quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Explicação

Nobres leitores. Vou explicar porque ao invés de encaminhar novo e-mail aos nobres vereadores, resolvi publicar no blog. Enfim, tirando o fato de que uns 30% costumam se dar ao luxo de responder, sei também que pelo menos alguns visitam o blog de vez em quando. Ou seja, se é para dar algum tipo de resultado, que seja assim.

Mas, como já é de se esperar, não vou obter qualquer tipo de resposta, seja dos vereadores ou quem sabe, num sonho regado a qualquer tipo de droga, da própria URBS. As obras continuam e logo teremos o "azulão retardado" rodando.

E claro, uma massa gigantesca de pessoas que usam o transporte, seja para o lazer (duvido muito) seja para o trabalho (aí acredito que sim) ou para qualquer outro fim (quem seria tolo de usar ônibus em curitiba se realmente não precisasse?).Enquanto isso, o meu texto, menor, quase nada, é deixado de lado. Pois na câmara agora a moda é denunciar.

Presidente que apronta não sei o que (ninguém pode provar nada), vereadora que pede algo para o presidente e novamente o presidente que pede algo sobre a vereadora.Espero sinceramente que a Renata não tenha nada que dê ao presidente da câmara motivos, mas se tiver, que venha a tona.Como esperar uma resposta, mesmo daquelas que nos respondem quase sempre, se o tema agora é maior e melhor?

E olha que ano que vem, tem eleições. Seremos mais uma vez democraticamente obrigados a nos deslocarmos e apertarmos aquelas teclas com aquele pilililim irritante no final do processo!Escolha bem, veja bem, preste atenção...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Desabafo...

Esse é um espaço que eu e meu nobre Dudu usamos para escrever algumas coisinhas que achamos de certa relevância. Eu até uso esse espaço como um canal de desabafo de vez em quando. E hoje é um desses momentos. Um desabafo e claro, um pedido de explicação para nossas autoridades municipais.

Acontece que ontem, precisei desembarcar do ônibus que uso para ir a aula. Uso o sistema de transporte coletivo, mais precisamente os ônibus biarticulados que fazem as linhas do leste de curitiba, no meu terminal, falo do Pinhais-Rui Barbosa e do Centenário-Campo Comprido.

Pois bem, existe um ponto que já falei muitas vezes aqui que é a estação tubo da praça Eufrásio Correa, curiosamente, ao lado da casa legislativa do município de curitiba e paisagem de muitos vereadores.

Essa estação em questão está em reforma. Isso mesmo: REFORMA!

Mas infelizmente não é para tapar os buracos que pingam em dias de chuva. Nem mesmo para melhorar a circulação de ar ou evitar que os nobres "fura-tubo" furem os tubos. A ação desses "fura-tubos" aumenta o preço da passagem, como diz a mensagem nos ônibus, mas, ninguém está preocupado com isso.

A infeliz reforma é para que as duas estações comportem o famoso ônibus maior do mundo, o que eu chamo carinhosamente de "azulão retardado". Creio que até o final do ano, teremos esses famosos azulões retardados na linha leste-oeste. E eu quero estar muito, mas muito errado mesmo, pois se hoje, para fazer a baldeação em horário de pico já é uma desafio imposto pelo diabo, depois que o "maior ônibus do planeta" for instalado e assim, mais de 270 pessoas conseguirem desembarcar, provavelmente um dia, alguém morrerá esmagado.

A largura do tudo eu nunca medi, mas com certeza ela não passa de 2,5 metros úteis. É simples, qualquer dia, vai dar merda!

Solução?

Ah, existe sim!

Porque nossos nobres vereadores não consultam a URBS e pendem explicações de porque essa baldeação não é feita nos tubos da praça Rui Barbosa? Pois lá, na verdade, são três tubos emendados, com várias goteiras. Tem o tubo do Pinheirinho, que inclusive desafolgaria a linha Capão Raso-Santa Cândida (o passageiro poderia escolher) e no outro sentido, poderia ser utilizado o tubo do Pinhais-Rui Barbosa, também com o Centenário-Campo fazendo sua parada ali.

O ponto positivo é que teríamos dois tubos apenas na praça Rui Barbosa, sim, os outros dois poderiam ser retirados e assim, melhorariam a beleza da praça, e todos as linhas se concentrariam em apenas 2 tubos, facilitando para o usuário e também dando o poder de escolha de em qual ônibus seguir.

Solução existe, nobres.

Senhores e Senhoras, vereadores de Curitiba, é pedir demais uma resposta da URBS?

Se for necessário, eu posso suplicar, ajudaria?

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Ditos populares...

Sabe aquele ditado que diz que tudo que está ruim pode piorar? Nas ultimas semanas, se eu resolver escrever, dará um livro de umas 35 página, algo assim. Tudo que estava "ruim", está piorando, até minha cachola. Parece que o ultimo comprimido tinha farinha ao invés de remédio... "Mi fú"...

Pois então, e o pior de tudo é que eu sou uma pecinha que precis participar de alguns processoe e neles, o que estava normal, agora vai ficar pior. OK! "Mi fú²"

E quem tem alguma coisa a ver com isso? Ninguém, absolutamente ninguém. E eu, não vou mais esquentar com isso, pode ter a certeza. Não mesmo! Se todos querem porque eu haveria de não querer?

Vou conviver como todos os outros, escondido atrás de meu ateísmo, escondido atrás de minhas ideias inovadores e meu ideal de sinceridade e honestidade. Se me perguntarem, negarei, se me questionarem, eu me esquivarei. Estou cansado de ser diferente de todos esses outros.

