quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Litoral do Paraná abandonado não é mais notícia

Será que já posso disparar a contagem regressiva para o fim do mandato de mais um governador que se elegeu prometendo fazer algo pelo nosso litoral e que nada fez? Pois é. Parece que o Beto Richa será o próximo.

Levando em conta a minha experiência como homem público (zero), mas também considerando a minha vivência como cidadão (de 30 anos completos), ainda não consigo entender o desprezo que os administradores têm pelo nosso litoral. Um dos menores do Brasil, mas certamente o que mais é ignorado pelo poder público. De altíssimo potencial turístico (como todos os litorais), nossas praias seguem abandonadas.

Investimento zero. Pouco ou quase nada é efeito, embora o pedágio seja reajustado anualmente. Aliás, esse capítulo em especial merece uma citação. O pedágio mais caro do Brasil em proporcionalidade (trecho pedagiado/tarifa/investimentos) traz consigo a herança do ex-governador Jaime Lerner, que além de possibilitar esse assalto periódico por contratos lesivos ao cidadão, também deixou um belo NADA em legado de investimentos às nossas praias.

Requião prometeu agir nos dois casos: abaixar o pedágio e revitalizar nosso litoral. Deixou de cumprir as duas promessas. A primeira por motivos óbvios (não se mudam as regras de um contrato ao bel prazer) e a segunda, como em grande parte dos casos, por falta de interesse/retorno em votos e brigas políticas.

Ainda no fim de seu mandato o Requião apresentou um super projeto, mas que em nada foi feito. E Beto Richa insiste em manter os investimentos longe do nosso litoral.

Rede de tratamento de esgoto ainda precária, coleta de lixo insuficiente, serviços básicos de qualidade questionável, pouco ou nenhum atrativo artístico, calendário de eventos fraquíssimo. Tem gente e espaço para muito mais. basta vontade política, afinal os 50 mil moradores de Matinhos não representam lá grande coisa na época das eleições.

Isso sem falar na falta de ousadia (ou outro tipo de comprometimento) em construir uma ponte que ligue Guaratuba a Matinhos. Já li estudos que mostram a viabilidade da obra, sem falar no evidente benefício ao povo paranaense.

Na verdade listar os problemas e apontar as soluções é praticamente chover no molhado. Como já disse em outras oportunidades, falta mesmo é colhão aos nossos governantes para dar um basta ao descaso que açoita o litoral há gerações.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Reflexão de um sóbrio num mundo de irresponsáveis

Por motivos óbvios, o mundo não acabou. Que tal aproveitar o assunto mais comentado nos últimos dias (o fim do mundo) e a principal notícia de hoje (a revisão da Lei seca) para fazer uma reflexão bem profunda sobre nossas vidas. Que tal considerar o dia de hoje como ponto de partida para uma mudança de mentalidade e projetar uma vida mais longa para você e para os que o cercam? Se a gente se ajudar, fazer a nossa parte, é possível.

Tenho ótimos amigos que correm risco de vida semanalmente - até diariamente - ao beber e dirigir. O mais assustador é que muitos deles sabem disso e mesmo assim se expõem a isso frequentemente. A que conclusão chegamos? São idiotas? Talvez. Imprudentes e imaturos? As vezes. Alguns. Irresponsáveis? Todos eles. Então porque continuam? Seria o vício? Pode ser, já que a certeza de que o alcool não os afeta os tornam ilusoriamente invencíveis.

A pergunta é: Até quando?

A morte, a desgraça familiar, os prejuízos, o arrependimento estão logo ali. Na próxima esquina, no próximo cruzamento. No poste a seguir, no ônibus passante. No "outro" que nada tem a ver com isso.

Podemos fazer o nosso "mundo novo" a partir de agora.

Vai sair para a bebedeira? Não recrimino. Aliás, jamais o fiz. Agora... põe a mão na consciência, meu amigo. Vai de taxi. Pegue carona com alguém que não bebeu. Não corra esse risco absurdo de estragar com a sua vida e com a vida de todos que te amam. Afinal, se você não percebeu, tua morte ou tua "imprestabilidade" serão fardos carregados pelos que ficam. Não por você.

A revisão da Lei Seca traz alterações importantes para tentar diminuir ainda mais as tragédias comuns. A besteira do "não produzir provas contra si mesmo", se não pode ser extinta, pelo menos será deixada de lado por outros tipos de provas de embriaguez. E vai doer no bolso. E vai te fazer voltar pro busão. E, acima de tudo, a nova Lei tem o poder de TE MANTER VIVO. Essa é a grande novidade.

