quarta-feira, 7 de março de 2012

Aumentou mesmo...

Ontem, um leitor do Diário Leite Quente (valeu Luan) me questionou sobre eu não ter escrito sobre o aumento do buzum. E realmente ainda não tinha feito até porque, já tinha comentado anteriormente sobre o esse tal aumento.

Como você leitor, pode ver no post anterior aumento-do-buzum-em-curitiba

Eu escrevi isso em janeiro e já em janeiro a coisa parecia estranha. Não sei quem é que define valores, e coisas assim, mas sei que a conta ainda assim não fecha.

O transporte coletivo de curitiba, seja por culpa de quem for, está jogado as traças e agora com a promessa do metrô, a coisa parece ficar cada dia pior. Não sei, dos leitores, quem pega ônibus, mas eu, dificilmente uso o carro para me deslocar de casa para o trabalho. Prefiro ainda, fazê-lo de ônibus, ou como diz um dos vereadores mais velhos (de idade e de trabalho), ónibus (six).

Pego o ônibus a duas quadras de minha casa, e desembarco na porta da empresa, mas não sem antes fazer uma troca de veículo no terminal do Campina do Siqueira.

Lenga-lenga prá lá, vou direto ao ponto. O aumento, embora injusto se faz necessário. Não que eu ache realmente necessário, mas sabe quando você deve para o cartão de crédito, para o limite da conta, tem cheque voltando e ainda, teus parentes te cobram aqueles 50 reais que você emprestou?

Pois é assim mesmo que o transporte coletivo de curitiba parece estar. Devendo!

Em pleno ano que antecede a campanha eleitoral para prefeito, o nosso querido lider do executivo resolveu comprar 557 ônibus novos. E claro, ele pode não ter comprado, mas no sistema que é aqui, a prefeitura se envolve sim para ajudar os empresários do transporte.

Na linha que eu uso, colocaram 34, algo assim, novos biarticulados com 28 metros de comprimento, 4 metros a mais que os antigos. Esses quatro metros a mais, resultam em 8 metros quadrados (pensados a grosso modo) nos quais, podemos colocar mais pelo menos 6 pessoas por m². Assim sendo, esses novos colossais podem carregar pelo menos 48 pessoas a mais que os anteriores de 24 metros.

Grande sacada... E para melhorar ainda mais a ironia, colocaram ônibus maiores e diminuíram a frequência entre um e outro. Desde que acabou a bebedeira do carnaval, está um inferno embarcar nos ônibus no terminal do capão da imbuia sentido centro. Chega um, está lotado. Depois de bastante tempo, chega outro e está também lotado.

Isso é só para ilustrar que, se querem aumentar o custo, eu entendo, mas, piorar o que já era ruim, aí não, né...

Na verdade, eles podem fazer tudo, pois o povo está calado. E assim vai ficar.

Gente, desculpe lembrar mas Curitiba já tem 2 milhões de habitantes numa estrutura feita quando ela tinha 500 mil. Ou seja, se curitiba era uma cidade planejada, em algum momento, os anteriores erraram!

E será que existe jeito?

2,60 R$ é roubo? Sinto muito, é só mais um dos assaltos que sofremos de nossos "representantes, que não andam de ônibus e não pensam muito nos representados...

Pense bem antes de votar, mas não esqueça que 1 voto, não fará qualquer diferença!!!

Um comentário:

  1. Essa sua fundamentação, me desculpe é baseado em quê? tecnicamente falando.
    O sistema precisa ser reavaliado, mas, vamos falar com conhecimento de causa e não no chutômetro ou acho que é isso, aquilo........

    ResponderExcluir

Desabafe!