E assim, que vivam os feriados, as cervejas, o futebol com o juíz ladrão, a missa de domingo da qual o sujeito já sai xingando no trânsito. Que se perpetue a medíocre missão dos que são contra o aborto e daqueles que dão dinheiro para quem pede no ônibus.

A partir de hoje, serei um bom funcionário de acordo com as expectativas da empresa, não vou questionar mais que o necessário, não vou criar caso e claro, a hora que puder, troco de emprego.

E quem está lendo esse blog, por favor, me ajude a me manter nos padrões brasileiros de ser. Vou comprar uma "caixinha" de skol e deixar na geladeira, juntamente com a bíblia e o salmos aberta na porta da sala e sempre que alguém me perguntar alguma coisa eu vou responder com um "graças a deus" no final da frase acompanhado de um "filho da puta" em pensamento. Coisa bem pouco hipócrita.

Meu texto hoje está ácido, mas infelizmente, me deram motivo para ser assim. Se você, leitor, não gostou, por favor, pule esse texto e leia os demais, inclusive os do nobre companheiro e irmção Dudu. Eu gosto mais dos dele.

Hoje, no trabalho, a hipocrisia foi tanta que não pude me segurar, precisei desabafar e o DLQ foi uma das minhas válvulas.

sábado, 27 de agosto de 2011

Sabado...

Ao som do Baú do Dudu, na Continental AM 1270 - Curitiba, vou escrever esse texto de hoje. E meu tema é justamente minha dificuldade em entender algumas coisas que estão acontecendo no Brasil. Tirando todas as notícias de corrupção, falcatruas, robalheiras...

Os imóveis em Curitiba, por exemplo. Diz que subiram quase 150% em 5 anos. Na verdade, os que acompanhei subiram muito mais. Tenho um exemplo de um, que há 5 anos valia uns 45 mil e hoje, está sendo vendido por 170 mil - detalhe: financiado e avaliado por um banco que é referência em financiamento habitacional.

Outros exemplos estão aí, é só procurar. Mas a pergunta que fica, será que essa valorização vai se sustentar por muito tempo? Acredito que por mais alguns anos, mas logo, investir em imóveis não será tão vantajoso assim. Aliás, até quando programas do governo vão ser usados como máquina especulativa?

Enfim, nobre Dudu toca nesse momento no Baú do Dudu - Boate Azul... é isso ai..

Já pagamos a gasolina mais cara de todos os tempos. Os imóveis mais caros de todos os tempos... O arroz, o feijão e outros alimentos mais caros de todos os tempos. Meu salário até vai, mas não acompanha tudo isso...

A crise está pegando lá fora, europa, EUA entre outros.

E nós aqui? Será que a crise será novamente apenas uma marolinha? Tomara que a dilma faça algo de real, pois o real talvez não aguente mais uma crise. Ou será que aguenta?

Tomara que sim, para o bem dessa nação...

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Mais sobre o novo Desafio DLQ: Crime evitável

Detalhando um pouco mais a história do fechamento do Tiradentes. Na noite da última terça-feira participei de uma reunião com a diretora do Tiradentes, dona Regina, membros do Conselho Escolar e da APM, além do deputado Professor Lemos. No encontro pude tomar ciência mais aprofundada do assunto em questão e começamos (mais eles, claro) a nos mobilizar sobre a situação. 

Explicando: O Colégio Tiradentes cedeu algumas salas para o Colégio Zacarias entre 2010 e 2011 por uma necessidade extrema do Zacarias em realocar suas turmas de 1a a 4a séries, atendendo a uma determinação do Ministério Público que disse não haver condições dessas crianças ficarem na sede anterior. A cessão aconteceu e esta por terminar. Boatos surgiram na Secretaria de Educação de que a Prefeitura pretende tornar o que era temporário, permanente. Assim, o Tiradentes seria municipalizado, deixando de atender alunos de 5a ao 9o ano, além do recém começado Ensino Médio, antigo anseio do Tiradentes.

O Tiradentes tem projetos para reocupar as salas que hoje estão cedidas ao Zacarias. Por isso, um documento foi formulado e será levado à Secretaria de Educação para requerer o espaço de volta sem precisar tomar outras medidas. Um abaixo assinado, que contou com o apoio maciço dos alunos, já foi feito e será entregue oportunamente.

Até agora recebemos respostas da deputada Luciana Rafagnin e do vereador Aladin Luciano sobre nossos anseios. Ambos se mostraram favoráveis, inclusive a deputada entrou com um pedido de informações junto à secretaria sobre o tema. o release enviado por ela, inclusive, explica com detalhes mais sobre o tema.

Seguimos no aguardo sobre o posicionamento dos demais deputados e vereadores. Assim que eu tiver mais respostas, posto-as aqui. 

Seguem respostas recebidas:

xxx

Prezado Sr. Eduardo,

Agradecemos mais uma vez seu contato.

Sobre o caso relatado o mandato buscará informações junto à Secretaria de Estado da Educação no sentido de verificar se de fato há planos para desativar a referida escola. A princípio não temos conhecimento de tal atitude por parte do Governo do Estado, contudo caso se confirme a hipótese levantada, o mandato apoiará todas as manifestações necessárias a impedir que essa situação seja concretizada.

Atenciosamente,

Rodrigo Kredens - chefe de gabinete do vereador Aladim

xxx

A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) protocolou na sessão da Assembleia Legislativa do Paraná nesta terça-feira (23) um pedido de informações ao secretário da Educação, Flávio Arns, sobre os rumores de fechamento do Colégio Estadual Tiradentes, situado no centro de Curitiba. A instituição estadual de ensino, inaugurada em 1892, desde o ano passado cede seis salas de aula, em regime de colaboração entre o estado e o município de Curitiba, para a Escola Municipal Conselheiro Zacarias, que foi desativada por problemas no prédio em que funcionou até julho do ano passado, na esquina das ruas Ubaldino do Amaral e Itupava, junto com o colégio estadual de mesmo nome.