Faça o seu calendário - a partir de hoje - trazer dias mais felizes para você e para os que te amam. Dias mais responsáveis e seguros. Prudentes. Duradouros. Felizes.

Aproveitem a sobriedade da manhã de sexta-feira qualquer para entender isso. Leia, reflita e MUDE. Fique bêbado... dane-se o mundo. Mas volte pra casa de taxi, de carona. Não se exponha e nem ME EXPONHA à sua irresponsabilidade. Eu quero viver. Se não quiser, se mate sozinho.

NÃO ACABOU!

Enfim, a única coisa que acabou nesta sexta-feira, 21 de dezembro foi a minha esperança. Esperança de que  o mundo realmente acabasse; esperança de que o atlética paranaense não conseguisse o dinheiro da prefeitura para acabar seu estádio de futebol (que não é municipal); esperança de que esse natal pudesse servir para algo maior do que apenas comer peru ou chester e trocar presentes.

Acabaram-se muitas de minhas esperanças, que não serão renovadas automaticamente nesse fim de ano.

E acabou minha esperança de que essa tosse de merda que estou há mais de 5 dias, melhorasse. E é fato de que fui consultar um médico na quarta-feira, dia 19. Foi no hospital MAIS moderno de Curitiba, o Marcelino Champanhat - antigo Cajuruzão. Além de pagar 7 reais de estacionamento (leia-se no lugar de pagar, "fui roubado"), o atendimento da recepção dessa vez não foi dos piores. Mas a preguiça da galerinha é notável. Depois dessas etapas necessárias, uma médica me atendeu e depois de algumas perguntas e algumas escutas com o estetoscopio (acho que é isso) ela me disse que "achava" ser sinusite. Enfim, eu que estudei jornalismo, não posso "achar" que sei o que é um lead, por exemplo, mas, vou considerar que ela nunca tinha visto na vida.

E apesar de tudo até aqui, ela listou numa receita 3 medicamentos, os quais eu deveria usar por um tempo não definido por ela. E qual foi minha surpresa ao chegar em uma farmácia e a atendente informar, confirmado depois pela farmacêutica responsável, que um dos remédios da lista, sequer existe.

Então, é animador pensar que os médicos querem receber mais por consulta paga pelos planos de saúde e ainda assim, não são tão competentes quanto poderiam e quem sabe, deveriam ser.

Mas, segue o enterro, quero dizer, a tosse.

E viva o dia do fim do mundo, que não será o fim de muita coisa a não ser de minhas esperanças...

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa eba, eba, eba, eba, eba... e contando!!!

As ultimas coisas que pretendo fazer ate o dia 21, não sei que horas será o fum do mundo, é curtir meus filhos e a patroa e quem sabe, comer algumas barras de Hershey´s, o chocolate que mais gosto no momento. Penso que se eu puder comer umas 15 barras, estará de bom tamanho. Se não der as 15, o quanto eu conseguir vai ser bom. É galerinha, o fim se aproxima e aposto que em muitas igrejas, as vendas de pedacinhos no céu estão em alta. Aliás, sabia que tem igrejas que até cartão de débito e crédito aceitam?

Modernidade, né. Pagamento de dízimo com código de barras, boleto bancário? Coisa do passado, vai no débito automático mesmo, assim, não se corre o risco de perder a proteção divina nem por um minuto.

Certo, certo, mas nem por isso eu vou correr a uma dessas igrejas para comprar meu cantinho no céu, não tenho dinheiro sobrando para isso muito menos, vontade. Acho que prefiro ficar com o pessoal do samba, cerveja e tals, seja onde for que eles estarão depois do fim da terra. 

Tirando esse papo de fim do mundo, uma coisa está me deixando bastante chateado. Os médicos.

Algum leitor do DLQ sabe quanto custa se tornar um médico(a)? Eu não sei, mas sei bem que existem, em alguns vestibulares, 30, 40 por cada vaga. Não sei qual é a motivação para alguém querer se tornar médico, mas acreditava ser a questão de salvar vidas, trabalhar para uma saúde mais susse, essas coisas. Mas, como nem tudo é ideal no mundo normal, os médicos estão passando por sérias dificuldades, e infelizmente, repassando isso para os "clientes", digo, "pacientes".

Veja bem, se você se formar em medicina, tem alguns caminhos a seguir: ou faz concurso e se aposenta no gordo Estado, ou corre atrás e abre consultório e ganha o din-din, certo? Se uma consulta custará 100 reais, você tem que ser um excelente profissional para ganhar um bom din-din. Ou então, você se cadastrará num plano de saúde e assim, sempre que alguém precisar, procura por você. 

