segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Férias!

Eu sei, eu sei: não tenho sido um bom companheiro. Meus últimos textos demonstram o meu desânimo com a economia, com a política e com as sociedade desse meu país. E não é para menos, a cada dia que vivo, tenho pelo menos um motivo a mais para não acreditar em mudanças. Porém, devo seguir em frente e confiante de que tudo será um dia melhor, não é mesmo?

Estamos na época do ano em que as pessoas, boa parte delas (a maioria) aproveita para:

- colocar a casa em ordem;
- pintar, limpar, polir;
- reformar e acabar;
- refletir sobre o ano que passou e o que pode ser feito diferente no ano seguinte (só projeto, execução...);
- correr para os grandes centros comerciais, shoppings e demais lojas para gastar o que tem e o que não tem para comprar presentes;
- enfim...

Desejo a todas essas pessoas um Feliz dia de troca de presentes.

Desejo a essas pessoas, toda a hipocrisia que puderem carregar em seus mais completos egos.

Desejo a essas pessoas um feliz natal, mesmo não percebendo mais qualquer sentido nisso tudo.

E como sou um cara que cresceu sofrendo uma influência nervosa da mídia, decidi colocar a imagem que mais ilustra o natal para mim:


Isso mesmo, um grande e bonito caminhão da coca cola. Pois até no comercial desse refrigerante tão amado quanto odiado, eu não vejo a expressão: verdadeiro sentido do natal e troca de presentes. A unica mensagem que a coca cola me passa é: beba coca cola! E eu beberei muitas...

Aproveito também para avisar que farei um recesso programado no DLQ. De hoje até o dia 6 de janeiro, só escreverei uma retrospectiva (para não fugir da modinha) no dia 30 de dezembro. Avisarei quando estiver publicado no feicyboque.

Meus desejos de um feliz dia de troca de presente hipócritas para todos os hipócritas e um feliz natal para todos que ainda sabem o verdadeiro sentido do natal (não, eu não acredito mais, mas respeito os que acreditam)...

FUI!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Está bombando, mas nem tanto...

Estive inevitavelmente no shopping ontem, quinta-feira 12. Fiquei impressionado pois não vi as lojas tão lotadas quanto imaginei.

Impressionado fiquei em perceber que a coisa não está tão boa quanto eu imaginava que estaria Mas a galera está gastando. É a farra do brinquedo, da roupa e das bugingangas. E os preços, estão lá pra cima, com certeza. Lojas que tinham produtos a venda por 129,90, no caso de um sapato que vi, estão anunciando agora promoção do mesmo sapato por 159,90. São 30 reais a mais. Só isso!

Em contra partida, tem loja famosa vendendo boas camisetas por 33 pilote, as mesma que custavam 50, 60, 70 pilas, mas, sempre há um mais, você tem que comprar 3. (embalam para presente individualmente)

Tirando isso, o shopping não estava lotado. Bastante gente, mas espaço para muito mais.

Então, se você ainda não comprou seus presentes, não esqueça, vá antes da semana que vem, época em que aí sim, a coisa vai estar feia nestes estabelecimentos comerciais.

Ou então, esquece o presente e presenteie os seus, com sua presença e seu coração. Afinal, se é que existe algum "espírito" natalino, não sei se ele tem muito a ver com presentes.

Fui..

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Então é natal...

Então é natal,
A gasolina aumentou,
O mercado está mais caro,
O panetone indigesto.

Então é natal,
Os bandidos a solta,
Os ladrões numa boa,
14º e 15º a solta.

Então é natal,
A bandidagem come solta,
O playboy nem aí,
O careca não faz nada.

Então é natal,
Meu saco está cheio,
De tanta porcaria,
Desse governo alheio.

Então é natal,
Salve-se quem puder,
Com a dilma não vou contar,
E uma arma eu queria comprar.

Então é natal,
Nada mais para escrever,
Nada mais para pensar,
Nada mais para falar.

Então é natal,
Uma festa cristã,
Do velho e do novo,
Do amor como um todo...

Rá.... Que venha o papai noel, quero bater tanto nele esse ano...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Como se proteger de sua própria incompetência?

A frase do título desse post me inferniza todos os dias. Não porque eu ache que sou incompetente, até porque tenho a certeza de que em algumas questões eu sou muito e em outras, eu não sou nem um pouco, mas é que, como sou usuário da internet, em algumas situações tento participar mais ativamente através do campo comentário e as empresas, principalmente os grandes portais, não parecem tão abertos assim a participação popular.

Primeiro, em muitos portais, o comentário passa por uma moderação. É o primeiro filtro no estilo "não gostei, não vai". Fica muito mais fácil administrar um portal de notícias com a moderação de comentários. Sei bem que opiniões são como bundas, cada um tem a sua e adora comentar a do outro, mas se você está disposto a aparecer, tem que estar disposto a ouvir.

Segundo: a moda do cadastro. Agora, além da moderação, os mesmos sites ou portais estão pedindo que se faça um cadastro, no qual você precisa pelo menos colocar um endereço de e-mail e seu nome completo, quando não pedem documentos como CPF e RG. E lógico que eu não tenho feito esses cadastros, até porque, depois que você faz um cadastro desses, em questão de horas, dias e no máximo meses, você começa a receber SPANS de diversas formas, cores e produtos. Ou seja, que CADASTRINHO MAROTINHO, NÉ!

E porque esse tipo de ferramenta protege contra a própria incompetência?

Simples, deixando de permitir a interação do leitor.

Hoje, cliquei numa matéria cujo título era: "Veja quais modelos de carros estão saindo de linha". Opa, cliquei na hora, né! Na página que abriu, o título era ainda mais enfático: "É hora de dizer adeus", UAU, pensei. Pois a matéria era um lixo. Não falava dos carros que estão saindo de linha, até comentou sobre 2, mas superficialmente. E no entanto, mostrou outros tantos modelos que apenas passarão por mudanças, algumas mais sutis, outras mais marcantes, mas que ainda assim, serão os mesmos carros.

Pensei, vou comentar que este texto não está bom, mas PARE! Tem que fazer cadastro.

Enfim, esse não é um caso isolado. Pelo menos umas 4 a 5 vezes por dia me deparo com isso. Mas em contra partida, existem lugares que visito que além de um texto excelente, se eu escrever hoje, sei que amanhã alguém vai me dizer que recebeu e que discorda ou concorda com minha opinião.

Certa vez, assistindo uma reportagem com Roberto Cabrini, ouvi ele dizer em um off que muitos haviam morrido numa "câmera" de gás. Uns dias depois, escrevei a ele dizendo que putz, "câmera" de gás, só se fosse uma filmadora ou máquina fotográfica feita de gás, que o correto era "câmara" de gás. O bicho apenas me respondeu: "Eu falei "câmara" de gás. Certo pelo duvidoso, pelo menos ele respondeu.

E você, leitor DLQ, pode comentar e participar a vontade, aqui, não moderamos e não controlamos. Mas se escrever bobagens, pelo menos coloca o nome....



terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Enfim, #se_sentindo_util

É, hoje a hora que passei o cartão ponto no relógio ponto, uma felicidade me tomou o corpo e logo, fiquei contente. Não que trabalhar seja a coisa mais gostosa do planeta, mas ficar em casas sem fazer nada é uma M. gigantesca.

Pobre só deveria tirar férias se conseguisse outro trabalho temporário. No meu caso não rolou e eu me ferrei, fiquei 15 dias procurando o que fazer, mas é meu "direito", né.

E ao tempo em que me sinto util, fico bastante chateado com algumas coisas, umas eu comento outras não. Uma das coisas que me deixou bastante impressionado é que na Revista Veja, ou melhor, na capa da Veja Edição 2348, de 20/11/2013 - li o seguinte título: "Uma Lição aos Corruptos". Lindo, maravilhoso. Claro, uma lição totalmente desnecessária uma vez que o que eles aprenderam, eles já sabiam.

Primeiro que, foram condenados mais de 10 anos depois de terem cometido os crimes. Estava lá, só não enxergou os cegos da justiça e os mais cegos ainda brasileiros. Os mensaleiros roubaram muito, muito mesmo. Nunca acreditei que o PT seria diferente do que sempre foram todos os outros, mas eles foram burros.

E aí, depois de passados tantos anos, o STF resolve fazer o papel de mocinho da história e condena um monte dos mensaleiros. E tem gente que pensa, "oh, que bom, eles foram punidos".

Punidos?

Prisão domiciliar é punição? O babaca vai ser obrigado a ficar em casa com internet, tv a cabo, cozinheira e os caralhos?

Que punição é essa?

E aí, o outro que foi "punido" resolve ficar dodói. E aí a família pede prisão especial porque ele ficou "dodói"? Perai, quando era para roubar da galera, ele não tinha doença alguma e agora, pode morrer na prisão?

Sinto muito, não irei no seu velório.

Diante de tanta piada que "ando lendo" por aí, as duas piores foram:

- que os mensaleiros foram punidos, kkkkkkkk tira com a minha cara, eu sou trouxa mesmo;

- o aumento da gasolina puxou o etanol... e agora o presidente do sindicombustíveis não aparece para defender os postos.... kkkkkk sou muito trouxa mesmo...

É, por hoje é só, pessoal...


quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Concessionária abandona BR 116 e nossas vidas correm perigo

Vamos começar nossa escolinha.

