sexta-feira, 30 de julho de 2010

o que aconteceu?

Durante algum tempo alguns deputados e outros políticos e ainda alguns representantes da sociedade, além de alguns outros que defendiam o famoso e tal desarmamento!

Mas, desarmamento de quem?

Tiraram todas as armas dos homens bons e de boa índole. Acabaram com o meu sonho de ter uma pistola .380 para poder ir a um clube de tiro e claro, em situações que espero que nunca ocorram, poder me defender.

Tiraram de mim esse direito.

Mas, desarmamento de quem?

Esqueceram de avisar os bandidos, né. Tem grupo que em São Paulo vai assaltar loja de som de carro com metralhadora. Tem gente que vai assaltar estação tubo usando uma pistola .9mm. OK, que legal... o estatuto do desarmamento me disse que os índices de violência iriam diminuir. Mas, mais uma vez foi enganado como um idiota, que bem devo ser.

É isso, hoje é sexta-feira e que medo...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Eu não tive a mesma sorte!

Confesso que nunca tive sorte ao usar o serviço 156 para estacionamento irregular. Moro em um bairro de Curitiba e minha rua começa e termina exatamente formando 1 quadra. É uma rua tranquila, pacata e boa de se viver. Aliás, é até a hora em que os motoristas muito educados resolvem para seus carros nessa velha e pacata rua.

Fica exatamente na esquina da rua Delegado Leopoldo Belzack com a rua Antonio Zeni.

Como a rua é estreita, normalmente passam 2 carros de forma tranquila. Mas quando estacionados, os carros inutilizam um lado e para transitar é preciso muita atenção pois do lado contrário pode vir um carro mais rápido e... ai que susto!

Anos atrás, a prefeitura num ato de benevolência ou algo assim, até pintou uma faixa amarela, apenas de um lado e também colocou uma placa, igual a placa que o Dudu cita: branca, com um círculo vermelho e uma faixa vermelha na diagonal e olha, tem um E (talvez de Estacionar) nela.

Isso realmente não basta. Os motoristas ignoram essa placa, até talvez por ser em um bairro e por lá, uma viatura da Diretran passar apenas para dizer que passou. Eu mesmo já liguei diversas vezes, mas nunca vi alguém ser multado ou então um carro ser guinchado.

É realmente ridículo! Os motoristas que param ali, simplesmente ignoram qualquer lei que os proíbam de fazer isso. É a triste resposta da impunidade. Se não há punição, porque deveríamos obedecer leis e sinalizações?

Eu concordo com o Dudu em certo ponto, pois deve partir de nós obedecer o que diz nossa legislação. Por outro lado, mesmo exercendo minha OBRIGAÇÃO de cidadão, nada aconteceu até hoje. É esperar para ver, no sábado, eu denunciarei novamente.

Mas, ainda sobre o 156, certa vez denunciei minha visinha, que sem qualquer tipo de documentação, construíu uma casa, de 3 pavimentos, apenas com os conhecimentos do "engenheiro" pedreiro que ela contratou. O cara é realmente bom, se mostrou bom, a casa ainda está de pé. Depois da denúncia, recebi uma visita dos fiscais, que além de não entenderem a denúncia, ainda acharam que era a casa onde eu moro a denunciada.

Ato falho, com certeza, mas na hora de corrigir, eles ainda fizeram o favor de dizer que o denunciante fui eu. Não que tenha problema, eu assumo, mas as pessoas que são denunciadas, quase sempre, não compreendem isso, e o clima fica meio ruim!

É isso!

Continuarei fazendo meu papel de cidadão! É mais uma obrigação minha na vida democrática!

Minha obrigação de cidadão!


Se você teve seu carro multado ou guinchado há umas duas semanas atrás por ter estacionado ele irregularmente na Rua Chile, entre a avenida Marechal Floriano e Des. Westphalen, só lamento. O culpado fui eu. Sim, eu mesmo. Mas não pensem que me arrependo. E nem tentem bola rum plano mirabolante para tentar tirar de mim o valor pago na multa ou na “guinchada” do seu carro. Fiz apenas o meu papel de cidadão. Aliás, papel que todos deviam cumprir.

Quando passei pelo local, surpreendentemente não encontrei trânsito algum. Estava tudo tranqüilo e os carros não encontravam maiores obstáculos para percorrerem seus trajetos. Mas, contudo, todavia e entretanto, diversos carros estavam estacionados onde antigamente era permitido (faixa da direita), mas que agora não permite que carros parem no local no período das 7h as 20h.

Não sei se as pessoas têm certa dificuldade em entender aquela placa que tem um “E” dentro de um círculo vermelho com uma barra cortando transversalmente a extensão da mencionada forma geométrica. Mas ela diz que no período citado na mesma placa (no caso, das 7h às 20h) as paradas no local só podem ser feitas para o desembarque de pessoas. Sei que a compreensão é difícil mesmo, mas vamos fazer esse exercício e tentar gravar isso na mente.

Aliás, placas de sinalização têm a magia de terem sido feitas para orientar ou determinar algo. Muita gente acha que elas atrapalham, mas não nasceram para isso e são bastante desprezadas. Malvadamente, ainda por cima. O que seríamos de nós se não fossem as “pirâmides” invertidas nos cruzamentos? (se bem que elas não eram tão eficientes e resolveram criar uma outra em bom português escrito PARE).

Retomando a linha de raciocínio após breve devaneio institucional. Se você teve o seu carro multado ou guinchado nesse dia... BEM FEITO. Já que o povo não tem noção do mal que faz ao não respeitar uma simples regra de trânsito, que pague pela sua irresponsabilidade. Se todos fizessem como eu (ligue para o 156 quando perceber um carro parado em local irregular) talvez o nosso trânsito não fosse a bosta que é.

Ei... mas não achem que a mijada é só para você, motorista infrator desconhecido de mim. Eu mesmo já fui um idiota. Parava em vagas especiais para idosos e deficientes (mais na de idosos) em estacionamentos pela cidade. Aos poucos larguei esse vício horroroso e fui diminuindo minha dependência. Primeiro larguei de parar nas vagas dos deficientes (isso sim era uma filhadaputice, afinal se os idosos podem ir de carro ao supermercado ou shopping, também podem caminhar), e depois larguei de parar nas vagas dos idosos.

Hoje não faço mais isso e adivinha? Sinto-me bem. Não tive cãibra por ter que andar alguns metros a mais e nem perdi tantos minutos da minha vida. E a vida segue... faça o mesmo. Respeite algumas regras simples que nos são impostas no dia a dia. Isso lhe dará o direito a exigir que os governantes, por exemplo, respeitem as leis do nosso país. Não julgue para não serdes julgado.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pisou... se ferrou!

Assim como quem apanhou não esquece, quem foi mal tratado também não. Promessa, quando feita, é para ser cumprida. Disse, já era. Quem lida com o jornalismo sabe bem como é. No jornal pode-se parar uma prensa, na internet pode-se editar o arquivo com facilidade. Mas na TV e no Rádio, meu irmão, já era. Não tem mais jeito.

Certo post atrás eu disse que não votaria no ex-prefeito de Curitiba Beto Richa, pois ele havia prometido que não concorreria ao governo do estado. Foi questionado na época sobre a possibilidade e com todas as letras ele disse que pretendia cumprir seu mandato até o fim. Mentira. Mentiroso. Se tivesse a decência de vir a público para pedir desculpas e dizer que as coisas mudaram de figura e que agora vislumbrava uma nova possibilidade, tudo bem. Mas não... nem isso. Comigo não violão.

