sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Campanha...

Eu, mesmo ateu, não roubo e não mato. Não desrespeito você, nem ninguém, mesmo que o merecimento seja uma possibilidade. Então, como tento ser o mais socialmente correto para ser aceito, resolvi lançar uma campanha solitária no twitter.

Uma série "nunca acesse esse site". Nessa campanha vou divulgar todos os site de empresas brasileiras que, por infelicidade ou decisão errada, resolvem usar meu e-mail para enviar lixo eletrônico. Por mais interessante que possa ser esse e-mail, eu considero SPAM toda e qualquer mensagem por mim não solicitada.

E quem sabe, logo logo, crio também um site para cadastrar todos esses SPAMS.

Aos poucos, a coisa pode começar a mudar...

E que assim seja...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Será que continua?

Uma pergunta não quer calar em minha cabecinha, pequena e vazia: será que o Brasil continua a crescer como cresceu nos ultimos anos?

Nunca antes nesse país, vimos um crescimento tão vertiginoso, o presidente lula conseguiu quase zerar o desemprego, aumentar o salário mínimo a 1/5 do que precisava ser para obedecer a constituição e coisa e tal. Mas, fato é que muita gente comprou muita coisa que jamais havia sonhado. Carro, apartamento, casa, sobrado, geladeira, tv de plasma, entre outros tantos sonhos de consumo.

Porém, um balde de água quase gelada, foi jogado e outros baldes estão anunciados. Nossa presidentE dilma, determinou em algum momento que nós brasileiros não pudemos ouvir para provar, que o crédito comece a ser restrito. Na prática, teremos que pagar mais na entrada, em menos parcelas e claro, com juros mais altos.

Esse jornalista que escreve, estava pensando e tentando comprar um apto. Nada muito caro ou gigante, apenas um canto para poder dormir e passar algumas horas, ou escrevendo para o diário leite quente, ou escrevendo qualquer coisa. Pois bem, em novembro, outubro, eu precisava de uns 10 mil de entrada para financiar o resto.

Hoje, nossa Caixa Economica Federal, depósito de tantos FP, me pede no mínimo 26 mil. E o preço do apto é exatamente o mesmo.

Não posso reclamar, sempre disse que não dava pra manter o ritmo lula de empréstimos, mas o que fazer com um país que tende a crescer menos? Aceitar o desemprego? Aceitar que o povo voltará a não consumir mais?

É, talvez dilma tenha pego uma bomba realmente bastante grande, e isso vai repercurtir em todos nós, classes médias e baixas...

Fui...

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Ah não, caiu...

Eu fiquei impressionado hoje ao ver a imagem de um dos helicópteros utilizado pelas equipes no rio de janeiro. É impressionante! Não apenas por ele ter caído e por todos estarem vivos, afinal, chega de mortes. Mas pelo fato de que quando um urubu está na merda, o de baixo caga no de cima.

Existem poucos equipamentos como esse a disposição dos sofridos, e agora, menos 1.

O piloto, que não sei como conseguiu pousar quase em segurança, merece uma medalha de bravura e honra. Ele foi mais um herói nesse país de poucos heróis verdadeiros. Infelizmente, teremos um helicóptero a menos, mas todos estão bem.

E aí, uma pergunta: foi nesse que a presidentE dilma voou para ver os pobres morrendo embaixo da lama?

Xiiiii!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Missão do dia: cumprida!

Enfim, acabei de acabar o que eu precisava fazer nesse dia maravilho e para variar, resolvi escrever algo aqui no DLQ. Enfim, fui convidado ou melhor, me convidei para escrever alguns textos para um outro blog (não vou largar, nem penso nisso, o DLQ). Quem tiver um tempinho, os textos são temáticos, ou seja, sempre representam um Protesto. O quadro chama-se "Eu Protesto". É bacana: http://www.maiconsmartins.blogspot.com/.

