sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Meu ultimo texto... desse fabuloso 2010!

Sei que não escreverei mais dada em 2010. O tempo acabou. Poucas horas me separam do famoso e esperado 2011. Estou esperando essa chegada, pois com ela, creio, muitas mudanças - a maior parte delas involuntárias, afinal, será que dilma perguntaria se queremos tantas possíveis mudanças?

Enfim, meu texto hoje tem como foco, o atendimento ao cliente. Dias atrás, fui até uma loja Balaroti, em Pinhais. Essa rede de lojas é uma das maiores de Curitiba e região e seguem aquela ideia de supermercado da construção. Comprei duas luminárias para colocar no lugar que durmo e chamo de quarto. Escolhi por ser de vidro e claro, pelo preço. Como eu mesmo instalo, na hora que sobrou um tempo, corri para instalar e minha decepção a hora que uma delas quebrou uma peça.

Liguei para o Balaroti, mas eles só trocavam ela inteira. Liguei então para o fabricante, para ver a possibilidade de comprar a peça, pois é um plástico e como todo plástico, deve ressecar.

Fui extremamente bem atendido por um cara chamado Muriel, que não só me disse como eu conseguiria como também me alertou sobre a troca que a loja deveria fazer e coisas assim. Além disso, anotou meu endereço e tudo mais.

No dia 27, eis que recebo uma embalagem com 12 peças, ou seja, agora não corro o risco de no futuro ter que trocar a luminária toda caso uma peça venha a quebrar novamente.

É um grande exemplo, que deveria ser seguido por todas as empresas, de respeito ao cliente e boa vontade. Dá pra ganhar dinheiro, e muito dinheiro, tendo respeito pelos clientes, tendo educação e visão.

Obrigado ao Muriel da Bronzearte, que prontamente me ajudou e me atendeu.

E um alerta ao Balaroti: seu gerente da loja de pinhais, parece não saber bem como lidar com clientes...

Um feliz 2011 para todos...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Nova enquete...

Como todo bom jornalismo, nessa época do ano, as pautas se resumem a simpatias para o ano novo ou então, desejos, promessas e essas coisas. Para não fugir muito do jornalismo padrão brasileiro, colocamos uma nova enquete que trata justamente desse tema. Então, participe, escolha sua opção e vote.

O fim do ano chegou e com ele precisamos parar e mensurar o que fizemos de bom, de ruim, de + ou -, essas coisas chatas. Eu estou fazendo isso, e meu saldo parece pender mais para o (-), infelizmente terei que prometer mais e mais para o ano que vem, para ver se consigo pelo menos amortizar um pouco...

Brincadeiras a parte, faltou um pouco para meu 2010 ser 10. Não consegui comprar meu pombal para morar. Não consegui um emprego numa das 3 empresas que gostaria. Não comprei meu carro que tanto sonho e não pratiquei a quantidade de exercício físico que gostaria.

Em contra partida, consegui passar mais tempo com os meus, consegui entrar numa universidade federal de grande prestígio e respeito, consegui também passar na disciplina mais odiada, que é Matemática Aplicada e consegui me consolidar um pouco no meu atual emprego, demonstrando meu caráter e minha capacidade de trabalho e produção.

Termino o ano, quase no zero a zero, principalmente se levar em conta, o que a sociedade espera de mim. Porém, o sinal (-), vale pois foi um ano em que me afirmei ateu convicto, foi um ano em que pouco ou quase nada fiz por aqueles que "precisam" e ainda, foi um ano onde todo o meu trabalho converteu-se em dinheiro, que por sua vez se converteu em muita gasolina, muito sorvete e no meu, "finalmente", iphone... mesmo que usado.

Sou sim um cretino capitalista e para mim, dinheiro é sim uma coisa importante. Ele pode até não trazer a felicidade, mas com ele, achamos ela em diversos lugares. Seja num final de semana com a família na praia ou então, numa loja de eletrônicos cheia de coisas que consomem energia e arrebentam com o meio ambiente. Enfim, 2010 foi o que eu chamo de normal.

E para mim, normal tem muito mais sentido. Já há pelo menos uns 4 anos que eu não me visto com uma cor especial, não faço nenhum tipo de mandinga ou qualquer outra coisa para ter dinheiro, amor ou sexo no ano seguinte. Simplesmente abraço minha amada e assistimos juntos aos fogos de artifício, os poucos que insistem em explodir no céu da provinciana curitiba na noite do 31.