O problema: Nós, governo (Estadual, Federal, Municipal), não temos capacidade financeira/administrativa de arcar com a manutenção de estradas e rodovias. Ponto.

A solução mais correta, porém mais difícil: promover o renascimento de todas as estruturas administrativas que conhecemos, aplicando uma distribuição de recursos mais correta e justa, acabando com a corrupção maldita que assola a sociedade.

A solução mais fácil e cômoda: privatizamos a porra toda, nos livramos dessa responsabilidade e garantimos uma aparente (porém falsa) tranquilidade.

O Brasil, é claro, adotou a solução de privatizar. Ou passar a concessão das estradas para a iniciativa privada.

Antes das concessões tínhamos: estradas mal sinalizadas, esburacadas, com pista simples, asfalto de péssima qualidade, risco de vida, e coisa e tal.

Após as concessões (num cenário ideal): Estradas novas, com asfalto de qualidade, sinalização impecável, duplicações, piso nivelado, viagens felizes, pedágio e coisa e tal.

Após as concessões (no cenário real): Estradas velhas, asfalto com múltiplas personalidades, pistas simples (raras duplicações), pisos desnivelados, buracos, viagens irritantes e frustrantes, pedágio e coisa e tal.

A que conclusões chegamos, queridos alunos? O Brasil é uma merda.

Algumas das estradas pedagiadas estão em condições igualmente ruins há tempos passados. tem meia dúzia de olhos de gatos a mais, placas e painéis luminosos. Mas estão longe, bem longe, do que esperávamos.

Vejam vocês a nossa velha e cansa BR 116. O trecho de São Paulo para o Paraná (o vice e versa nesse caso é bem válido) a situação é constrangedora e perigosa. Talvez até com a desculpa pronta de que estão duplicando a estrada na Serra do Cafezal, a administradora do trecho esqueceu que a rodovia não se limita àqueles poucos kms. A condição do asfalto é ridícula. Buracos, verdadeiras "panelas" a cada 50 metros deixam a viagem perigosa e mais cara para os usuários.

A Autopista Regis Bittencourt abandonou o resto da rodovia. E temos que pagar pedágio a cada 100kms. Não têm desculpa. Arrecadam o suficiente, disso não tenho dúvida alguma, para manter a pista em condições mínimas de segurança. Não vou aqui nem mencionar o abismo que existe entre as nossas rodovias e as da Europa. Isso porque são as nossas vidas que correm perigo.

E o governo? Faz o que? Porcaria nenhuma, como de praxe. Esbraveja, reclama (quando muito) e aceita bovinamente tudo que contratos mal redigidos (na visão do povo) lhes obriga a fazer.

Aí você pensa: "Ei, mostre aí uma foto para vermos como está a situação da BR". Neste caso não precisa. Basta rodar meia dúzia de kms partindo ali do Atuba para você sentir nas costelas o que estou dizendo.

Tá difícil continuar essa luta...

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Experiência positiva

Hoje a tarde tive uma experiência um tanto positiva, levando em consideração a infraestrutura de telecom que temos.

Fiz uma ligação utilizando o Skype via 3G, que no meu celular funcikna apenas em HDPSA, algo assim. Nossa, se eu tivesse o skype da dilma ligaria para ela. A qualidade da ligação foi pelo menos umas 234 vezes melhor que de um celular para fixo.

Blm, bom pra caralho. Me animei e quem quiser experimentar me manda um comentário que passo meu skype.

Quando mudar é preciso, qualquer coisa menos TIM fica melhor. kkkk

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Mais uma segunda-feira sem pegar leve demais

E eis que o anuncio, lançamento e corrida pelo novo produto da Maçã já estão consolidados no Brasil. Teve até um "cara de sorte" que madrugou, dormiu ou algo assim na fila para ser o primeiro entre os 200 milhões de brasileiros a ter em suas mãos o mais novo produto da maçã de steve jobs.

Qual a lição fica disso?

Primeiro que o jobs teve certa clareza de espírito em criar algo que de tão bom, não é tão bom assim, haja vistas que Nokia(Microsoft), Samsung e Motorola já criaram produtos melhores. Segundo que, por mais que existam produtos melhores, nenhum dos concorrentes dão ao seu proprietário o "status" que um iphone dá.

Já tive um, as pessoas simplesmente olham e dizem "que tesão, você tem um iphone!". Depois disso, alguns te pagam uma cerveja, outros abraçam, outros apertam as mãos com maior intensidade. Ele pode até estar bloqueado e servir apenas como um ipod, mas ainda assim, você é um proprietário de um iphone.

E que lição, insisto, podemos retirar disso?

Simples, o brasileiro é idiota. Não todos, mas a grande maioria. Sabe quanto custa um iphone fora do brasil? Pesquise o mesmo que aqui custa mais de 3 mil reais. Isso mesmo 3.000,00 R$.

Pesquise e verás!

E não me venha com a carga de impostos, culpa do governo ou qualquer outra desculpa de senso comum. NÃO, POR FAVOR, CHEGA DISSO.

Se um iphone custa aqui mais de 3000 reais, se um Samsung Galaxy 4 custa aqui mais que 2000 mil reais e se o carro aqui custa 3x o que custa nos EUA, OK, tem culpa de impostos e carga tributária, taxa de importação entre essas coisas. Mas aqui, existe a TAXA de STATUS.

Aqui, se é caro, é bom. Se é parcelado, melhor ainda.

Se a galera segurasse 3 meses para comprar a merda do iphone, ele baixaria de preço, é simples. Se ninguém comprasse o Sony PS4 durante 3 meses, a Sony baixaria os preços. Mas aqui é fácil, virou moda, vende mais caro que os brasileiros afortunados e os não afortunados pagam.

Vá numa academia chique e veja quanto custa a mensalidade. E depois, vá numa de bairro. Os preços são exorbitantemente diferentes para a mesma coisa: exercícios físicos.

É simples assim, você que compra, é o otário mais uma vez.

E, se tu é feliz assim, continue sendo, mas saiba que a culpa por tudo estar tão caro assim é também sua!!!

E viva o país das modinhas caras... Carros 1.0 por mais de 30 mil, sobradinhos de merda por mais de 500 mil, iphone por mais de 3.000...

Querem mais exemplos?

Se deem ao trabalho de pesquisar também, adoro quando vocês leitores participam.

Fui...

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

E alguém ainda acreditava?

Notícias dos portais dão conta hoje de que o Jenu, forma carinhosa que usarei para chamar um dos mensaleiros, ladrões, falcatruas, está liberado para cumprir prisão domiciliar por conta de sua saúde. Oras, vamos ser honestos: cumprir prisão domiciliar não é absolutamente um castigo por ter feito merda e ter tornado o povo brasileiro, representantes de uma nação das mais burras do planeta.

Jenu em casa é só o começo. O carequinha logo vai ser liberado também, o rei da plástica também e assim por diante.

Eu nunca acreditei que eles seriam realmente punidos, a não ser o jefe que ficou doente pra caramba e assim, está pagando com o resto de sua vida.

A justiça tarda mas não falha, falha mas não tarda a falhar, sempre. E essa prisão domiciliar é prova disso. Prova mais do que simples de que eu, Luiz Guilherme não acredito em nada mais nesse país, inclusive, se deus fosse brasileiro, talvez esteja de férias no caribe.

E pra finalizar, a grande decepção para mim, essa semana, foi o nobre Joaquim, esse, mostrou a que veio!

Abraços desacreditados a todos...

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Para não dizer que não falei das flores....

Peguei emprestado o título da musica muito bela de Geraldo Vandré para este post afinal de contas, faz tempo que não "falo das flores", muito embora os personagens principais dos textos estão mais para espinho ou quem sabe para adubo orgânico do mais fedido.

Enfim, antes desse final de semana que passou, todos os mensaleiros eram "inocentes". E eles iriam provar isso. Os José(s), inclusive nomes bíblicos falharam em provar que não operaram o maior esquema já comprovado de corrupção do Brasil.

- PAUSA - falta a justiça provar o esquema de corrupção de todos os outros partidos, principalmente o mensalão mineiro do PSDB & Cia Ltda.

Mas é fato de que pelo menos estes, os josé(s) e os seus, estão na cadeia.

Porém, como todo bom filme, o final é feliz para estes senhores. Um, que até sexta-feira era "inocente" e que nunca conseguiu provar sua "inocência", agora virou um homem doente, incapaz de pagar a sentença a qual foi condenado.

Tadinho, deve ser dificil mesmo sair do conforte de uma casa/apto/palacete/mansão, custeado com grande currupta e talvez por grana direta do governo e experimentar o que é uma prisão brasileira. E olha que as prisões deles deve ser melhor que é a CPA aqui em Piraquara ou qualquer um do complexo Bangu (existe ainda o complexo Bangu??)

Mas se serve de conforto aos José(s), talvez na prisão eles aprenderão, assim como a escola do crime ensina os demais criminosos presos, novas táticas e quando eles terminarem de pagar, eles saiam e fundem mais um esquema, o semanalão, o bimestralzão ou qualquer outro...

Por mim, que apodreçam na cadeia, mesmo eu sabendo que logo estarão soltos.

Coitado dos bandidos menores, que roubam a mão armada ou que assaltam sua casa, esses se os advogados não forem muito bons e $$$, morrem na prisão, sejam doentes ou não.

O José J. que se conforme e pare de inventar historinhas de doenças e essas merdas. Pague pelo que fez!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A saga de um povo folgado!

