segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Não tocarei na ferida...

Hoje não. Sem chance de falar na "guerra". Hoje se inicia mais uma grande semana. Os feriados acabaram e agora, só natal e ano novo. Estou de férias, de boa, só curtindo meus dias que, por direito, não preciso fazer muita coisa.

Uma segunda-feira que promete ser chuvosa depois de uma madrugada que mesmo sem cobertas, suei feito um porco véio. O calor que tem feito em curitiba é algo impressionante. Mas quer saber? Considero isso normal. Se você, leitor, tiver oportunidade de caminhar por um local onde exista um trecho de mata, como no jardim botânico ou então no museu de história natural, você entenderá porque as árvores são importantes. São locais onde, mesmo com os 27° do calor, você sente o frescor que a vegetação proporciona.

Então, faça o teste... Verás que o efeito estufa, na verdade, pode ser o efeito da falta de vegetação...hehehe

São micro ilhas de clima bacana numa cidade que esquenta cada dia mais...

É isso, uma boa semana para todos...

sábado, 27 de novembro de 2010

Guerra!

No brasil, sempre usamos a palavra guerra: guerra contra a fome, guerra contra a dengue, guerra conta os corruptos e finalmente a guerra contra os traficantes.

Infelizmente, o brasileiro não sabe usar as palavras de forma adequada o que resulta numa salada. Dessas guerras que citei, nenhuma delas foi vencida. Perdemos todas. Temos fome, dengue no governo lula não foi controlada, a corrupção corre solta e foi arma par trocas no governo lula, e contra os traficantes, ah, essa não tem que ser comentada.

Agora, anos antes da copa (outra palhaçada brasileira), vemos a guerra no rio de janeiro. As cenas mostram os traficantes correndo e tirando sarro da polícia. E se eles não forem mortos, logo estarão no domínio novamente. No rio, a polícia está perdendo e a sociedade está perdendo. E assim será.

E será que o modelo serve para outro lugares? Só para servir de alerta, aqui em curitiba, um ônibus já foi assaltado e também uma joalheria em shopping. A moda parece estar pegando...

Quer merda isso, mas nossos governantes, tanto o beto quanto o outro, já devem estar preocupados e pensando em que fazer, certo?

Acho que não!

Mas é isso, aí, lgzinho de volta a área, com quase plena forma.

Bom final de semana a todos....

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Impressionante

Vejam: no rio, é guerra mesmo. Polícia pra tudo que é lado, bandidos ganhando as batalhas, e tudo mais. Culpa daquele pozinho branco e do baseadinho que o preibói e os outros idiotas usam.

Lá é o inferno. Aqui, mas próximo, um professor reprova toda uma turma menos 4 pessoas. E sai de melhor do mundo ainda. O cara é um gente boa babaca, pois em sala de aula, além de se perder no que ele mesmo fala, agora sente orgulho do que fez.


Para os alunos de Matemática Aplicada, nem tudo está perdido. Ontem, tivemos uma demonstração de que com vontade, a coisa pode ser diferente. Não minto se digo que matemática foi o tormento de muitos até agora. É um show de notas baixas, e de rostos com cara de biscoito trakinas.

Mas ontem, um atividade ajudou a recarregar as energias para o final do semestre, e quem sabe, poder até passar nessa disciplina.

O tópico de hoje mistura o lg jornalista e o lg aluno da utfpr. É impossível não fazer um momento comparativo entre a postura de um professor e de uma professora como a Jamea. Com uma matéria tão difícil e muitas vezes odiada, essa professora com sua música de ninar em russo e com suas "lições de moral", a coisa está andando. Como nosso amigo secreto, oculto, ou então, inimigo secreto como alguns falaram. Com 5ão por cabeça, tinha salgadinhos, bolo e um momento de descontração que, não custa nada para qualquer um de nós.

O que parece, que mais do que tudo, um professor precisa ter gosto e paixão pelo que faz.

