quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Me calaram, mas por pouco tempo

Os nobres leitores do DLQ sabem que participei de um pleito eleitoral e que recebi 112 (agradeço muito cada um deles) e que fiz tudo isso pelo PPS - Partido Popular Socialista (do Rubens, do Voto Limpo, do 23).

Pois bem, estou atualmente precisando falar um coisa mas, ainda não posso. E para poder falar, preciso definir uma coisa bastante séria em minha vida. Se vou ou se fico!

Se vou, tudo vai mudar, vou precisar rever diversos outros conceitos entre outras tantas coisas. Se fico, precisarei ficar caladinho, e pior, precisarei falar algo em que não acredito, em que não confio e ainda, em que tenho até medo.

Prezado leitor, não desejo a ninguém estar na situação em que me encontro agora, mas com toda certeza, até segunda-feira da semana que vem, se tudo der certo ainda antes do segundo turno, terei tomado minha decisão.

O silêncio é uma merda, e pior, quando o silêncio é imposto, esta merda fica ainda mais fedida. Quem me acompanha aqui no DLQ sabe o quanto eu sou chato com as coisas, afinal, escreveu e não leu, pau comeu! Mas agora, quem está na mira do pau, seja justa ou injustamente, sou eu!

Curitiba, nesses ultimos dias está tomada por um sentimento de mudança que causa medo, pânico, pavor nas pessoas. O grupo que esteve tanto tento está fora e um novo grupo entrará e se formará, inclusive numa das prefeituras que mais tem dinheiro em caixa do Brasil.

E quem não quer uma boquinha???

Eu não, tô fora, fico de boa. Vou continuar lutando, seja no DLQ ou em qualquer outra forma/veículo.

Um viva para a renovação, um viva para Curitiba e ainda mais, um viva para os engarrafamentos, para um médico que expulsa uma paciente de seu consultório (título de outro post que virá, aguardem), um viva para o trânsito caótico, um viva para os ônibus lotados, um viva para tudo que está errado.

E mais ainda, um viva para os que ainda tentam e tentarão me calar!

Acho que eles nunca irão conseguir!!!!

2 comentários:

  1. Prezados do DLQ: Sou um leitor, digamos mais ou menos assíduo, deste blog. Acho bastante salutar suas manifestações, pois comprovam que temos pessoas com a consciência dos deveres cívicos que todo cidadão deveria ter.
    Acompanhei, não com a atenção que gostaria, a candidatura do LG à uma vaga no nosso combalido e desmoralizado Poder Legislativo Municipal. Até fiz uma crítica em razão da escolha do partido para tal empreitada. E fiz essa crítica porque, a meu ver, não combinava a filiação ao PPS (partido adesista, oportunista e parte da base aliada do atual prefeito) com as críticas e posicionamento deste blog frente as questões da cidade.
    De todo modo, o LG e seu grupo de amigos e apoiadores partiram para a luta. Iniciaram, assim espero, um movimento pela mudança de atitude que todos nós devemos ter e compreender como o jogo político funciona de verdade.
    A política não existe e não foi feita para ser bonitinha. Política é a arte de se buscar o equilíbrio na disputa e na ocupação do poder. A realidade é que numa eleição , trava-se uma verdadeira guerra onde diferentes grupos e campos políticos disputam a conquista do poder. Uns grupos querem o poder para simplesmente atendera aos seus próprios interesses, outros para atender em primeiro lugar os interesses da maioria que os elege, e uns outros para atender as interesses da população como um todo. Mas vivemos numa democracia, que boa ou ruim, nos leva a ter de aceitar a vontade da maioria.
    Na minha opinião, a única coisa que devemos esperar de quem opera a política é que tome decisões e mantenha as atitudes dentro dos limites estabelecidos na Constituição.
    A grande luta que devemos empreender é pela defesa intransigente do Estado Democrático de Direito, pela força normativa da Constituição e pelo respeito aos direitos e garantias fundamentais.
    Essa historinha bonitinha de ética na política serve apenas aos interesses de quem usa desse discurso surrado para ludibriar a quem quer cair nessa conversa. É preciso um equilíbrio entre a ética de convicção e a ética de responsabilidade.
    Bem, desculpem a verborragia, mas o que gostaria de deixar aqui como contribuição ao belíssimo trabalho de vocês é: não esmoreça LG!! use os próximos 4 anos para juntar um dinheirinho e construir uma candidatura mais robusta, busque apoios desde já, estude e se aperfeiçoe, visite amigos, vizinhos e colegas de trabalho com mais frequência, fortaleça seu grupo e principalmente busque outro partido. Um partido menor, com menos disputas internas, que não esteja ao lado da tucanalha e dos demos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela sempre pertinente intervenção Rodrigo. Boas verdades e uns toques bem bacanas. Contamos sempre com sua opinião. Abraços

      Excluir

Desabafe!