Esse foi meu 2010. Normal. Sempre normal. Esse ano até poderia ter sido diferente, fiz acupuntura, tive acompanhamento de psiquiatra e psicóloga... Mas devido a uma troca de plano de saúde da empresa, lógico, me ferrei pra valer...

Mas pensando bem, 2010 até que valeu a pena. Para mim, valeu. E para você?

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Sem pauta para hoje...

O texto dessa quarta-feira chegou atrasado, mas chegou. E hoje, assim como boa parte do brasil nessa etapa final do ano, nos mínimos, não tenho pauta. Até gostaria de escrever sobre o espírito do natal, de quão bom é saber que temos o que comemorar e essas coisas, mas não o farei.

Também não estou assim, por dizer, disposto a escrever sobre política muito mesmo, sobre clima. Então, quem sabe algo sobre segurança pública ou sobre o trânsito caótico da curitiba linda de primeiro mundo?

Na-na-nina-não!

O texto de hoje não tem um propósito muito definido. Mas talvez seja um bom momento para começar a agradecer todos os leitores do DLQ. Sejam vocês leitores esporádicos, sempre bem vindos, sejam leitores que dia após dia, digitam esse link para ver se tem algum texto novo, meu ou do Dudu.

Obrigado para vocês é pouco. O Diário Leite Quente surgiu da ideia de dois jornalistas, formados, escreverem suas opiniões e seus pontos de vista. E quem acompanha, consegue perceber o meu nobre Dudu, sempre equilibrado, justo e pertinente. E também pode perceber que eu, o LG, sou assim, meio rude demais com algumas coisas.

É no mínimo difícil querer agradar todos. Mas se conseguir agradar pelo menos 50%, já está bom para mim. Confesso que ao ver as estatísticas e saber que ao longo do ano, tivemos mais de 4000 acessos, me deixa bastante feliz.

Um dos meus objetivos para o ano que vem, e acredito que o Dudu esteja nessa, é justamente divulgar esse espaço. Sei que hoje em dia, poucos querem comentar e participar do blog, mas as visitas repercutiram mais de 40 participações, que faço questão de ter arquivadas, todas. A melhor coisa para que escreve, para mim, jornalista, é a interação. É receber um elogio ao texto ou então, uma crítica sobre digitar tudo em letras minúsculas, como assim recebi. Todo comentário, repercute um pensamento de adequação.

2010 está acabando, estamos no finalzinho desse ano maravilhoso... E 2011 será, ainda mais maravilhoso. Eu quero, desejo e sonho, com pelo menos, 6000 acessos, para não sonhar alto demais e "cair um tombo" pesado...

Vamo que vamo, com dilma ou sem, mas ainda assim, conscientes de que fiz minha parte, de que muito me esforcei e de que ainda continuo pobre... Pobre de dinheiro, mas rico de felicidade e de saúde.

Um bom dia 25 para todos, que a ceia seja gostosa e que todos possam se divertir e trocar seus presentes em paz e hamonia, com a família ou os amigos ou até mesmo, sozinhos!!!

Sejam felizes nesse natal!!!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E a inclusão digital...

Sobre uma baixa grande. A gigante dos computadores + ou - demitiu, até agora pelo que foi noticiado, 400 funcionários em plena semana que antecede o natal. Enfim, uns dizem 400, outros dizem 600, tem alguns, ligados a empresa que falam em 1000... ai, ai, ai...

A empresa, por sua vez, que vendia zilhões de computadores + ou - em uma grande loja de varejo, o famoso varejão (25x sem acréscimo), viu seu império desabar, ou quase. Gastou grana para vender para nossos hemanos, e agora, rua para tantos...

Na verdade, o brasil, campeão de geração de empregos do planeta, o melhor país do mundo para sub-trabalhar com sub-salários, império que tem "o cara", começa a colher alguns frutos amargos que já citei nesse mesmo blog e que vai infelizmente ter que ser assim mesmo.

A Sra. Dilma Plastiquinha Roussef já anunciou que vai mudar os financiamentos. Por exemplo, tem muita grana de financiamento de carro e casa, que precisa ser entregue mes a mes. Porém, quem precisa pagar esses dinheiros, é o mesmo que infelizmente ficará sem emprego na empresa de computadores + ou -. E aí, como ele vai pagar se não temos uma industria de informática consolidada? E como esse cara fará com a prestação da casa própria?

