sexta-feira, 28 de maio de 2010

provocação

hoje estou provocativo. na verdade, fiquei provocativo. se quiser saber, acesse esse link:

http://tinyurl.com/3328ett


ao ler essa matéria fiquei chocado com a capacidade de algumas pessoas e instituições em fazer coisas lindas e maravilhosas. para quem não sabe, o mercúrio é lazarento e pior, esse mercúrio de termómetros, quando fora do termómetro é um tesão para brincar, ele forma bolinhas que se juntam e formam bolhas e aí, você sapara e ele se junta, é muito legal. legal e mortal, quando fiz isso, tomei todos os cuidados, tá?

o que me choca é que eles estão propondo a proibição da:

fabricação - quer ver eles proibirem a china de fazer isso, pois até onde eu saiba, nenhuma empresa seria cretina demais para fabricar algo aqui que na china custa centavos. se são crianças chinesas ou não que fabricam, isso é outra história.

importação - legal. isso é bem importante, mas e aí, o que faremos? os eletrônicos também são importados, o que dá elas por elas.

venda - mais uma vez, uma bela ideia, será proibida a venda, mas vem cá... cigarro do paragua também é proibido, armas também, maconha também... ah, vão procurar o que fazer.

o que essa ong precisa é de um objetivo. porque então não pegar a grana que aparentemente está sobrando e chama universitários de diversas instituições que tenham cursos de eletrônica, informática e faz um desafio remunerado para a criação de um termómetro digital eficiente, de baixo custo e que em sua fabricação não contenha o plástico ou os metais pesados tão violentos a nossa saúde em sua cadeia produtiva e ainda os ácido altamente poluidores que existem nas baterias?

proibir o mercúrio nos termómetros que são eficientes e precisos é um contrasenso que demonstra a ignorância de uma instituição na busca de um objetivo hipócrita. eu que tenho filhos, que por sua vez tem febre de vez em quando, sempre fiz questão de comprar termómetros digitais que sempre me trouxeram a certeza da informática: 0 ou 1!

isso até o dia em que um dos meus dois pimpolhos estava com 38,5º e o digital insistia em 35,8° - justamente o momento em que o de mercúrio confirmou, aliás, dois deles confirmaram que o certo era mesmo os malditos 38,5°.

ok, ok... você não gosta do mercúrio, certo? faça uma pesquisa e se desfaça de tudo o que contiver mercúrio ou então objetos em que o mercúrio foi utilizado em qualquer etapa da cadeia produtiva.

parabéns, você não será mais uma vítima do sistema capitalista, bele?

e para a ong, creio que a ideia de um termómetro digital sem o plástico e os metais pesados seja uma boa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!