quarta-feira, 21 de julho de 2010

lixo do planeta² - by lg

complementando o post do dudu, gostaria de questionar se quem lê esse blog já percebeu a capacidade que o ser humano tem de criticar e ao mesmo tempo copiar comportamentos adquiridos por outras pessoas.

o dudu toca num assunto muito sério e que merece toda atenção, principalmente no ano que estamos próximos de escolher o que será dos 8 próximos anos. afinal de contas, quem ganhar para presidênte e em muitos casos para governador, já entra com cabeça para o futuro.

membros de uma corporação como o corpo de bombeiros não deveriam fazer o que fizeram, ou seja, supostamente desviar donativos - escrevo supostamente pois não consigo aceitar o fato de que eles realmente terem feito isso.

se fizeram, ganho força na ideia de que em algumas circunstâncias copiamos o que tanto criticamos. durante muitos anos, critiquei quem fumava e onde estou hoje, fumando, mesmo que pouco, mas fumando. durante muitos anos critiquei quem bebia e hoje ainda critico, mas hoje, já não bebo mais.

desde que, politicamente, me entendo por gente, critico a forma como a política é operada no brasil - troca de favores, interesses, até mesmo os mensalõs. mas, será que quando meu projeto 12 chegar as vias de fato, poderei fazer algo contra? o papel institucional da política já está nos escalões mais altos de todo o processo. basicamente, não se entre sem estar no jogo!

copiar esses atos é de uma hipocresia muito grande, mas e não copiá-los, principalmente numa situação difícil como essa causada pela chuva, é possível?

desde bebês, nós seres humanos assim como muitos outros animais, na minha opinião até mais racionais que a gente, copiamos os atos de alguém - pai, mãe, avô, avó... sempre... se não fossemos domesticados, provavelmente estaríamos caçando para viver, mas como dizes que somos superiores, criamos em confinamento nosso alimento, para justamente poder demonstrar dominancia.

equipes de resgate precisam lidar com os estragos, os escombros, mortes, ferimentos e muito mais coisas e cheiros que talvez não seja possível imaginar. para eles, controlar uma multidão com fome e frio, por exemplo, torna-se uma engrenagem de dominação e aí, mermão, não tem o que fazer.

o escroto da humanidade é justamente essa capacidade de querer e efetivamente conseguir dominar alguém, mesmo que seja seu filho ou seu pet (aquele cachorrinho ou gatinho que você tem em casa e chama de filho).

desviar os donativos nada mais é que copiar os comportamentos dos que nos dominam, ou estou errado?

nossos impostos pagam comidas gostosas, bebidas, carros, gasolina, ternos, moradia e ainda os salários de todos os políticos - executivo e legislativo e ainda, pagam tudo o que o judiciário cobra para, em alguns casos, não ter ferramentas para punir...

o dudu tocou num assunto sério e importante: o que queremos de exemplo para os nossos filhos? isso que aí está?

eu não... meus filhos sabem que se mentir, será castigado. meus filhos sabem o quanto custam as coisas e dão valor a elas. meus filhos sabem que bater no coleguinha não resolve o problema, mas uma conversa sim. meus filhos sabem que seus pais não roubam, não matam e não passam a perna em ninguém.

meu projeto nessa vida é esse, formar homens dignos que possuam o princípio da verdade e a dignidade de ser um ser humano. até agora, estou conseguindo!

e seja você ateu, católico, mórmon, protestante ou o que quer que seja, pense, seu comportamente é um reflexo do que foi adquirido, mas isso não serve como desculpa para você não ser melhor do que é!

muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente, a gente muda o mundo com a mudança da mente!!! (trecho de Gabriel, O Pensador)

e para finalizar, todos querem salvar o planeta, mas poucos aceitam lavar a louça. pense nisso, está em você a mudança disso tudo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!