E como continuo firme e forte aqui, quero pedir desculpas a todos que leram o post anterior que escrevi. Me policiei por diversas horas, fiquei mal mesmo, e quero me desculpar. Não que não haja alguns detalhes inquestionáveis naquele texto, mas Curitiba está sim melhor. Continua provinciana, mas pelo menos, o futura trará as transformações necessárias. Espero!

Vamos lá, sem citar nomes, uma crítica sobre a visão de alguns empresários sobre seus funcionários:

Empresa 1: Salários defasados, vale-refeição defasadíssimo, plano de saúde caro e com subsídios e além do fato de nunca ter atrasado o salário, nada além do que a lei exige e um mimos mais caros como o plano de saúde.

Empresa 2: Salários na média de mercado um pouco mais, vale-refeição que você pode pegar ao meio, refeição e alimentação (dá pra passar o mês tranquilamente), plano de saúde dos bons, porreta mesmo (detalhe, mulher e 2 filhos pagam o mesmo que o pai na empresa 1), também nunca atrasou salário e o pior, a empresa tem convenio com hotéis, seguradoras, empresas de turismo, empresas serviços, academias, salões de beleza e tudo o que você possa imaginar..

É, pra onde mando meu curriculo?

Viva, e tem gente que chama baiúca de empresa...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Dudu, me perdoe, por favor...

Sabe, eu fico muitas vezes emocionado e comovido com tamanha paixão que o nobre Dudu sente por Curitiba. Não só ele, mas a emoção dele me comove. Tantos outros, assim como meu pai, minha mãe e tantos, tem um sentimento incondicional por essa cidade, linda e... ainda provinciana.

Curitiba nunca foi uma cidade de verdade. Ela surgiu num local onde tantos viajante passaram por vezes. Cresceu ainda ao redor da estação ferroviária, local onde hoje resisde um shopping center. E seu crescimento é emocinante de se ver. Em 1950, era quase nada e hoje... 1 milhão e tantos habitante a mais, continua a ser um nada.

Escrevo isso, mas não quero ofender essa cidade. Mas curitiba infelizmente, por mais que seu crescimento seja visível, nunca deixou e nunca deixará de ser apenas uma província. É isso que seu povo quer, pelo jeito.

Vou citar alguns exemplos:

1º - modinha da capital: Curitiba ainda segue a modinha de sua capital. São Paulo e outras cidadezinhas maiores determinam o que acontece em Curitiba. Basta observar qual o modelo de construção civil que mais cresce na província. Ele é importado de São Paulo e pegou moda aqui: custa caro pra carai, é pequeno e apertado, nitidamente vale menos do que custa e ainda assim, o curitibano no maximo do comportamente provinciano, deve até as cuecas, mas assim mesmo, compra!

2º - Se você é: ferreomodelista, modelista, plastimodelista, automodelista ou qualquer tipo de modelista, das duas uma - ou você compra as porcarias caras que lojas como Lima Hobbies e outras vendem por aqui ou então, você vai para são paulo comprar, pois lá sim, existem opções. Se lá, uma loja de modelismo parece um shopping, aqui, elas parecem uma quitanda, que vendem porcarias caras demais.

3º - Se você quer comprar um componente eletrônico que seja diferente da listinha prévia, ah, larga mão, pega uma ponte aérea curitiba-sao paulo pela tam ou pela gol e vá lá comprar de uma vez por todas...

4º - O curitibano, por achar que vive na capital tem a mania de se achar melhor que todo mundo. E nisso a gente costuma ouvir frases como: ixi, isso é trabalho para chines ou então, ah, mas eu tenho que fazer isso dessa forma?

A provincia vai continuar existindo, tomara, que um dia eu consiga convencer minha patroa a ir embora desse lugar, pois a cada novo curitibano nato que conheço, dou preferencia a conversar com porcos e lagartos...