Fiz toda essa introdução para dizer que tem mais gente por ai que não merece meu respeito e meu voto. Sempre fui muito mais ameno que meu companheiro de blog LG Gartner na hora de julgar o atual governo federal e sua candidata, Dilma Rouseff. Ele chuta o pau, eu vejo que muita coisa feita precisa ser louvada.

Mas a candidata e o presidente Lula têm pisado feio na bola. MUITO feio.

Alguém, um belo dia, inventou a legislação eleitoral. Ela é até certo ponto rígida com a propaganda irregular e em relação às campanhas fora de hora. Nos últimos meses a turma do PT tomou um caminhão de multa por fazer campanha quando não era permitido. Tudo bem, multinhas de R$ 5 mil (para eles, nada). Mas o problema é bem maior, evidentemente.

Como, em nome de Deus, alguém que vai comandar um país não consegue cumprir uma determinação extremamente básica como essa que proíbe campanha fora de hora? Que moral teriam eles de exigir que se cumpram um outro monte de leis vigentes no nosso país, se não tiveram a decência de fazê-los?

Não sei se parece uma visão meio simplista para vocês... e talvez seja mesmo. Mas sou assim, simples. Fácil de lidar. Pisou na bola uma vez, tranqüilo, duas... vá lá. Repetiu tantas vezes... já era. O meu voto tu não leva.

polêmico...

o que vou escrever aqui é para ser polêmico mesmo. e que assim seja.

no brasil, observamos com o passar dos anos o surgimento de novas e promissoras profissões. algumas nem tão promissoras assim, como o telemarketing, outras, um pouco mais promissoras, como os políticos.

mas uma dessas novas profissões precisa urgentemente ser aceita e regulamentada pelo governo federal: assaltante.

penso assim, é tanta gente que compra produtos roubados, que a melhor forma de combater isso seria formalizando a profissão. criaríamos um código de ética para o assaltante: ele pode assaltar, roubar, furtar, mas não pode matar nem mesmo fazer refens, pode ser? depois que ele exercer sua profissão, ele troca por drogas, ou vende ou faz o que bem entender, pode até mesmo enfi.... deix pra lá!

proponho isso pois nossa polícia não consegue mais combater esse tipo de crime. rouba-se de tudo: cigarros, comida, dinheiro, banco, sofá, refrigerantes, nossos impostos, até mesmo cuecas sujas no varal. é uma vergonha.

a polícia até tenta combater, mas é impossível ficar pegando bandido que a justiça insiste em soltar porque é um crime leve ou porque o sistema prisional vai torná-lo pior. o cara rouba, fica 2 semanas na jaula, paga umas cestas básicas ou uns muros lavas e pronto, logo está na rua.

enquanto isso, um pai de família que digire uma van que entrega cigarros é feito refen e carregado de lá para cá com uma arma (que é proibido o porte para todos menos os policiais e alguns outros) apontada para a cabeça.

então, deixemos de ser cretinos, já que comprar algo roubado é tão comum assim, vamos legalizar essa porra toda assim como querem fazer com a maconha, pode ser?

senhores deputados, ta aí uma ideia para a campanha...

semana devaneios...

prezado leitor, antes de continuar, leia: aqui

creio muito que a política no brasil precisa mudar urgentemente. desde pequeno ouço dizer que os políticos são nossos representantes e que estão lá para fazer por nós que eles fariam por eles mesmos.

em 32 anos, estou cansado de ouvir falar nessa baboseira ou cretinice de que os políticos são nossos representantes. eles não são: eles são apenas pessoas que nos criam ilusões e que defendem interesses próprios ou de grupos muito próximos. veja o exemplo do aborto, que ainda é proibido no brasil pela proximidade dos católicos e outros religiosos, que por sua vez são tão políticos quanto os governantes e por aí vai: acordo após acordo, troca de favor após troca de favor...

esse carinha da matéria me deixa mais preocupado ainda, não por ser morador de rua, pois até isso é digno ser no brasil, mas pelo fato de que ele deve ganhar. e o que ele irá fazer no seu mandato? ah sim, irá defender os moradores de rua, talvez criar uma bolsa travesseiro, ou então, uma bolsa marmita.. o que cada representente de uma parcela da sociedade faz quando chega no governo é justamente defender apenas e tão somento o que lhe diz respeito.

temos o "da torcida organizada", temos o "ze da farmacia", o "zé das primas", o do "xaxim" ou do "capão da imbuia" e tantos outros como a famosa "da latinha", que saiu de sua vida miseravel para o certo conforto e até agora, o que fez de interessante e bom para a sociedade? como catadora de latinha, ela tinha mais valia, na minha opinião.

esse tipo de matéria me assusta pois parece até feita para dar mais voto ainda para o candidato em questão.

por isso, esse ano farei uso de meus direitos democráticos de não ir votar. pagarei a multa. não encontrei ainda candidatos ou motivos suficientes para gastar energia, enfrentar fila e apertar teclas que fazem um pli-lililinnnnn depois. não, em 2010 não!

terça-feira, 27 de julho de 2010

talvez um devaneio

quando eu era pequeno, sim - já fui pequeno um dia... eu comecei a estudar no centro de curitiba, isso era mais ou menos em 1990. pegava o ônibus todos os dias no terminal do capão da imbuia e vinha para o centro. na época os ônibus não eram tão modernos quanto são hoje mas eu levava os mesmos 20 minutos não mais que isso.

hoje, passados 20 anos, estava reparando no trajeto e fiquei pensando em quanto nossa querida e provinciana curitiba já cresceu. o centro de curitiba, as 7 hora da manhã há 20 anos era um lugar sem gente. mal e porcamente víamos alunos de outras escolas e alguns poucos trabalhadores que caminhavam ou tomavam café nas lanchonetes que ainda não eram domínio dos orientais.

hoje, chegando no centro, as 7h30, já era possível ver um mundarel de gente, todos caminhando a passos apertados, talvez na expectativa de chegar logo ao seu posto de trabalho e assim poder produzir o do dia e garantir no final do mes aquele din-din para pagar as continhas...

20 anos se passaram, curitiba deixou de ter 800 mil habitantes para ter mais que o dobro, na verdade, em algumas contas, temos 3 vezes mais. os ônibus, antes cotocos, passaram por articulados, hoje temos os biarticulados e sempre os mesmos estão lotados nos horários de pico. no terminal, das 6 ou antes até umas 9 horas, é lotado.

são 20 anos, o mesmo trajeto mas as pessoas mudam todos os dias... a queridinha curitiba mudou. continua provinciana, mas apenas no comportamento, pois no físico, somos uma metrópole e temos todos os problemas e supostas soluções que uma cidade desse porte pode ter.

é engraçado, ouvia meu pai falar da curitiba da época dele e de como ela tinha mudado. pronto, um novo filme se passa em minha cabeça...

estranho...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vários clientes a menos!

Qual é a diferença prática em um bom e um péssimo atendimento?

A pergunta aparentemente é simples de se responder. Na verdade não só aparentemente. Ela É simples de se responder. Um sorriso, um obrigado e um por favor podem fazer milagres quando se fala na arte do “atender bem”. Faz toda a diferença. Atendendo bem você pode encantar, alegrar, cativar, fidelizar e, porque não (no papel de empresário) fazer o seu cliente gastar mais. Quem é feliz gasta mais.

Agora, qual é a dificuldade que as pessoas têm de entender isso? Não é difícil. Nem um pouco difícil. Não quero ter um “garçom melhor amigo”, mas quero ser atendido com eficiência, respeito, bom humor e agilidade. Quero alguém que saiba se portar e se comunicar.

