terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Rô, Rô, Rô!!!

Enfim chegamos ao dia 13 de dezembro. E nessa época tudo fica mais bonito. Casas são enfeitadas, luzes iluminam desde o anoitecer até o nascer do sol (alguns deixam as luzinhas o dia todo - #detalhepequeno), papais-noeis (nunca soube como se escreve isso) entre outros personagens natalinos.

Eu como ateu que me tornei, confesso que me causa estranhesa o fato de que poucas decorações retratam o verdadeiro motivo que dizem ser do natal, que é, se não me engano, o nascimento do Jesus Cristo.

O apelo agora é para o velho gordo de barba branca que se veste de vermelho. Não tenho nada contra gordos, barbudos ou pessoas que gostam de vermelho, mas, bem que eu gostaria que meus filhos não fossem adeptos dessa prática. Mas são!

Talvez o sonhar e o acreditar façam parte e não vou me opor a isso, se quisesse diferente, deveria ter nascido ou ido para marte, jupter ou para a lua.

Mas o natal desse ano me impressiona. Primeiro porque, em três anos, é o natal em que eu terei menos dinheiro para passar, mesmo sem comprar presentes caros ou luxos desnecessários. É um ano, para mim, de contenção total de despesas. Para minha tristeza, minhas idas ao mercado demonstram que além de tudo, época de natal, por mais óbvio que possa parecer, é época de 13° e assim sendo, como ocorre com os motoristas de taxi, que em dezembro operam em bandeira 2 FULLTIME, nos mercados, os preços ficam diferentes.

Tudo fica mais caro!

Tudo inflaciona!

Estranho até o momento, que os postos de gasolina não estão repassando o 13° para os valores em bomba. Ou seja, estabelizou e é isso.

Mas, tiranto todos esses fatos, quero que o natal acabe logo, não aguento mais ver propagandas sobre o presente que devo dar a minha mãe, até porque, esse presente nessa época está mais caro! Não quero mais saber de promoções que vão sortear um carro zero que nem mesmo posso pagar a gasolina, quiça o seguro e o ipva.

Que passe essa fase em que tudo, da mudança da cor da casa a reforma do banheiro são motivados pelo natal e pela chegada do papai noel.

Nesse período, penso muito: que venha logo o carnaval!

E depois do carnaval, serei convencido que coelhos colocam ovos e que esses ovos são feitos de chocolate...

Penso, logo não existo¹: será que esse povo que está criando verdadeiros formigueiros humanos nas ruas, lojas, shoppings e demais comércios está realmente preocupado com o meio ambiente? Afinal, o volume de papel que será utilizado para embalagens de presentes é gigantesco. E para rimar, grotesco!

Penso, logo não existo²: será que esse povo está preocupado mesmo com a questão energética? Afinal de contas, o muitos dos presentes serão eletrônicos ou utilizarão eletricidade.

Enfim, vamos esperar o papai noel trazer algum tipo de mudança, ou no comportamento humano, ou nas técnicas para salvarmos o planeta!

Toca o bonde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!