quinta-feira, 26 de maio de 2011

O efeito "com cópia"

Você, que vive nesse mundo moderno agitado e eficiente do ano 2011 deve ter ouvido falar ou ter sido solicitado que faça tudo "com cópia". Principalmente no ambiente corporativo (ou as vezes qualquer escritório mequetrefe mesmo), você é obrigado a fazer as coisas "com cópia". E veja bem, tem que fazer, se não fizer, você pode se dar mal.

É o caso. Sem citar as pessoas, vou relatar algo bem legal que tem acontecido em algum lugar dessa cidade maravilhosa, cheia de cantos mil, cidade maravilhosa, a provincia do Brasil: curitiba.

Existe uma Alice, que não vive no país das maravilhas mas adora fazer de conta que sim. Com seus cabelos vermelhos, essa Alice adora algumas coisas: primeiro, adora ser a coitadinha de tudo. É ela que teve as maiores dores do mundo, o que já rendeu a ela o apelido de dolores; é ela que tem a maior pança mal tratada do mundo; é ela quem sabe o que acontece no mundo inteiro e como funcionam as empresas que ela trabalha no planeta todo e quem sabe talvez, no universo inteiro; é ela que tem a maior beronha da faca da terra, e o que já rendeu-lhe até novos apelidos.

Porém, essa pessoa má, vive usando o recurso do "com cópia". E existe um ditado que diz que atrás do puxa-saco, sempre vem um incompetente. O pior é quando uma pessoa, uma beronha ou algo assim, sente e sabe que vai ser demitido. Aí, o comportamento muda. É sempre assim, aí é tiro para todos os lados e infelizmente, nessas horas, a função "com cópia" é extremamente utilizada.

Em outros casos, aí, a coisa fica bonita. Você precisa de uma informação que pode vir de algumas pessoas, certo? Uma boa função para o "com cópia".

Mas, hipócritas de plantão, usar o "com cópia" para tentar denegrir a imagem de um colega pode ser muito perigoso, heim... Fique experto, o tiro pode sair pela culatra... E infelizmente, acredito que isso vai acontecer logo...

Vem quente, que estou mais do que fervendo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!