E o pior, quem vem de fora, ao invés de ensinar esses curitibocas, aprendem com eles. Então, siga o sonho: um sobradinho num condomínio fechado com diversos utensílios comprados na leroy-merlin, com um cachorrinho de madame cagando as 9 e as 18 horas, numa praça ou na rua mesmo... Ah, e não esqueça de levar o animalzinho na Pet sabado pela manhã e também, de combinar com as amigas de ver uma bolsa nova na boutique que importa da 25 de março e vende por 500... Sucesso total...

Viva província!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Tô na rua, Tô na pista.

Nunca na minha vida andei tanto de taxi. Nessa semana, certeza, peguei mais ou menos o dobro do que em toda essa minha reles existência. Junto com essa monteira de corridas, ouvi outra montoeira de histórias. Umas tristes, outras de superação, sucessos insucessos e safadezas.

Não me perdoo por não ter guardado o nome de todos, mas talvez tenha sido melhor assim.

Encontrei gente que largou de ser açougueiro para virar taxista e se arrependeu. Quem era mototaxista que cruzava a fronteira para ser taxista e se arrependeu mais ainda. Outro que largou a ocupação de carregador de malas de um hotel para virar taxista e lamentou não ter feito isso antes. E quem é taxista há 28 anos e não troca isso por nada.

Algumas informações interessantes foram colhidas, como por exemplo valores de pontos e arrecadações mensais. Um ponto na frente do hotel Bourbon custa R$150 mil. Um no Aeroporto chega a R$ 300 mil. Fiquei sabendo também que o goleiro do Coritiba, Edson Bastos (que é da terra e tem toda sua família ainda residindo nessas bandas) tem um no "estacionamento de aviões". deu de presente para o irmão tocar. Nessa passagem pela cidade, ficou para acertar a compra de mais um justamente na frente do Bourbon. vai dar de mimo pro seu pai.

O dono de uma "carta de taxi" chega a arrecadar, trabalhando apenas um período, cerca de R$ 10 mil por mês em Foz. Em dias muito ruins, fatura R$ 3 mil por mês. Os motoristas secundários ganham 30% do que se arrecada no período em que comanda a boléia. "Prefiro ter funcionário mulher. Rouba menos que homem" me disse um deles.

Outra informação muito curiosa foi me dada por um ex-mototaxista que esta prestes a voltar para a Ponte da Amizade. Segundo ele, fazendo a travessia, chegava a ganhar R$ 250 reais. É só fazer as contas. A média é sempre essa, disse ele. O salário no final do mês chegava fácil fácil aos R$ 5 mil. Como segundo motorista, tava ganhando míseros R$ 2 mil. Por isso quer voltar. Mesmo que não consiga se legalizar. Como "piranha" precisa pagar os "hôme", mas isso não é problema segundo ele.

Agora, a última foi demais. O tiozinho esta com 69 anos. Durante a corrida o celular ligou tocou três vezes. falei para ele ficar à vontade para encostar e atender a patroa. Ele de pronto respondeu: "Não é patroa não, é namorada", disse ele com um sorriso sacana na cara.

Já fiquei espantado achando que o tiozinho tava namorando com aquela idade, mas quase cai para traz com as informações que vieram a seguir. O véio disse a seguir que essa é a namorada mesmo e que a patroa tava em casa. Pior, sabia que ele tinha uma namorada. Ai não guentei e perguntei: "Como que você guenta?". Ele explicou que com a patroa não rola mais nada: "Ela só cuida da casa e dos netos". "Sexo só faço com a namorada". Acha que acabou? Não...

Adivinha quantos anos tem a moça, segundo ele: 22 anos. Parei com o véio, dei uma porção de risada e só parei quando ele me mostrou a foto dela. Tudo bem que podia ser a filha dele, sei la, ou até neta. Mas o véio jura que é namorada. Falei então que ele devia gastar uma nota com o "azulzinho". Ele disse que até ja tomou, mas é ruim porque tem problema no coração. "Para dar umazinha só me viro ainda. Dou um jeito. Ela me esquenta muito". hehehe É mole? Não, segundo o tiozinho não tem nada de mole nessa história. E jura que é duas por semana.