Alguém pode querer defender que os atendentes (chamá-los-ei assim) dizendo que eles também têm problemas, família, amores mal-resolvidos, carnês do Ají da Aliança e que nem sempre é possível manter o ânimo. Mas, assim como qualidade na escrita para o jornalista, habilidades culinárias para os cozinheiros (alô ministro do STF, sem referências e comparações ok?), o atendimento é a ferramenta de garçons, por exemplo.

Trabalhar no domingo é foda, mas é foda para todo mundo que trabalha. Eu trabalho ora bolas. Que nem um cavalo, às vezes. Mas o papá da patroa esta garantido no fim do mês mesmo que ela deixe de ajudar nos provimentos. E, para consegui-lo, tento trabalhar da maneira mais positiva possível. E mais feliz possível.

Um atendimento mau feito é capaz de estragar uma relação que antes era harmoniosa. Lógico que outros itens contribuem muito para que isso aconteça, como péssima qualidade do produto ofertado, mas atendimento é decisivo.

Ontem (domingo) encerrei minha relação com o Casa di Bel@. Admirava muito o local, tanto pela maneira inovadora (na época) e acolhedora com que se apresentou ao mundo, quando pelo atendimento e pelos produtos ofertados. Neste domingo, num somatório de tudo de ruim que podia acontecer, tive minha última experiência nesta casa.

Comida ruim (fria e feita nas coxas), preços altíssimos para qualquer padrão e atendimento horroroso. Pela primeira vez na minha vida me neguei a pagar os 10%. Mesmo quando acabei sendo mal atendimento em outros locais, não deixei de pagar. Dessa vez não. Seria um desaforo. Chegamos ao ponto de levantar e ir ao balcão para fazer pedidos e cobrar pela demora.

A casa estava vazia (começo a entender porque) e alguns garçons perdiam minutos preciosos proseando com conhecidos, enquanto cãibras doíam nos nossos braços levantados. Para ajudar, dois dos aperitivos que solicitamos estavam ironicamente em falta.

Sou bem simples e prático. E apesar de ruim para alguma coisas, para outras minha memória é EXCELENTE. Levei “visitas” (parentes da minha mulher passeando por aqui) para conhecer o Casa di Bel@ e passei vergonha. Atendimento ruim, comida ruim, preços altos. Acham que o pessoal gostou?

Passei vergonha definitivamente e não recomendo e não ponho meus pés naquele lugar nunca mais.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

vamos fazer uma aposta?

uma reportagem da rpc, na internet da conta de um desmatamento ilegal, na região dos campos gerais aqui no paraná. pelo menos, 1000 pinheiros foram cortados.

leia: http://migre.me/ZyAD

eu aposto que esses 500 mil reais citados como possível multa, jamais serão pagos... nunca...

é besteira, infelizmente a polícia fez a parte dela, e merece crédito por isso, mas também infelizmente, crime ambiental no brasil é como homicídio, com um advogado meia boca, tudo dá certo...

é ver para crer...

promoção

já que o tema nunca sai de moda, vamos a promoção do ano: presidente!

estamos na fase das promoções. assim como em algumas lojas, na política as promoções estão em alta. é muito por pouco, muita proposta e muitas soluções por apenas 1 voto.

trem bala, trem chicletes, portos, aeroportos, copa do mundo, olimpíadas - além dos clássicos - educação, saúde digna, segurança pública eficiente, crescimento sustentado, juros baixos, crédito facilitado e tudo mais que estamos cansados de saber e mesmo assim, a grande maioria define...

não faltam candidatos com propostas. e cada uma, melhor que a outra!

propostas são sempre bem vindas, mas e as ações?

uma dica mercadológica: se você se dispor e gastar mais gasolina, analisando as promoções e nos casos específicos, comprando apenas as promoções, você verá que o custo da gasolina, pneus e manutenção será diluído na economia nos preços. um mercado vende qualquer coisa em promoção, certo? pode ter certeza que em outro mercado, talvez mais longe de sua casa, esse produto estará no mesmo preço ou até mais barato!

e você, aproveitou a promoção?

ao longo dos anos, percebo que meu pai, além de gostar de passear por mercados, tem economizado e muito, apenas comparando os custos. ele vai no big, depois no walmart, no condor, no extra e olha lá, são muitas sacolas de diversos mercados e, em algumas vezes, miseros centavos e em outras, vários reais de diferença! ele é mão de vaca, mas sabe bem o quanto teve que trabalhar para poder viver hoje!

tomara que ele também saiba pesquisar na hora de ir votar. temos candidatos que já se mostraram ineficientes.

as promoções são maravilhosas, vote nesse e ganhe isso. vote naquele e ganhe aquilo.

teremos que escolher, afinal de contas, o voto é democrático mais obrigatório. então se possível, vamos analisar as promoções que temos e tentar assim, definir um futuro mais concreto para nosso grande país!

e não acredito no 3 pelo preço de 2, tá... na verdade, normalmente estamos pagando 4...

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Mentira escancarada. Muda mundo!

Minha gente. Acho que as vezes me torno repetitivo em algumas colocações e posicionamentos, mas a canalhice salta diante de meus olhos diariamente. Não posso ficar calado. Quem sabe se de tanto eu falar, alguém compra essa idéia e me ajuda a fazer alguma coisa para acabar com os abusos cometidos por alguns empresários.

Hoje fui nas Lojas Americanas da praça Carlos Gomes. Sei que eles estão fazendo saldões no site e nas lojas físicas, pois recebo vários emails sobre o assunto diariamente. Após o almoço, fui dar uma esticada até lá para ver se algo me apetecia e também para comprar um pouquinho de glicose (em forma de BIS dessa vez).

Eis que as grandes promoções da mencionada loja não traziam muita coisa útil, mas duas em especial me chamaram a atenção. Não por serem sensacionais e que me gerassem uma economia considerável. Mas porque as ofertar anunciadas com um enorme “SÓ HOJE” existem há semanas e certamente continuarão pelos próximos dias. Quem vai ao local todos os dias sabe que eles vendem 4 caixas de BIS por 10,99 há meses. Hoje esta mesma promoção ganhava ainda mais destaque com um “SÓ HOJE”.

O jeito como me chamam de burro me incomoda demais. Somos feitos de burros diariamente por várias pessoas, mas umas situações incomodam muito mais que as outras. Eu sei, por exemplo, que cobrar R$ 2,99 por uma caixa de BIS não é nada espetacular. Aliás, pelo contrário. O chocolate é facilmente encontrado com preços menores. Mas tentar enganar o povo manipulando informações e imagens para aumentar ganhos é repulsivo.

E não achem minha “denúncia” irrelevante. Não é o “fim” que me preocupa, mas o ato em si. Possivelmente alguém vai ficar feliz de comprar essa promoção. A empresa vende mais, o consumidor tem a falsa sensação de economia e o mundo segue.

Mas, porra, para que MENTIR? Isso é baixo. É revoltante. Não consigo conceber um mundo de mudanças se não mudarmos nós mesmos. Desviar comida doada para famílias carentes é revoltante (leia mais nos posts abaixo), mas viver de enganar os outros para obter vantagens também é.

