terça-feira, 10 de agosto de 2010

Mas o pior...

O pior é que justamente não existe qualquer tipo de preocupação com a política do nosso país. Nem da parte dos políticos muito menos da parte da população. E assim, vamos levando.

Pois foi exatamente dentro de uma sala de aula, com aproximadamente 40 pessoas adultas, que me surgiu a luz de que, para uma parcela da população, tudo está no seu lugar, graças a deus.

A professora:

- alguém aqui assistiu o primeiro debate?

Silêncio - apenas eu ergui a mão demonstrando que sim, eu assisti e ouvi o debate.

Mais uma vez:

- alguém? debate? político?

Denise leciona a 21 anos, desde os tempos do CEFET-PR e agora na UTFPR. Era nítida a cara de decepção ao ver que dos quase 40, apenas 1 tinha assistido o debate.

Eu concordo que assistir um debate não garante que as pessoas não estejam policamente antenadas, mas demonstar que sim, o interesse é diminuto senão nulo na maior parte desses quase 40. Até porque pensar política e na política não garante o salário no final do mês e consequentemente o paozinho das crianças.

Mas infelizmente, uma pergunta foi ainda mais assustadora:

- quantos de vocês já tem uma ideia de em quem vão votar?

Assustou, pois o silêncio foi ainda maior!

Ou seja, não assistem a debates, não pensam em quem vão votar... São esses que vão participar da vida política do meu país, escolhendo a esmo um qualquer que vai nos representar.

Triste... Esse é o triste retrato da democracia do meu país... ou de uma parcela dele...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!