Um colega disse que a Jamea mudou a vida dele. Creio que ela, com esse jeito de ser, já tenha mudado a vida de muitos e muitos alunos de Matemática Aplicada. No meu caso, pra melhor, aos trancos e barrancos, estou conseguindo estudar e se tudo der certo, vencerei essa etapa...

Enquanto uns, preferem comemorar a derrota de uma sala toda, outros lutam até o fim para o objetivo maior: o aprender!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Mais um pedido...

Hoje, além do papai noel e do coelinho idiota da páscoa, eu quero pedir uma coisa também para um tal de Pessuti, ou Pessutão e para o Beto Richa: por favor, nobres senhores, façam algo antes que a coisa fique pior para nós paranaenses...

Não acredito que seja preciso alguém colocar fogo em ônibus em curitiba para que a polícia comece fazer algo. É inevitável que a medida e que o rio de janeiro vai fechar o cerco, os senhores traficantes e seus escudeiros devem correr para algum lugar. Já tivemos um caso onde os cariocas escolheram o paraná para zoar.

Vamos, Pessuti e Richa, vocês podem fazer algo?

E outra coisa, porque o paraná precisa de um presídio de segurança máxima? Catanduvas é uma idiotice mesmo, mas, temos que conviver... Será que dá pra fazer algo então?

Acredito que sim, as, dá mesmo?

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Que o velho noel traga a nova paz!

O natal se aproxima. Contando de hoje, temos um mês e 1 dia para a chegada daquele velinho de roupas vermelhas e barba branca, sem esquecer ainda da velha pança característica. Se no brasil, muitos comerão perus, e demais carnes na ceia de natal, outros continuaram comendo merda. E não é só porque eles querem não.

Infelizmente a desigualdade traz diversos tipos de problema sociais, que muito gostam de chamar de marginalidade, ou seja, estar a margem. E isso torna-se fato quando observamos absurdos como os ataques no rio de janeiro, e como também o assalto ao biarticulado em curitiba.

Esses "delinquentes" são vítimas sociais de um lugar como o Brasil. Pais colocam filhos no mundo sem saber sequer para que serve um filho. Antigamente, na minha visão, uma família tinha 5, 10, 15 filhos pois eles eram necessários no modelo de vida rural, onde mão de obra era coisa importante.

Mas, hoje em dia, para que ter filhos? Bem, a religião diz: crescei e multiplicai. O governo, por sua vez, não se importa em ter mais pagadores de impostos burros, sem escola, sem educação e sem razão. Somam-se assim, mais votos.

Para uma homem e uma mulher, talvez, filhos signifiquem dar amor, carinho, compreensão. Mas será isso mesmo? O que podemos observar é a escola ganhando cada vez mais os papeis dos pais, igreja e sociedade. E a escola não parece estar preparada para isso. Não forma, não educa e não prepara. TRISTE!

E ai, o que podemos esperar?

Nada além de um universo de pioras. Marginais vão formar marginais. Ou não, mas acredito que sim.

Se antes se matava por muito, hoje se mata por nada, absolutamente nada... Se mata por gosto, se mata por vontade, se mata por prazer. E isso é igual a nada.

O acontecimento da violência no brasil está tão desenvolvido, que já podemos ver os casos de bullyng nas escolas. É a violência ganhando seu lugar ao sol. Um jovem violento, será um adulto violento? Acredito que sim.

Então, o que podemos esperar, com um governo que em 8 anos não fez absolutamente nada de prático para resolver isso? E pior, que vai continuar mais 8 anos?

Desejo muito, nesse final de novembro, que o velho gordo de barba branca e roupas vermelhas, possa, se não for pedir muito, trazer um pouco de paz para esse povo babaca e um pouco mais de inteligência para o povo poder votar nas próximas eleições.

Um pouco de paz... por favor!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Relato de um domingo...

