quinta-feira, 14 de julho de 2011

Agradeço também...

No ultimo post o nobre Dudu coloca mais uma resposta e a única que até hoje recebemos de um deputado estadual. E nela, podemos perceber que além do silêncio, nossas excelências sempre estão em acordo com a população, mas e porque não fazem nada?

Stefanes Jr. citou que "Infelizmente esta é uma triste e lamentável realidade que não é exclusividade dessa escola." É, infelizmente é uma triste e lamentável realidade saber que eles estão com a faca, o queijo e dinheiro nas mãos e pouco fazem. Isso não significa criar um projeto de lei que obrigue o estado colocar a força policial dentro da escola.

Nem mesmo significa que eles precisam trabalhar mais ou menos do que fazem hoje. Mas se pelo menos os objetivos para a sociedade fossem pensados paralelamente aos objetivos políticos-partidários, as coisas poderiam melhorar em curtíssimo prazo de tempo.

É tão simples que acredito que sou um idiota pensando isso. Independente da situação de cada partido, se o objetivo é tirar as drogas da escola, que sejam envolvidos todos os partidos, numa mobilização APARTIDÁRIA. Não machucaria ninguém poder sentar em uma mesa redonda, oposição, posição e todo o resto, e juntos, definir algo que em 6 meses pode estar aplicado e funcionando.

Ah, claro, o problema é de muitas escolas. Desculpa de merda!

Infelizmente, aqui em nosso país, políticas são para objetivos políticos-partidários que envolvem as questões de poder. Aí, falta polícia nas ruas (mentira, tem bastante), a polícia prende e alguém solta (verdade), falta educação (mentira - escolas tem), falta qualidade na educação (verdade - um bando de professores que querem ganhar mais, mas que cada dia que passa deixam de lado suas obrigações com desculpas que são de lamentar), falta saúde (mentira - hospitais tem, médicos tem, enfermeiros tem), falta bem-estar (verdade - o brasileiro come mal, bebe bem e precisa sempre tratar de algo que se evitasse carnes, por exemplo, viveria melhor).

Eu proponho aos políticos de plantão, que agora fazem a leitura do DLQ que nos façam comentários, podem ser eles anônimos, pois assim, podemos criar uma forma de conversa com sugestões para corrigir o que for possível.

No texto citado, a simples visita de policiais descaracterizados, uma ou duas vezes por semana, infiltrados como professores, poderia resolver e muito.

Uma coisa que precisamos entender é que bandidos e criminosos são burros. São burros pelo simples fato de terem escolhido o crime. E nós, governo e sociedade, estamos nos permitindo sermos reféns de gente que não sabe pensar. NÓS, REPITO, NÓS SOMOS OS INTELIGENTES.

Será que podemos usar nossas cabeças para algo de bom?

E isso não significa lotar as cadeias com presos e sim, sermos inteligentes para acharmos uma grande solução para problemas gigantes. Só isso...



Um comentário:

  1. Só pra constar que alguem entrou no blog. Não há comentário, muito mal escrito, eivado de erros ortográficos. Tem que melhorar pessoal!!!

    ResponderExcluir

Desabafe!