Muda mundo... MUDA de uma vez! Até quando vamos esperar? Quando é que alguém vai desafiar o "sistema"? Alô políticos! Chega de dar nome para as ruas e fazer algo pelos cidadãos manipuláveis da nossa cidade. Ah é? Vocês querem que eles continuam sendo manipulados? É... aí não tem jeito.

radares e outros...

hoje pela manhã minha chefe colocou em seu twitter um texto sobre os 140 radares e que eles estarão funcionando até o mês de setembro. eu, desde que comprei meu primeiro celular com GPS, não me preocupo mais com isso - 200 metros antes de chegar no radar o GPS já me avisa, se em vermelho, estou rápido demais, se em verde, posso continuar...

os radares são verdadeiros caça-níqueis, não é mesmo? a grana que a prefeitura arrecada com eles é imensa e nem sequer sabemos para que é utilizado esse dinheiro todo. mas eu penso que mais uma vez mostramos nossa cretinice enquanto seres humanos. veja o exemplo: os impostos!

tem como deixar de pagar um imposto? até tem, mas vamos pagar caro depois.

com os radares, é mais fácil, afinal de contas, está em nossas mãos acabar com essa arrecadação. é simples e fácil - basta andarmos nos limites de velocidade, certo? ou então, não fazer curvas proibídas ou parar em cima da faixa de pedestres.

vamos tentar pelo menos?

se a placa diz 60, é 60, não 60+10% para fugir da multa. é 60 km/h e você deve se obrigar a andar nos 60 até porque isso é uma lei.

lei? você sabe o que é uma lei?

não, então tá tudo perdido mesmo... mas se sabe, então tu respeita?

é, o bicho homem as vezes vale menos que uma larva de mosca...

quarta-feira, 21 de julho de 2010

lixo do planeta² - by lg

complementando o post do dudu, gostaria de questionar se quem lê esse blog já percebeu a capacidade que o ser humano tem de criticar e ao mesmo tempo copiar comportamentos adquiridos por outras pessoas.

o dudu toca num assunto muito sério e que merece toda atenção, principalmente no ano que estamos próximos de escolher o que será dos 8 próximos anos. afinal de contas, quem ganhar para presidênte e em muitos casos para governador, já entra com cabeça para o futuro.

membros de uma corporação como o corpo de bombeiros não deveriam fazer o que fizeram, ou seja, supostamente desviar donativos - escrevo supostamente pois não consigo aceitar o fato de que eles realmente terem feito isso.

se fizeram, ganho força na ideia de que em algumas circunstâncias copiamos o que tanto criticamos. durante muitos anos, critiquei quem fumava e onde estou hoje, fumando, mesmo que pouco, mas fumando. durante muitos anos critiquei quem bebia e hoje ainda critico, mas hoje, já não bebo mais.

desde que, politicamente, me entendo por gente, critico a forma como a política é operada no brasil - troca de favores, interesses, até mesmo os mensalõs. mas, será que quando meu projeto 12 chegar as vias de fato, poderei fazer algo contra? o papel institucional da política já está nos escalões mais altos de todo o processo. basicamente, não se entre sem estar no jogo!

copiar esses atos é de uma hipocresia muito grande, mas e não copiá-los, principalmente numa situação difícil como essa causada pela chuva, é possível?

desde bebês, nós seres humanos assim como muitos outros animais, na minha opinião até mais racionais que a gente, copiamos os atos de alguém - pai, mãe, avô, avó... sempre... se não fossemos domesticados, provavelmente estaríamos caçando para viver, mas como dizes que somos superiores, criamos em confinamento nosso alimento, para justamente poder demonstrar dominancia.

equipes de resgate precisam lidar com os estragos, os escombros, mortes, ferimentos e muito mais coisas e cheiros que talvez não seja possível imaginar. para eles, controlar uma multidão com fome e frio, por exemplo, torna-se uma engrenagem de dominação e aí, mermão, não tem o que fazer.

o escroto da humanidade é justamente essa capacidade de querer e efetivamente conseguir dominar alguém, mesmo que seja seu filho ou seu pet (aquele cachorrinho ou gatinho que você tem em casa e chama de filho).

desviar os donativos nada mais é que copiar os comportamentos dos que nos dominam, ou estou errado?

nossos impostos pagam comidas gostosas, bebidas, carros, gasolina, ternos, moradia e ainda os salários de todos os políticos - executivo e legislativo e ainda, pagam tudo o que o judiciário cobra para, em alguns casos, não ter ferramentas para punir...

o dudu tocou num assunto sério e importante: o que queremos de exemplo para os nossos filhos? isso que aí está?

eu não... meus filhos sabem que se mentir, será castigado. meus filhos sabem o quanto custam as coisas e dão valor a elas. meus filhos sabem que bater no coleguinha não resolve o problema, mas uma conversa sim. meus filhos sabem que seus pais não roubam, não matam e não passam a perna em ninguém.

meu projeto nessa vida é esse, formar homens dignos que possuam o princípio da verdade e a dignidade de ser um ser humano. até agora, estou conseguindo!

e seja você ateu, católico, mórmon, protestante ou o que quer que seja, pense, seu comportamente é um reflexo do que foi adquirido, mas isso não serve como desculpa para você não ser melhor do que é!

muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente, a gente muda o mundo com a mudança da mente!!! (trecho de Gabriel, O Pensador)

e para finalizar, todos querem salvar o planeta, mas poucos aceitam lavar a louça. pense nisso, está em você a mudança disso tudo!!!

O lixo do planeta!

Eu tenho nojo de nós mesmos. Já falei isso algumas vezes por aqui, mas a cada nova confirmação me vejo obrigado a vir novamente neste espaço para dizer que tenho nojo dos seres humanos. Digo isso certo de que só vai se ofender quem vestir a carapuça vil e asquerosa que acompanha atitudes com as que vou relatar a seguir.

Assim como aconteceu nos desastres naturais de Santa Catarina anos atrás, a cegueira da cobiça voltou a agir em nova calamidade provocada pelas chuvas. O blog do Noblat traz denúncias sobre o desvio de donativos enviados para o sofrido povo de Alagoas, terra castigada por enchentes devastadoras.

Em SC, o desvio (e, pasmem, revenda dos donativos) era comandados por “empresários” e “comerciantes” sem o mínimo de escrúpulos . Em Alagoas, a prática é arquitetada e executada por aqueles em quem confiamos na hora do desespero. Bombeiros estão sendo acusados de desviar e se apropriar de alimentos e objetos enviados aos necessitados. Escolhiam o que lhes interessava (para uso ou revenda) e mandavam os restos para a doação.

Restos que, certamente, mesmo sendo restos, chegariam em ótima hora para as pessoas.

O que se passa meu Deus? O que passa na cabeça de porcos?

Obviamente não passa pelas suas cabeças, mas esse absurdo gera prejuízos muito maiores do que simplesmente evitar que os donativos cheguem ao seu destino. Ele frustra e impede – por intermédio da desconfiança e da incerteza – que pessoas de bem façam novas doações. Porque eu doaria, se sei que essa contribuição não chegará àqueles que precisam.

Esse crime não deveria ser punido como uma contravenção, um golpe. Mas sim como um crime contra a humanidade. Um crime hediondo. Porque não tentativa de homicídio? Pessoas podem, sim, acabar morrendo caso não recebam essa ajuda.

Até quando seremos, seres humanos, o lixo no planeta? O que nos dá o direito de reclamar de um político corrupto, se somos um poço de corrupção individual?

Em outubro, na hora de votar, não pense só em votar consciente. Seja CONSCIENTE antes de mais nada. Mude você, para depois tentar mudar o mundo.

terça-feira, 20 de julho de 2010

uma pergunta... como sempre...

ontem, já que minha televisão do quarto queimou e fico mais tempo lá do que em outro cômodo, estava tentando assistir alguns vídeos e achei um interessante que falava sobre um túnel de muitos quilômetros que estão construindo nos EUA, na região da califórnia - muito próximo a uma falha no solo e uma região de muitos terremotos.

fiquei pensando no quanto o homem tem a capacidade de fazer coisas tão grandes...

mas, a pergunta é: e no brasil?

será que se tivessemos uma demanda de consumo de água teríamos condições técnicas e econômicas de realizar tal feito? me pergunto isso pois vivo num brasil que apresenta estradas mal conservadas, poucas linhas de trem, e quase nenhuma infraestrutura decente para crescer os 7% esperados para o futuro.

fazendo uma análise muito leviana, é possível perceber que diversas regiões do brasil estão se tornando industrializadas. empregos estão surgindo e a economia está aquecendo... mas será que os produtos de todo esse crescimento vão continuar viajando de caminhão por estradas esburacadas?

mesmo levando em conta a demagogia dos candidatos a presidente quando eles falam sobre melhorar essa infraestrutura, será que temos dinheiro e capacidade técnica para fazer um asfalto que realmente dure 30 anos? ou então, será que conseguimos construir o segundo acesso a paranaguá de trem, que em partes já está pronto?

ou então, será que vamos efetivamente construir a terceira pista do aeroporto Afonso Pena e assim conseguir operar ele realmente "internacional"!