Acordei cedo. 7h30 já estava de pé, terminando meu banho e preparando os ultimos detalhes. Não foi assim, fácil. Corre atrás de carnes, corre atrás de cerveja, e com a ajuda de muitas pessoas - pai, mãe, irmão, esposa - conseguimos chegar no local no horário pensado.

Logo começaram a chegar os convidados para o tal churrasco. Em sua maioria, parceiros de trabalho de minha esposa. Era pra ser um evento. E foi.

Foi um domingo maravilhoso: tempo bom, muita carne, maionese e tudo mais. Crianças brincando, pessoas conversando, interação quase total. Eu, como churrasqueiro, acabei não conseguindo interagir muito não... Mas não só porque fiquei na churrasqueira, mas também porque parecia não conseguir participar da festa... Ainda assim, foi um domingo que valeu muito a pena.

É interessante observar as pessoas se divertindo. É gostoso.

Enfim, foi um dia diferente...

E vamos nessa...

sábado, 20 de novembro de 2010

Hoje eu matei...

Matei saudades de uma de minhas paixões. Eu sou um daqueles idiotas que são melancólicos apaixonados por obras de engenharia. E eu sou admirador de trens. Gosto pelo simples fato de gostar. Se deixar, passo horas perto da linha do trem, apenas vendo eles passarem com os ruídos do aço dos trilhos no atrito com o aço das rodas e o estrondo de uma frenagem, com todos os vagões empurrando um ao outro.

Passe uma hora dividindo com meus filhos, que ainda sem entender do que sinto, estavam já quase impacientes.

Observar os trens me faz esquecer de coisas tão idiotas quanto essa minha paixão, como por exemplo o fato de que dilma será minha presidente a partir de 1º de janeiro, com direito a CPMF com outro nome e ainda, controle de mídia.

Ví 3 composições, duas sentido litoral, e uma, sentido curitiba. Vi, ainda, mais uma vez, uma locomotiva por dentro. O operador, vulgo maquinista, ficou até impressionado com minha cara de bobo alegre ao entrar numa locomotiva de 150 toneladas de peso.

Se a privatização é uma merda, pelo menos, hoje, posso ver mais trens do que antes, quando era a RFFSA. Mais trens, locomotivas diferentes.

Quero ver, se das minhas férias, sobre um dia para eu tentar passar uma tarde toda, tirando fotos simples com meu iPhone. E quem sabe, um dia consigo uma carona num desses. Quem sabe!

Gostar de trens é uma coisa talvez cretina, mas é uma das coisas que gosto de verdade. E na presença dos meus filhos, fica ainda mais gostoso.

Foi um sábado corrido, com certeza, mas valeu a pena viver cada segundo dele. E vivê-los de forma muito intensa.

Um bom domingo a todos... sem exceções...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Vou cavalgar por toda a noite...

Bem fácil ficar tentado a começar este texto citando o nome das músicas do Rei Roberto Carlos ou trechos das poesias por ele compostas. Contudo, resisto bravamente. E por um simples detalhe (Uia, detalhe é quase “Detalhes” hein?). Roberto não merecia um texto clichê. Aliás, se para muitos Roberto é o rei dos clichês, para mim é uma questão de filosofia de vida.

Ver o Rei de perto é realmente emocionante. Não é aquela emoção de momento, que te pega numa canção ou numa lembrança apenas. Toda atmosfera do show é tocante. Para cada lado que se mire, parece que vemos olhos loucos de vontade de chorar a qualquer instante. Basta um “Não adianta nem tentar...” para verterem rios de lágrimas antes mesmo do “... me esquecer”.

Cada conversa paralela lembra um causo do passado que teve o Rei como crooner oficial. Ouvi dezenas de “ai meu Deus, é um sonho estar aqui”. Sem exagero. Ver o Roberto é (era) sonho de muita gente, inclusive desse que vos escreve. Um prazer que jurei para mim mesmo viver antes de morrer. De graça então, melhor ainda. Ter a chance de curtir com quem amo então, MUITO melhor. Assim fomos, eu, minha amada e minha véinha.

