segunda-feira, 30 de abril de 2012

Uma proposta de mudança!

Caros leitores, por mais que muitos sejam contra minha ideia, gostaria muito de mudar o nome do próximo feriado, 1º de Maio. Ao invés de chamarmos ele de Dia do Trabalho, será que podemos chamar ele de Dia do Inútil? Afinal de contas, no dia do trabalho, na minha opinião, deveríamos no mínimo trabalhar o dobro do que trabalhamos em dias normais. E eu aceito o desafio.

OK, ele existe para que comemoremos as conquistas dos trabalhadores que antes disso trabalhavam em condições desumanas. Mas, agora, em pelo ano 2012 o que precisamos comemorar mais? Temos 13º, férias de 30 dias, vales (alimentação, saúde, transporte), se algo acontecer no caminho de casa temos condições de não morrer de fome e ainda por cima, se sairmos de uma empresa de BICO, é só processar que quase sempre o trabalhador ganha.

Para que precisamos comemorar mais?

Sinceramente não vejo maior sentido nisso tudo. É apenas mais um dia, que eu desejo que de 2012 em diante, caia sempre num domingo. (é impossível isso acontecer, mas ainda assim, sonho com isso).

É uma vergonha perceber que nesse Brasil que está em franca desaceleração economica e de atividade industrial, todo mundo (ou quase) pare de trabalhar um dia da semana. Já não bastam todos os outros feriados religiosos que temos?

É dia de santo, de Jesus e de outros tantos, que ao final do ano, com certeza, pelo menos 8 dias não foram trabalhados. Somados aos 30 de férias e mais 52 domingos, são por baixo, 90 dias de folga para um povo que realmente não curte muito trabalhar... Mas que está cheio de direitos conquistados.

Triste, mas real!

Ah, quem não trabalha sábado, veja você, tem mais 52. Então, são 142 dias não trabalhados para 365 dias de um ano, quanto sobra? É, 223 dias está bom para o que temos em termos de brasil, não é mesmo? Um bom reflexo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!