Porém, com o Plano de Saúde, você ganhará menos por consulta e atenderá mais pessoas doentes. É a mesma coisa que vender uma coxinha para gente rica, que paga 10 reais e você vende 3 ou 4 por dia, ou então, vender coxinhas a 2 reais e vender 30, 40 e 50. Oferta e demanda.

Escrevo isso pois estou F. essa semana e confesso que não tive coragem de procurar um atendimento médico através do meu plano de saúde. Eu sei que os médicos estão cansados de receberem 30 reais por consulta de 3 minutos, 4 minutos... Mas, se forem 5 minutos, 1 hora do médico valerá 180 reais!!!

Hoje, vou tentar conseguir atendimento num postinho lá perto de casa, para ver se é tão ruim quanto se fala por aí. Porque, a ultima vez que fui ao hospital Marcelino Champanhat, em Curitiba, me senti ofendido por uma médica que perguntou o que eu tinha, como se eu soubesse, e já receitou antiinflamatório e tchau. Foram menos de 3 minutos...

Relate suas experiências, ajude...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Um texto de um leitor...

4 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

A contagem regressiva não para. E por isso, guardem alimentos e água, no caso de uma possível sobrevivência. Se bem que eu acredito que não vai sobrar exatamente nada. Nem pó! Porém, o post de hoje, além da contagem regressiva e de um comentário impertinente meu, traz também um texto que foi enviado por um leitor do DLQ. O texto ficará no anonimato mas, de antemão informo que ele representa sim, 50% da opinião desse blog, na aprovação de minha pessoa. Quanto ao Dudu, precisaremos esperar seu posicionamento. Lembrando que esse espaço, é para mostrar sim as diferenças de pensamento.

O texto do leitor, apresenta uma outra forma de pensar sobre as ditas "novas minorias" que aos poucos, tentam de todas as formas provarem que devem se tornar as maiorias.

Leia e conclua por si, e se puder, comente, critique e ajude.

---
Você já deu um abraço hoje?

Eu tinha uma amiga que estava numa fase muito new age anos atrás e toda mensagem dela terminava com “Você já deu um abraço hoje”? Eu ficava me perguntando, por que raios ela escrevia isso, mas eu não via mal nenhum. Os anos passaram e a vida castigou essa minha amiga, que hoje não dá mais mensagens de abraços de graça. Mas esse comportamento, o das pessoas canalizarem suas ações pessoais (individuais) para um coletivo é cada vez mais comum, e não se refere apenas a algo comportamental, mas maior, social, como é o caso dos cicloativistas.

Luís Antônio Giron, que é editor da coluna Mente Aberta da Revista Época, escreveu  no texto “Parem as bicicletas” (Leia o texto na íntegra) sobre como os militantes de magrela minaram o prazer de andar de bicicleta, como atacam os seus opositores na internet e narra um episódio pessoal em que quase foi atropelado por um desses “ciclochatos” como ele se refere a quem se esconde atrás (em cima) da bicicleta para azucrinar os outros. Você pode não concordar com o que eles escreve, mas como o próprio nome da coluna sugere é legal chegar com a mente aberta, sem considerar oposições certo/errado neste tipo de questão.

Acho sinceramente que cada um faz o que bem quer da vida, por isso acho questionável a ação de quem quer doutrinar comportamentos, sejam eles referentes à religião, sexualidade, comportamento, alimentação, cultura, etc. Alguns casos, de grupos e movimentos, são tão autoritários quanto o sistema que buscam combater. Faça isso, vá assim, coma isso e não aquilo. Alguns poderão dizer que se não for assim, combativo, as coisas não acontecem. Pode ser, acredito que é possível mesmo, mas eu pessoalmente não tenho que obedecer ou adotar determinadas práticas. E acredite, posso até questionar.

Algumas ações não admitem crítica, pois o pensamento comum a eles é que quem discorda está contra. Ora, movimentos que pressupõe uma liberdade aprisionam o sujeito em apenas duas escolhas: in ou out. E nem entraremos no mérito da questão da sustentabilidade apregoada por muitos como a quintessência do uso da bicicleta na mobilidade urbana. Ela é pertinente, óbvio, não se discute. Mas em alguns casos, esbarra na falácia do consumo consciente. Na esteira da “onda” de bicicletas surgem inúmeros negócios que dão conta do equipamento, vestuário, apetrechos e outros produtos para o “ciclista”. É lógico que é um bom negócio e as ramificações envolvem setores como produtos orgânicos e vegetarianos que atendem a um público específico, com bom poder aquisitivo na maioria das vezes. É mais consumo. É mais gente comprando. Como isso pode ser sustentável? 