Antes de mais alguma coisa, sim, este texto é uma opinião minha e você continua a ler se você quiser.! ok?

Eu estiu novamente em férias. Segundo período de 15 dia que pego este ano. O primeiro valeu cada minuto mas este segundo já me deixiu muito, muito irritado e começou apenas hoje. É porque eu acho que somos muito folgados. Muito mal acostumados e apoiados em leis que protegem demais esses "trabalhadores" que possuem impercutidas no sangue a preguiça do "deitado em berço explendido".

Sim, eu abro mão de minhaw férias. Inclusive estou procurando um trabalho de 15 dias se akguém souber de algo, me avisa.

O brasileiro trabalha em um ano:

       365 dias
     -     1 folga por semana (pelo menos)
     -     8 reriados em média (depende de onde ele mora) (e muitos feriados são religiosos)

Isso dá um total grosseiro de 300 dias por ano. ou seja 83,5 % dos dias. Mas, ele não trabalha o dia inteiro, são apenae 8 horas sem levar em contas os cafezinhos, as piadas e as idas ai banheiro para jogar com o smartphone.

Então eesses 83,5%, apenas 1/3 é trabalho e ainda do jeitinho brasileiro..

E a galera ainda que férias?

Por favor né, eu tenho mesmo muita vergonha alheia. Pena que não posso apenas abrir mão de meu direito!

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Continue, você é especial...

Sim, se você leu as notícias sobre o tufão não sei onde, que matou mais de 10.000 pessoas e ficou chocado, sim VOCÊ É ESPECIAL!

Se você acha que esse mesmo tufão, vendaval ou qualquer coisa que matou mais de 10.000 é culpa do aquecimento global, sim VOCÊ É ESPECIAL!

Afinal de contas, você não participa disso, não é mesmo, VOCÊ É ESPECIAL!

Eu sei que você não joga o papelão no lixo comum e que você até, em alguns momentos, prefere que o produto venha sem esse tipo de embalagem, não é mesmo? Se bem que o papelão, não impacta tanto na natureza, ele se decompõe rapidinho. Mas ainda assim, as indústrias poderia deixar de produzir tanto papelão, não é mesmo?

Mas sim, você sempre pensa nisso: VOCÊ É ESPECIAL!

E o que dizer das PETS? Eu sei, você prefere a Coca-cola de garrafas de vidro, o guaraná antártica de garrafas de vidro e claro, não é só pelo sabor e sim, para ajudar o meio ambiente, não é mesmo?

Claro, você ajuda sempre, porque VOCÊ É ESPECIAL!

E a tetra pak? Dessas você passa longe, não é mesmo? Você prefere comprar leite de saquinho, massa de tomate em copos de vidro para usar depois e aqueles suquinhos, você nem compra, prefere o natural mesmo que você faz na hora, né?

E porque você faz isso? Porque você sabe que todo esse lixo se acumula em locais específicos, mas também nos bueiros, rios e demais lugares da cidade e como VOCÊ É ESPECIAL, você não participa disso, certo?

Sobre as tetra paks, na verdade, você já sabe que eles não são recicláveis porra nenhuma, afinal, acho que nem chineses querem ficar separando papelão, plástico e alumínio que estão juntos em camadas, não é mesmo?

Você sabe disso, VOCÊ É ESPECIAL!

Nem vou falar dos carros e do petróleo.


Chega né, você assim como eu, é especial e claro, faz tudo pelo consumo sustentável, não é mesmo?

Se não faz, por favor, não fique chorando por causa das mudanças climáticas nem por causa das vítimas destas supostas mudanças.

Não seja hipócrita, se você não faz nada para ajudar, não chore por estar sofrendo as consequências...

Não seja apenas um babaca que vai salvar cachorrinhos, faça a sua parte sempre!


sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Semana intensa...

Esta foi sim, uma semana bastante intensa. Não apenas para mim, mas as discussões em torno de um assunto específico, mostraram que a sociedade brasileira precisa de maior amadurecimento para talvez aí, se encontrar enquanto sociedade.

A história que eu pude acompanhar é a seguinte: os legisladores de Curitiba, e mais o prefeito e demais envolvidos, criaram em algum momento da história dessa cidadezinha de merda, um dia para que pudéssemos comemorar algo importante: Dia da Consciência Negra. Aliás, me perdoem, mas eu não sei mais o que eu posso ou não escrever, não sei se devo me referir a pretos, negros, afros, descendentes, afro-descendentes ou o que o valha. Sempre tive amigos e sempre os chamei de negão (Marcão Martins) e Neguinho (Marco Caetano). Sempre, e nunca eles se ofenderam com isso.

Mas, voltemos aos fatos. Eis que na eminência de que esse feriado seja realmente cumprido na íntegra, ou seja, vagabundagem solta para todos os trabalhadores que ganhariam um dia sem qualquer contrapartida (quero dizer, sejam eles negros ou não), a Associação Comercial do Paraná entrou com um processo para que esse feriado seja nulo, ou seja, todo mundo trabalhe.

Legal, eu gostei da ACP se meter nisso, aliás, demorou.

Agora, senhores da ACP. Nesse caso, é extremamente compreensível que mais um feriado é ruim para os comerciantes, principalmente os da rua XV no centro. Mas será que os tantos feriados RELIGIOSOS num país laico por constituição não causam maior prejuízo?

Finados, Natal, Páscoa e o caraleo a 4.. Dia de São não sei o que. Será que não seria mais elegante uma Associação com o peso que vocês tem realizar uma campanha para que se troque então, já que o dia da consciência negra tornou-se da noite pro dia inconstitucional, um feriado religioso qualquer pelo dia da consciência negra?

Será?

Eu acredito que seria mais justo, afinal de contas eu acho mesmo que os negros fizeram muito mais por esse país e pelas pessoas desse país do que qualquer outra igreja, seja ela mórmon, evangélica ou a sangue suga de parte do nosso ouro (católica).

Ou então, vamos fazer assim, se temos que trabalhar no dia da consciência negra, o que eu acho até jutos, gostaria que precisássemos trabalhar também no dia de Nossa Senhora Aparecida? Afinal, se ela apareceu, vamos trabalhar.

Eu topo a troca: finados, corpus cristi ou dia da padroeira pelo dia da Consciência Negra, e aí, você topa também?


Ps.: Sempre fui contra todos os feriados e na empresa, sempre que precisava do meu apoio, os demais ficavam putos, pois eu sempre votava em trabalhar... E, se tenho algo contra, é sim aos feriados RELIGIOSOS... que não deveriam existir.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

F.O.D.E.U. de vez, de novo!

Eu jurei por deus que não escreveria mais sobre isso, mas esqueci no ato do juramento, que eu era ateu. Esqueci nada, foi apenas uma forma de introduzir esse texto. Não deveria mesmo escrever até porque coisas tão óbvias, cretinas e imbecis não deveriam ser esquecidas ou então, não compreendidas por todos nós. Pena que, a galera está mais preocupada com futebol, religião e cerveja!

Hoje a Gazeta do Povo, trás em seu portal www.gazetadopovo.com.br que os donos de postos de combustíveis, sim eles novamente, aumentaram seus lucros quando resolveram voltar ao patamar não competitivo e coincidentemente, venderem quase todos no mesmo preço (não, isso não é um cartel porque cada um escolhe seu preço, ele não é induzido por qualquer sindicado ou coisa que o valha!).

Então, misteriosamente, ao mesmo tempo que a Petrobrás anuncia o aumento nos valores dos combustíveis, os donos de postos, não 1 nem 2, todos, resolvem deixar de lado a concorrência e juntos, tabelar o valor da gasolina e do diesel.

Vejamos que, em muitos postos os valores eram assim:


Aí, por conta do "mercado internacional" e por conta dos "investimentos" que a Petrobrás pretende fazer em combustíveis fósseis altamente poluentes e destruidores das camadas de ozônio, pulmonar e potencialmente cancerígenos, a empresa anuncia que precisa aumentar o valor da gasolina, para que esse combustível fique nos parâmetros internacionais.

Peraí, se eu sou um dono de posto de gasolina, o que eu devo pensar?

Rááááááááááá´. Isso mesmo: se eu aumentar 10% de 2,599 = 0,25999 de real.
Rááááááááááá´. Isso mesmo: se eu aumentar 10% de 2,999 = 0,29999 de real.

Você leitor, que não é burro, o que você preferiria?

Eu também!

E outra coisa: é ano de véspera eleitoral. Segundo uma campanha que está por aí, 7,39% do valor da gasolina, é para o governo federal, só de imposto. Isto significa que em ano de véspera da campanha eleitoral, o aumento da gasolina vai proporcionar ao governo 0,02 R$ (2 centavos) a mais por litro de gasolina vendida. É pouco? Pegue um posto que venda 30 mil litros por semana, e esse é um posto pequeno/médio. 30 mil * 0,02? = 600 reais. E isso é só a diferença no imposto. Quer saber o quanto é e quanto será?

2,999 --> (7,39% = 0,22 R$) preço atual (atualizado)
3,299 --> (7,39% = 0,24 R$) preço futuro (especulação minha)

Será mesmo que só interessa para a petrobrás esse aumento?

Claro que não, interessa sim ao governo federal (e muito), interessa a petrobrás (e muito), interessa também ao dono do posto de combustível, que é um coitadinho que vive de fazer favor aos donos de veículos, já que presta a caridade e nunca ganha nada e interessa também aos sindicatos, que por sua vez, não utilizam da influência que tem para tabelar os valores.