Isso tudo, claro, depois de fazer 24horas de turno. Aliás, turnos desumanos são práticas comuns entre todos os taxistas. trabalho escravo, mas prazeiroso para a maioria deles. E bem rentável.

"Sou taxista, tô na rua, tô na pista. Não tô no palco, mas no asfalto eu sou artista". Rei Roberto.


Nossa Curitiba amada...

Sou um apaixonado pela minha Curitiba e pelo Paraná como um todo. Permaneci essa semana toda na terra das cataratas e pude curtir seu povo acolhedor, muitas histórias e um calor infernal. Senti saudade da minha terra. Da fria Curitiba de tantos encantos.

Para minha surpresa abro meu e-mail hj pela manhã e leio uma mensagem enviada pelo meu pai. O véio manda um monte de coisa para mim e fica louco quando vem comentar algum dos e-mails e eu revelo que nem li. Mas esse me pegou pelo título: "Curitibisses... " ou algo do gênero.

Ao clicar vi um videozinho do YouTube com uma música para lá de gostosa de se ouvir. Não só pelo ritmo violão e voz, mas pela letra que fala das coisas da minha terra. Na primeira frase lembra o meu Bacacheri de tantas emoções e histórias e passa pelas mais tradicionais coisas, lugares, pessoas e situações de Curitiba. Vale a pena ver e ouvir.

Não sei quem compôs, mas gostaria de saber. A ele deixo o meu muito obrigado por essa obra.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Quinta-feira... Eita semana que não acaba!

Hoje é quinta-feira. O penúltimo dia útil de uma semana infernal. Infelizmente, os numeros estão aí para mostrar. Mais de 300 pessoas mortas. Gente que, num momento estava feliz, no outro, debaixo de barro e escombros.

Para essas pessoas, eu além de lamentar, peço um minuto de silêncio.

...
...
...
...
...
...
...
...
...

Meu texto não quer se apoderar, nem pretende, do sofrimento alheio, como aliás a imprensa brasileira tem feito, para se pautar. Mas é impossível olhar as imagens dos locais destruídos e não se impressionar.

Eu não acredito no poder do homem em mudar o clima do mundo. E por isso, faria um aleta: como não podemos mudar essas questões, talvez ainda haja tempo de relocar pessoas que vivem em encostas, próximas a rios, lagos e mares, essas coisas. A terra está em constante mudança e cena como essas, pelo visto, serão mais constantes em nossa vida.

Vamos lamentar, claro, mas será que devemos nos preparar para algo pior?

Vale pensar...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

cidadão do Brasil

Devo sentir vergonha né? Pois sinto. 2010 foi um ano maluco demais, voces não fazem ideia. De repórter passei a editor temporário em duas oportunidades (Copa do Mundo e eleições) e tudo virou de cabeça para baixo. Voltei para a reportagem em novembro e eis que no mês seguinte recebo uma proposta para voltar para o rádio, minha eterna paixão. Tentei (juro que tentei) mas não deu para resistir e me atirei nos braços desse amante radiofônico. Desde o começo do ano dou expediente na rádio 98fm como repórter do Coritiba (mas cobrirei todos os times cedo ou tarde). Quem gostar pode me prestigiar. Ficarei honrado.

Essas mudanças todas fizeram com que eu não conseguisse dar a atenção merecida ao blog. Desculpa pessoal. Se somar as vezes que pedi desculpas, acho que isso aconteceu mais vezes do que o tanto de vezes que postei por aqui. Enfim. Me consola o fato do meu amigo LG ter segurado tão bem essa lenha. Valeu irmão.

A partir de agora viro um cidadão do Brasil. Vou viajar pora cacete e poderei colher histórias únicas e, tenho certeza, insólitas. As contarei para voces sempre que der. Daqui de Foz do Iguaçu, onde estou desde segunda, já acumulei alguns causos e brevemente porei a mão na massa para lhes contar.

Passo a usar a voz no rádio e os dedos no blog. Não sei bem ainda quem saiu ganhando (ou perdendo) nessa história hehe. Abraços

Vergonha de ser...

