algus poucos. eu não aceito a declaração do majella assim como não aceito que padrecos violentem meninos e meninas. e para isso, vou pedir para minha patroa que limite a ida de meus filhos para a igreja e condicione essa ida, daqui para o futuro, a sempre ser em companhia de um adulto da família, seja minha patroa ou a sogra.

meus pequenos grandes homens nas mãos desses padrecos? nem pensar, mas nem mesmo que o majella suplique.

a igreja, na história, matou, queimou na cruz, vendeu pedaços do céu, enriqueceu e hoje, apresenta um bando de pedófilos...

desculpe majella, mas seu comentário foi, infelizmente - infeliz!

-------

em tempo: vacina da gripe do porco!

eu tomei a vacina da gripe do porco no sábado a tarde. gente, eu gostaria de agradecer a medicina por ainda não ter inventado nada melhor que a injeção com agulha, e agradecer ainda mais por ter inventado uma vacina que arde tão pouco quando injetada.

gostaria de agradecer a medicina moderna pela febre de 39° que não tive na noite de sábado para domingo, 6 horas depois de ter tomado a vacina.

gostaria de agradecer ainda, pela tecnologia utilizada que não permitiu que me braço ficasse inchado, dolorido e roxo, aliás, que essa mesma medicina não tenha permitido que isso acontecesse e que aind ficasse até hoje.

obrigado, nobre medicina moderna!

não morrerei de gripo A H1N1, mas que vacina doída, heim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!