É isso, eu jurei nunca mais escrever sobre isso, mas nem deus, se é que ele existe, vai querer ter um carro no brasil com a petrobrás cobrando em Dolar, o que precisamos pagar em real.

E o real, é isso!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

F.O.D.E.U de vez...

Certo dia, recebi pela 843ª vez um texto que até hoje não sei se é dele ou não, mas que é sempre atribuído ao Millor Fernandes, que trata de palavrões e de como eles auxiliam nossa vida. E é bem isso que tem acontecido nos ultimos meses, principalmente quando meu salário vai para o banco e este, por sua vez, consegue achar muitos lugares para, depois de fracionar meu salário, enviar todos os centavos que insistem em não sobrar.

E aí, eu abro minha página do banco, tudo está vermelho, diz aí, e eu solto um belo e sonoro . E não tem outra palavra que expresse com maior exatidão o momento.

Não sei quantos leitores do DLQ.com.br chegarão assim no dia 30 de novembro, mas depois de três anos em que pude utilizar 1ª e 2ª parcela do 13º salário como bem quis, em 20(13), a primeira será usada para pagar contas e a segunda, se tudo der certo, será usada para pagar ainda mais contas. Se tudo der errado, é porque antes da 2ª parcela, já terei distribuído alguns cheques para garantir o sossego a noite, ao dormir.

Que muito estão em situação parecida eu até sei, não sei ao certo em que ponto e medida. Mas sei que hoje, ao fazer minhas contas, ao perceber que o carro bebe mais que o dono e que um pãozinho aqui e um queijinho ali, além de um pastelzinho fora de hora, me fizeram quase que gritar um belo e sonoro:

F.U.D.E.U. DE VEZ!

Eu sei que vivemos num país sem inflação e numa economia mais do que estável mas, mesmo mantendo basicamente o mesmo padrão que vinha mantendo nos 3 ultimos anos, o dinheiro não deu e a coisa desandou. Tudo infelizmente está custando mais do que antes e para piorar, outros fatores estão elevando essa conta numa calculo que se não fosse o 13º, que queria eu usar para viajar...

Então, perdão, mas

F.U.D.E.U. DE VEZ!

Quem sabe, ano que vem, na copa do mundo, a coisa não fique ainda melhor?


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Sábado - com sabor e saúde

E não é que no sábado eu fui comer um pastel? Sim, sim, eu fui comer um pastel no que antigamente era o varejão do Capão da Imbuia e que hoje é um prédio bonito, cheio de classe e, caro, muito caro. Não comprem verduras e frutas lá, é muitoooooooo caro!

Mas, o que me chamou atenção no sábado lá nem foram os assaltos cometidos pelos vendedores e sim, uma ação da Secretaria Municipal do Abastecimento, através do Departamento de Educação Alimentar e Nutricional.

Primeiro, a Diana mostrou de forma bastante didática as quantidades de gordura, açúcar e sal de alguns alimentos. Ao lado de cada alimento, havia uma colher com uma representação da quantidade de gordura, ou um frasco representando a quantidade de açúcar e de sal. A explicação realizada de forma bastante simples, parecia atingir em cheio a consciência das pessoas que se permitiam assistir a explicação. E junto com essa explicação, eram entregues os panfletos explicativos que eu tentei escanear e colocar aqui:


Mas além disso, eles estavam dando uma amostra do que eles chamam de sal de ervas, uma alternativa ao uso indiscriminado do sal de cozinha, que tanto mata na sociedade moderna. Não experimentei ainda, mas já estou animado com essa possibilidade.

E, do lado de fora, uma VAN da prefeitura, toda preparada, estava oferecendo sucos naturais, feitos na hora e com a instrução e receita de como fazer.

Sucos como:

- Cenoura, abacaxi e gengibre;
- Manga, cenoura e limão (experimentei e é bom pra carai);
- Suco dourado;
- Suco de couve com limão;
- Suco de couve com maracujá;
- Suco de beterraba com limão (experimentei e é bom pra carai);
- Suco antioxidante;

Com esses exemplos, é possível com um investimento maior em tempo e menor em grana, manter uma vida mais saudável e com uma alimentação melhor, proporcionar um futuro com menos idas a médicos, hospitais e blá, blá, blá... Eu sei disso, você sabe disso, todos sabemos disso. Só falta colocar tudo em prática.

E meus parabéns ao pessoal que esteve lá no sábado, o trabalho de vocês é de grande importância e de grande valor.

Esse parabéns vai a todos da Secretaria que estiveram envolvidos!

A Secretaria responsável pelas calçadas do Capão da Imbuia, não resolveu ainda o problema da obra no capão, que simplesmente ferrou as calçadas, mas a de Abastecimento, parece sim estar muito preocupada com o cidadão e seu futuro saudável.

É o poder executivo, mostrando que ainda há alguma esperança... Será?

Quem quiser informações sobre essas ações, receitas dos sucos ou maiores informações, pode entrar em contato com o Departamento de Educação Alimentar e Nutricional da Secretaria Municipal do Abastecimento pelo telefone (41) 3350-3858 ou visitar o site.

Fique de olho, nem sempre a culpa é só do governo, tem coisas que podemos mudar.



sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Mais uma semana que finda...

E nesta sexta-feira 25, estou sem qualquer inspiração para escrever. Não que não existam pautas, mas é que as mesmas pauta de sempre estão me tornando um cara mais cansado do que o habitual. Eu poderia escrever sobre um maldito deputado federal que insiste em ficar me mandando mala direta impressa, mesmo que já tendo pedido a ela que não o faça.

Poderia escrever sobre o aumento da gasolina e o sindicato formador de cartal, que sempre usa a mesma desculpa de que os postos passaram 7 meses tendo prejuízo e que agora, é preciso rever esse preju, bem perto do mês em que o dono do posto terá que pagar o 13º salário da galera.

Poderia também escrever sobre os rebeldes sem causa, que invadem um laboratório para retirar diversos (mais de 100) cães de uma raça cara (Beagles, algo assim), e não fazem nada nos laboratórios das universidades que normalmente se utilizam de ratos ou cachorros sem raça. Salvar Beagles pode, mas vira-latas não pode, né... Hipócritas imbecis. Vão antes de tudo lavar a louça de casa.

Mas eu ainda poderia escrever sobre o trânsito em curitiba, sobre a dificuldade que é dirigir numa cidade cheia de babacas que não sabem dar sinal ao trocar de faixa ou ainda, com aqueles mais babacas que insistem em dirigir e ultrapassar pela direita na linha verde ou na Av. Maurício Fruet, ainda mais quando ela se encontra com o Jardim Botânico, onde apenas duas faixas podem converter à esquerda, e uma à direita, mas que os F.D.P insistem em seguir pela faixa da direita, fudendo todo mundo que ficou muitos esperando sua vez...

Ah sim, poderia também escrever sobre os detalhe que deixam a passagem de ônibus mais cara. Afinal, você já deve ter ouvido que depredar os ônibus ou não pagar a passagem, encarece a tarifa. Pois é, volto de ônibus para minha casa e nas seguintes estações tubo, todos os dias, tem gente que 'fura o tubo":

- Eufrásio Correia (pinhais e centenário-campo comprido) - quase sempre
- Mariano Torres (pinhais e centenário-campo comprido) - quase sempre
- Viaduto Capanema (pinhais e centenário-campo comprido) - quase sempre
- Urbano Lopes (pinhais e centenário-campo comprido) - são 5 rapazes - todos os dias perto das 14 horas e 10 minutos
- Delegado Amazor Prestes (pinhais e centenário-campo comprido) - todos os dias, entre 3 e 5 rapazes, bem vestidos - próximo das 14h15 minutos.

Enfim, alguns exemplos.

Mas enfim, eu poderia também escrever sobre todos os jovens, adultos e demais que ficam na praça Eufrásio Correia, em frente ao poder legislativo municipal, fumando maconha, outras coisas e vendendo, principalmente vendendo drogas. Mas não vou me meter com isso.

Então, coisas não faltam. Temas nunca terminam, mas minha vontade, pelo menos hoje, de escrever sobre qualquer um desses temas é 0.

Bom final de semana e bom fim de semana para os leitores e até segunda-feira...

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Lixo transborda no Parque Bacacheri e prejudica vida de animais (racionais e/ou irracionais)

Senão vejamos... semana passada publiquei um texto e algumas fotos sobre a necessidade de se aumentarem as lixeiras nos parques de Curitiba. Se não na quantidade, pelo menos no tamanho das já existentes. O fim de semana deixa como herança maldita para uma segunda-feira supostamente feliz, quilos de latinhas de cerveja, garrafas de vodka vagabunda e litrões de tubão. O trabalho de limpeza é bem feito pelos funcionários ainda na segunda-feira, mas o problema é resolvível. Basta boa vontade.

Indaguei o prefeito da minha cidade a conhecer o problema. Ele (ou algum assessor que comanda seu twitter) conheceu e falou em providências, embora um pouco vago em suas respostas. Mas fiquei satisfeito com o feedback. Olhem só:


É claro que eu não esperava providências em cinco dias, mas volto ao tema para postar algumas imagens ainda mais impactantes que as anteriores, neste caso registradas nesta última segunda-feira.




Assustador né? Pois então... vou continuar a relatar o que acontece no Parque Bacacheri. Aliás, tenho outras sugestões, senhor prefeito, caso queira melhorar a vida de quem frequenta aquele espaço.