Por meio de um ofício, em junho de 2010, a então secretária de Educação, Yvelise Arco-Verde, comunicou à secretária municipal,Eleonora Bonato Fruet, que a escola municipal usaria as instalações do Colégio Tiradentes até o final de 2011 e que, dentro desse prazo, o município deveria buscar alternativa para o atendimento aos estudantes do ensino fundamental. Falta escola no centro de Curitiba para atender as séries iniciais – de 1ª a 4ª. Mas o Conselho de Educação do Colégio Estadual Tiradentes lembra que há 14 anos foi destituído o ensino fundamental lá, porque a escola não é adequada para atender essas crianças, que começam a estudar já aos seis anos de idade.

Agora, pais, professores e funcionários do Colégio Estadual Tiradentes estão preocupados e se mobilizando contra a perspectiva de fecharem as turmas de 5ª a 8ª séries e do ensino médio no período da manhã e no turno da noite, que possuem cerca de 800 estudantes sob a responsabilidade do governo estadual, com o intuito de municipalizar o atendimento em tempo integral e transferir alunos, professores e funcionários do estado para outros colégios. Um abaixo-assinado, que começou a circular nesta segunda-feira (22), já somava, até a manhã de terça (23), mais de 180 assinaturas. Recentemente, uma mobilização similar foi promovida no Colégio Estadual Yvone Pimentel, no bairro Novo Mundo. “Queremos saber o que está acontecendo para poder tranquilizar a comunidade e até somar esforços no sentido de atender bem as duas instituições de ensino. Também nos preocupamos com o possível aumento no tamanho das turmas após esses remanejamentos, o que prejudicaria a qualidade do aprendizado”, disse a deputada Luciana. A parlamentar é autora do Projeto de Lei nº 088/2011, que dispõe sobre o número máximo de alunos nas salas de aula.

O mundo está enlouquecido...

E não é para menos. Ditadores estão com os dias contados, jornalistas querem achar respostas para tudo e claro, muito não estão nem aí para nada, tremor de terra em Nova York e coisas mais.

Tudo isso na verdade, me importa pouco. O que está me preocupando agora é a tal crise. Tivemos uma em 2008, que nosso fanfarrão ex-presidente lula dizia ser apenas uma marola e que estamos pagando a conta até hoje da farra do crescimento... Ela está aí de novo. Em 2011 já vemos outros países em crise. E a gente, como está?

Bem, tirando o fato de que os responsáveis só aparecem na TV ou jornal para dizer que tudo ficará bem, é bem possível você, caro leitor, perceber o contrário. A gasolina, um exemplo prático, está quase 3 reais. Em alguns postos, ela custa 2,999. O álcool, que é outro exemplo, está por volta de 1,999. OK, o álcool além de ter muito imposto é vítima da falta de investimento e do abandono do setor por políticas de apoio do governo, certo?

Mas ok, você não tem carro e está pouco se importando com o preço do combustível, vá até o super mercado. Observe qualquer produto e veja o espetáculo do crescimento, da inflação, do reajuste, chame como quiser. Eu até quer ser otimista, mas não consigo mais.

Todos os preços de produtos que eu compro estão mais altos que estavam em janeiro.

A crise chegou, está aí... Só não vê, quem não quer!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Preço mínimo!

O brasil é um país que sabe onde investir atenção e claro, dinheiro. Ouvi no rádio que até 2015 o cigarro, creio que o mais barato, deverá custar no mínimo 4,50. Isso mesmo, 4,50. Deve ser o mesmo que vamos pagar por 1 litro de gasolina ou também por um metro cúbico de água ou então, por hora de aula numa escola pública. Se é que até lá, além da Tiradentes, outras sejam fechadas.

Então, como eu nunca vou colocar em questão as decisões do governo e dos nobres governantes, creio que boa parte do custo desses 4,50 do cigarro em 2015 serão investidos no patrulhamento sério nas fronteiras. Além de que boa parte também será investido na educação do povo e claro, nas escolas!

Eu sou fumante e já pago 4,60 por carteira. Sou mais ou menos instruído e conheço muito bem os malefícios do cigarro. Jamais culparei o governo ou a industria pelo meu vício. Eu ou o maior culpado disso!

Mas, sério mesmo, algum dos leitores acredita mesmo que aumentar o preço mínimo vai fazer qualquer diferença se em plena praça Rui Barbosa, qualquer um, até menor de idade, compra cigarros feitos em qualquer lugar do mundo que não aqui por 1 real a carteira? Em plena luz do dia?

Eu acredito realmente que taxar um preço mínimo possa incentivar muitos a largar o vício, mas não acredito que isso seja a solução num país onde a pirataria, o jeitinho brasileiro e qualquer outra forma de falcatrua sejam modelos para os que nascem e crescem...

Afinal, num lugar onde escolas são fechadas, preços mínimos devem mesmo ser uma grande e iluminada solução!!!

MAIS UM VIVA!

Fechar um escola?

Não quer ser mais chato do que costumo ser, mas o que o nosso grande Beto Richa fez de bom na prefeitura, parece estar fazendo de merda no governo do estado. Tenho uma parente, que não vou citar por proteção, que comentou comigo que o numero máximo de crianças por sala de aula vai aumentar. E isso para não ter que justificar a contratação de mais professores.

