segunda-feira, 12 de março de 2012

Me desculpem, leitores...

Peço desculpas, não pelo que escrevi. Mas talvez, pela forma como escrevi. Em posts passados comentei sobre o aumento da passagem de ônibus em curitiba. O fiz por mais de uma vez. E inclusive, num dos posts eu fiz uma simulação, levando em consideração o que podemos saber sobre valores. Por exemplo, o custo de um ônibus, o valor do litro do diesel vendido nas bombas e claro, os salários de um motorista e de um cobrador, que qualquer jornalista de 3ª conseguiria apenas perguntando.

E além de pedir desculpas, quero deixar mais claro ainda que não estive tratando de valores reais até porque no meu texto, faço de conta que estou montando uma empresa de um buzum só, como se isso pudesse ser feito.

Mas é fato que, os valores fictícios que trabalhei, podem esboçar um pelo de realidade.

Nunca saberemos o quanto custa o que pois a planilha do transporte coletivo é vedada aos seres humanos. Ela é bloqueada por uma senha de 512 bits, o que significa que um computador talvez levasse muito tempo para tentar quebrá-la e mesmo assim, acho que nunca saberíamos nada.

E acredito também que 2,60 não paga o custo operacional de um sistema de transporte baseado em ônibus a diesel, com estações tubo que permitem, e eu ví isso, que até homens adultos "furem", não pagando a passagem. Um sistema de transporte em que temos um sistema justo de isenção e em que muito se perde pela desorganização.

Um sistema que não suporta/comporta o volume que precisa transportar. Precisaríamos de mais ônibus, mais motoristas, mais tudo. E não temos dinheiro para nada. Talvez, a grande jogada seria que o sistema fosse da prefeitura ao invés de ser dos particulares, pois aí, não haveria a necessidade do lucro. Se estivesse equilibrado, tudo OK!

Não, não é a assim e a licitação, não adiantou P. nenhum para nós usuários.

Vou terminar esse texto e logo vou entrar num alimentador, que essa hora passa vazio e vou pegar meu biarticulado, quase sempre cheio, para trocar para outro biarticulado esse sim, sempre cheio.

Não falta vontade, para nossos representantes mudarem e até quem sabe baixar esse custo, por favor, falta é capacidade e inteligência. Afinal de contas, para que um tubo na Eufrásio Correa, estreito e quente, se na Praça Rui Barbosa existem tubos que além de mais largos, integraria duas linhas que vão para o mesmo lugar?

Deixa pra lá, como comentou um leito esse dias, agradeço pelo comentário, acho que meu chutômetro está em alta hoje em dia.

Dedsculpas, por favor!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!