sábado, 2 de julho de 2011

Me desculpe, mas não concordo...

Na sexta-feira, dia 1 de julho, todas as tomadas do diversos padrões que não o novo padrão não podem mais ser comercializadas. E isso está gerando reclamações, críticas, xingamentos, teorias da conspiração dos fabricantes entre outras coisas.

Não vou criticar quem critica, não seria coerente eu fazer isso. Mas, vou comentar algumas coisas sobre o novo padrão.

Primeiro que ele efetivamente e brasileiro. E tem razões para ele ser brasileiro pois vai tentar evitar coisas tão idiotas que não poderíamos imaginar, mas que acontecem a cada dia nesse país de gente experta.

Primeiro porque, ao que tudo indica, quando os contatos entrarem em contato com a parte energizada da tomada, não há possibilidade de haver algum toque com as mãos, dedos ou outro elemento que possa resultar em choque elétrico. Ponto positivo!

Em segundo lugar, quanto tem o 3 pino, o terra, ele sempre vai se conectar antes, e isso pode descarregar qualquer efeito negativo para os equipamentos, inclusive os eletronicos que são mais sensiveis.

Porém, o ponto que eu considero mais positivo. As diferentes correntes: temos tomadas de dois padrões: 10 e 20 Amperes.

Sabe aquela cena em que você liga um equipamento e a tomada derrete? Pois bem, depois que o novo padrão estiver a pleno vapor, o que consome 10, poderá ser usado em qualquer tomada. Mas o que consome 20, só poderá ser usado em tomadas de 20 e assim, as tomadas dimensionadas para 10, estarão protegidas de utilização errada.

Eu posso até não concordar com o novo padrão, mas infelizmente tenho que concordar que apesar do preço, ele é necessário para habitantes de um país que adora usar "T", benjamim ou qualquer outra coisa que transforme uma tomada em 5, 6, 7 outras tomadas...

Energia elétrica não é brincadeira. Se quiser, escreva a respeito, podemos trabalhar essa temática...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!