O investimento em educação não parece ser a grande prioridade do nosso Governador. E isso se mostra mais uma vez com o tal colégio Tiradentes!

Faço o mesmo apelo que o Nobre Dudu, mesmo que para mim sem a bagagem emocional: fechar o colégio? O que é isso? Palhaçada tem hora?

Independente do que está acontecendo, o colégio está ali e ali deve permanecer. Ou será que vão construir um prédio "bunito" no lugar e lá colocar uns 600 FP? Para que mexer?

Deixem o Tiradentes onde ele está e por favor, vão cuidar do outro colégio onde os viciados estão tomando conta e coagindo que não usa drogas.

Por favor, se preocupem mais com os colégios que sequer tem lâmpadas ou então, nos quais nem a polícia tem chego perto. Por favor, senhores deputados e vereadores, governador e vice governador...

Qual a boa? O vice que sempre falou no estudo e na importancia do estudo vai deixar um colégio simplesmente fechar?

Dudu, acho que isso deve ser uma mentira de alguém que não tem o que fazer, deve ser uma informação não verdadeira. Deve ser apenas algum trote telefônico entre dois ou mais deputados. Ninguém vai fechar um colégio, vai?

Se isso acontecer, tá na hora do povo ir para as ruas e cobrar os seus direitos, com bandeiras, e um hino, que represente a indignação.

UMA VIVA! E depois eles vão aparecer na TV e dizer que investem em educação! FDP

Desafio DLQ: Crime evitável

Hoje recebi uma notícia terrível. Talvez para os que nos leem a minha aflição não tenha tanto impacto assim, mas para mim e para um bom "tanto de gente" a informação cai como uma facada nas costas ou uma marca de ferro quente. Por intermédio de uma colega (Maria Cláudia), ex-companheira de classe de ginásio do meu irmão, mas com quem convivi um bom tempo e por quem sempre nutri muito carinho, recebi a notícia de que pretendem fechar o Colégio Estadual Tiradentes (Antiga Escola Estadual Tiradentes), que fica localizado no centro de Curitiba, na frente do Passeio Público e da Praça 19 de Dezembro. 


Mais do que nunca preciso lançar mais um Desafio DLQ. 


Quem não tem história não tem futuro.


Lá no Tiradentes passei alguns dos melhores anos da minha vida e tenho certeza absoluta que muitos também. Lá foi o destino das primeiras vezes que andei de ônibus sozinho.  Foi lá que fiz minhas maiores traquinagens. Lá aprendi o que é perder, ganhar, renascer e vencer. Lá conheci uma das coisas mais importantes na vida de um home: a amizade. 


Tive aventuras, desencantos. Me apaixonei, me revoltei. Sofri. Descobri. E descobri MUITO. Fui criança e saí de lá adolescente. Joguei bola, quebrei vidraça. Subi no telhado, pixei carteira, escoltei amigos para casa por medo do "te pego lá fora". Tomei muita bicuda por não falar "hoje não". Tirei notas baixas (1,5 no boletim de matemática). Descobri o que queria da vida enquanto jogava handebol, basquete e vôlei. 


Frequentei a sala do diretor (Jorge ou Gilda) e trepei no muro para comprar Freegels e figurinhas do Campeonato Brasileiro e Copa de 94 na banquinha do Tio Carioca. Tive professores fantásticos e outros enganadores. Aprendi a diferenciar uns dos outros. Lembro com saudade de grandes mestres que tive o prazer de ver ensinar.


Lá que conheci os mistérios do amor. Me apaixonei pela primeira vez (Né Carol?). Dei o meu primeiro beijo. Me encantei, sofri. Me apaixonei de novo e aprendi.


Tudo isso ajudou a formatar o meu caráter e a me transformar no homem que sou. Todas as experiências que um jovem pré adolescente precisa viver eu vivi ali, na Presidente Farias, 625. 


Não sei quais são as justificativas e, a bem da verdade, nem quero saber. Nenhuma delas irá me convencer de que é um bom negócio fechar uma escola. Se ali hoje moram problemas, que os expulsemos de lá. Se faltam alunos, gente querendo estudar é que não falta. Se tem violência, que arrumemos policiais para dar paz aos pais e aos próprios alunos. Se o problema tem a ver com drogas, que se criem políticas públicas decentes para o combate a esse terrível mal. 


Mais do que nunca peço a ajuda dos amigos para divulgar esse protesto. Não deixem que se fechem mais um centro de educação e formação não só de bons alunos, mas de seres humanos na completa acepção da palavra. 


Por favor nobres deputados. Estimados vereadores. Uma palavra dos senhores pode mudar uma decisão como essa. Não deixem que matem o meu Tiradentes. Não deixem acabar a linda história de uma instituição tão importante para o povo paranaense.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Sexta-feira...

E chegamos ao fim de semana. Hoje, vou me declarar feliz com os nobres vereadores de Curitiba. Ao tempo em que eles aprovaram a lei que muda as regras de cobrança de estacionamento dos shoppings dessa maravilhosa cidade.

Eu quero que os shoppings cumpram essa lei. Agora, pelo projeto, a primeira hora tem que ser gratuita. Depois, o pagamento estará condicionado a compra ou não, ou seja, se não comprar paga, se comprar, paga menos ou não paga. Isso foi de uma esperteza tamanha de nossos vereadores. Os shoppings são grandes geradores de emprego mas também são empregadores do pior tipo, pois normalmente pagam pouco, exigem horários desgraçados dos funcionários e bla, bla, bla...

E ainda, ficam com status de poderosos perante a sociedade.

