quinta-feira, 15 de julho de 2010

A conferir..

Será uma volta? Espero que sim. Para ficar? Torço para que sim.

Quando é que algum político vai ter colhões para resolver de uma vez por todas os problemas do litoral paranaense? Minha família tem um imóvel em Matinhos há uns 15 anos... e freqüento o nosso litoral desde que me conheço por gente. E durante todo esse tempo cansei de ver propostas mirabolantes, planos ambiciosos e muitos políticos ganharem cargos prometendo resolver, desde o problema dos calçadões destruídos, até problemas de saneamento básico e infraestrutura turística.

E o que foi feito nesse período todo? Porcaria nenhuma.

Não adianta argumentar que as constantes faltas de água diminuíram ou que o esgoto agora chega a meia dúzia de casas em toda a nossa faixa litorânea. Balela. Isso é obrigação de qualquer governo que se preze. Ano passado apresentaram um projeto fantástico de engorda da orla. Fizeram até uma animação de como ficariam nossas praias, com faixas de areia mais extensas, calçamento, flores e mobiliários. Hoje continua tudo exatamente do mesmo jeito.

A morte de uma professora da PUC nos últimos dias mostrou que os problemas vão muito além. Problemas já escancarados com a tragédia do Morro do Boi, mas que nem assim conseguiram sensibilizar os governantes. Dos prefeitos e vereadores do litoral em não espero absolutamente NADA. Já vimos que independente das suas filosofias políticas ou correntes ideológicas, não fazer nada pelos municípios é parte dos seus “trabalhos”.

Anualmente perdemos chances preciosas de manter os paranaenses por aqui, mas para grande parte deles litoral mesmo é o de Santa Catarina. Não é difícil ver alguém falando que “tá indo para a praia” se referindo a São Francisco do Sul, Itapema e Camboriú.

Nosso litoral perde, é verdade, no quesito beleza do mar. Por uma infelicidade geológica não temos um mar azul como o de nossos vizinhos. O que fazer então? Oferecer o mínimo de infraestrutura para atrair os turistas com outros encantos. Uma cidade que funcione, que seja segura e que tenha eventos de interesse popular.

Que se planeje alço concreto. Exemplos bem sucedidos não faltam pelo mundo. Investimento é tudo. Que se gaste menos em uma série de coisas inúteis e que se pense no litoral como uma maneira de ter retorno financeiro. Afinal com o fluxo de turistas, inevitavelmente o dinheiro investido retorna para os cofres públicos.

Ou pelo menos que se tenha vergonha na cara de dar segurança à população que mora lá e aos visitantes de fim de semana ou de férias. Ou então a decência de fazer um calçadão que não se desmanche a cada marola. Para que os aposentados ou veranistas possam ao menos caminhar olhando o mar e não ter que ficar desviando a cada vergalhão assassino que brota do concreto escondido entre o mato alto.

Quem será o político da vez a se eleger com base em promessas mirabolantes e nenhuma ação efetiva para salvar o nosso litoral do esquecimento em que viveu durante toda sua existência? A conferir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!