Acho que deixei claro que não é uma questão binária, de quem está certo ou errado. Debato a liberdade do sujeito em não ter que escolher lado nenhum, e optar com base em seu modo de vida o que considera mais adequado. Defendo que os cicloativistas defendam também o que bem entendem, mas não venham com discursos dogmáticos de que quem não usa esse modo de locomoção não estará entre os arrebatados no dia do juízo final.

---

Quando recebi esse texto sabia de primeira mão que poderia ser um tanto polêmico, até porque as bicicletas hoje, por conta dos defensores, se sabe, são a criação mais ecológica e moderna.

Então, será que eu tenho que aceitar tudo o que me é imposto e ainda, tenho que "aprender" a conviver?

Talvez, um pouco de "questionamento" sobre tudo, seja ainda necessário.



sábado, 15 de dezembro de 2012

O que era para ser...

Então, o que era para ser uma contagem regressiva, se tornou uma contagem regressiva com um pin. Então, fica combinado, hoje, faltam 6 dias, amanhã, pin, e depois de amanhã, faltarão 4 dias e depois pin... Tá, estou brincando e vou me esforçar para não perder os poucos dias que faltam para nosso grande e majestoso fim.

Quero mesmo que o mundo acabe em cacau. Para que eu possa morrer no chocolate.. Até porque, se o mundo vai mesmo acabar, que se f. as dietas, não é mesmo? Vamos a contagem então...



6 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!




Continuando, vamos tratar de um assunto mais ou menos importante, bele?

E não é que um loco qualquer achou um vestígio de não sei o que da VACA LOUCA e resolveu deixar a informação vazar sem controle? A notícia vazar é a coisa mais louca que a VACA LOUCA, e infelizmente se tornou séria. Mas, infelizmente, para aqueles países que vão precisar encontrar outro fornecedor de carnes. Para nós, há uma luz no fim do túnel.

Afinal de contas, ao meu ver (MINHA OPINIÃO), deixarmos de exportar fará com que o preço da carne tenha que baixar no Brasil. Hoje, como a exportação é o carro chefe dos produtores, eles costumam indexar o preço aqui com base no valor do mercado mundial, só que nós brasileiros, recebemos em real e o preço lá fora é em dolar. Isso, assim mesmo, eles me f. e nem me dão um beijinho antes. Vendem aqui a preços de gringo e a gente se ferra para comer um bifinho.

Mesmo eu consumindo cada vez menos carne, ainda assim, escrevo pensando nos meus brothers que adoram uma costela, um alcatra, um filet... Esses, vão comemorar o fim da exportação para alguns lugares já declarada e para outros, ainda na expectativa.

Hahahaha, produtores, atravessadores e matadouros. Não adianta fazer vistas grossas, tem que fazer bem feitinho e limpar a casa sempre que preciso, né...

VACA LOUCA ou não, o certo é que o valor da carne no Brasil deve ser alterado, e tudo indica que para menos...

É aguardar para ver!!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

8 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

O dia está chegando e não vejo a hora! E um dos motivos pelo qual não vejo a hora do mundo acabar é que ninguém decide quem vai cassar os malditos políticos envolvidos no esquema do mensalão. Sejam eles de que partido forem, eles precisam largar o osso e assumirem a vaguinha que cabe a eles na cadeia/prisão/jaula seja como for.

Eu prefiro jaula. 

Esses carinhas precisam pagar pelo que eles fizeram. Não pela grana em si, mas pelo caráter mesmo. São ladrões e por isso devem pagar. Simples, fácil e indolor!

Meus filhos já sabem que, se eles fizerem algo errado, tudo bem, só não podem reclamar da punição que irão receber. Quem faz o que quer, pode receber de troco o que não quer e para as leis é assim mesmo. Pena que na maior parte, aqui no Brasil, tudo fica numa boa, né!

O bêbado que dirige, bate e mata e o paga uma multinha e sai de boa.
Os caras arrombam caixas eletrônicos, roubam, matam, assaltam mulher, crianças e andam armados e na real, cumprem uma pena pequenina e logo estão nas ruas.

Sabe, quando dizem que o crime não compensa, tipo, não compensa para quem? Ou melhor, será que não compensa pelos valores praticados que podem ser pequenos?

ACORDA BRASIL!


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

9 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Droga, droga, droga... Eu não sei bem o motivo, mas ontem esqueci de atualizar o blog. Infelizmente, OK! E hoje, na verdade, o faço pela necessidade de escrever sobre qualquer coisa, para passar o tempo e para minha mente não ficar cheia de coisas ruins para pensar. Aliás, está difícil!