Os shoppings, sejam eles quais forem, precisam começar a mudar um pouco a postura. Se o estacionamento rende em torno de 10% de seu faturamento, é melhor começar a buscar outra fonte. Eu, particularmente só vou em shopping, quando inevitável. Mas ainda assim, vou.

Pago, no Park Shopping Barigui, em curitiba, a partir dos 15 minutos, 4 reais e 50 centavos para deixar meu carro parado. Compre ou não compre! Mas, se comprar, além de pagar no preço de meu produto todas as taxas, não terei qualquer desconto no valor do estacionamento.

Os vereadores acertarem essa vez, só espero que o prefeito, o tal, não tenha problemas em sancionar essa lei. Se isso não acontecer, continuaremos pagando o valor até porque o curitibano é tão burro, que não liga para isso.


Parabéns aos nobres vereadores!

Ah, eu estava terminando esse post até que fui consultar. Não é os shoppings não, os hospitais como o Cajuru, em que uma consulta pode custar até 12 reais de estacionamento, além dos outros honorários, supermercados e qualquer outro local que tenha estacionamento com registo na prefeitura.

Quer saber, eu quero é ver esses estabelecimentos sobreviverem sem as vagas de estacionamento. Hahahahahahahahahah quero só ver se o movimento vai cair ou não! Hahahahahahahahahahahah

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Para constar

Ontem, meu nobre amigo e parceiro de Blog, Dudu, me informou que fomos convidados por um deputado, que não tenho o nome aqui - depois informo - a participar de uma reunião em que será discutido o famoso e tão falado Bullyng. É apenas um pequeno minúsculo e insignificante começo, em minha pequena opinião. Mas esse convite demonstra que o DiarioLeiteQuente e seus textos, produziram algum efeito.

Ser convidado para estar junto a sociedade, autoridades, políticos é algo importante.

Nosso blog nasceu para expor duas opiniões sobre o mesmo tema. Esse rumo mudou um pouco com as campanhas que colocamos aqui, e a da escola em que todos menos alguns fumam um cigarrinho do capeta, é um exemplo disso.

O jornalista, por natureza de formação e natureza funcional, tende se preocupar com a sociedade e o que nela acontece. Em algum momento, frusta-se por não poder escrever sobre esses problemas. Eu e o nobre amigo Dudu, por utilizarmos o lugar mais democrático do planeta, estamos fazendo a nossa parte.


Você também quer fazer?

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Fim de era?

A CPI para investigar as ações do presidente da Câmara dos Vereadores de Curitiba era óbvia. Quer dizer, óbvia num país sério e que trata assuntos como a corrupção com imparcialidade e seriedade. Por aqui recebo a notícia com certa surpresa. Porque? Certa surpresa porque é raro realmente ver algum vereador da mesma base que o acusado se posicionar desse jeito.

Agora, o que me estranha é ver tais atitudes sendo tomadas apenas depois de absurda pressão que a opinião pública exerceu sobre os nobres vereadores (aliás, cabe aqui uma lembrança. Dia desses defendi a imprensa que sempre é achincalhada quando convém aos achincalhadores (?), mas que volta e meia revela casos como esses). É claro que devemos sempre defender o direito que qualquer cidadão tem de se defender. Sempre fizemos e faremos sempre. É o velho e cansado "quem não deve não teme".

Vontade de mudar ou agradar a opinião pública?

Queria muito acreditar que os vereadores realmente querem que o caso possa ser investigado a fundo. Que as entrevistas que temos visto por ai não sejam apenas uma chance a mais de aparecer e se promover. Que os rabos-presos se soltem e o senso se justiça esteja ais vivo que nunca.

Surpresa seria se o próprio Derosso assinasse o pedido de CPI. Seria épico.

Já que os vereadores não tiveram a coragem de assinar o pedido para a CPI dos Radares, espero que possam investigar com responsabilidade e tornar pública toda a sujeira que existir, caso ela exista.

Aliás, já que o povo resolveu soltar os rabos-presos, porque não ressuscitar o requerimento da CPI dos Radares? Vai que agora emplaca. Investigar é legítimo e todos temos o direito de saber o que acontece nos bastidores dos atos daqueles que decidem nossos destinos.

Em tempo, como diria meu avô, tudo que é demais faz mal. Sou TOTALMENTE contra o continuísmo no comando de instituições, países, cidades e câmara dos vereadores. Reeleição, beleza, mas se eternizar no cargo nunca foi uma boa ideia. Faz e sai. Se foi bom, o povo vai te querer de volta.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Acabou...

A semana de ideias acabou. Não escreverei mais ideias para nossos nobres vereadores, afinal de contas, eles estão lá para terem boas ideias, certo?

Não, nem sempre, como essa que li a pouco: 34 vereadores assinam um documento para que uma CPI investigue o tal Derosso. OK, mas primeiro, qual o poder de tal CPI? Quase nenhum, mas talvez repercuta em midia de gratis.

Em segundo lugar, se alguém for prestar depoimento, esse alguém não é obrigado a falar a verdade.

E para terminar com a má ideia, vereadores investigando um vereador, no que pode terminar isso? Por favor, a minha com lombinho e catupiry, pode ser de 12 pedaços?

O endereço para entrega é o mesmo, bele?

Não, não... A semana não será mesmo de ideias. Vamos aguardar para ver o que vai acontecer nessa cidade, cada vez mais violente e mais cheia de gente, carro e coisas assim.

Fui...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Semana de ideias... Maiores do mundo!

Curitiba demonstra gostar de ter algumas das maiores coisas do mundo, não é mesmo? Já fomos a cidade mais verde do planeta, acho que hoje não somos mais. Temos o maior ônibus do mundo, que não serve de muita coisa, mas temos. A maior Avenida? O maior restaurante?

