sexta-feira, 25 de maio de 2012

Rasgando a grosseria

Vamos lá, galerinha... Hoje, visitando o site do terra, vi um link que levava para uma página que tratava de letras de algumas musicas que não fazem o menor sentido. Musicas do tipo "Eu quero tchu, eu quero tcha" entre outras. Se quiser ver, vai o link: Musicas sem sentido

Ai, parei para pensar um pouco: porque o brasileiro ou parte deles adora tanto coisas sem sentido?

Vamos lá então. Hoje, avisei que seria grosseria, se quiser parar de ler, pare!

- O Brasileiro não lê: mas, qual o sentido da leitura?
- O Brasileiro não vai para a escola: mas qual o sentido da escola?
- O Brasileiro não obedece lei: mas qual o sentido de uma lei?
- O Brasileiro não sabe votar: mas qual o sentido de ter que ir votar?
- O Brasileiro não pensa no futuro: mas qual o sentido do futuro?

Eu não quero aqui criticar os artistas. Eles, se o fazem, fazem pois tem que compre, ouça, veja. E não é errado, mas porque esses caras não poderia oferecer algo de mais qualidade? Simples, qual seria o sentido do Brasileiro comprar alguma coisa de mais qualidade?

Afinal, o que é qualidade para esse povo, que durante muito tempo nem carros bons tinha?

Vou criticar essa matéria, pois além de ser uma merda, não trouxe nada de novo ou de importante, nem mesmo para meu dedo médio levantado em grande tentativa de ofender.

O sertanejo universitário trouxe para esse povo, uma alegria, uma energia, uma renovação. Assim como o samba, assim como o brega, assim como o rock. Cada qual, que curta sua caceta...

Mais preocupante para mim é saber que ao menos quando falamos em voto, em votar, o brasileiro coloca a política no mesmo patamar que a religião e o futebol. Ninguém quer discutir esses três temas, mas política é de suma importância pra o futuro do país, para nosso futuro. Os outros, OK, deixa lá embaixo mesmo.

E para terminar, "Eu quer tchuuuuu, eu quero tchaaaaaa"...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!