Mas para o leitores do DLQ e também para aqueles que votaram em mim, hoje irei até o TRE Paraná, para ver se já aprovaram ou em todos os casos, desaprovaram minha prestação de contas eleitoral. Sei e estou com minha consciência tranquila de que fiz tudo certinho como manda a lei, mas afinal de contas, é o juiz ou a juíza, a autoridade de dizer que sim ou que não.

E nesses 9 ultimos dias que restam de vida para todos nós, eu gostaria mesmo de que minha prestação de contas fosse aprovada, quero morrer com meu nome limpo e assim, continuar sendo um grande exemplo para meus filhos, esposa, pai e mãe, amigos e claro, todos que queiram.

Estava lembrando que foram 112 votos. Parece tão pouquinho, não é mesmo? Mas para mim, foram tantos, pois eu sou um cara de poucos amigos e também de pouco contato social, e mesmo assim, 112 pessoas escolheram votar em mim e confiaram em mim. Isso é importante.

Mas agora, vamos esperar pelo fim do ano, isso é claro, se o fim do mundo não chegar antes. Eu acredito mais na segunda opção, mas ainda assim, vamos aguardar.

Enquanto isso, algumas dicas: protetor solar (o sundown novo é uma merda!), bastante água todo o dia (líquido que os médicos falam é água, não é refrigerante, nem chá, nem café muito menos leite, tá), coma pouquinho a cada 3 horas no máximo, dirija com cuidado, não use vagas para idosos ou deficientes se você não for um idoso ou deficiente, enfim, viva uma vida mais susse obedecendo as regras básicas, né...

E em 9 dias, nos encontraremos, ou aqui no DLQ ou então, em qualquer outro lugar.

Me desculpem pelo dia 10, esqueci mesmo de publicá-lo...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

11 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Nobres leitores, o sábado foi marcado com o numero 13, pois faltavam apenas 13 dias para o fim do mundo. Então, peguei a patroa e as crianças e fui ao litoral do Paraná, onde meus pais possuem um apto pequeno mas bonito e aconchegante. Resolvi levar meus filhos para brincarem na água antes de todos nós morrermos, né.

Viagem maravilhosa, desci a serra muito bem, adoro dirigir, fazer curvas e com meus filhos e a patroa, tudo fica ainda melhor.

O litoral do paraná? Bem, digamos que não está lá essas coisas. Pra falar a verdade, está pior do que a ultima vez, um lixo, abandonado. Ruas com mato, lugares sujos e fedidos, pelo menos em Ipanema, que foi onde fui. Abandonado é talvez pegar leve. Aliás, não andem descalço, pois tem caco de vidro por toda Ipanema, no calçadão, na areia, nas ruas...

Mas, outras tantas coisas me chamaram mais atenção.

1 - fumar maconha está liberado no litoral. Presenciei um casalzinho fumando maconha. Eram 14 horas, a praia tinha bastante gente, pais, com crianças, amigos com amigos e amigas, e o casalzinho, fumando uma maconha, dando um tapa na macaca, queimando umzinho, enfim, FUMANDO MACONHA. E o que eu achei mais interessante é que eles fazem isso com a certeza da impunidade.

2 - não seja tolo. Se você para praia, você vai ser assaltado pelo comércio, a mão armada. Com a desculpa de que durante o ano não tem movimento, os comerciantes estão, por exemplo, cobra 5 reais numa coca-cola de 1 litro. Simples assim, 5 reais, mais 10%, que mesmo que você peça para eles não cobrarem, eles cobram.

Vá preparado, porque o litoral do Paraná é um excelente lugar para você gastar bastante dinheiro, ser mal atendido e ainda, se não tomar cuidado, voltar com uma raiva tremenda.

Ainda bem que eu estava muito bem acompanhado, então, de certa forma, tudo isso foi detalhe.

Mas, são detalhes que incomodam, com toda certeza, incomodam...

sábado, 8 de dezembro de 2012

13 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Se eu já gosto do 15, o 13 é um número que não gosto nem de falar, de tanto que gosto dele. Ele nunca me trouxe sorte, mas nunca me trouxe azar também, então dessa forma, vou começar a embalar algumas coisinhas, como meu notebook, minha TV de LED 24", algumas fotos dos meus filhos e claro, uma garrafa de Black Label que vou comprar hoje para o fim do mundo. Se é para ir, pelo menos, que vá de primeira, não é?

