quinta-feira, 29 de julho de 2010

Minha obrigação de cidadão!


Se você teve seu carro multado ou guinchado há umas duas semanas atrás por ter estacionado ele irregularmente na Rua Chile, entre a avenida Marechal Floriano e Des. Westphalen, só lamento. O culpado fui eu. Sim, eu mesmo. Mas não pensem que me arrependo. E nem tentem bola rum plano mirabolante para tentar tirar de mim o valor pago na multa ou na “guinchada” do seu carro. Fiz apenas o meu papel de cidadão. Aliás, papel que todos deviam cumprir.

Quando passei pelo local, surpreendentemente não encontrei trânsito algum. Estava tudo tranqüilo e os carros não encontravam maiores obstáculos para percorrerem seus trajetos. Mas, contudo, todavia e entretanto, diversos carros estavam estacionados onde antigamente era permitido (faixa da direita), mas que agora não permite que carros parem no local no período das 7h as 20h.

Não sei se as pessoas têm certa dificuldade em entender aquela placa que tem um “E” dentro de um círculo vermelho com uma barra cortando transversalmente a extensão da mencionada forma geométrica. Mas ela diz que no período citado na mesma placa (no caso, das 7h às 20h) as paradas no local só podem ser feitas para o desembarque de pessoas. Sei que a compreensão é difícil mesmo, mas vamos fazer esse exercício e tentar gravar isso na mente.

Aliás, placas de sinalização têm a magia de terem sido feitas para orientar ou determinar algo. Muita gente acha que elas atrapalham, mas não nasceram para isso e são bastante desprezadas. Malvadamente, ainda por cima. O que seríamos de nós se não fossem as “pirâmides” invertidas nos cruzamentos? (se bem que elas não eram tão eficientes e resolveram criar uma outra em bom português escrito PARE).

Retomando a linha de raciocínio após breve devaneio institucional. Se você teve o seu carro multado ou guinchado nesse dia... BEM FEITO. Já que o povo não tem noção do mal que faz ao não respeitar uma simples regra de trânsito, que pague pela sua irresponsabilidade. Se todos fizessem como eu (ligue para o 156 quando perceber um carro parado em local irregular) talvez o nosso trânsito não fosse a bosta que é.

Ei... mas não achem que a mijada é só para você, motorista infrator desconhecido de mim. Eu mesmo já fui um idiota. Parava em vagas especiais para idosos e deficientes (mais na de idosos) em estacionamentos pela cidade. Aos poucos larguei esse vício horroroso e fui diminuindo minha dependência. Primeiro larguei de parar nas vagas dos deficientes (isso sim era uma filhadaputice, afinal se os idosos podem ir de carro ao supermercado ou shopping, também podem caminhar), e depois larguei de parar nas vagas dos idosos.

Hoje não faço mais isso e adivinha? Sinto-me bem. Não tive cãibra por ter que andar alguns metros a mais e nem perdi tantos minutos da minha vida. E a vida segue... faça o mesmo. Respeite algumas regras simples que nos são impostas no dia a dia. Isso lhe dará o direito a exigir que os governantes, por exemplo, respeitem as leis do nosso país. Não julgue para não serdes julgado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!