é isso que eu me pergunto: será que agora vai?

desejo e espero que sim. e no que precisar de telecomunicações, o que vos escreve está inclusive voltando para o banco escolar para buscar uma segunda profissão. vamos tentar e conseguir levantar esse país, certo?

xiiiiii!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Manhã de sábado!

Podem me execrar, mas o que direi agora é a mais pura realidade, embora pareça cruel demais para qualquer ser humano. Sábado passado eu assisti a boa parte do programa da Xuxa. É verdade, assisti mesmo. E pior. Não me arrependi. Isto, claro, por um motivo, nem de longe relacionado à apresentadora polaca.

O que me fisgou foi um quadro que contou com a presença dos humoristas Nelson Freitas e Fabiana Karla, ambos do Zorra Total. Ele faz o papel de um corno e ela é a gordinha do “Isto póóóóde”. O bacana do quadro não foram as tiradas humorísticas de cada um deles, mas o fato da produção apresentar para ambos, cara a cara, olho no olho, pessoas que por algum motivo fizeram ou fazem parte de suas vidas.

Pessoas que por vezes tiveram (ou têm) importância em nossas vidas, mas que por alguma razão não lhes damos o merecido reconhecimento. Por exemplo, a secretária da ginecologista ou o porteiro de algum lugar. Dois dos “amigos invisíveis” me chamaram muito a atenção, um de cada lado.

Pelo lado de Fabiana a produção buscou, pelo que entendi, aquela que seria uma das primeiras professoras de teatro da humorista. Ela foi quem a ajudou a dar os primeiros passos na arte da interpretação e do humor. O encontro foi emocionante. Já o Nelson reencontrou um companheiro de muito antigamente, quando servira na Marinha. Esse que vos fala, coração de pedra, se emocionou junto.

Num mundo de falsidade é difícil reconhecer lágrimas sinceras de quem quer que seja. Mas aquelas que vi num sábado de manhã (pasmem, no programa da Xuxa) quase fizeram rolar gotas semelhantes pelo meu rosto. Foi muito bacana.

domingo, 18 de julho de 2010

denuncie mesmo!!!

se você também fizer como esse brasileiro faz, a coisa começa a mudar!!!

">

Obrigado a esse brasileiro por ter nos aletardo. qualquer camera pode nos ajudar. seja denuncia contra o psdb ou o pt ou qualquer outro...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

é tão básico... que as vezes esquecemos...

vou começar meu post perguntando: quando você está em casa e um carteiro, por engano dele ou do remetente entrega uma carta que não é destinada a você ou a qualquer pessoa de sua casa, o que você faz? de duas uma, ou você destroi a carta, o que pode ser considerado crime ou então, espera o carteiro e devolve para ele, certo?

enfim, escrevo isso pois o mais básico dos básicos de se utilizar um e-mail tem sido esquecido por muitos: segurança.

eu, por conta de uma mania que tenho, tenho mais de 10 contas de e-mail. uso apenas 2, mas mesmo assim, a cada mês ou dois meses, entro nas tantas contas de e-mail que tenho justamente para observar as tentativas de fralde.

por exemplo, nunca tive conta no bradesco, mas mesmo assim recebo um e-mail, que é extremamente parecido com um original pedindo para que eu clique em um link específico para atualizar o meu cadastro.

em nome da experiência adquirida, eu já cliquei. nesse do bradesco, nos do itaú, do banco do brasil e tantos outros. é tudo a mesma coisa, aparece uma página de erro e minha máquina começa a ficar lenda, dar erro e lá vai meu notebook para mais uma formatação... não existe como ser diferente.

embora essa entidades que citei acima estarem antenadas e avisarem seus clientes de que eles não enviam e-mails não solicitados, ainda mais pedindo confirmação de dados, essa fralde engana mais do que o esperado e aceito. muitas pessoas tem suas máquinas transformadas em repositório para imagens de pedofilia e outros materiais ilícitos sem ao menos saber. e pior, eles poderiam evitar.

outro truque básico que muito caem: "Veja as fotos da Mércia" ou então "Fulano de Tal pelado", "não sei quem transando"... são todos truques que pegam troxas de plantão. é só clicar e se ferrar...

e se você costuma receber de algum amigo mensagens com títulos iguais aos citados ou ainda com títulos como "nosso encontro ontem vazou na internet", antes de abrir, pense: você realmente saiu com alguém ontem?

e mesmo mensagens que parecem ter vindo de alguém conhecido pode ser uma armadilha. servidores como o hotmail, são invadidos por computadores robôs, que replicam mensagens a pessoas de sua lista de contatos. como aparece seu nome, essas pessoas podem até abrir essa mensagem e aí, acabou, a coisa vai proliferar.

uma dica?

quando receber uma mensagem, antes de abrí-la, perceba o quanto o título dessa mensagem é lógico com referência ao destinatário. você tem conta no BB? se tem, deixe a mensagem lá, ligue para o 0800 do BB e denuncie. faça o mesmo para os outros bancos.

você não saiu de casa ontem? não se preocupe com o que vazou na rede, não tem nada a ver com você...

quer mais uma dica?

faça uma senha consistente: 8 caracteres - um exemplo (tirando as aspas): "Xu%d@13+".

é isso, galera, como não podemos devolver para o carteiro as mensagens que não são para nós, o mais importante é tomar cuidado, sem abrir mensagem que não sabemos do que tratam...

quinta-feira, 15 de julho de 2010

A conferir..

Será uma volta? Espero que sim. Para ficar? Torço para que sim.

Quando é que algum político vai ter colhões para resolver de uma vez por todas os problemas do litoral paranaense? Minha família tem um imóvel em Matinhos há uns 15 anos... e freqüento o nosso litoral desde que me conheço por gente. E durante todo esse tempo cansei de ver propostas mirabolantes, planos ambiciosos e muitos políticos ganharem cargos prometendo resolver, desde o problema dos calçadões destruídos, até problemas de saneamento básico e infraestrutura turística.

E o que foi feito nesse período todo? Porcaria nenhuma.

Não adianta argumentar que as constantes faltas de água diminuíram ou que o esgoto agora chega a meia dúzia de casas em toda a nossa faixa litorânea. Balela. Isso é obrigação de qualquer governo que se preze. Ano passado apresentaram um projeto fantástico de engorda da orla. Fizeram até uma animação de como ficariam nossas praias, com faixas de areia mais extensas, calçamento, flores e mobiliários. Hoje continua tudo exatamente do mesmo jeito.

A morte de uma professora da PUC nos últimos dias mostrou que os problemas vão muito além. Problemas já escancarados com a tragédia do Morro do Boi, mas que nem assim conseguiram sensibilizar os governantes. Dos prefeitos e vereadores do litoral em não espero absolutamente NADA. Já vimos que independente das suas filosofias políticas ou correntes ideológicas, não fazer nada pelos municípios é parte dos seus “trabalhos”.