Os usuários agradecem a atenção que o senhor dispõe a este problema.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Resposta derradeira do Desafio DLQ - Calçadas

Cá estou para fazer uma justa menção a mais uma resposta recebida ao Desafio DLQ das calçadas. Segue o posicionamento do vereador Cacá Pereira.

Olá Eduardo,
Tudo bem?

Pedimos desculpas pela demora excessiva em responder ao seu desafio. Mas
de qualquer forma, realizamos um pedido para seja feita a revitalização da
calçada na esquina das Ruas Francisco Mota Machado com a Ronald José
Carboni. De qualquer forma, segue em anexo a solicitação da proposição °
044.12996.2013.

Em tempo, o Vereador estava com a assessoria incompleta e devido a agenda
intensa de compromissos, não tínhamos alguém responsável pela demandas
enviadas pelo email.

Ressaltamos a importância do trabalho realizado pelo blog, porque
realmente estamos aqui para atender as solicitações e questionamentos da
população.

Peço em meu nome e do Vereador Cacá Pereira, desculpas por essa demanda
demorar a receber uma resposta. Certos de que isso não irá ocorrer
novamente.

Atenciosamente,
Talita Lima
Assessoria Vereador Cacá Pereira


xxxx

Agradeço em nome dos leitores do DLQ pela resposta. A Prefeitura respondeu ao vereador o que já sabíamos, ou seja, que a responsabilidade é do proprietário. Mas acho que vale a pressão do poder público para que as providências sejam tomadas. Aguardamos que o proprietário tome vergonha e conserte aquele absurdo.

De Curitiba... Fábrica de boas notícias

É nobres, eu que muitas vezes com bastante cuidado escrevo sobre os vereadores de Curitiba, sei que até alguns leem esse blog, os demais ignoram, mas vai lá:

Sexo frágil?

OK! O link está aqui

Então, vamos começar a pintar ônibus de rosa. Quero só ver no que vai dar: pintaremos os expressos biarticulados de vermelho/rosa, os alimentadores de laranja/rosa, os amarelos/rosa, os verdes/rosa, enfim, se é que eu sei, cada cor identificava um tipo de ônibus e serviço e agora, todos serão rosas ou uma mistura de cores?

E quem sabe devamos agora também pintar os elevadores, as filas de banco, os caixas eletrônicos, até a casa das primas, terão que mudar de cor? Ou então, é só nos ônibus que alguns homens malditos (mas também filhos de um deus) atacam as mulheres?

Isso não acontece na rua, no elevador, em casa mesmo. Ou será que as mulheres vão precisar de um quarto rosa também?

Mulher, sexo frágil?

É o carai...

Veja o vídeo. Mulherada tem que começar a mostrar como se faz. Se a mulher do vídeo está fazendo isso por causa de 1 DVD, imagine o que ela fará se o malandrão tentar passar a mão na buzanfa dela? Ou tentar algo pior?

Acho que antes de pintar os ônibus de rosa, quem sabe, distribuir um bom pedaço de pau, uma madeira qualquer ajude mais? Afinal, nem cachorro que é um bicho burro, gosta de apanhar mais que uma vez... kkkkk

Veja o vídeo, visto primeiramente no www.naosalvo.com.br


Essa aí, mostrou como a mulherada tem que fazer...

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Rapidinhas de segunda-feira

Pois é, porque tem horas que uma rapindinha...

DISCORDO DO NOBRE DUDU

Minha discordância está mais pautada na vivência que tenho com seres humanos do que nos livros, que em algum momento perderam a capacidade de retratar a realidade.

Não chamarei de porcos os humanos que jogam lixo nas ruas, nos parques, nas calçadas. Chamarei de mal educados, idiotas, imbecis, fdp...

Infelizmente discordo do Dudu pois, quanto maior a lixeira, maior será a quantidade de lixo produzido, haja vistas que a Caximba já se foi de tão lotada e outro deve estar lotando.

Estas fotos foram tiradas há 2 semana num ponto de ônibus ao lado do parque Barigui.




E não adiantam mais lixeiras, porque falta de educação, aqui, só com multa pesada, mas não há estrutura estatal para que sejam aplicadas tais multas.

LITORAL X PRAIA

Depois de passar algumas horas numa praia é que você percebe o quanto o Paraná foi esquecido por deus ou seja lá qual força maior. Bombas, Bombinhas, etc., etc., etc....



O que temos aqui é litoral, apenas para dizer que tem água salgada. Quer beleza, vá ao estado vizinho.

LITORAL X PRAIA (2)

Aliás, um lugar onde os motoristas, mesmo os de Curitiba, param para os pedestres atravessarem na faixa, onde as pessoas dizem bom dia sem querer sua carteira em troca, onde, visivelmente, não existe lixo nas ruas e on as lixeiras dos prédios, tem estilo.


LITORAL x PRAIA (3)

Se você que está lendo esse texto for para o Litoral do Paraná ou para uma Praia de Santa Catarina, por favor, compre muito protetor solar, mas compre em Curitiba. Tanto lá (SC - Praias), quanto aqui (PR - Litoral), o preço de um frasco de protetor solar pode te causar algum tipo de azia, má digestão ou ainda, um surto psicótico.

ATÉ QUANDO SEREMOS HIPÓCRITAS

Na matéria de hoje no Paraná Online, gravidez na adolescência. Matéria quase interessante, porém, apenas informativa.

Até quando vamos fechar os olhos:

- a galera quer fazer sexo e não tem atenção dos pais, professores, governos;
- a igreja por sua vez, só proíbe, e aí, faz escondido e dá merda;
- engravida e é considerada uma aberração por todos, até por quem deveria dar apoio;
- e para piorar, a única ferramenta que poderia ajudar uma menina de 10 grávida, é proibida pelo governo e condenada pela igreja, que prefere mais fiéis.

Até quando fecharemos os olhos para isso?

MEU DIREITO, QUE SE FODA, SALVEM OS BEAGLES

Tá liberado, galera. Podem arrebentar qualquer laboratório que utilizem animais. "A polícia estava lá, acompanhou tudo e não sabia muito bem o que fazer", comentou uma testemunha. Ou seja, um grupo de ativistas defensores dos animais invadiu, roubou mais de 150 cachorros de uma propriedade particular, arrebentou um laboratório, destruiu pesquisas e conhecimentos e para onde foram todos?

Estão todos soltos, numa boa.

Não é novidade que não gosto de cachorros, nem de gatos e muito menos de papagaios. Gosto mesmo e quero um dia criar um porquinho de estimação. 

Mas, se é crueldade fazer testes com animais, porque essas pessoas não se doam para testes de alergia, reação de pele ou então, testes de remédios para cura de doenças que um dia poderiam matar a mãe desses ativistas? Tá bom demais ver que muita gente está protestando, mesmo sem saber porque.

DISCURSO VAZIO

Aliás, muitos destes ativistas compram rações e vacinas que já foram testadas em outros cachorros. Então, tá bonito, beleza.


FINAL

Chega por hoje, quem sabe logo tem mais.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A solução pode ser (é) burocrática, mas parece bem simples




"Caminhante" que sou (ou pelo menos tento ser) observo muitas coisas. Aliás, observar é o primeiro passo para se ter sucesso na vida. Seja como jornalista, seja como um cidadão comum (porém atento e atuante). Em minhas irregulares caminhadas pelo Parque Iberê de Mattos, vulgo Parque Bacacheri, já vi de tudo e tive várias ideias sobre como o poder público pode tornar aquele (e outros) espaços mais confortáveis, úteis e até sustentáveis. 

A foto acima diz tudo né? Ou melhor... vamos refletir. O que diz essa foto?
.
.
.
.
Pode ser uma imagem simbólica da destruição gradual que o homem promove contra si mesmo, por intermédio da devastação e degradação do meio ambiente. O contraste dos gansos com o lixo mostra bem a triste realidade que enfrentamos todos os dias. A imagem da Curitiba ecológica perde cada vez mais força.

A questão é: sem usar photoshop, como fazer para que essa imagem seja diferente?

Neste caso, simples (pode ser até burocrático, mas é simples): aumentar o tamanho das lixeiras.

A foto foi tirada numa segunda-feira, ou seja, pós fim de semana. No domingo o parque lota de gente atrás de descanso, descontração, passeios em família, pão para as carpas e tubão na veia. O resultado é esse aí. Ainda durante a caminhada cruzei com os funcionários do parque executando os serviços de limpeza. Ou seja, o problema não é na coleta. É na dimensão da "lata de lixo".

O lixo vai existir, mas a armazenagem tem que ser adequada para continuarmos com belas paisagens.

Aí o governante pensa: "Opa, mas isso foi um problema pontual. Essa foto mostra uma lixeira que esta incomumente lotada. Certo? ERRADO, como vocês podem conferir logo abaixo.





Senhor prefeito, acho que vale uma reflexão e uma olhada com carinho para esse problema (que, tenho certeza, se repete em outros parques da cidade). Amigo vereador, que tal repensar os padrões e disposições das lixeiras pelos pontos turísticos de Curitiba?

#ficaadica.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Dia dos professores

Sim, quase dia dos professoras, uma vez que o feriado para a maior parte é hoje, mas o dia é amanhã. Os professores estaduais, principalmente os do PSS, coitadinhos que ganham mal pra caceta, terão ainda, folga hoje e folga amanhã. Rááááááá...