Mais uma vez citando, infelizmente, as coisas não parecem tão agradáveis como esperamos. A idustria está operando, mas com as demissões, o poder de compra de parcela da população vai diminuir, o fgts vai ser usado, teremos zilhões de parcelas de seguro desemprego e coisas assim. É um efeito avalanche. Duvida?

Viva para ver...

Quer estar errado, mas é muita mudança de uma vez só e de forma bastante estruturada pelo novo governo. Mas, como viver sem financiamentos num país onde o povo não tem poder de compra e sim, capacidade de compra vinculada a financiamentos?

Será a hora errada de mexer nessa ferramenta econômica tão bem difundida e propagada por lula-la 51?

É, sei lá... espero estar errado em tudo que escrevi hoje...

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Fim de ano...

Chegamos a reta mais que final desse ano. Como minha empresa, acredito que muitas outras vão proporcionar aos seus funcionários, férias coletivas ou então, no mínimo, férias nessa semana que liga o natal e o ano novo.

Eu paro no dia 23. Ficarei em casa até o dia 05 de janeiro e no dia 06, retorno!

E que assim seja. Que seja um feliz natal para todos, com muitos presentes e a velha hipocrisia do "feliz natal", "lembremos tudo que jesus fez por nós" ou então, "lembremos o verdadeiro espírito natalino" coisas que o valha. Mas, afinal, você sabe qual é o verdadeiro sentido disso tudo?

As pessoas que comigo convivem sabem. Todas elas, sem nenhuma rara excessão, já foram, estão lé ou irão aos shoppings e lojas para, digamos, encontrar o "verdadeiro espírito natalido".

Um espírito que nem mais espírito é, afinal de contas, materializa-se constantemente em produdos - plásticos, materiais sintéticos ou qualquer outra coisa. Esse ex-espírito, está muito presente e qualquer árvore de natal hoje em dia.

É o dia mais esperado do ano para muitos e o dia que para mim, não passa de um dia como qualquer outro, tirando o fato de que nesse dia, como comidas bem gostosas e tal...

Feliz "presentes" para todos...

E que em 2011, o DLQ possa continuar entretendo seus leitores, com as críticas ácidas do LG, os textos ponderados e maravilhosos do "DUDU" e tudo mais...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Veja essa...

Existe uma campanha que eu, particularmente, gosto bastante em que frases foram colocadas em ônibus de alguns lugares do mundo.

Uma dessas frase era mais ou menos assim: provavelmente não existe um deus. Para de se preocupar, viva sua vida!

É uma campanha ateísta, ou seja, de pessoas que não acreditam na existência de um deus ou pelo menos, nele não colocam a confiança de toda uma vida. Pois bem, a ATEA, Associação dos Ateus e Agnósticos do Brasil, resolveu colocar essa campanha em prática por aqui, terra de fervorosos Católicos e Regiliosos afins.

Mesmo constando na constituição um artigo que afirma que temos a liberdade de escolher a religião que bem entendemos, Porto Alegre e Salvador proíbem, ou melhor censuram qualquer tipo de manifestação dos ateus. Talvez apenas uma vergonha nacional.

Qualquer tipo de censura é uma idiotice. Mas no Brasil, qualquer coisa que não tenha cunho religioso, é algo do capeta...

Infelizmente, mais uma vez, rasgasse a constituição federal de 1988 na cara de todo mundo e ninguém pode fazer qualquer coisa a respeito.

Eita ferro....

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Retorno

Hoje retornei a minha rotina diária. Acordar, ônibus, trabalho (bastante trabalho) e ônibus e casa. Vai ser assim, pois assim tem que ser...

Mas hoje, ao me deslocar ao trabalho, pensando um pouco e comecei a notar algumas coisas diferentes. A primeira delas, é que os ônibus que estavam na linha que pego eram diferentes. Nem liguei muito, mas no meu retorno, observei que a empresa que fazia aquela linha não faz mais. É outra.

E aí, comecei a me questionar: até que ponto o meu voto, aquele que eu faço na maquininha eletrônica que faz um plililin plililin no final e onde aparece a carinha de um homem ou mulher sorrindo cheio de maquiagem ajuda no processo de desenvolvimento do meu município?

