sexta-feira, 11 de junho de 2010

eu sou um jornalista babaca

conforme meus leitores já devem ter percebido, eu sou um jornalista babaca. e me torno mais babaca ainda quando tento entender alguma coisa.

sobre o acidente horrível que aconteceu ontem, existem algumas expeculações que eu gostaria de fazer. primeiro: existe um sistema nos ônibus em curitiba, principalmente nos ligeirinhos e nos bi-articulados, que impede que o veículo se mova, por conta da aceleração com as portas abertas. esse sistema é integrado aos freios em alguns casos, e em outros casos, existe uma trava no pedal do acelerador. é possível perceber que nos ônibus que utilizam esse sistema, que existe um botão no painel que sempre está com um lacre e em alguns casos um luz vermelha piscando.

a luz informa que o sistema está OK e o lacre deve ser violado em caso de mal funcionamento, provavelmente para anular o sistema nessa hora.

segundo depoimentos, o buzum saiu do tubo e iniciou sua rota de colisão.

vamos aos fatos, são aproximadamente 165 metros para rodar. o buzum, ainda segundo testemunhas ouvidas pelos jornais locais, levou algo entre 20 e 25 segundos. isso nos dá uma ideia de que a velocidade alcançada no momento do impacto devia ser de aproximados 30km/h.

culpa do motorista?

digamos que esses dados estejam certos (fui eu, um jornalista que fez as contas), é possível o motorista ter perdido o controle por competência própria? ou então, havia algo errado com o pedal do acelerador ou do freio?

um ônibus vazio pesa algo em torno de 20 toneladas, mesmo vazio, se acelerado, os freio podem realmente não ser suficientes, por isso normalmente alguns motoristas tiram o é do acelerado para freiar...

se eu pudesse, eu faria a primeira vistoria nesse pedal. e agradeceria ao motorista que deve ter tentando, mesmo que em vão frear, pois essa atitude pode ter ajudado a salvar muitas vidas...

ah, e tem ainda um equipamente chamado tacógrafo, que deve marcar informações também importantes...

é isso...

lamento a trajédia, meus sentimentos para as famílias dos mortos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!