Pois bem, temos também uma das maiores taxas de homicídios, mas uma das maiores do Brasil. Temos também o maior numero de motoristas mal educados e braços curtos por mil do mundo. Ou seja, Curitiba poderia focar em ter as maiores coisas do mundo, mas as maiores coisas boas, o que acha?

Quem sabe ter o maior numero de crianças matriculadas e recebendo a melhor educação do brasil e do mundo?

E quem sabe o maior numero de dias sem acidentes de trânsito, dos mais simples aos mais estúpidos com bebuns dirigindo?

Eu faço um apelo aos nosso vereadores que, de alguma forma, trabalhem para Curitiba ser a maior capital do mundo, não em tamanho, mas em qualidade de vida. Precisamos sentir que nossos representantes estão realmente preocupados com isso ou então, viveremos essa novela que já conhecemos os próximos capítulos.

Dinheiro, deve ter!

Falta colocar as vontades em prática, e é isso que precisamos. Eu sou um eterno entusiasta pessimista, mas se eu puder fazer algo para ajudar no projeto utópico da Curitiba maior do mundo em qualidade de vida, eu estou sempre disposto.

Ah, e antes que algum anônimo comente dizendo que Curitiba é sim uma cidade de qualidade de vida, por favor, saia do mundinho e viva Curitiba num todo e verás!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Semana de ideias: PODERIA?

Então: poderia a guarda municipal GM utilizar algumas estações tubo chaves como ponto base?

Primeiro, seria mais fácil atender ocorrencias que envolvem o transporte coletivo (depredação, assaltos, baderna, balbúrdia.. essas coisa que alguns humanos adoram fazer). O carro fica parado, pronto para sair enquanto os GM ficam de prontidão.

Segundo: caso algum morador ou comerciante próximo precisasse, a GM estaria automaticamente próxima de muitos, mas muitos lugares. Ou seja, seriam módulos da GM, próximos a população que tanto precisa deles.

Veja, um exemplo: no capão da imbuia, se a GM ficasse, alias como esteve esses dias, "baseada" parto do tubo do Maria Aguiar Teixeira, muitos alunos pagariam ônibus e não entrariam pela porta 4 ou 2.

E ainda, se uma farmácia ou supermercado for assaltado, ela estará próxima e assim, mais atuante.

É uma ideia... Vale a pena pensar?


terça-feira, 9 de agosto de 2011

Semana de ideias...

Hoje vou buscar junto aos vereadores do município ajuda. Uma ajuda que não será pontual e sim constante e não requer prática ou qualquer habilidade especial e com certeza, servirá de exemplo além de gerar algumas boas pautas de assessoria de imprensa.

Todos sabemos que o trânsito em curitiba não anda lá essas coisas. Além do grande numero de veículos, precisamos levar em consideração a qualidade dos motoristas que, mesmo com todo critério do detran, não é tão boa assim.

Dessa forma, a ideia é a seguinte: usar os nobres vereadores como exemplo. Explico: como vocês vereadores são nossas autoridades legislativas municipais, enfim, autoridades, vocês demonstrariam que o grande exemplo vem de todas as classes. Ou seja, se vocês respeitarem as leis de trânsito entre elas o limite de velocidade e isso chegar na mídia, o grande apelo da população de que as leis só valem para os simples, não poderá mais ser utilizado.

Isso poderia criar uma reação em cadeia que levaria tantos outros motoristas a um comportamento mais respeitador.

Pode até parecer utópico, mas com toda certeza, os grandes veículos de comunicação e o DLQ, claro, estariam dispostos a mostrar o exemplo de vocês. A conscientização é a ferramente para um futuro melhor. Mas, deixemos de lado adesivos como 180KH/H É CRIME ou outros.

Convido vocês, até porque eu respeito as leis, a demonstrar que vocês não usam as vagas destinadas a deficientes sem a devida autorização ou então as vagas de idosos, que o limite de velocidade é respeitado em todas as vias... Coisas simples, do dia a dia, o que acham?

Acredito sim, que qualquer campanha que parta de vocês, nobres vereadores e vereadoras, repercutiria muito bem com a população.. ainda mais que 2012 está chegando...

Se toparem, eu vou com vocês!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Uma semana cheia de ideias...

Vamos lá, agora aproveitando que nossos nobres deputados estaduais e vereadores da cidade maravilhosa resolver ler, mesmo que de vez em quando o DLQ, ou ele ou seus assessores, vamos contribuir para a vida deles?

Veja, BR-277 - que passa ao lado do Parque Barigui. Carros passam a 120, 140, 180 KM/H - hipócritas (não os governantes, mas os que tem adesivo no carro - 180KM/H é crime), num trecho urbano de uma BR. Pode? Claro que pode, é um trecho sem qualquer tipo de fiscalização, aliás, o radar que existe fica estrategicamente numa curva que poucos faria a mais de 80, mas tudo bem, quem decide é eles, não?

Senhoras e Senhores, por favor, existem diversas empresas, funcionários atravessando as pistas da BR todos os dias. O risco é grande, o santo da galera, forte.. Mas logo vai começar a dar merda. Uma passarela, que nem custa tanto assim, seria uma boa pedida, sabe, e também aquelas grades na pista para evitar que o pessoal atravesse. Quem sabe um bom acordo daqueles com a empresa que opera o pedágio possa gerar algo de positivo, heim?

