sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Estúpida burocracia faz R$ 0,01 barrar R$ 150 mil

Não passamos um dia sequer sem sermos surpreendidos com alguma notícia bizarra que vez ou outra (quase sempre) nos envergonha de sermos brasileiros (ou seria seres humanos?).

A piada de hoje mais uma vez envolve burocracia, o litoral do Paraná e a burrice.

O Paraná TV trouxe as aflições dos comerciantes de pescados de Matinhos que perderam a chance de economizar dos custos de manutenção de suas bancas no Mercado de Peixes da cidade por causa da impressionante estupidez burocrática brasileira. O Ministério da Pesca disponibilizou uma verba de R$ 150 mil para a compra de mini câmaras frigoríficas para armazenagem/exposição dos peixes aos consumidores.

Hoje apenas 2 ou 3 estão em uso, bancados pelos próprios comerciantes. O dinheiro seria o suficiente para a compra de 35 destes expositores e, além de baratear os custos (já que são gastos muitos reais com gelo para a conservação dos pescados) tornaria tudo mais saudável (diminuindo a chance de perda dos produtos por má armazenagem).

Acontece que por causa de uma dívida da prefeitura o dinheiro não pôde ser liberado.

Agora vem a piada. A dívida da prefeitura é de exorbitantes R$ 0,01. Ou seja, traduzindo para o português cursivo, UM CENTAVO. (Nota do Editor: Me segurei para não escrever alguns palavrões. Obrigado pela compreensão). A prefeitura foi incluída na lista de inadimplentes e o envio do dinheiro suspenso.

A culpa é de quem? De quem deixou a dívida pendente? De quem não enviou o dinheiro por causa de UM CENTAVO? Ou de quem não avisou sobre a dívida? Ou de quem não prestou a atenção? Ou minha?

Independente de o culpado é um pelego ou um bambambam, de um estagiário ou de um diretor. O mínimo que eu esperaria de um povo sério, de um governo sério, seria a DEMISSÃO dos culpados.

Lancei no twitter uma rápida campanha e arrecadei R$ 5 em menos de meia hora. Será que ajuda a prefeitura de Matinhos? A prefeitura do mandatário que só vê o que quer? Aquele que diz, por exemplo, não existirem mais pontos de alagamento em Matinhos? Posso depositar o dinheiro que arrecadei em alguma conta (da prefeitura, não do prefeito). Dá pra pagar a conta, com juros e tudo mais. O governador Beto Richa pode interceder também (embora não tenha demonstrado interesse no litoral). Será que preciso falar com o ministro?

É uma vergonha ser vítima constante deste tipo de burocracia estúpida. É revoltante. É algo inexplicável.

Não sei mais o que fazer... ou melhor, sei sim. .

(ps: sei que a dívida já foi paga e que estão tentando resgatar a verba para a compra dos expositores. Mas só quis mostrar que é fácil fazer algo quando a gente se importa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!