segunda-feira, 8 de outubro de 2012

112

Eu até achei o numero "bunitinho". A soma dos dois 1, é 2, e a soma de todos, é quatro. Um numero par e positivo assim como positiva foi a sensação que tive ao acordar hoje e sabe que pelo menos, eu tentei fazer alguma coisa.

Enquanto infelizmente mais de 14% dos votantes de Curitiba resolveu votar em branco ou anular, eu estive lá, votei - no LG - e ainda fiz meu papel de cidadão. O Dudu, meu nobre simprão é um cara de boas ideias em boas horas e até por isso, na ultima semana, nem dormir eu conseguia. Não foi fácil, fazermos sozinhos tudo o que é exigido de um cidadão comum que quer se tornar vereador.

Perdi um dia de trabalho para correr atrás de todos os documentos para provar que eu sou um ficha limpa. Certidões e mais certidões. Do Centro Cívico ao Santa Cândida... Foi bom, tá, cansou mas foi muitoooooo bom.

112 foram as pessoas que acreditaram nesse cara aqui que, ao declarar seus bens, sentiu-se mal por não ter bens. Não tenho carro, não tenho casa, moro ainda de favor e ganho quase o piso de um jornalista. 112 pessoas foram as que acreditaram que a política precisa de algum tipo de mudança.

Olha, leitor, eu poderia mesmo ter feito diferente. Poderia ter corrido atrás de dinheiro, prometido cargo e ainda, poderia ter vendido minha alma e minha ideologia para qualquer um. Mas não o fiz! Hoje eu consigo dormir, assim como já consegui de domingo para segunda. Um sono tranquilo e sabedor de que, independente de ter ganho ou não, eu não fechei com ninguém que não fosse merecedor de minha confiança.

Tem horas que é difícil acreditar, eu sei. É o que vou relatar agora:

ESTADO PARA QUÊ?

Eu já tinha visto na parte da manhã, mas a hora que fui votar, era por volta de 12 horas, pude perceber como a cidade ficou emporcalhada, alias, a cidade não, mas meu bairro sim. O mesmo bairro que não tem um terminal e pelo qual o Luciano, não teve bons olhos nem mesmo durante as eleições.

Como você pode ver, para que precisamos do Estado? Para que precisamos de uma lei, de órgãos oficiais de controle ou mesmo do controle?

Veja essas fotos:





Esses santinhos todos estavam na rua Franscisco Motta Machado, no Capão da Imbuia hoje, por volta das 10 horas da manhã, ou seja, se chover, provavelmente algum boeiro entupido trará novos votos para algum dos eleitos que jogaram essas porcarias.

Estado pra quê?

E continuando nessa linha, vou relatar outra coisa que me aconteceu quando eu estava indo votar. Ao chegar no colégio, foi questionar um Policial Militar fardado, o qual estava entrando em seu carro com um rádio gigante preso na cintura.

O fato é que, ao chegar em casa com minha patroa, passei por dois estabelecimentos comerciais, um deles pertencente a um candidato do bairro, que depois fiquei sabendo se tornou suplente, e outro, uma casa de carnes, e nesses dois comércios haviam pessoas consumindo bebidas alcoolicas.

O policial, mesmo com um rádio gigante na cintura, me disse apenas: "ligue para o 190".

Estado para quê? Afinal, se foi a secretaria de segurança pública que mandou ninguém beber das 6 as 18, porque esse policial não pode passar um rádio? Apenas isso?

Somos desprotegidos pelo estado, somos esquecidos, maltratados e ignorados. E ainda somos obrigados a votar. Isso ainda vai mudar um dia, mas infelizmente, precisaremos convencer as pessoas que para mudar tudo isso, só o voto mesmo...

Mais uma vez obrigado pelos 112 votos e mais obrigado ainda, por eu voltar ao DLQ, que sempre me acolheu e o lugar onde eu me sinto feliz!!!

Um comentário:

  1. Aline dos Santos Pereira10 de outubro de 2012 18:01

    Achei um absurdo a quantidade de santinhos jogados na rua às 07:30 da manhã, horário em que eu estava na fila do colégio eleitoral para votar.. Moro na rua Francisco Mota Machado, um pouco distante do colégio eleitoral perto de lá haviam santinhos.. Fora que eu faço caminhadas TODO dia de manhã e ainda HOJE 10/10 vejo um monte de santinhos espalhados pelas ruas! ABSURDO! Por isso não voto e nem votei em nenhum destes vagabundos.. infelizmente meu candidato não venceu, mas ainda acredito que com o tempo as pessoas aprendam a votar certo!

    ResponderExcluir

Desabafe!