O repertório foi ótimo. Embora curto, o show nos propiciou momentos de muita alegria. A mim, Proposta e Cavalgada foram ouvidas com uma satisfação que não imaginava poder existir. Bateram Detalhes, fácil fácil. Mesmo esta sendo dedilhada pelo Rei no violão. Mesmo assim. Foi demais.

Mas, como tudo na vida, temos os senões. Achei o som muito baixo para um show (podia-se conversar com o acompanhante e entendê-lo, o que para um show de verdade é quase que inconcebível). E não posso negar que me incomodou que muita gente não teve o privilégio de estar no espaço reservado aos funcionários da firma. Eles viram “menos show” que eu, mas certamente viveram emoções iguais as que eu senti.

Erasmo reina

No domingo, com sol a pino, fomos ver o tremendão Erasmo Carlos. Mó showzão. No meio da galera, estilo show mesmo. Ninguém sentadinho. Galera agitando, som bacana e muita alegria. O Erasmo é dez. Cantei todas as que eu sabia. Curti muito. Show muito mais simples (sem tanta pompa) que o do parceiro Roberto, mas com emoção de igual proporção.

Para resumir o que achei dos shows se comparados, no do Roberto Carlos ele distribui rosas... no do Erasmo o público lhe presentou com flores. E passa a régua.

Navegador do medo...

Estava cá em minha casa, que na verdade não é minha e sim de meus pais, pensando. Poxa vida, acabei deixando o DLQ sem atualizações por alguns dias... E isso se deu por conta de um navegador de merda que é o IE, que ficou lindo e acha que bom, mas que está se tornando um porcaria e já deu lugar ao ladrão de informações pessoas google chrome...

E medo, muito medo do tal controle de mídia que se fala no brasil. A dilma ganhou e agora, o plano vai ser levado a sério. CPMF de volta, controle de mídia, palocci e zé dirceu...

Isso me dá muito medo. Como dirão alguns, afinal, eu não sou cumpanheiro e nem estou na faixa de renda... E que assim seja. Mas o medo persiste, a escola de hugo chavez me assusta pois os alunos estão melhor que o professor...

E como estamos na véspera de mais um feriado, eu quero comentar que pelo menos, não é mais um grande feriado religioso, pois acredito que chega, não é mesmo?

Esse ano foi recheado de dias que não serviram para muita coisa a não ser alguns rezarem, outros beberem até cair... e coisas assim.

Quero afirmar que o DLQ está vivo e viverá enquanto eu e o meu nobre dudu tivermos dedos para digitar....

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Não quero ser desagradável...

Mas infelizmente, tenho que ser. Todos sabiam que a nossa presidente eleita, a Dilma plastiquinha, iria mexer com isso e não tinha muito o que fazer. A CPMF já está mostrando a carinha e olha que a dilma plastiquinha ainda nem assumiu.

O famoso imposto cobrado em todas as operações financeiras com a desculpa de investir na saúde fode com a vida dos classes médias e tal e por consequencia, com o salário de todos os brasileiros.

É uma vergonha, sempre foi uma vergonha e continuará sendo, até porque, está de volta aí...

Investir em saúde num país como o brasil é uma cretinice aguda crônica. Investimos apenas na medicina curativa, pois temos que curar muitos males. Não existe investimento em prevenção. Ou seja, seguiremos nesse mesmo ritmo de merda, agora com mais dinheiro para ser desviado, ops, investido em saúde.

Quer apostar que os hospitais continuarão essa merda que são? Quer apostar que não teremos tratamentos dignos para os velinhos nem para os bebezinhos? Quer apostar que esse dinheiro todo será usado para pagar jantares, baquetes, viagens, e mimos para tudo e todos menos para a saúde?

Já foi assim uma vez, e continuará sendo.