Anualmente perdemos chances preciosas de manter os paranaenses por aqui, mas para grande parte deles litoral mesmo é o de Santa Catarina. Não é difícil ver alguém falando que “tá indo para a praia” se referindo a São Francisco do Sul, Itapema e Camboriú.

Nosso litoral perde, é verdade, no quesito beleza do mar. Por uma infelicidade geológica não temos um mar azul como o de nossos vizinhos. O que fazer então? Oferecer o mínimo de infraestrutura para atrair os turistas com outros encantos. Uma cidade que funcione, que seja segura e que tenha eventos de interesse popular.

Que se planeje alço concreto. Exemplos bem sucedidos não faltam pelo mundo. Investimento é tudo. Que se gaste menos em uma série de coisas inúteis e que se pense no litoral como uma maneira de ter retorno financeiro. Afinal com o fluxo de turistas, inevitavelmente o dinheiro investido retorna para os cofres públicos.

Ou pelo menos que se tenha vergonha na cara de dar segurança à população que mora lá e aos visitantes de fim de semana ou de férias. Ou então a decência de fazer um calçadão que não se desmanche a cada marola. Para que os aposentados ou veranistas possam ao menos caminhar olhando o mar e não ter que ficar desviando a cada vergalhão assassino que brota do concreto escondido entre o mato alto.

Quem será o político da vez a se eleger com base em promessas mirabolantes e nenhuma ação efetiva para salvar o nosso litoral do esquecimento em que viveu durante toda sua existência? A conferir...

autocensura

ontem publiquei um texto e foi só por alguns minutos. logo depois, uma grande pessoa que por minha sorte é uma amiga me passou algumas considerações que me ajudaram a repensar e em pouco tempo retirar o texto do ar.

nesse texto eu citei nomes e criei uma crítica ácida demais, mesmo na minha leitura, ao conteúdo envolvido. bem, eu posso até ser crítico, mas não posso ser burro o suficiente para criar problemas para eu mesmo, a não ser, que sejam assuntos relacionados a minha pessoa. afinal, se ninguém quer lavar a louça mas todos querem salvar o mundo, eu prefiro lavar a minha louça e que o mundo se exploda.

somos uma sociedade moderna de instintos individuais. poucos querem saber de ações coletivas efetivas que possam gerar qualquer tipo de mudança. vivemos uma moda de várias modinhas: campanha do agasalho, campanha do doe blusas velhas, campanha da instituição tal, da outra e de outra e ainda as ligações pedindo doações e tudo mais... tem ainda aqueles nos ônibus, cada um com uma história mais pitoresca do que a outra.

srs. e sras., eu cometi um erro, tentei corrigir a tempo e cá estou, de volta, tomando os cuidados que devo tomar para não atropelar o cavalo com a carroça, e também, para não me comprometer por uma sociedade que não quer qualquer compromisso, mesmo que seja com a verdade ou com o projeto de um futuro melhor...

quero aproveitar para agradecer a todos os que passam por aqui, que fazem comentários e ainda mais aos toque que a sabrina me deu e que algumas outras pessoas também fazem...

e só para atualizar: CURITIBA: MUITO FRIO! COM O CÉU CINZA... eita inverno!

terça-feira, 13 de julho de 2010

são todos bonzinhos...

caro leitor, se puder me explique pois está ficando cada dia mais difícil de eu entender algumas coisas. hoje ao ler uma matéria sobre a Liquida Curitiba, observei uma foto de uma loja onde uma camisa era oferecida de 55 reais por apenas 29,90.Veja aqui

e é exatamente o que eu preciso entender. um lojista ou comerciante, seja de qual ramo for, precisa no mínimo ganhar dinheiro para pagar suas contas - água, luz, telefone, aluguel, impostos e capital de giro, funcionários, encargos trabalhistas e claro, o lucro real no final do mês.

e aí, eu me pergunto: de 55 por 29,90, é um desconto de 45,63%, certo?

vamos lá: quem pode se dar ao luxo de dar 45,63% de desconto num produto levando em conta todos os impostos e tudo que eu já comentei acima?

tem algo de errado. ou o desconto é sobre um preço nunca praticado, criado apenas para que se pareça uma real promoção, ou então, o preço que alguns otários pagaram fora da promoção é tão absurdo quanto a prática desse comércio imbecíl.

mas isso se concretiza uma prática comum em curitiba. se você pegar produtos em promoção, é fácil encontrar em outra loja pelo mesmo preço ou ainda mais barato, e na própria internet a coisa pode estar mais barata mesmo.

aqui, nessa cidade, não falarei de outras pois nao vivo em outras, a coisa funciona assim: antes de fazer uma promoçao que vai dar 50% de desconto, o valor do produto aumenta no mínimo uns 40%, assim, teremos apenas os 10%, certo?

aqui, a gasolina custa mais, por puro interesse do dono do posto. o pastel custa caro porque as pessoas compram sem questionar. as promoções de supermercados são enganosas, mas as pessas fazem fila e bringam para comprar... vá comprar um imóvel e veja o quanto custa: em média 2 mil reais o m² - mesmo que para construir, o metro quadrado custe algo em torno de mil reais o m² - mas ainda assim, o FGTS dos troxas paga 100% lucro... e assim, vamos tocando...

eu, particularmente, só acreditarei nessas promoções, o dia em que eu ver uma planilha que me demonstre efetivamente que toda a cadeia produtiva vai perder dinheiro (ou melhor, deixar de ganhar tanto): fabricantes, atravessadores, distribuidores, atacadistas, varejistas, consumidores.

fora isso, quero que o comércio aprenda a me tratar com respeito!

uma ultima pergunta: você abriria um negócio para ter um lucro de 5%, 10% ou até mesmo 20%? eles também não!!!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

acabou... agora, não se fala em outra coisa...

a copa do mundo finalmente acabou. para os brasileiros já tinha acabado (para mim felizmente), bem antes. mas o fato é que 2014 está em todas as manchetes e tudo mais. afinal de contas, se esse ano a copa foi realizada num país tido como pobre ou desigual, em 2014 não será diferente.

não se fala em outra coisa. a começar pela porta de entrada dos estrangeiros, os aeroportos no brasil já não atendem a demanda exigida para os voos domésticos. mas isso tem uma explicação lógica, pelo menos lógica para mim: porque investir nesses aeroportos se na verdade a demanda só se mostra em datas ou proximos a datas como o natal e o ano novo? no restante, até que dá para usar...

para que gastar dinheiro com o que está bom? alias, e melhor gastar o dinheiro que tem sobrando para pagar os bolsas - escola, família, gás...

a copa do mundo de 2014 será realizada num país que tem grandes índices: corrupção, violência, mortalidade pelo descaso público, cidades altamente violentas e ainda, o maior juro praticado do mundo. é importante que o gringo venha, mas ele tem que trazer dinheiro certinho: se trouxer demais, será assaltado, se trouxer de menos será assaltado também - só muda o bandido!

não se fala em outra coisa, o atlético paranaense quer dinheiro do governo para ser sede de alguns jogos de 3ª linha, tipo estônia e lunáticos assassinos... e eu quero que o governo não dê esse dinheiro, a não ser, que seja para unir todos os times, suas torcidas e construir uma mega arena para qualquer time poder usar, é possível?

enfim, não se fala de outra coisa senão essa maldita copa do mundo de 2014...

pelo menos, por 4 anos, falar, falar e falar vai ser fácil... o duro vai ser estar no país em 2014...

viva a espanha...

sexta-feira, 9 de julho de 2010

china, china, china...

ontem conversando com minha irmã, que ficou impressionada em saber o nível de produção e de comercialização da china, ficamos admirados com os potenciais daquele país.

