quinta-feira, 27 de maio de 2010

uma pergunta para os leitores do DLQ

como está agora?

eu estava aqui, no meu recinto de trabalho, lembrando que há algum tempo, existiu um tal estatuto do desarmamento, que tinha como objetivo diminuir os índices de violência no país e ainda, deixar as armas nas mãos da polícia, e de alguns poucos sortudos, certo?

como está agora?

lendo uma reportagem, vi que um grupo assaltou uma casa em são josé dos pinhais - pr, e que em suas mãos estavam pistolas calibre .380 e .765. olha, eu não sou inteligente o suficiente, mas sei que uma .765 faz uma cabeça humana parecer um balão de festa estourando quando o tiro é dado a média distância. se usar a bala dum-dum, como se diz, aí não sobra miolo sobre miolo.

como está agora?

afinal de contas, desarmamos a população mas os bandidos não? ah sim, agora entendo o que querem dizer com segregação, com minorias - esqueceram justamente de desarmar os bandidos. pobres bandidos, sempre esquecidos pelo governo...

como está agora?

só para eu ter mais conhecimento sobre o assunto, convido qualquer pessoa, leitora ou não desse blog a me demonstrar estatísticamente que o desarmamento diminuiu os índices de criminalidade, e nem peço que seja no brasil, pode ser apenas em curitiba, por favor, pode ser? alguém me mostra que pelo menos, existe uma queda de 15% nos numeros totais de homicídio cometidos. ou então, que pelo menos 20% dos assaltos a mão armada não são mais praticados.

por favor?!

e insisto: como está agora?

me tiraram o direito de ter uma arma, mas permitem que os bandidos a tenham e apontem essa arma para a minha cabeça? "Essa contradição alguém me explica um dia" - Gabriel o Pensador.

como está agora?

bem, agora? agora eu não posso me defender pois sou proibido de ter uma arma. agora eu tenho que pagar e caro para dar um tiro num clube de tiro. agora, o governo está deita em berços explêndidos, brincando de cupidos de nações islâmicas e capitalistas, enquanto nós aqui, nesse brasil, tentamos sobreviver.

e aí, como está agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!