Estou ainda negociando com a patroa de a gente ir juntos, na mesma hora, para não nos perdemos depois no momento em que formos resgatados pelos extraterrestes vindo de outra galáxia. Assim, lembra como aconteceu com o Jack e a Rose (leia-se rouuuuuuuuuuuze) no filme Titanic? Morrerei feliz agarradinho à minha patroa. Hahaha

E melhor, né, 21 é uma sexta-feira, então, acho que vou pegar minhas tralhas, minha patroa e vou para o Vitória Villa, se é para acabar o mundo, quer lugar melhor para morrer?

Putz, não podia perder essa...

Segue o enterro, quero dizer, o barco...



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

14 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Sexta-feira chegou e estamos a 14 dias do fim do mundo, certo? Será que esse mundo vai acabar em sorvete, para que eu pudesse morrer satisfeito? Não né! E claro, se o mundo não acabar, logo teremos o natal.

É o espírito do senhor refletido no sentimento de bondade das pessoas... Agora todo mundo é lindo, maravilhoso, todo mundo ajuda o próximo, compra presentes, lembrancinhas, é tempo de jantares de confraternização dos ex-empregos, empregos e futuros empregos, é época dos amigos secretos com a família (que não se gosta, mas se aceita), de amigo secreto com os vizinhos, com os padrinhos, com os cachorros (que sempre foram "filhinhos"), enfim, época em que tudo é lindo e maravilhoso.

É tempo de papai noel, gordo como sempre e com os protestos para que ele nunca emagreça, com sua pança, sua roupa vermelha, barba branca e o ho-ho-ho. Se um dia eu pegar esse papai noel, eu mato ele.

É tempo de confraternizar. Mas, por confraternizar, você também pode compreender ficar buzinando num trânsito caótico, que deve atingir logo logo a marca de 1 milhão e meio de veículos, e também, o desrespeito nos ônibus, em que jovens sentam, idosos ficam em pé e todos são assaltados todos os dias pelo custo e achincalhados pelos empresários, prefeitos e os demais que mandam.

Então, é natal, e o que você fez? 

O que você fez para melhorar o mundo, começando por onde você está inserido? Você cumprimentou aquele cara que passou por você hoje pela manhã ou o caixa do supermercado, ou ainda o cobrador do ônibus? Você desejou bom dia para seu colega de trabalho por carinho e educação e não por obrigação de política de boa vizinhança? Você se lembrou que para algumas religiões, o natal tem muito mais a ver com jesus cristo do que com presentes? Ou então, você chegou a lembrar que enquanto você reclama do calor, tem gente morrendo de sede porque não tem uma água para tomar?

Então, é natal! E o que você faz? Você separa seu lixo, você é honesto, você cumpre as leis e questiona depois, você é uma pessoa socialmente aceitável? Você respeita o seu próximo e o próximo, respeita seus colegas de trabalho pelo trabalho e não pelo pessoal? Você cuida de seus pais e de sua saúde? Você ama a você mesmo?

Então, é natal? E o que você fará? Bom, isso fica com você. O que eu farai? Não sei, mas com certeza, vou parar de escrever agora!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

15 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!


Então é isso, 15 dias. Eu simpatizo muito com o número 15 e nem sei porque, mas hoje, simpatizarei ainda mais por faltarem apenas 15 dias para fim do mundo. E que acabe em cacau para eu morrer comendo chocolates. Chocolates branco, chocolate preto, com ovomaltine ou com biscoitinhos... Chocolate, chocolate, chocolate... Amo muito tudo isso!

Puxa vida, eu comecei a escrever esse texto e só pude retomar 1 hora depois e claro, perdi o foco, mas vamos lá. 

Vou escrever sobre o que todo mundo está escrevendo, pensando, falando hoje no brasil. A morte do Oscar Niemeyer. Esse cara é o cara. E continuará sendo para muitos, não para mim. Acho que ele foi foda o bastante, deixou seu legado mas como qualquer outro se foi e que descanse em paz sua família que ficou.

Ele era realmente bom? Acho que sim, mas gostaria de vê-lo tão bom sem tanto projeto para o governo. Mas ainda assim, ele parecia ser bom. Aí alguém vai me perguntar se eu não acho maravilhoso o museu do Olho: não acho. Diheiro jogado fora minha opinião. E com essa grana, será que não daria para fazer um museu maior, porém mais simples?

Ok, ok, sou cricri mesmo, bele?

Ah, mais uma coisa, Oscar, era um arquiteto massa, que será lembrado para todo o sempre e em todo o mundo, e que era, ATEU!.

hahaha, ele era mesmo!