Eu acredito que as vezes cometi o maior erro de minha vida ao decidir estudar e tentar praticar isso que chamam de jornalismo. Nem vou entrar no mérito daquela jornalista de não sei onde que passava informações para traficantes e tal. Isso é coisa dela.

Mas, antes de continuar, se puder, click e leia: matéria sobre ônibus x sinal vermelho

Porque esse tipo de matéria irrita?

Simples. Não é preciso usar o transporte coletivo todos os dias da semana, como eu utilizo, para saber que o transporte coletivo de cutitiba é extremamente perigoso. O que essa repórter, que imagino eu nunca tenha andado de ônibus presenciou e trouxe como um quase furo jornalístico, infelizmente acontece todo santo dia em todos os santos cruzamentos em que circulam ônibus. É usar qualquer linha... Simples assim.

E essa mesma repórter, agora que está ficando especilista em transporte coletivo, deveria andar numa outra linha, ou em outras duas, no mesmo trecho - cito Centenário Campo Comprido ou Pinhais Rui Barbosa, no trecho em que esses coletivos descem sentido rodoferoviária na 7 de setembro, entre as ruas Alferes Poli e Marechal. A repórter poderia presenciar a velocidade que os ônibus atingem nesse trecho da viagem. É realmente uma viagem.

Essa repórter poderia ainda, presenciar como os outros ônibus fazem curvas, buzinam ao passar por sianis verdes, amarelos e vermelhos. É hipócrita um jornalismo, ao inves de vivenciar esse sistema de transporte cretino, se aproveita de apenas um acidente maior para martelar problemas. Os ônibus estão sempre aí, fazendo cagadas diariamente.

Sra. Jornalista, convido você juntamente com uma outra repórter da Band News FM de Curitiba, para circularmos uma tarde inteira, o dia que vocês escolherem, para ver como é na real, topam?

Ah, e tem outra coisa. Gostaria de saber das duas e de todos os outros, se por acaso alguma vez na vida, não andaram fora do limite de velocidade ou então, se vocês nunca ultrapassaram pela direita ou ainda, se nunca, em hipótese algum, aproveitaram-se do sinal amarelo para economizar 30 segundos do sinal.

Será?

O comportamente dos motoristas de ônibus é apenas igual ao comportamento de muitos outros milhares de motoristas. O desrespeito virou rotina para esses profissionais e para tantos outros muitos motoristas dessa cidade!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Basicamente...

Então, vamos tratar de alguns conceitos básico? Muito basicos?

Vamos lá: 1º, normalmente o cara que mais reclama do trânsito e dos outros motoristas é justamente o cara que mais faz cagadas. É como o cretino do motorista do post anterior. Eu posso garantir que nas horas vagas, nos churrascos de família e coisas assim, ele deve sempre puxar um assunto em que ele vai criticar as pessoas que param na calçada e também nos maus motoristas que transitam por Curitiba.

E não para a lista: 2º, sabe aquele babaca que costuma falar mal de todo mundo? Pois então, ele te parece legal? Ah sim, mas ele não é. Ele fala mal de todos, e você está incluído no "todos". Onde eu trabalho, tem uma "Dolores", que é uma das mulheres que trabalha aqui, que é assim. Ela fala mal de todos, mas sempre quer parecer a santinha e com isso, engana alguns. Eu, ah, eu to meio vacinado, não tenho vacilado com ela.

Mais um para a lista, 3º: a prefeitura, o governo do estado e a presidência da república, os três, devem evitar qualquer tipo de programa, social ou não, que tenha dinheiro envolvido. Aqui em curitiba, por exemplo, dois ou três FDP, marginais do inferno, assaltaram um treco da prefeitura na manhã dessa terça. É um armazem da família, que vende produtos de comer mais baratos para famílias que precisam. E além de assaltar, ainda fizeram a merda de maltratar o polícial municipal que estava alí para defender o armazem.