quando você for ao supermercado hoje ou no final de semana, ao escolher um produto, procure nos lugares mais escondidos da caixa, uma inscrição: Made in China. Você pode se surpreender.

os chineses, que oficialmente vivem num sistema comunista, aproveitam bastante hoje os louros do capitalismo. e não só do capitalismo norte-americano, mas sim, da necessidade de consumo de todo o mundo.

lá na china se produz tudo o que se possa imaginar: carros, motos, lápis, canetas, brinquedos de qualquer tipo, pratos, vidros, louças de mesa, garfos, facas, computadores, notebooks, netbooks, celulares... ufa... ah sim, vuvuzelas dos infernos, cornetas, brandeirinhas do brasil de plástico com o tom de verde errado, roupas, sapatos, tênis...

então, resume o nobre... somos hoje reféns da china. afinal de contas, para manter o consumo de certos produtos apenas no brasil, não teríamos indústrias capazes. nem indústria, nem mão de obra, muito mesmo tecnologia instalada para isso.

a china é um trator do desenvolvimento! se existe problema com o lixo do homem, a china é parte desse problema, pois produz boa parte do lixo.

mas o que parece o paraíso, na verdade, não era, mas vai se tornar. alguns dados demonstram que o poder de compra do chines está aumentando e isso significa que para 1 bilhão de chineses comprar, a industria terá que se voltar ao mercado interno. mas o chines não quer comprar brinquedos que quebram na primeira hora, dia ou semana.

então, talvez eles façam coisas boas para eles e ruins para o resto do mundo... eu faria assim...

enfim, serve o modelo para o brasil. se quer crescer, tem que pensar grande. se somos um país agrícola, está bem, temos uma carta na manda, mas é preciso mais investimentos. temos que produzir.

temos que parar com essa história de trancar a produção para assistir um jogo da seleção. temos que desenvovler indústrias que poluam pouco e produzam muito, temos que exportar bens de valor agregado ao inves de ficarmos felizes de exportar os grãos de soja ou o minério de ferro. temos que vender subprodutos da soja e o aço pronto.

é assim que se avança, brasil, acorda brasil!!!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

mais uma ridícula do ridículo pt

o partido dos ex-trabalhadores, agoras ricos como porcos está mais uma vez de parabéns!

a ultima ideia é no mínimo sensacional. já sabemos todos que o lula foi o melhor presidente antes nunca visto no brasil, e que graças a ele somos hoje a maior potência do planeta, o único país da américa latina que cresce a taxas maiores que 5% a.a., que temos a melhor educação básica e universitária do sistema solar, e também o melhor sistema de saúde da via láctea (inclusive copiado pelo presidente do EUA), sem falar na segurança pública e na vida dos aposentados, cada ano mais respeitados pelo governo, certo?

pois bem, para arrecadar ainda mais dinheiro, como se o que tem não fosse o suficiente, vejam vocês o que o pt está pensando em fazer: http://migre.me/Vhts

quem diria, né... é, lula deve mesmo ter aprendido com alguém, conheço um personagem que até hoje vende foto, boneco, estátua e tudo mais. e esse personagem, no tempo dele, tinha feito coisas que nunca antes tinham sido vistas na história do planeta terra!

eita jesus, tu tá sendo copiado, heim...

e viva nosso novo jesus... o lula-lá!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

1 x 0

me perdoem, mas as igrejas, católicas, evanélicas e o escambau perderam uma.

foi aprovada a emenda que prevê o divórcio direto. agora, homens e mulheres que decidirem pelo divórcio, mesmo que eu não concorde, já podem se casar novamente no dia seguinte.

parabéns a um cara chamado demóstenes torres, que trabalho para essaa aprovação. os deputados e senadores parecem estar correndo para aprovar alguns trecos, e uma das emendas aprovadas foi essa.

ele, demóstenes e os demais 48 que votaram a favor estão de parabéns, aos poucos, se moderniza a vida do brasileiro. falta muito ainda, mas pelo menos essa batalha foi vencida.

gostem as igrejas ou não, foi 1 x 0 para o cidadão!

monopólio da mídia no brasil

antes de ler o que escrevo abaixo, por favor, nobre leitor, leia a matéria: http://migre.me/V0eu(pode clicar, fui eu mesmo que criei o link, tá valendo)

Leu?

pois bem, eu gostaria de citar o trecho final, no ultimo parágrafo: "Na manhã desta segunda-feira (5), o PT havia registrado o programa de governo da candidata Dilma Rousseff que propunha, entre outros pontos, o combate ao “monopólio da mídia”. No início da noite, porém, o PT voltou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), retirou o texto e apresentou nova redação, da qual foram subtraídos pontos polêmicos, inclusive o do “combate ao monopólio da mídia”."

é isso que a gente pode aguardar! a globo está sempre na frente, ela é a numero 1 - toda poderosa. até mesmo o pt ela consegue mandar e claro, fará de tudo para ter a maldita dilma plastiquinha no pode, pois agora, ela - dilma plastiquinha - não fará mais nada contra o monopólio da mídia no brasil.

ninguém efetivamente fará nada. apenas nós, usuários é que podemos fazer. desligar a televisão ou trocar de canal é uma das formas mais eficientes de fazer algo.

se a globo hoje está bombardeando o uol e qualquer outro veículo é justamente porque o controle remoto, o wireless e os cabos de cobre estão fazendo seu papel: tirando o foco da globo.

a globo já foi uma grande merda. agora ela está se tornando uma merda mais leve. sentirei falta de alguns programas como a grande família, mas de resto, tá na hora de mudar de canal e assistir, mesmo que seja o edir macedo ou o sílvio santos.

qualquer coisa é melhor que a globo.

e nossa futura presidente (que eu esteja errado demais) seja feliz aos holofotes da globo... e que seja o que tiver que ser...

terça-feira, 6 de julho de 2010

hahahaha...

a história não ensinou nada ou agora foi diferente? o brasil foi eliminado (graças) da copa nas quartas. e isso foi um tremendo choque para o povo brasileiro, que infelizmente desejava o hexa, mesmo que muitos nem tenha a ideia do que seja um hexa.

agora aparecem notícias sobre os 85 milhões de reais em mercadorias que, com o brasil fora da copa, não terão saída. hahaha quem mandou comprar tanta coisa? são vuvuzelas, cornetas, camisetas (falsificadas), bandeiras (que não representam na maioria das vezes nem a cor nem a proporção), chapeus entre tantos outros ícones.

o seguinte: a industria das porcarias de plástico não reciclado aproveita épocas como a copa do mundo para criar e fabricar zilhões de porcarias com o motivo da copa do mundo. e então, lojas como os famosos 1,99 compram zilhões de porcarias para que os porcos comprem para comemorar os jogos da copa do mundo. e aí, agora o brasil está fora, são aproximadamente 190 milhões de habitantes frustrados e que não vão mais comprar essas porcarias.

querem uma sugestão?

mandem de volta para a china tudo isso!

ou melhor ainda, vamos pegar todo esse material, todo esse lixo vindo da china e vamos fazer um vuvuzelaço na frente da moradia do presidente lula, exigindo nossos direitos, nossos deveres e principalmente, o retorno do nosso imposto.

vamos infernizar a vida do presidente, exigindo que ele ou apoie de vez ou retire o apoio ao presidente do ira. vamos lá, pra frente brasil, salve essa nação!!!

ou então, que esses comerciantes, peguem essas vuvuzelas e enfiem... enfiem num depósito, na esperança que em 2014 pelo menos o brasil consiga ir a final!