Então, uma licitação foi feita. O preço da passagem continua o mesmo, com indicios de aumento, e algumas empresas trocaram de nome. Ou seja, não mudou absolutamente nada. Quem tinha buzum rodando, continua tendo... E nós, usuários, pagamos o mesmo valor e tal.

Para que serve então uma licitação?

Talvez mera formalidade... Menor preço? Isso, acho que não existe.

Veja, nós pessoas normais, precisamos de uma ferramenta. Os parques de curitiba, estão sendo disponibilizados a empresas interessadas. O Jardim Botânico é um exemplo. O transporte coletivo, enfim, esquece.

Continuamos pagando os impostos e tudo está desandando.

Como e o que podemos fazer para mudar algo? O voto, parece não mudar merda alguma, afinal, o comportamento político já está institucionalizado, sai um, entra outro, e tudo continua como está. Quer um exemplo? Veja que o governo que vai entrar em 2011, no estado do paraná, colocou com secretário de alguma coisa, aquela deputado que furou o pedágio tempos atrás....

Tá bom pra você?

É assim, e a gente, trouxa, ainda vai votar no domingo....

Que coisa, heim....

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Depois da chuva, frio...

Pois então... Choveu pra carai, e agora, o frio. Não bastasse isso, só para lembrar, estamos quase no verão, temporada de sol e praia e coisas assim. E com esse frio, será que vai nevar no natal? Tomara que não, pois se nevar, os anticapitalistas de plantão irão a loucura...

Todos sabemos que, de uma forma ou de outra, o clima está mudando. Nada como o cinema tem mostrado, mas que essas alterações vão mudar nossas vidas para sempre, isso acontecerá com certeza.

Frio perto do verão, calor de 30° em pleno inverno... E com isso, os produtores vão continuar perdendo dinheiro com sementes e insumos, precisaremos de roupas disponíveis o tempo todo e assim por diante.

E aí, você topa deixar o seu carro em casa e utilizar o transporte coletivo disponível?

Pois é, todos querem mudar o mundo, mas poucos fazem realmente a sua parte, não é mesmo?

Infelizmente, nossa sociedade está se tornando cada dia mais individualista e isso não tem volta. Quem pode, vai de carro, que não pode, financia um e quem não pode nada, vai de buzum, mas não por escolha...

O centro está um inferno, motoristas dirigem com se estivesse sozinhos... Carros, carros e mais carros, motos, caminhonetes... a coisa está realmente feia.

Passei 40 minutos rodando no centro e não tenho dedos em minhas mãos para contar tantas grosserias que observei no trânsito. É muita falta de respeito e educação...

Infeliz aquele que cumpre as leis, não é mesmo?


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lamentável...

Enfim, choveu. Lembrando uma trecho de uma musica do Gabriel O Pensador, ele dizia: pronto, choveu, tudo alagado. Uns nadando outros morrendo afolgado!

Que bom que pelo menos, para os moradores de Curitiba e região metropolitana, a morte parece não ter chego com tanta facilidade. Ontem, as 7 da matina, quando acordei com a então chuva forte, logo imaginei que por mais obras que tenham sido feitas, tanto pelo governo do estado quanto pelas prefeituras, teríamos problemas, sérios de alagamentos.

E não foi diferente. A mídia explorou de todas as formas possíveis e imagináveis as tragédias. Famílias infelizmente perderam todos os móveis, e suas casas ficaram tomadas de lama e coisas assim. Choveu demais num curto espaço de tempo. E aí, com a ajuda da população que ainda joga lixo nos rios, joga lixo nos bueiros e bocas de lobo, a desgraça está feita. Some a isso tudo o fato de que muitas áreas hoje ocupadas por casas ou por sobrados e prédios já foram um dia, área de alagamento dos rios e riachos.

E curitiba é um ninho de rios e riachos.

Só um exemplo, ou melhor, dois: na rua voluntários da pátria, no centro de curitiba, passa um rio. Embaixo do canteiro da mariano torres, passa um outro rio.

O que acontece quando chove demais e muita água precisa passar por pouco espaço que foi destinado a ele?

Dá porcaria, com certeza. Em curitiba, está proibido canalizar o leito natural dos rios, mas, será que não foi tarde demais???

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Chuva?

Ah, acredito que nem seja tanto assim. Acordei as 7, são 8h30 e não parou e chover. E está chovendo forte. Espero que isso faça as nossas represas ficarem mais cheias.