Roubaram a arma, e o cara tá com uma bala perto do cóccix. Foda-se, né?

Não, infelizmente a prefeitura deveria fechar esse lugar até que a sociedade entregasse o paradeiro do marginal que fez isso. O povo reclama, reclama e reclama, mas normalmente é conivente. Protege bandidos, respeita marginais, compre CD´s piratas e ainda, fuma uma baseadinho para relaxar.

Hipócritas infernais...


Hehehhehe E vamo que vamo, né...

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Um Brasileiro típico e educado...

Como todos os leitores do blog já sabem, não sou um cara de muitos amigos e com toda certeza, odeio a prática da política de boa vizinhança. Se você fez errado, que pelo menos assuma. Se errou, paga pelo erro, é o mais certo.

Todos que tem carteira de motorista devem saber que é proibido parar em cima de uma calçada. Vejam o cretino motorista do carro da foto abaixo. (pena que não consigo observar a placa, mas quando puder, vou divulgar aqui)



Esse idiota, além de estar parado em cima da calçada ainda ficou me olhando com cara de quem estava com a razão e eu errado. De presente para ele, essa fotinho. Se ele quer ser cretino no seu comportamente, me perdoe, eu sei ser mais. O certo é o certo e o errado deve ser punido.

Que essa foto sirva para demonstrar a falta de respeito, educação e conhecimento das leis de um país.

Assim como ultrapassar pela direita, e outras tantas infrações de trânsito!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Mais uma forma de ganhar dinheiro

Então, seguindo a série mais uma forma de ganhar dinheiro no brasil, vamos lá. A caixa economica federal, para minimizar e evitar dores de cabeça para seus funcionários concursados, resolveu tercerizar o processo de financiamento habitacional, assim, o terceiro faz todos dos trâmites e quem assina é a caixa. Então, temos um terceiro, em um bom ponto comercial e coisas assim.

Nesse processo, você tem duas opções: ou faz um concurso e tenta trabalhar na área habitacional, e assim, só assina papéis - imagino que isso não deve cansar muito, ou então, conhece alguém na caixa, não é difícil, e conversando um pouco, abre esse posto avançado e começa atender o povão, coisa de nada.

O dinheiro vai entrar de uma forma ou de outra. Quem paga as taxas no final, é sempre o contribuinte mesmo, não é?

Falei para você que o brasil é um país de oportunidades? Quero saber se alguém topa fazer uma pesquisa para saber quantos funciários da caixa tem participação nessas "extensões" da caixa economica. Eu não farei tal pesquisa... Não mesmo, mas se fizer, creio que teremos surpresas, não?

Brasil, um país de oportunidades...

E para descontrair, o calor em Curitiba, está dos infernos...

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Acordando para a realidade...

Uma das coisas que mais de deixa entediado, são as férias. Não consigo ficar 30 dias em casa, até porque pobre tem que aproveitar esse tempo para procurar novo emprego. Eu fiquei 30 dias e depois, de 6 dias, mais 10. Amanhã retorno à labuta como um bom filho da pátria.

Mas além de voltar ao trabalho, arranjei mais uma coisa para fazer. Vou continuar escrevendo no diario leite quente, do qual esta nos planos também um pouco de divulgação, como adesivo na verdinha, folder entre outras coisas. E vou ainda, contribuir com o blog de um camarada, o Maicon. Em seu blog, o JUVENIL do Maicon faz textos descolado e bem humorados, e vale a pena dar uma lida. O blog é bem legal e passou por uma reformulação que ficou bem bacana.

Vivemos na era da parceria e me deixa feliz saber que vou ter textos meus publicados lá.

E aqui, vamos continuando o trabalho que tem sido prestigiado por vocês, leitores do DLQ.

E para terminar, quer saber outra forma de ficar rico? Posto Autorizado do Correio. Você pode ter um, é so achar um lugar bacana, conhecer alguém lá dentro (so pra facilitar) e entrar no processo.

Bacana, né, o Brasil é um país de oportunidades. E a série "Fique Rico", continua...