Então, que ele seja recebido onde for com as honrarias merecidas... Um ateu a menos num mundo onde os evangélicos ganham cada vez mais força, inclusive política!

Ai que medo!     

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Você acha que está quente?

16 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Se você acha que está quente, vou ser taxativo: vai piorar!

Espero que nos próximos 16 dias, a coisa fica ainda pior, com a temperatura local chegando próximo aos 45° C ou ainda mais. Uma verdadeira frigideira de asfalto, prédios e lixo, muito lixo. Não sei se você que lê este blog crítico tem noção, mas nos últimos 3 dias, eu passei, por volta de 13h30 por um local em curitiba que tem bastante loja de carro, ou Concessionárias, como alguns preferem chamar. E em todos esses dias eu vi, com esses olhos lazarentos que a terra vai comer em breve, pelo menos 4 caminhões descarregando carros. Ou seja, pelo menos, nesses instantes, 35 carros novos.

E tenho depoimentos de que o dia todo tem caminhão descarregando.

Você tem ideia de quanto um carro ajuda no aquecimento de uma cidade como Curitiba? De qual o impacto da poluição no micro clima de uma cidade? Na quantidade de CO2 que eu respiro porque uma dondoca quer trabalhar de carro? NÃO?

Já imaginava!

Se levarmos em consideração o que a rede Globo comprou como verdade, nosso lixo, nossos carros e até nossos peidos, são responsáveis por esse calor absurdo que faz em Curitiba. Conhece a expressão "nesse calor até elefante na bunda sua?", pois é, mas, hoje em dia, a que está mais perto da realidade é "jacaré no seco anda?"... A coisa está realmente muito feita, muito feia mesmo.

E, se a globo e seus cientistas estiverem corretos, o mundo nunca deixará de esquentar. Afinal de contas, começando por minha casa, meu pai separa o lixo e faz a parte dele, mas minha mãe não liga muito para isso. Assim como diversas pessoas que eu conheço. Ou será que você compraria um presente de Natal para um ente querido sem uma embalagem poluidora? Não, né!

Eu faço minha parte, tenho a certeza que faço. Mas, também, sei que contribuo com esse pandemônio geral.

---

Não, eu não acredito nessas teorias de aquecimento global e essas "mentiras" que contam por aí. Tenho minhas verdades e minhas mentiras. 

---

Mas é fato que está quente, e ainda nem estamos no verão propriamente dito!

Que venha o calor absurdo que tantos gostam!

E que venha o final do mundo! 16 dias e nada mais!

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

17 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Aproveitando o gancho que uma colega de trabalho deu ontem, ´lance hoje é escrever sobre a operadora de celular que eu uso e que muitos de nós, por conveniência, usamos. (o Dudu não usa mais!)

A TIM! Pois é, essa mesmo. Então, vejam vocês a que ponto chega o poder econômico  que sou levado a crer que essa operadora tenha junto ao governo federal, estadual e demais, junto a agência reguladora e em qualquer outra parte do país.

Essa operadora, cortava a ligação para que o cliente tivesse que fazer outra ligação, e nessa brincadeira de mal gosto para o cliente, a operadora ganhava um din-din a mais, certo? Ela foi proibida de fazer isso, mas aí eu pergunto, quem fiscaliza essa proibição? Não, ela não parou de fazer isso, é possível conviver com esses cortes todos os dias, é só você usar um chip pré-pago para vivenciar tal condição. Eu vivencio!

Outra coisa, existe um órgão aqui no brasil que é um tal de CONAR - Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária, que deveria tentar, na medida do possível, evitar abusos publicitários como o que oferece internet ilimitada por 0,50 por dia que usar. Mas, se no contrato diz que não é tão ilimitada assim, porque uma propaganda dizendo ser ilimitada pode?

Veja, é limitado sim: você navega por 0,50 o dia que usar, com velocidade máxima até 10 MB, depois disso, você vai navegar com o que eles quiserem ou seja, você pagou para não ter limites e na verdade, você foi enganado. Eu fui enganado. Fomos enganados!

Mas, já sabemos disso, não é mesmo? 

Esse ano ainda, fui enganado com promessas de mais educação, saúde e segurança pública. E alias, estão assaltando como numa no Capão da Imbuia. Casas e pequenos cormércios.

Se a enganação fosse só a da TIM, vá lá, mas, FPS.. É isso aí, Fodeu Pra Sempre...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Divagando

Andei pensando e acho que a falta de ingenuidade ainda vai nos matar.