Outra ideia, se vocês quiserem: porque não retirar a pista "marginal" da linha verde? Hoje ela é usada para fugir do radar e a galera sabe bem andar a mais de 150KM/H nas pistar marginais. Os senhores querem que morra alguém? Simples, acaba com as ditas pistas "marginais" e façam logo, aquilo ta virando um inferno. Mas eu ainda não fui condenado pelo tribunal de jesus, então, não mereço viver perto do capeta.

Peço a vocês, pois em teoria, vocês são nossos representantes, certo?

Hipócritas, mais uma vez, 180KM/H É CRIME, não é? Então porque prefeitura, governo do estado e governo federal não faz algo de concreto?

Duas ideias, vocês podem utilizá-las, bele?

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Mais um deputado responde ao Desafio DLQ

Hoje recebi mais uma resposta ao Desafio DLQ. Fiquei contente por ter sido de um deputado, afinal nestes casos que envolvem problemas com segurança são eles que têm mais tinta na caneta. Gostei da aparente atenção que ele deu ao relato e espero, sinceramente, que as providências por ele prometidas obtenham o sucesso que nós esperamos.

Segue o relato.

xxx

Caro Eduardo

Muito obrigado por me escrever, desculpe a demora em responder, devido ao grande número de e-mails que recebo nem sempre posso respondê-los com a rapidez desejada.

Com respeito ao Diário Leite Quente, recebi, pela primeira vez a sua mensagem e me solidarizo à sua indignação, por concordar que infelizmente o assunto bullyng está presente em todas as esferas, principalmente dentro das escolas.

Ao ler cuidadosamente o texto referente à Escola, me perguntei o que eu posso, enquanto deputado, fazer.

Talvez não seja muito, mas tomei a liberdade de reproduzir esse desabafo e fazê-lo chegar, caso não tenha ainda chegado, às mãos do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Paraná, a pessoa do deputado Tadeu Veneri, às mãos de deputado Evandro, presidente da Comissão da Juventude e a de Segurança Pública, na pessoa do deputado Mauro Moraes.

Farei chegar, também às mãos do Secretário de Educação e do Secretário da Segurança.

Com respeito ao tema bullyng, a Casa produziu uma audiência pública sobre o assunto.

No mais, parabenizo-o pela iniciativa, porque acredito que é uma maneira de não deixar esse problema cair no esquecimento.

Tantas quantas vezes desejar escrever para fazer comentários, críticas ou dar sugestões, sinta-se à vontade.

Um forte abraço.

--

*****
Deputado Pr. Edson Praczyk
Assembléia Legislativa do Paraná
Pça. Salete, s/n - Centro Cívico - Curitiba/PR

xxx

Apesar da demora da resposta, fiquei satisfeito. Pena que a esmagadora maioria dos nobres companheiros de ALEP não tiveram o mesmo zêlo deste deputado.

Segue a vida por aqui. Eapero que as coisas melhorem na escola. As aulas voltaram por esses dias. Sigo aguardando novo relato dos estudantes sobre a melhora ou não das condições.

Hora certa, local errado!

Eram 11 horas e 50 minutos, aproximadamente a hora que resolvi fumar mais um cigarro. Trabalho numa empresa que fica à margem da BR-277, que passa ao lado do parque Barigui. Pois bem, a pista que volta, na região onde trabalho, é antecedida por uma longa descida que convida o motorista a correr. Não há radares e o trecho é um longo declive com uma curva suave no final.

A foto abaixo foi tiradas por volta das 11 horas e 55 minutos e ao fundo, pouco nítido poderás ver um carro preto capotado. Fui testemunha auditiva, ouvi as 3 tentativas de freada e logo o barulho seco da massa de quase 1000 kg desacelerando parte raspando no asfalto e parte na grama do canteiro centrar.







Pelo que vi, a motorista, uma mulher jovem, saiu andando do carro (nunca retire uma vítima de um veículo - espere ajuda de quem sabe fazer isso, uma lesão na cervical pode ser fatal ou deixar a vítima sem movimentos).

Leitores, a direção não é brincadeira. Um dia pode se tornar um marco para você porque você não prestou atenção ou achou que poderia abusar. Os limites foram feitos para serem obedecidos.

Cuide-se...

Sexta-feira 5...

Em inglês, costuma-se dizer pay-day... o que em português fica um pouco complicado pela analogia flatulenta que pode ser feita com a expressão Então, vamos com o bom e velho dia do pagamento. OK, muitas empresas pagam no dia 30 e assim por diante, mas observe, o problema não é receber e sim como receber.

Se sua empresa insiste em não fazer acordo com um banco para que você possa receber numa conta e não pagar taxas, talvez seja hora de buscar outra empresa. Porque, independentemente do quanto você ganha, desejo que seja muito, se você for numa agência bancária para sacar seu ordenado, é bem possível, em Curitiba, que fique sem ele. E não estou falando de problemas com o cartão ou com o caixa eletrônico.

Uma das modinhas que veio para ficar é a justa "saidinha de banco". Por aqui, tudo ganha um apelido, não é mesmo? Você vai ao caixa, saca lá um din-din para pagar as contas e um especialista (outra modinha), chega, encosta a arma na sua cabeça que não vai resistir a um tiro à queima roupas e pronto, você terá que dar um jeito de pagar suas contas. Alias, isso tem mesmo acontecido? Não ouvi mais falar...

Mentira, essa semana um cidadão, pagador de seus impostos foi a uma agência na Vitor Ferreira do Amaral, sacou uma grana e claro, foi assaltado assim que saiu do banco. Infelizmente, por algum motivo que ainda não sei qual é, os bandidos estão mais expertos que a polícia e que a população. E nós, estamos com as mãos e os pés amarados e assim, não fazemos nada.