Eu, como não sou da educação, não trabalho numa empresa educacional nem tenho qualquer vínculo, estou trabalhando hoje e trabalharei amanhã também. E me sinto muito bem, enquanto eles descansam eu estou trabalhando, fazendo minha parte para o crescimento desse país. E que assim seja.

Não é a primeira vez que escrevo nesse blog sobre os tais feriados, que na minha opinião, prejudicam e muito o desenvolvimento desse país. Muito feriado, muita festa, muita malemolência e pouco trabalho. Aliás, quando o quesito é trabalhar... bora trocar de assunto.

Mas hoje, o que me chamou atenção foi o vídeo feito por um piloto de moto em SP, que sofreu uma tentativa de assalto. O vídeo é impressionante e se não fosse um policial muito bem preparado, o cara tinha perdido a moto. Mas não perdeu e quem se ferrou foi o bandido, o meliante, o fruto de um aborto não realizado, um desgraçado, um maldito contraventor que, através da violência, tenta se colocar na sociedade. Uma titica de merda que não merece o oxigênio que respeita, mas que infelizmente, vive e agora, vai receber inclusive tratamento do SUS para continuar vivo.

Fiquei mais feliz ainda em saber que o policial deu 2 tiros no cara. Pena que não na cara. Afinal, o magrão chega de moto, enfia a arma na cara do outro motoqueiro, e simplesmente, age como se roubar a mão armada fosse a coisa mais simples e normal do mundo.

Esse bandido se ferrou e espero que outros tantos se ferrem também, hoje, amanhã, depois de amanhã, todos os dias. Infelizmente, para mim, bandido bom é bandido morto. Pode ser?

Um dia, eu vi uma ação dessas, mas eram dois caras, mais um outro carro dando cobertura, e o veículo em questão era uma peugeot 307. E foi por pouco que os caras não conseguiram, muito pouco.

Viver em São Paulo, Curitiba, e outras tantas cidades em que os governantes estão se cagando para qualquer outro que não ele mesmo, está cada dia mais difícil. E se, a criminalidade tem a ver com tráfico de drogas, aí, esquece, né... Afinal de contas, sabemos bem que existem muitos e muitos consumidores que, sei lá, esquece de novo...

E assim vamos, nessa guerra em que eu, por causa do desarmamento, já saio perdendo...

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Canalhices pelos ares

Sou um cliente recente de empresas aéreas. Até meus 25 anos, nunca tinha pisado em um aeroplano. Naquela idade, aproveitando uma das super promoções da inovadora GOL decidi que era chegada a hora de desbravar os ares do meu Brasil. Comprei (por R$ 25 o trecho) uma passagem de ida e volta para Porto Alegre. Finalmente viajaria de avião. Fui, achei legal pracas, vivi algumas histórias curiosas em 3 dias de "folga" e voltei cheio de planos para voltar a caminhar por cima das nuvens.

Depois disso tive nova chance de voar (ironicamente para Porto Alegre) a trabalho alguns anos depois e mais um tanto de meses a seguir embarquei em lua de mel para a primeira de dezenas de viagens daquele ano de 2011. Desde então, quando assumi meu posto de repórter setorista, tenho conhecido os mais diferentes aeroportos e companhias aéreas do país.

Diferente da maioria dos senhores (eu estava nesse grupo antes), viajar por aí não é nada espetacular. Não são mil maravilhas. Tem muito trabalho, um pouquinho de "folga" e muitos problemas.

Boa parte desses problemas são originados exatamente em aeroportos e aviões. Conexões em horários esdrúxulos, violações constantes dos direitos do consumidor, preços ABSURDOS (assaltos descarados) e companhias aéreas amadoras, despreparadas e exemplos a não serem seguidos.

Vejam vocês meu caso de amor e ódio com a Azul Linhas Aéreas. Se você me perguntar qual empresa recomendo para voar, não titubeio ao indicar a Azul. São os melhores assentos, o melhor serviço de bordo e entretenimento, além de preços convidativos. Agora torça (MUITO) para que sua bagagem chegue íntegra ao destino. Eu, por exemplo, já tive 4 problemas.

No primeiro eles quebraram as rodinhas da minha mala. Acionei a empresa ainda no Aeroporto e recebi R$ 150 em voucher como cala boca. Arrumei a mala por R$ 75. Em outra viagem, arrancaram um dos pézinhos da minha mala. Recebi um voucher de R$ 50 como consolação. Da outra vez DESTRUÍRAM o carrinho e a alça da minha mala (recém comprada). Mandei arrumar e eles pagaram o conserto 3 meses depois (foi prometido em 20 dias e tive que entrar em contato mais de uma vez). Nessa semana, novamente, arrancaram um dos pézinhos, rasgaram o tecido da mala e quebraram a alça (só vi esse último bem mais tarde). Reclamei e como tinha percebido só na hora de pegar o carro alugado, a funcionária se recusou a me atender. Liguei na empresa e disseram que não podiam fazer nada. Só depois, quando acionei uma "pica grossa" ainda no aeroporto consegui... mais uma porcaria de um voucher de R$ 100.

Como pode uma empresa manter uma terceirizada que comete tantos erros assim? Diz a funcionária que eles vão recebendo multas a cada ocorrência. Mas e aí? Isso basta? Não deveria. a Anac deveria tomar alguma atitude.

Deixo registrado aqui, embora saiba que a empresa não terá acesso a isso, que se quebrarem mais uma mala minha irei acioná-los na justiça ou mesmo na Anac. Isso não pode continuar acontecendo. É uma empresa sensacional, mas trata as bagagens como LIXO. Lamentável.

Tuas malas valem mais do que um sensação inesquecível

Hoje, pela primeira vez, tive que pagar excesso de bagagem. Passou dois quilos. resultado? R$ 15 para um trecho curto (Natal para Fortaleza). Achei caro, como tudo ligado a aviação, mas me surpreendi o que viria a seguir. Enquanto aguardava o troco, fiquei observando um casal que veio acertar as contas pelo excesso de bagagens também. A empresa era a TAM. O casal, pelo que entendi, passou em 83 quilos o limite de 23kg por pessoa. (Tá, vamos refletir e pensar: que diabos eles estavam levando nas bagagens). Cálculo aqui, cálculo ali... R$ 2005,00 de taxas.

DOIS MIL QUINHENTOS E CINCO REAIS !!!!!

Pode um negócio desses? Casal chorou, esperneou e meteu a conta no cartão de crédito.

Em seguida chega um caboclo com o riso de orelha a orelha. Pediu uma passagem para o Rio de Janeiro (destino final deste mesmo voo que peguei). tava louco de faceiro porque o filho estava nascendo. O preço para levar os 70 e poucos quilos do homem de Natal para Fortaleza? R$ 1,200.

Qual é a maldita lógica dessa matemática das companhias aéreas?

Inferno de Brasil...

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Leis para que???

Mais uma vez vou abordar essa temática, vez que, é horrível perceber que muitas vezes, parece que só eu cumpro leis. E nessas horas, além do desânimo, bate uma vontade loca de jogar tudo para cima, tocar um foda-se e assim, me tornar um brasileiro nato. Dá vontade de sair comprando CD´s e DVD´s piratas, dirigir feito loco trocando de faixas e buzinando a todo instante, enfim...

Escrevo isso porque ontem, estacionei meu carro em curitiba. Fiquei 1h49 minutos parado, num estacionamento em que a hora custa 6 reais. Ele funciona 24 horas e não havia informação, nem escrita e nem verbal de que a hora depois de determinado horário era ou não mais cara.

Numa conta básica, se 1 hora é 6 reais, 1h49 custariam, pela lógica maldita da matemática, 10,89 R$.

Mas, não, o atendente apenas disse: 15 reais.

Opa, questionei ele, há algum erro.

Não, para ele foi isso mesmo e pasmei a hora que pedi um nota, ele me deu um recibo e ainda no valor de 20 reais.

Até onde sei, os vereadores meteram o dedo nos estacionamentos de Curitiba, mudando regras e impondo questões que segundo eles, fariam com que a coisa ficasse mais transparente. Mas acho que não, heim...

Enfim, mandei uma reclamação ao estacionamento, esperando uma resposta em até 72 horas. Se não houver resposta, publicarei aqui a negativa deles, com a história mais completa, nome e endereço do estabelecimento. É meu direito como cidadão e meu dever maior como jornalista.

Creio que chega de abusos, já estamos apanhando de todos os lados e isso está me cansando.


Na medida, vou informando. E não é só pelos 3 reais ou pelos 4, 10. É pela honra e pela dignidade de não ser roubado em quase tudo que faço...

ATUALIZAÇÃO: 10/10/2013

Ontem, voltei ao estacionamento, e fui recebido pela Adriana que além de se desculpar, ainda mostrou que o registro no sistema estava certo, e que a má fé foi do funcionário...

Tudo foi resolvido, aceitei os pedidos de desculpas, recebi o valor cobrado indevidamente de volta e vamos falar a verdade.

Apenas a resposta da Adriana já seria válida. 

Mas o estacionamento, Fast Park se mostrou uma empresa de grande valor ético, pelo menos para mim até agora, e de grande valor.

Foram responsáveis, cordiais e aceitaram minha crítica. 

Se volto? Com certeza absoluta.



ATUALIZAÇÃO: 09/10/2013

O estacionamento entrou em contato, a tarde confirmo o nome da pessoa, me chamaram lá para mostrar que o cálculo foi feito errado mas que no sistema constam os horários que citei aqui. Me pediram também desculpas e irão me repassar o valor da diferença cobrada.