E eu pensava ao contrário até algum tempo atrás. Achava que o mundo era dos "vivos", dos espertos, dois "ligeiros". Achava que para se dar bem, para vencer, era preciso aproveitar as 'brechas' que a vida nos proporciona. Ser astuto na hora decisiva poderia determinar o sucesso de uma empreitada. Pensava que o ingênuo era burro e poderia ser útil apenas como "massa de manobra".

Mas hoje, mais velho e mais chato, percebo que as coisas não eram bem como eu imaginava.

Hoje percebo que sou facilmente seduzido pela ingenuidade. Mas não aquela sedução do mal, de quem procura tirar vantagem. Agora ela me faz rir. Acho graça com facilidade. Seja da candura de uma criança, ou da inocência experiente de um velho.

Poderíamos parar um tempo para pensar nisso e reconsiderar a importância que essa ingenuidade pode ter em nossas vidas. Sem essa malícia que nos contamina, nos suja, talvez as coisas pudessem tomar outro rumo. Ou quem sabe nos conduzir de volta ao tempo em que éramos felizes e nos respeitávamos mais. Uma gentileza, dois bom dias, três obrigados.

Mas reconheço que é difícil ser ingenuo, ser puro, num lugar sem espaço para ela.

18 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Então, devo desculpas para aqueles que em pleno domingo, visitaram esse blog na esperança de encontrar aqui a contagem regressiva. Falhei! Mas, para que acredita, domingo é dia do senhor e se assim puderem me perdoar, mesmo eu sendo ateu, agradeço.

Se não puderem perdoar, eu entendo que nem tudo nessa vida tem perdão, não é mesmo? Eu mesmo, ainda não aprendi a perdoar muitas coisas. E duas coisas que eu inevitavelmente não perdoo, não perdoei e nunca perdoaria, é a mentira e a traição.

Mentira, por si só, já é uma ferramenta idiota do incapaz. A mentira demonstra a incapacidade de comunicação de uma pessoa e ainda, a sua faceta mais improdutiva. Afinal de contas, se você criar uma história, por mais besta que pareça, pode ser melhor do que mentir. Mas, ainda assim, tem pessoas que insistem em viver numa mentira. Deixa elas, e eu, fico por aqui.

E a traição. Não estou escrevendo só sobre a traição entre um casal, que não é meu caso até onde sei, mas sim de qualquer traição. Da traição de um amigo, da traição de um colega de trabalho ou da traição de um pai e uma mãe com uma confidência que fiz. Eu odeio ser traído e pior, eu vejo nos olhos de uma pessoa qualquer se eu posso ou não confiar nela. Nos ultimos meses e anos, tenho conhecido pessoas cada vez mais capacitadas em trair minha confiança e menos qualificadas em se tornarem de confiança para mim.

O mundo é isso mesmo. E pior, essas pessoas até para a igreja vão, de vez em quando, mas vão!

Começo essa semana contando que só faltam 18 dias para o fim do mundo. Quero mesmo que ele acabe em barranco, para quem sabe assim, eu possa morrer encostado! E não acredite em nada do que a NASA diz, eles querem apenas evitar a histeria coletiva..

Boa semana para todos aqueles que, tem ou não minha confiança!!!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Contagem regressiva. Ueba!!! + Curitiba, medíocre...

20 dias restantes de vida pra todos nós!!! hahahhaa, e contando!!!

Infelizmente Curitiba é um lugar ruim para se comprar algumas coisas bem específicas. Vou citar 2 tipos, que eu preciso de vez em quando e claro, sempre dou com os burros na porta.

1ª - Componentes eletrônicos: gasto tempo, procuro, corro atrás e na hora de comprar um simples CI ou um tipo de bateria ou ainda um conecto, ahhhh, esquece, ou manda vir de São Paulo, ou esquece mesmo, pois aqui em Curitiba, na gigantesca rua 24 de maio, nenhuma das eletrônicas vai ter. E é incrível que se uma não tem, nenhuma das outras tem. Sem contar que quando você encontra, o preço ou é exatamente igual, ou é muito diferente. Já vi coisas custarem 0,50 numa e 4 reais na outra.

2ª - Modelismo: o que temos de lojas de modelismo aqui, a exemplo dos imóveis, só existem para extorquir dinheiro da rapaziada. Eu preciso comprar gasolina para meu carrinho a combustão e, pasmem, na internet, existem combustíveis por 90 reais os 3,7 litros. Aqui em Curitiba, a mesma marca é vendida por algo próximo a 150 reais. Comprando pela internet, com frete e falcatrua para o envio, custa mais barato do que comprar aqui e apoiar o comércio local.

Dane-se o comércio local, que quer me assaltar a mão armada!

Vamo que vamo... Segue o enterro!