Por outro lado, essa chuva toda me trás uma certa tristeza. O cinza dos dias chuvosos me causa uma melancolia impressionante. Olhas para o céu nesses dias, eu evito.

Deixando a chuva de lado, vamos ao que ouvi no rádio hoje pela manhã. Um homem, com certa idade, com sua cadeira de rodas, recebeu da empresa Gol, toda atenção, foi retirado do avião com um elevador e coisa e tal, mas em determinado momento, uma freada, e claro, deu merda. Esse homem acabou por bater a cabeça em algo que ninguém sabe ainda explicar...

É preciso que o Brasil, tanto o governo quando a sociedade em geral, invista em qualquer tecnologia que traga mais qualidade de vida para os cadeirantes e para aqueles que utilizam-se de muletas. Sejam tecnologias arcaicas como calçadas bem feitas, ou então, equipamentos que permitam a entrada em ônibus, carros, aviões e outros meios de locomoção.

Seria no mínimo uma questão de respeito e uma demonstração de educação.

Mas creio que isso ficará longe do gosto das pessoas, certo?


Mas é isso. Uma boa semana para todos vocês....

sábado, 11 de dezembro de 2010

Mais não, não senhor!!!

Nosso presidente, o viajando da silva, vetou um projeto de lei aprovado no senado federal em novembro, que previa que mais cinco vacinas fossem incluídas no calendário de vacinação. Seria estranho tentar imaginar porque é que um presidente da república simplesmente deixou de lado essa ideia.

Mas é compreensível: sua preocupação... com os cofres públicos. Inserir essas cinco vacinas, provavelmente sairia muito caro e como a grana em brasília anda meio curta, talvez para isso, fossem necessários mais impostos ou coisas que o valha.

E além da grana, tem mais coisa por ai. Tem o lance de que pelo menos dessas vacinas, já estão inclusas, na verdade, em versões melhoradas. E aí, entra outro dilema moral: imagine que lula esteja certo e grana não tenha nada a ver com a coisa toda, será que nossos senadores da república simplesmente não sabem o que fazem?

Sim, pois se as vacinas já estão incluídas, porque um projeto de lei que queira incluir elas?

Talvez, o maior problema do governo seja realmente políticos mal informados, que por assim serem, não conseguem sequer saber das reais necessidades da população e quais dessas necessidades são supridas pelo governo social lulista da silva.

É incoerente pensar que eles trabalham o que trabalham, para repetir decisões que já existam... Se eu faço isso na minha empresa, provavelmente, estaria na rua...

Onde fica o RH do senado?

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

quinta-feira... e o fim se aproxima

Pois é isso mesmo. Mais um ano está acabando. Em 21 dia, estaremos no 2011. E como 2010 passou rápido. Para mim, que além de escrever no DLQ, trabalho numa empresa em que tudo é para ontem e com perfeição e também estudo numa instituição que sabe mesmo cobrar dos alunos, o fim de 2010 deveria ser entendido como um alívio, certo?

Talvez sim. E talvez não! Nada mudará de 2010 para 2011. Esse ano, como já faço a pelo menos 4 anos, será sem promessas, sem aquelas coisas de cor no natal, cor no ano novo, cor sim, cor não, simpatias... 4 anos que passo a virada ou dormindo, ou sentado ou então, apenas abraçando familiares.

E tudo fica como está, tudo tem seu lugar.

Nessa quinta, para mim, os fins se aproximam. O fim de semana, o fim de minhas férias entediantes e claro, o fim de ano e o final de uma ano de muito trabalho...

Vamos nessa....

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

no desespero...

senhores leitores e senhoras leitoras... no desespero, fazer o que? hoje é dia de prova de matemática. Se não estive em férias, não sei como faria, afinal de contas, entre sábado e hoje, já foram horas e mais horas e mais horas de estudo.

não é apenas estudo. é comprometimento, é desejo de vencer essa porra toda.

agora mesmo, estou na biblioteca, com uns chegados, o Walfred, o Ricardo, o Luan, o Giuliano e o Jimmy, ou Eliu... É, quando a água bate na bunda, muitos aprende a nadar, outros, tentam se agarrar nos nadadores e tem aqueles, que infelizmente e por mais frio que seja, tem mais que se afogar...