As vezes, as pessoas/instituições  não são más, mas não sabem bem o que ocorre. Por isso, é preciso falar, reclamar, informar.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Quando o discurso contradiz...

Sou favorável a qualquer discussão, desde que esta não envolva: petistas, evangélicos e torcedores de alguns dos maiores times de futebol. Simples assim!

Discuto o que for, com quem for, desde que não sejam pertencentes aos grupos citados. Não que eu tenha qualquer tipo de problemas com essa galera, mas é que discutir com eles, é sinal óbvio de sempre perder, de sempre estar errado e de sempre se sentir a titica do piolho do cocô do cavalo. Simples, não?

Pois bem, esses dias as grandes mídias (não via a Globo falar, mas não assisto mais a Globo mesmo) sobre o tal "Ratinho da Coca-Cola". Ou, se preferir, "The Coke Mouse". Me pergunto, se ficará tão famoso quanto o Mickey Mouse, mas acho que não.

De início, a história me pareceu um tanto absurda, mas ainda assim, fiz questão de assistir a reportagem da Rede Record, ver as imagens, ouvir o depoimento, aí, me dei um pouco mais ao trabalho e observei a página no Facebook do carinha lá que ficou todo torto por causa de uma Coca-Cola e coisas e tals... E aí, depois de ponderar um pouquinho, me peguei pensando em como o discurso está soando inconsistente, ainda mais por conta dos muitos comentários que li a respeito, das grande opiniões dos internautas. E vejam vocês, o quanto um discurso pode ser, um tanto, inconsistente.

Funções para o refrigerante que foram atribuídas pelos internautas e (entre parênteses, coisas que já fiz e o resultado):

Coca-cola serve para:

→ Desentupir pia de cozinha: dizem que uma lata de coca-cola tem o poder de desentupir pias, lavatórios ou o que seja (já tentei, e foram 5 latinhas. NÃO DESENTUPIU NADA. A sexta latinha, tomei quente mesmo de raiva) STATUS: FAIL

→ Limpar cromados de carros: dizem que se você pegar uma esponja de aço (bombril), esfregar com coca-cola o cromado, o mesmo fica limpinho e brilhante por muito tempo (ráááá, meu pai tinha um Galaxy 500, da FORD, V8, e os dois para-choques eram realmente para-choques, de ferro e claro, cromados - NÃO LIMPOU NEM POLIU NADA,  o que sobrou foi uma bronca do meu pai porque a esponja de aço riscou todo o cromado) STATUS: FAIL

→ Limpeza de vaso sanitário: dizem que para o vaso sanitário, lugar sujo e nojento, certo, ficar limpinho, sem marcar, é só colocar o conteúdo de uma latinha de coca-cola e deixar por alguns minutos. Fiz isso com uma latinha, dias depois com uma garrafa de 1 litro e depois, não contente ainda, fiz com uma garrafa de 2 litros. (Além de não limpar, ainda fiquei com vontade de tomar uma latinha, mas tinha gasto todo meu estoque, ou então, peguei um lote que não prestava mesmo) STATUS: FAIL

→ Teste do osso de galinha que fica mole: dizem, mais uma vez, que se você colocar um osso de galinha na coca-cola e deixar por alguns dias ele fica mole como borracha. Aí sim, mesmo sem saber se era para deixar num copo fechado ou aberto, fiz e deixei a garrafa fechada, para conservar o gás. E o osso ficou mais ou menos mole, menos do que o mesmo que foi deixado no vinagre, que muitos usam para temperar a salada. (Fiz o teste, farei de novo com novas orientações) STATUS: OK

Vamos supor que tudo o que se diz fosse verdade absoluta, e que, o pobre ratinho tenha entrado erroneamente na garrafa depois de todos os processos aos quais é submetido o refrigerante em questão: tanques, tubulações, distribuidores, dosadores, engarrafadores e coisas assim. Será que todo o malefício apregoado por muitos não teria feito o ratinho simplesmente desintegrar?

Será que os ossos desse ratinho se tornaram, juntamente com sua pele e outros tecidos, tão molinhos que aguentaram tudo isso?

E ainda, porque é que o cidadão em questão não liberou para perícia a garrafa que estava com o ratinho. Porque?

E outra coisa que meu deixou ainda mais chateado com toda a situação. Pedi a ele, por meio de sua página no Facebook, que me mandasse uma foto dele, datada de antes do ocorrido, afinal de contas, ele afirma que ficou com sequelas por conta do rato na coca. Ele não mandou.

Então, no meio desses discursos tão inconsistentes, vou fazer o seguinte: "ME DÁ UMA COCA-COLA GELADINHA AÍ"?!

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Legalizar para quê?

Pessoas e mais pessoas a cada dia que passa me chamam de chato. Chato, cri-cri, reclamão e até ranheta, né Márcia Nogueira... Enfim, é sempre assim, um pouco de convivência comigo e logo a pessoa percebe que sou, e muito, chato.

Chato não só porque quero ser chato mas sim porque, muitas vezes, não aceito certos comportamentos padrões pelo simples fato de que certos comportamentos, talvez devessem ter sido repensados antes. Escrevo esse texto numa quarta-feira, pois estou impressionado.

Alguém já ouviu falar de "Marcha da Maconha"? Ou então, alguém já ouviu o medíocre ex-presidente "FHC" defender a legalização da maconha?

Pois bem, esse texto ainda não é um convite, mas logo será!

Caminhe, percorra de carro, ônibus, caminhão... Pelo centro de Curitiba, num dia de semana a tarde. Se tiver sol, melhor ainda. Caminhe e observe as pessoas e verás que a legalização da maconha é apenas um detalhe técnico.

A galerinha da maconha, está fumando de boa, na rua, no centro, nos bairros, em qualquer lugar, em plena luz do dia, e até com viaturas da PM e da GM passando ao lado. Ou seja, pra que ficar discutindo a legalização?

Segunda-feira, eu vi pessoas queimando unzinho no Campina do Siqueira, no Portão, no Centro e claro, na famosa praça Eufrásio Correa, lar funcional dos nossos vereadores.

E porque ninguém faz nada?

Se é proibido fumar maconha, e você faz, você deveria no mínimo ser levado para uma delegacia para prestar depoimentos de como você conseguiu a erva, contando até a cor do esmalte da esposa de quem te vendeu.

Mas não, não rola nada.

Está tudo LEGALIZADO JÁ.. Sem problemas...

Pode fumar a vontade. Mas, se acender um cigarro, talvez você até vá pra cadeia...


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Sem sabor...

O texto de hoje eu escrevo sem muita emoção, apenas um pouco de tristeza que corrói mas que logo vai dar lugar ao vazio. Sem lamentações, apenas informação e um pouco de provocação.

Antes de dar sequência, por favor, leiam esse texto no www.gazetadopovo.com.br

Refrigerante faz mal? Alguns acham que sim, mas...

Certa vez, li na internet que um jovem morreu depois de ter tomado (ingerido) aproximadamente 7 litros de água. Isso mesmo, o f.d.p. morreu de tanto tomar água. Alguém sabia que água de mais intoxica o organismo? Eu não, aliás, nem sei se consigo ainda acreditar, mas achei vasto material sobre isso.

Dessa forma, o que sobrou para mim é que tudo que é demais, mata. Sexo demais mata, comida demais mata, água demais mata e claro, refrigerante demais, mata.

O texto que você acabou de ler, se não leu, leia, vale a pena, mostra que o refrigerante não é o problema. E sim, você que toma o refrigerante. Se você toma refrigerante demais, idiota, vai se ferrar de todas as formas. Mas se você toma uma latinha ou duas por dia, pode ser que o efeito nem seja tão danoso assim. E se você toma uma latinha no final de semana, fica susse, você está de boa e em dia com as práticas mais aceitáveis para os chatos.

Eu confesso que depois de ler o texto fiquei impressionado com o fato de que o refrigerante pode causar sim câncer - em alguém que consuma o equivalente a 3.000 latas, isso mesmo (três mil latas) de refrigerante por dia.

E olha, o entrevistado não é um zé ninguém não, ele é só presidente da Associação Brasileira de Nutrologia. Só isso...

Então, vamos lá: faça, coma, beba, use, compre, venda, empreste - faça tudo que quiser, mas não exagere em nada, pode ser?

Tudo com moderação fica melhor, tudo...

Bora... fui!

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Recaída, retomada - a eterna ondulatória social

Hoje é o meu primeiro dia após o cancelamento de minha conta do Facebook. Infelizmente, não deu para levar de boa, fiquei bastante chateado comigo mesmo e por isso, preferi sair. É um saco perceber que todo mundo tem opinião sobre tudo. Eu sei, eu sei, todos nós podemos e devemos ter opiniões, mas xingar o ministro que decidiu dar fôlego aos mensaleiros, talvez não adiante tanto assim, mas ainda dessa forma, é direito de todos.

Cansei de ser social num lugar em que se deve ser social. Mas confesso, o que eu gostava mesmo era de fuçar a página alheia. Sabe, a galera não se preocupa com nada, com ninguém... Cansei de ver gente ostentando carro novo, casa nova, televisão nova e abaixo da foto um Checkin na rua dos Otários, numero 54.

Ou então, Checkin na concessionária tal, "Vim tirar meu possante novo".