Mais uma vez, e nunca é demais, um feliz 2011 para você...

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Qual o objetivo disso?

Você, caro leitor, quer ganhar dinheiro? Ganhar muito dinheiro? Dinheiro a rodo, ou as pencas? Eu tenho algumas receitas, vou comentar uma delas hoje nesse post. Primeiro, você precisa de uma equipe de umas duas pessoas ou mais e um pedaço de bambu. Com duas já da pra começar. Uma delas, você coloca ler jornais do brasil inteiro, do município menorzinho até São Paulo, a grande meca do Brasil.

A segunda pessoa você coloca para apertar F5 seguidamente no sistema de pregão eletrônico do governo. Tá bom, você achou simples então, certo?

E é, quer coisa melhor que começar a prestar o serviço em outubro ou novembro e logo em janeiro ter uma aumento na remuneração de seus serviços?

Vamos lá então, vou citar um exemplo, depois outro, bele? No governo Lula (PT, com olhar voltado ao social e ao povo), uma estrada que liga o Paraná a Santa Catarina, BR 376 um trecho e o restante e famosa BR 101, foi privatizada. E fiquem atentos ao detalhe, pois no dia em que começaram a cobrar o pedágio, em pouco tempo, já puderam aumentar a tarifa. Tudo amigavelmente assinado em contrato entre a empresa e o governo lula-lá!

Outro grande exemplo. Depois de milhares de anos dos mandos dos empresários do transporte coletivo de curitiba, famílias que dominam a cidade a zilhões de milhares de tempos, uma licitação foi realizada. E o objetivo dessa licitação era o menor preço pelo melhor serviço.

No auge do processo licitatório, as mesmas empresas que se organizaram numa quadrilha que alguns gostam de chamar consórcio, acabaram retirando concorrentes pois elas, segundos os consorciados, não tinham conhecimentos nem ônibus necessários para atuar em curitiba. Então, para fazer o que esses porcos fazem, nem precisa saber de nada mesmo.

E mal o consórcio começou operar, eis que: O CUSTO SERÁ AUMENTADO!

Para que um processo licitatório se quem manda mesmo são so colarinhos brancos dos consorciados, que vão mais uma vez nos roubar parte dos 5% que a maioria recebeu de aumento?

E ainda, para que uma empresa com a URBS para gestar essa merda toda?

Aliás, para que prefeito e vereadores se ninguém pode fazer qualquer merda contra qualquer um dos consorciados? São famílias que exploram trabalhadores e usuários a anos e tudo vai continuar com está?

Que inferno isso, 2,50R$ é assalto a mão armada... Aliás, se depender desses empresários de merda, assalto a mão armada vira moda na catraca e no interior dos ônibus velhos e com motoristas mal treinados de Curitiba (1º mundo) City.

Tomara um dia, a gente tenha um prefeito de verdade, vereadores de verdade e uma cidade realmente melhor...

FDP!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Primeiro...

Esse é o primeiro texto de 2011. Novo ano, nova presidente (e não presidenta como o formidável lula insiste em dizer), novo governador e claro, novos medos.

O ano de 2011 começou bem. Na paz, com muita fartura na mesa, crianças brincando de jogar espumante barato nos tios, pais e avós. Um banho de espumante barato um nos outros. Uma sujeira só, um cheiro nojento de espumante barato (2,99, a marca, nem me lembro). Nada demais, apenas mais um adorno para a passagem do ano.

Dilma assumiu, Palocci já começou a trabalhar e quem queria aproveitar o minha casa minha vida, sinto muito, mas creio que a coisa vai mudar e já está mudando. Lula, na mais sorrateira de suas atitudes como presidente, decidiu não mandar para a itália o bandido que está no brasil. Tomara mesmo, que a itália agora faça algo contra essa decisão. Quem protege alguém ruim, ruim também deve ser.

E no mais, vamos levando. Quero apenas desejar a todos, um feliz 2011, regado a muita paz e trabalho...