Não é a toa que existem teorias da evolução que demonstram que o mais fraco sempre vai para o beleleu. E hoje, na prova de hoje, eu sou um dos que vai para o beleléu...

Vamos ver o que dará...

E outra, alguém quer arriscar uma discussão sobre o programa minha casa minha vida x MRV x governo, qualquer merda???

Então, estou na espera... bele?

Hahaha.. jeitinho brasileiro?

Não, não, apenas inteligência demais...


É isso, o texto basta...


Vergonha nacional!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Só para constar...

Heim, alguém duvidava que palocci iria voltar? Ainda mais na casa civil? hehehe

Só falta o zé dirceu e mais alguns da corja toda. Ou seja, tudo está no seu lugar, graças a deus, graças a deus... para lembrar do Benito di Paula...

Se alguém duvidava disso, só tenho uma coisa a dizer, parafraseando o zóio, meu nobre: a inocência atrai a maldade...

Infelizmente é assim que funciona...

Toc, toc, toc, bate na madeira, dilma, palocci e zé dirceu, nem de brincadeira!!!


Bom final de semana a todos... se é que isso é possível...

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

vou apertar, mas não vou fumar agora...

então. hoje vivi uma experiência no mínimo curiosa. de férias, fui trabalhar na empresa que me emprega, sem bater cartão. E pior, foi justamente para fazer um procedimento que um cliente nosso exige para que executamos um trabalho.

Até aí, tudo certo, não fosse o fato de que toda vez que entro nessa empresa cliente, saio chocado, deprimido. Sabe aquela empresa em que todos que passam por você estão sorrindo? Estão trabalhando com o orgulho e o sorriso estampado na cara?

É, é interessante ainda ler que essa empresa está dentre as 20 melhores para se trabalhar no estado. E pior ainda, ver que a sua, não está!

Trabalhar é maravilhoso, eu gosto. Trabalhar me faz bem, me faz conviver com outras pessoas e me faz sentir util. O problema é quando você chega na sua empresa, e por conta de decisões, não sei quantos foram demitidos, o então que outro incompetente de merda foi readimitido, sabe, essas coisas.

Eu sei, se não estou satisfeito, porque não saio? Enfim, não sairei pelo simples fato de que ainda estou gostando do que estou fazendo e para tanto, só saio a hora que encontrar algo melhor ou semelhante num ambiente melhor.

As empresas, paranaenses e brasileiras, precisam aprender, urgentemente, os conceitos mais modernos de administração de empresas e administração de pessoal.

Fica a dia ao nobres empresários....

Trabalhador, não é escravo nem babaca....heheh

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

fim de tudo...

o ano está acabando. E com ele, vem o tal natal e o ano novo. O ciclo nunca para, e se parar, aí talvez estejamos todos em algum lugar, melhor ou pior.

Pensando nisso, estava refletindo em como me tornei uma pessoa amarga. Eu não gosto dessa fase do ano. Não gosto do natal, não gosto da virada do ano, e não gosto do comportamento que costumo observar das pessoas nessa etapa. Na maioria, são tapinhas nas costas, cumprimentos e quando viramos o rosto, xingamentos.

Muitos falam no verdadeiro espírito do natal, mas o que mais importa é o cupom fiscal para a troca no dia 26 ou 27. O que importa mesmo, para esses, é o tamanho do pacote ou a marca do objeto. Importa também aquele peru, que para muitos não pode ser chester, tem que ser peru mesmo, com maionese, arroz à grega e tudo de mais, além de muitaaaa cachaça, né (leia-se cachaça como qualquer coisa que tenha álcool, inclusive a inofensiva cerveja do capeta).

E esse ano promete. Nunca antes na história desse país, o povo teve tantas condições de compra. Parcelamentos de 10, 12, 15, 18 vezes, eles juram que sem juros... Comida no mercado, dá pra fazer em até 5 vezes no cartão da rede... Como hoje e trabalho 5 meses para pagar... Bom, né lula!

Mas, tem mais gente preocupada com o natal. Esses dias, uns caras levaram umas joias de uma joalheria num shopping de curitiba, e agora a moda pegou, já temos registrado o segundo assalta a esse tipo de loja nesse tipo de estabelecimento.

A moda está aí e tem gente que segue.

E ai, como será seu natal?

Sei lá como será o meu, sei que a partir de 1º dezembro, não saio de casa nem para comprar comida... Não, mesmo!