segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Chafurdando!

Tem algum sentindo você tomar um refrigerante, uma cerveja ou seja lá o que for, e simplesmente jogá-la no chão? Que tipo de ogro faz isso? Não dá para entender. O que passa na cabeça de uma pessoa que faz isso? Não passa né?

Curitiba ainda vive da fama que ganhou quando a Família Folha fez história. Uma estratégica usada brilhantemente, tanto pelo lado ambiental (afinal instituiu-se no curitibano o hábito de separar o lixo), como politicamente, afinal teve gente que se elegeu e se reelegeu usando a divertida família como cabos eleitorais (o que vejo mais como mérito do que como oportunismo).

Uma fama que hoje não traz absolutamente nada de bom para a cidade. Pelo contrário. Só atraso. Andamos para trás achando que esta tudo bem, quando uma rápida olhadela para o chão em qualquer parte da cidade nos escancara um problema que cresce a cada dia.

Além de vivermos afundados em um mar (cada vez mais revolto) de sujeira, falta de humanidade, respeito e bom senso - sem contar que surfamos em buracos cada vez maiores nas ruas da cidade, completamente abandonadas - estamos afundando em sujeira. Não só a sujeira dos colarinhos e gravatas, mas sim no lixo literal. Somos todos porcos e estamos cada vez mais "em casa".

Mas cada um no seu quadrado (ou chiqueiro). Se a tua sujeira invadir o meu terreiro, de dou dois tiros na cabeça ou 35 facadas. Tudo em legítima defesa, claro. Afinal somos sujos, mas ai de quem nos jogar isso na cara. É capa da Tribuna mermão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!