quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Litoral do Paraná abandonado não é mais notícia

Será que já posso disparar a contagem regressiva para o fim do mandato de mais um governador que se elegeu prometendo fazer algo pelo nosso litoral e que nada fez? Pois é. Parece que o Beto Richa será o próximo.

Levando em conta a minha experiência como homem público (zero), mas também considerando a minha vivência como cidadão (de 30 anos completos), ainda não consigo entender o desprezo que os administradores têm pelo nosso litoral. Um dos menores do Brasil, mas certamente o que mais é ignorado pelo poder público. De altíssimo potencial turístico (como todos os litorais), nossas praias seguem abandonadas.

Investimento zero. Pouco ou quase nada é efeito, embora o pedágio seja reajustado anualmente. Aliás, esse capítulo em especial merece uma citação. O pedágio mais caro do Brasil em proporcionalidade (trecho pedagiado/tarifa/investimentos) traz consigo a herança do ex-governador Jaime Lerner, que além de possibilitar esse assalto periódico por contratos lesivos ao cidadão, também deixou um belo NADA em legado de investimentos às nossas praias.

Requião prometeu agir nos dois casos: abaixar o pedágio e revitalizar nosso litoral. Deixou de cumprir as duas promessas. A primeira por motivos óbvios (não se mudam as regras de um contrato ao bel prazer) e a segunda, como em grande parte dos casos, por falta de interesse/retorno em votos e brigas políticas.

Ainda no fim de seu mandato o Requião apresentou um super projeto, mas que em nada foi feito. E Beto Richa insiste em manter os investimentos longe do nosso litoral.

Rede de tratamento de esgoto ainda precária, coleta de lixo insuficiente, serviços básicos de qualidade questionável, pouco ou nenhum atrativo artístico, calendário de eventos fraquíssimo. Tem gente e espaço para muito mais. basta vontade política, afinal os 50 mil moradores de Matinhos não representam lá grande coisa na época das eleições.

Isso sem falar na falta de ousadia (ou outro tipo de comprometimento) em construir uma ponte que ligue Guaratuba a Matinhos. Já li estudos que mostram a viabilidade da obra, sem falar no evidente benefício ao povo paranaense.

Na verdade listar os problemas e apontar as soluções é praticamente chover no molhado. Como já disse em outras oportunidades, falta mesmo é colhão aos nossos governantes para dar um basta ao descaso que açoita o litoral há gerações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!