E Dilma já tinha dito isso quando a CPMF deixou de ser cobrada. A ministra chefe da casa civil tinha alertado que a "saúde" do brasil precisa da cpmf..

Viva aos eleitores... nobre burros...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Eu conheço gente assim...

Na empresa em que trabalho e em outras que já passei, sempre conheci alguém que faria qualquer coisa por uma migalha qualquer. Normalmente são os puxa-sacos, mas isso nem sempre é regra.

COnheci gente que fazia qualquer coisa só para ir almoçar com a chefe e ficar fazendo papel de idiota enquanto concordava com todas as idiotíces que a chefe falava. Conheci gente também que, para crescer na empresa, pisava em qualquer um.

Conheci gente que dava um jeitinho para ganhar 2 reais na nota do almoço numa viagem e também aquele que mentia e fofocava só para fazer fervo.

Infelizmente, na minha vida profissional, sempre fui o ponto de apoio de muitos dos que citei, que vinham até mim, sem eu pedir, e me contavam o que estava acontecendo. Sou um quase gravador ambulante, mas apenas um gravador. O primeiro registro que estou fazendo de coisas assim, por mais impreciso que parece, é aqui nesse blog.

E isso, faço por conta de uma matéria cujo título já envolve Temer e Roussef. Um diz que não está negociando cargos. O outro, eu não ví ainda.

Mas afinal de contas, alguém achou que demoraria para o PMDB começar a correr atrás dos cargos? O partido ajudou a sra. Roussef ganhar, agora ele vai cobrar o preço, né, e posso comentar? O PMDB costuma cobrar caro, muito caro.

Nessa brincadeira, posso apostar os 12 reais que tenho na carteira, que lá se vão as diretorias da petrobrás, correios e alguma outra aí...

Tá bom pra você?

Então fechou, assim como fecharei meus olhos para tudo o que esse jogo vai dar no futuro. E olha que nem é preciso ser mago para imaginar onde tudo isso vai parar, né?


Fui

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Sobre o sábado...

Meus finais de semana normalmente são recheados de compromissos. Mas, são compromissos bons, que eu faço com satisfação. Esse ultimo sábado, dia 30 de outubro, foi mais um exemplo. Minha linda Má tinha um compromisso que envolvia a família. Era um tal de SportDay.

Uma atividade da empresa, que investe no bem-estar de seus funcionários e não mede esforços para que eles estejam no mínimo, sorrindo. Era um evento grande, com comida para todas as idades, bebidas saudáveis também para todas as idades, equipes de socorro, muita musica e esportes. Tinha até algodão doce. E melhor: tudo isso, de graça, como um brinde aos funcionários.

Talvez uma empresa com uma visão corporativa um pouco mais apurada, que investe nos seus funcionários... Para onde manda meu curriculo?

---------------------

Dilma ganhou! Alguém duvidava disso?

Enfim, eu fui lá, encarei o voto, apertei os dois numeros mágicos para esse domingo e mesmo assim, o coronelismo dos estados mais pobres dominados por políticos inteligentes, imperou e dilma ganhou.

Não é de surpreender que dilma tenha sido mais votada justamente nos estados mais pobres e improdutivos do brasil. Mas esses estados não são apenas os mais pobres e improdutivos do brasil, são sim estados manipulados para isso. Ninguém quer o nordeste rico e produtivo, educado. Nenhum político quer uma nação de seres pensantes. É por isso, que qualquer político que promete educação, perde meu voto.

Dilma é, com diz o inteligentíssimo e letrado presidente lula, temos uma "presidenta" (SIC!). Presidente ou presidenta, não acredito que um partido, 12 ou 16 anos no comando da nação, caracterize uma democracia.

Mas fazer o que, o voto dos pobres, mizeráveis e famintos, se mostrou mais forte e é para eles que ela vai governar, agora ainda mais mais dinheiro (présal) e com maioria no congresso...

Ai que medo da escola do Chávez!