É direito de todos, e se penso diferente, caio fora. Um brother meu até me chamou de chorão, mas Zóio, eu entendo você, cara. Pareço mesmo um chorão. Só que ainda não vou me matar, kkk.

O Facebook foi para mim uma experiência boa, mas da qual prefiro abrir mão. Reencontrei alguma pessoas, quer dizer, soube que estão vivas e bem. Não aprendi a usar as ferramentas e não entendi para que ter minha vida tão exposta (não que estivesse, mas, conceitualmente falando). Não entendi porque é que eu estive durante tanto tempo preocupado com o que os parentes iam pensar, com que os amigos iam achar ou então, com o caralho a 4.

Nem a marmita que achei no facebook consegui que fosse entregue aqui onde eu trabalho.

Não consegui lidar com o fato de, sempre que eu colocava algo, vinha um "amigo" tentando me convencer que eu estava errado, mesmo ele sabendo que minha opinião pode ser tão incoerente e dispensável como a opinião dele.

Zarpei!

E para acabar com esse texto, numa sexta-feira gostosa, fria e cinza em Curitiba, desejo a todos que leiam a frase a seguir, e de acordo com a consciência de cada um, possam decidir o que fazer:

"A mudança tem que ser bem mais prática do que hipócrita".

Já era, fui!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Um Simprão e os embargos infringentes

Essa pode ser só mais uma das inúmeras opiniões hipócritas e sem fundamentos como as inúmeras que vi por ai. Mas, fazer o que. A nossa maravilhosa liberdade de expressão e a inclusão digital nos presenteiam diariamente com um monte de bobagem mesmo.

Sobre os tais embargos infringentes. O que eu li de besteira de ontem pra hoje daria para dar umas 45 descargas (pelo menos). O ministro Celso de Melo, decano do Superior Tribunal Federal, é apontado como o novo grande vilão do Brasil. Ele, sozinho, será o cara que vai dar uma nova chance aos mensaleiros.

A fragilidade destes argumentos moldados por fotos com "balõezinhos" de história de quadrinhos no facebook é enorme. Prova disso é que simplesmente esquecem que se não fossem os outros cinco votantes, o resultado não seria o anunciado ontem no STF.

Acho que nem 1% dos que se auto-anunciam os arautos da justiça e moralidade em redes sociais leu ou ouviu os argumentos do voto de minerva de Celso de Mello. Se tivessem feito isso, ao menos poderiam sentir vergonha do monte de bobagem que escrevem ou compartilham.

O voto proferido ontem foi embasado por uma argumentação de quase duas horas. Enriquecida por diversos artigos, parágrafos e alíneas da Constituição Brasileira, a decisão deixa muito claro que os mensaleiros só terão mais uma chance porque nossas leis permitem este tipo de absurdo. Inclusive, em um dos trechos da arguição, Mello cita que os brasileiros tiveram a oportunidade de extinguir os embargos infringentes. Mas não o fizeram, principalmente pelos votos do PFL, PSDB e assemelhados. Justamente os que acusam o governo federal de protecionismo neste caso.

As leis brasileiras é que estão erradas. Aliás, tem um caminhão de coisas erradas antes do voto do ministro do STF. Foi uma decisão baseada nas leias que temos à disposição. Então mudemos as leis (aliás, não será surpresa se mudarem essa regra após os mensaleiros terem seus casos julgados novamente).

Não adianta mirar nossas armas em questões guiadas pelos ventos das opiniões sem fundamentos e ornamentadas por tirinhas e gracejos de facebook. É preciso uma mudança mais profunda.

E roda, roda, roda e percebemos que a responsabilidade, no final das contas, é nossa. Pelo voto temos a oportunidade de mudar muitas coisas que nos fazem ir às ruas. A decisão, desde que a democracia se tornou norteadora das nossas liberdades, é nossa

O trecho mais polêmico da defesa de Mello ao seu voto foi esse:

"Se é certo que a suprema corte constitui por excelência um espaço de proteção e defesa das liberdades fundamentais (...) não pode expor-se a pressões externas como as resultantes do clamor popular e pressões das multidões sob pena de completa subversão do regime constitucional de direitos e garantias individuais".

É uma chocante verdade.

O que eu penso sobre os mensaleiros? Acho que poderiam apodrecer na cadeia. Eles e tantos outros que se aproveitam do frágil sistema político brasileiro. Corrupção, para mim, sempre foi crime hediondo. Muito antes destes oportunistas que decidiram isso tempos atrás após as pressões dos protestos nas ruas pelo Brasil.

Mas o problema é muito maior do que um monte de piadinhas que vemos por aí. A mudança tem que ser bem mais prática do que hipócrita.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Proibido? Então tá liberado...

Basicamente, funciona assim: se é proibido, no Brasil está mais do que liberado. Quer exemplos?

Seguem:

É proibido ultrapassar pela direita - ande pela linha verde, qualquer horário e verás que está mais que legalizado ultrapassar pela direita.

É proibido fumar maconha - caminhe por qualquer rua, no centro, nos bairros e verás que a maconha já está mais do que legalizada. Não precisa se preocupar...

É proibido vender drogas - vá na 7 de setembro, em frente ao shopping estação plaza, ao lado da Câmara Municipal de Curitiba, onde aparentemente, dormem um sono tranquilo nossos vereadores e aquela porrada de assessores, pois aí neste endereço, as 13, as 14, as 15 horas... facinho de ver traficas atuando, jovens fumando maconha num paraíso que se fosse mais bem cuidado, seria um pedacinho da Holanda no Brasil.

Ah, não podemos esquecer dos abortos. É proibido, mas ao perguntar para dois ou três no centro de Curitiba, você achará pelo menos uns 2 consultórios onde o aborto come solto em pela Curitiba.

Um país da contradição...

Enquanto muitas leis são rasgadas por brasileiros que adoram um jeitinho, outros brasileiros que deveriam fazer as leis serem cumpridas, estão apenas desfilando de carros novos (Megane, Amarok, Duster), de um lado para outro enquanto uma bandidagem de boa, tá rodando livre assaltando casas, sobrados, motoristas e muito mais.

Somos parte de um país onde os vereadores de uma cidade, parte deles, não respondem a um simples e-mail de um cidadão. Mas sim, eles nos representam, não parece, mas representam.

Infelizmente é assim: proibido tá liberado!

Triste fim de uma sociedade moderna... vamos ver no que vai dar.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

De novo sexta-feira...

Pior dia da semana para mim, depois de toda quinta-feira, vem a sexta. E meu lamento começa, mas também, logo termina, afinal, hoje é sexta-feira.

Hoje não lançarei desafios até porque nossos nobres políticos, salvo alguns enganos, estão se cagando para mim, para os desafios e para os cidadãos dessa cidade. Dos 39, entre 5 e 9 costumam responder, o resto, quer mais é que o povão esvazie o aeroporto e fiquem em suas casas, rezando para que tudo um dia dê certo, mas, sempre tem um mas, mas... que em 2016, votem nesses mesmos candidatos. Política virou uma grande profissão para os demagogos e babacas.

Vou apenas pegar um gancho no texto do nobre Dudu, que agora voltou a caminhar e postar suas fotos: oportunismo.

Veja, no dicionário online www.dicio.com.br - oportunismo é descrito como:

"Significado de Oportunismo

s.m. Atitude daqueles que preferem contemporizar, para atingir um fim, aproveitando-se das circunstâncias oportunas.
Sistema ou prática política, que consiste em aproveitar-se das circunstâncias ou acomodar-se a elas para tirar proveito."

Ou seja. Poderíamos muito bem dizer que tem gente se aproveitando de uma CPI para aparecer e que na verdade, todos sabemos, vai terminar numa pizza gigante de ligeirinho com rodelinhas de estações tudo e um molho delicioso de óleo diesel, atolados todos esses em uma cavidade minha e sua que não pega luz.

Este oportunismo é tamanho que, agora, os nobres vereadores determinaram que para caçar um colega condenado, o voto terá que ser aberto. Eles perderam essa boca? Não, eles ganharam em exposição na mídia, porque agora, sempre que preciso, vai ter um monde de cagalhoto dizendo que votou contra o ladrão para moralizar a coisa. Oportunismo, barato, diga-se de passagem.

Aí o cada me encontra na rua e diz:

"- LG, vão não acredita mais na política, não acredita mais que tudo possa ser melhor, você é pessimista!"

E aí, eu respondo para o cara:

- Eu acredito na POLÍTICA, mas não posso mais acreditar nos POLÍTICOS. Não é a política que é corrupta, são Eles. Não é a política que é ineficiente, são Eles. Não é a política que mente para mim dizendo que vai construir um novo terminal de ônibus do capão da imbuia, são Eles.

E sim, eles não tiveram meu voto e não terão novamente. E minha campanha para que outras pessoas não vão votar, vai continuar, é direito meu não ir e pagar a multa depois, esse ano, foram 3,57 R$ + 2 VT´s. Susse, fiquei o domingão todo em casa.

Não vou fazer apologia ao até de não ir votar, mas vou dizer sim que fiz e não me arrependo.

Sim, hoje é sexta-feira, estou um pouco triste, um pouco para baixo, mas ao pensar na política, vejo que fico ainda pior... Para finalizar, eu DIGO NÃO AO VOTO OBRIGATÓRIO.

Bom findi para todos e que consigamos ser menos oportunistas que nossos nobres semelhantes vereadores, deputados, senadores, prefeitos, governadores enfim, Eles.

Rema o bote aí, moleque!!!