85 milhões? hahaha

segunda-feira, 5 de julho de 2010

sou bronquinha, mas não burro

algumas coisas insistem em acontecer no brasil, e essas coisas acontecem para mostrar o quanto esse povo é idiota, burro e cretino.

era para valer em junho a tal lei que obriga pais a carregarem seus filhos em cadeirinhas de plástico (não reciclado, lógico) e todas elas com selos de autorização e conformidade com o INMETRO (instituto brasileiro de padronização medidas e o escambau).

pois bem, ou um dos pais idiotas e otários que precisará comprar uma cadeirinha dessas, até porque meu filho mais novo precisa de uma. e para tanto, tentei comprar antes de valer a lei, mas por algum motivo qualquer, que os meios de comunicação insistem em dizer que era uma demanda muito grande, as empresas não estavam fornecendo tais ítens. eu nunca acreditei nisso...

eu sempre acreditei que havia sim um combinado de partes, por um lado o contram com o poder de marcar a data de vigencia da lei e por outro lado, fabricantes e redes de vendas e tal.

pois bem, suspeita confirmada: o que custava 299 agora custa 399. outro que custava 99 agora custa 149. cretinos...

cretinos somos nós, que elegemos esses porcos que escolhem porcos para criar resoluções e leis ainda mais porcas que só nos f.

eu vou ter que comprar de qualquer jeito e ainda farei isso antes que o preço aumente muito mais, pois se já fizeram uma vez e deu certo, farão de novo. as industrias vão parar o fornecimento alegando demanda, vão estocar e depois que o governo prorrogar a data novamente, eles aumentam mais uma vez o preço...

cretinos!!!

simples e fácil

para mim, é muito fácil compreender. na vida, o que não fazemos com amor, não dá certo. e assim foi na sexta-feira. tudo que não é feito com a amor, não dará certo mesmo.

nossa "seleção" provou que um time de futebol pode ter todas as estrelas do sistema solar, e mesmo assim pode perder um jogo de futebol. uma nãção, 180 milhões de torcedores... e uma derrota linda.

um gol contra, e um gol válido. agora, passados 2 dias, a ficha está caindo. dunga, o anão, não é mais técnico da "seleção" e os jogadores já estão prometidos de não jogar novamente na seleção. prematuro. o que vale mais é que nesse momento eles foram no mínimo incompetentes. mostraram que ser o melhor do mundo não significa continuar sendo o melhor do mundo...

a copa do mundo, que não é nossa, passou. acabou... wm 2010 o brasileiro não terá mais qualquer tipo de diversão.

agora teremos que pensar no segundo evento mais importante desse ano: eleições... serra e dilma plastiquinha, empatados... té bom, heim, e olha, isso está apenas começando...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

eu não sei qual é...

sinceramente, eu não sei qual é a boa, vou escrever apenas o que me parece.

ontem, ao ver na televisão, a imagem me chamou atenção: estavam na mesma mesa, cordialmente e com caras felizes os seguintes personagens da política (circo) paranaense: gleise, osmar e não menos do que ele - o maria louca - em pessoa, roberto requião de melo e silva ou algo assim.

sim, sim, dois inimigos mortais, ou quase né, na mesma mesa. e porque? é justamente o que eu queria entender. o velho mdb de guerra do requião deixou ele na mão. para governador ele não poderia mais, então ele vai para senador, apoiará o osmar e tudo certo, certo?

o que faz dois inimigos quase mortais (de mortais não tem nada) a estarem juntos numa mesa? ainda mais fechando uma aliança?

é, nobre leitores, a política no brasil ou algo $$$ que dela venha me parece estar além de qualquer possibilidade de entendimento do cérebro. nesse mesa, só faltaram o anibal curi, que o deus o tenha muito bem guardado a sete chaves e o nosso mais que querido jaime lerner. pois na dança pelo poder, até isso pode sim acontecer.

ah, para finalizar ainda poderia chegar o álvaro dias com uma garrafa de espumante francês, o que vocês acham???

quinta-feira, 1 de julho de 2010

desabafo...

eu preciso escrever com o objetivo de desabafar mesmo. e meu desabafo hoje não tem a ver com algo que eu não pude ou não quis fazer, tem muito a ver coma falta de compromisso que algumas pessoas assumem.

há quase dois meses, eu assumi um trabalho que um amigo me indicou. esse trabalho consistia em fazer 3 roteiros com base no conteúdo que um professor específico, ainda não citarei seu nome, faria. na primeira reunião, recebi um esboço de conteúdo, visivelmente insuficiente para a realização do trabalho.

quando em contato com o mesmo, esse professor(zinho), me informou que não tinha como escrever e que a gente ia vendo. muito e-mails depois, nada resolvido da parte dele e me nome começando a ser tratado como incapaz, eis que o professor(zinho) resolveu fazer a parte dele. e assim fez... ajustou algumas coisas de um, e "comentou" outras coisas nos outros dois. e só. alias, só não, se achou no direito de ficar julgando o meu trabalho, o meu processo criativo, que há tempos já estava prejudicado pela falta de capacidade em cumprir um compromisso que ele mesmo assumiu, e por dinheiro.

emerson, gostaria de te dizer que muitos professores eu conheci na minha vida, mas nenhum deles me causou essa sensação: conhecer você e trabalhar com você foi algo prejudicial a minha vida. nunca ví alguém mais liso para figir de suas responsabilidades. é uma pena que você tem amigas que te sustentam, pois se não fossem elas, você provavelmente já seria um nada.

um absoluto nada.

viva sua vida, seja feliz... e na próxima vez, pense e analise: se aguenta, vá, se não aguenta, fique.

dois acontecimentos

o primeiro, me parece o mais pitoresco. entrei em contato com o RH da minha empresa pois gostaria de trocar o nível do meu plano de saúde. gostaria de sair do plano que prevê enfermaria par ao plano que prevê um quarto particular e tal.. é melhor ficar sozinho do que acompanhado de qualquer outro doente dos infernos, não é mesmo?

pois bem, o pitoresco da história é que sim, eu posso mudar o plano. a qualquer momento. e melhor ainda, no mês seguinte eu já começo a pagar o plano no valor novo...

mas o mais pitoresco é que eu só poderei usar o plano novo depois de 12 meses. ou seja, eu pago por 12 meses algo que eu não poderei utilizar. pago o mais caro por 12 meses para não poder usar.

pergunto: seria eu idiota em aceitar tal proposta (que não aceitarei), ou mais idiota ainda o imbecil que assinou um contrato-convênio assim? não é chamar um funcionário de imbecíl?

é uma pena que uma empresa que tem seu dono deputado federal voltado a educação, aplique de forma tão cretina um benefício trabalhista a seus funcionários... o dele já tá garantido mesmo, não é?

-----

o outro, é uma coisa estranha. ontem eu e minha amada estavamos afim de ir a um estabelecimento comercial. e fomos. fica no alto da XV, na avenida Souza Naves. OBA-OBA Pizzaria, que tem um rodízio de pastel. fomos porque gostamos de lá. aliás, gostávamos...

foi a pior experiência da minha vida nesse tipo de estabelecimento.

não é minha culpa se tem apenas duas garçonetes. não é minha culpa se as duas juntas não fazem o trabalho de uma.

não é minha culpa se não existia um maldito gerente ou o proprietário.

não é minha culpa se eu tinha que ouvir a garçonete batendo pratos, culpando outras pessoas e gritando numa raiva demonstrada sem o menor constrangimento.

infelizmente, nunca mais voltarei a esse lugar.

fui mal atendido, mal tratado e claro, paguei a conta certinho...

então, por hoje é isso, uma emrpesa que me propoe trocar meu plano de saúde pagando 12 meses sem poder usar e um restaurante com garçonetes ineficiente e estressadas...