sexta-feira, 13 de maio de 2011

Revolta que me domina...

O que vou escrever aqui, somado ao jornal que o nobre dudu mostrou no post anterior, fazem eu pensar que realmente, não sou daqui. Não, não, não dá para aceitar coisas assim como coisas de seres humanos. Somos um bando de debilóides, ou algo que o valha.

Veja você. Em frente a minha casa, se quiserem conferir, passo o endereço, existia um terreno com um cedro, uma árvore linda e vistosa, que nunca incomodou ninguém. Alias, um dia ela incomodou. Eu ainda não achei as fotos, mas assim que ache, eu posto aqui. Pois bem, o comportamento humano me envergonha e esse se soma. Um certo dia, um evangélico ganhou um prêmio de um banco. OK! E o que fazer com os milhares de reais?

Isso mesmo, pegar o terreno com o cedro e construir 4 sobrados. Mas, o que fazer com o cedro? Tentou cortar, mas eu fiz questão de denunciar ele e o corte foi pego na hora. Talvez ele nem tenha sido multado, porque se o fiscal fosse evangélico, tudo terminaria em jesus.

Mas as obras não pararam. E o cedro foi ficando cada dia mais seco. É lógico, que o comportamento humano mais uma vez ganhou e o cedro se fu... Sim, eles envenenaram o cedro, que morreu aos poucos, quase parecendo uma morte natural para uma árvore que facilmente vive mais de 100 anos.

Ok, hoje cheguei do trabalho e para minha surpresa, uma equipe já tinha tido o trabalho de cortar o que sobrou da agonizante árvore. Pronto!

Não verei mais esse cedro ou seja lá o que for. Apenas um sobrado quadrado de concreto, que serve como fonte de renda para um cara que, por seu dinheiro, quer que uma árvore vá prás cucuias...

OK, eles são melhores que todos...

Infelizmente a cada dia que passa percebo que ser humano, é ser mais incapaz de ser apenas, um ser!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!