A saidinha de banco, o roubo de carro a mão armada entre outros crimes, que parecem acontecer com os outros, estão bem próximos de nós. E aí, o melhor é não reagir, deixar o bandido sumir e voltar a praticar o seu delito tempos depois.

Mas, os bandidos estão apenas se aproveitando de uma prática por demais difundida no brasil. Ela ganha outros nomes como superfaturamento, corrupção, e claro, cardápio.

Você vai a um restaurante. Ele te cobra 10 reais num prato de comida. Você vai ao shopping, ele te cobra 4,50 pela primeira hora de estacionamento e as 3 horas depois são "brinde", mas poxa, você foi para ficar uma hora só! Ah, claro, aquela estrada asfaltada que logo será privatizada, foi construída com alguns milhares a mais do que o previsto... Estranho, heim!

Os bandidos apenas assumem o risco de serem pegos. E são, de vez em quando, poucas vezes na verdade. O resto, a prática logo se tornará uma profissão... Será?

Vereadores, por favor, no lance do estacionamento, vocês já fizeram algo, será que dá para revisar aí, a coisa tá meio chata, mas se não der, OK, fica a dica!

Bom final de semana a todos!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Olha o recorde aí LG

É, meu caro LG. Acho que temos um recorde mesmo. Além de também ter recebido a resposta do Caíque Ferrante (que vai ganhar estrelinha no Placar dos Ignorantes) eu recebi a resposta de mais um deputado.

Dessa vez foi o senhor Evandro Júnior, deputado eleito para o primeiro mandato ano passado. Fiquei feliz ao saber que ele faz parte da comissão de educação da Assembléia. Espero sinceramente que isso possa significar que nosso relato possa chegar a quem realmente tem o poder. Não queremos nada além da resolução desse grave problema mencionado.

xxx

Prezado Jornalista Eduardo: Tomei conhecimento de seu e-mail e posso lhe afirmar que estamos, sim, preocupados com os problemas que vêm ocorrendo, principalmente, em nossas escolas. para tanto, temos a Comissão de Educação nesta Casa de Leis, a qual presido, que vem promovendo diversas audiências públicas em nosso Estado, em que ouvimos pais, alunos, educadores, políticos, formadores de opinião, em busca de resultados positivos que possam contribuir para o grave problema que não é local, não, é um problema mundial que bem mostra a falta de respeito entre as pessoas e que começa dentro de casa.Ficarei com seu e-mail e convidá-lo-ei para os próximos encontros, que tenho certeza, sua experiência como comunicador social será de grande importância para os trabalhos que vimos desenvolvendo com seriedade, respeito e preocupação.


Deputado Evandro Júnior


xxx


Ainda tenho um pé atrás para agradecer as respostas que estão chegando. Porque? Porque elas só estão vindo após o envio do email por 4 vezes. De qualquer forma, agradeço os que responderam. Mas serei muito grato MESMO se o problema na mencionada escola for resolvido.





Mais uma resposta... Dudu, chegamos a um recorde?

Eu estou assustado. Mesmo passado tantos dias, hoje recebi mais uma resposta, que coloco abaixo, com meus agradecimentos antecipados.

xxxx

Bom dia Luiz Guilherme!

Como vai, tudo bem?Prezado, já encaminhamos sua solicitação e estamos no aguardo de um posicionamento da Secretaria a respeito. Assim que possível faremos contato.

Atenciosamente,

Cristina Damacena

Gab. Ver. Caíque Ferrante

3350-4658

xxxx

Não vou dizer que estou 100% feliz, afinal de contas é apenas mais uma resposta. Mas estou feliz, pois uma resposta a mais significa de de 30 e tantos, eu tenho que pensar em receber menos uma resposta.

Agradeço ao Gabinete do Vereador Caíque Ferrante, através da Cristina Damacena que respondeu não ao Diário Leite Quente, mas ao povo, ao leitor desse blog. O respeito não deve ser dado apenas para que dá grandes audiências, mas a todos que além de mostrar o problema, correm atrás de uma possível solução.

Somados, ontem e hoje, temos 2 respostas. Isso é bom?

É sim senhor, obrigado aos que responderam e meus lamentos aos vereadores, deputados e demais que não dão a mínima ao povo. Que no próximo pleito, meu cérebro me ajude a lembrar do nome de todos vocês, que simplesmente ignoram não só o problema, mas uma pequena voz do povo...


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mais uma resposta ao Desafio DLQ II

Queria muito acreditar que as pessoas falam a verdade. Na realidade eu sou um sonhador mesmo. Eu teimo em acreditar nas pessoas. Sigo assim... até quando, não sei.

Posto a seguir, como prometido, mais uma resposta recebida ao Desafio DLQ.

xxx

Prezado Senhor:


Li com muita atenção o texto sugerido.
Passarei ao Deputado Aciolli para que alguma coisa seja feita junto ao Colégio xxxx xxxx.
Entrei em contato com uma Professora (pediu sigilo absoluto) daquele Estabelecimento de Ensino e a mesma repassou os problemas daquele Colégio que são muitos.Alunos drogados, gangues, Patrulha Escolar etc.
Certamente o Deputado entrará em contato com o Secretário de Educação para formalizar uma denúncia a respeito dos fatos.
Grata pelo seu contato e disponha do nosso Gabinete.
Atenciosamente
Bela Lopes
Chefe de Gabinete do Deputado Estadual Roberto Aciolli(PV)
041 (33 50 40 69 )

xxx

O relato mostra que o comentário que chegou esses dias é realmente é mentiroso. Esperamos providências, nobre representantes do povo paranaense. 

Obrigado a todos que responderam,