sexta-feira, 7 de maio de 2010

Porcos relaxados!

Que o homem é o ser vivo (não apenas humano) mais porco que existe, todos nós sabemos. Alias, é bem provável que o porco tenha mais cuidados com a higiene do local onde ele vive (a seu modo, claro) do que os homens. E digo homens no sentido da palavra mesmo. Tiro as mulheres desta lista, afinal não imagino elas fazendo essas porquices.

Não existe no mundo, realmente, coisa mais nojenta que banheiro masculino. Vocês, amadas mulheres, já sabem disso. Mas lêem agora o relato de um macho masculino, mas que antes de tudo recebeu educação e sabe que viver em comunidade exige o mínimo de respeito com o próximo.

Porque diabos esses porcos imundos mijam no chão? Se o “bilo” é grandão, como muitos dizem, enfiem essa porcaria dentro do vaso antes de começar. É incrível. Abordar o assunto não novidade, pois a fama de péssima pontaria dos homens á antiga. Tem até história em quadrinhos sobre isso nas paredes de alguns banheiros. Mas é inimaginável imaginar (há) o que se passa nas cabeças desses imundos.

Como se não bastasse mijar fora da bacia, os caras o fazem e não tem a capacidade de dar a descarga. Desafio alguém me explicar: O que que custa fazer isso? Não tem botãozinho cromado na hydra para apertar, aperte com o pé. Dê um jeito. Faça o que for, mas me poupe de ter que ver aquele horripilante líquido amarelado fétido quando eu for mijar.

Porque isso acontece? Falta de educação garanto que não foi, pois toda mãe que se preze ensina o caboclinho a fazer xixi mirando na água. Se pingar fora, pega o papel higiênico e limpa. Simples assim. Então, o que acontece? Falta de uma camaçada de pau? Pode ser. Até provável, diria eu. Mas algo, em nome de Deus, precisa ser feito.

Sei que é difícil, mas tente melhorar ser humano. O mundo não é só seu, é de todos. É foda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!