sexta-feira, 22 de março de 2013

PMs deveriam aprender com os agentes da Setran o dom da Onipresença

Diariamente, durante minhas caminhadas no Parque Bacacheri, ouço a rádio Band News. Acompanhando as notícias do dia fico pensando em como transformá-las em pauta para o nosso Diário Leite Quente. E hoje tive uma ideia genial e revolucionária para minimizar o gravíssimo problema da segurança em Curitiba. Saquem só.

É sabido por todos os motoristas curitibanos que os agentes da falecida Diretran (renascidos como Setran) tem uma habilidade incrível, extraordinária e surpreendente de "brotar do chão" no exato instante em que a gente dá uma escorregada no trânsito. Seja uma "paradinha de cinco minutos" em local impróprio, seja naquele centímetro de pneu em cima da faixa. Celular no volante então? Vixi. Assim como os lendários Ninjas, eles usam a caneta como espada e ZAAAAPPP... tá feita a multa.

É sabido também que antigamente o povo se sentia mais protegido quando via policiais militares patrulhando pelo centro ou pelos bairros da cidade. É verdade que isso diminuiu muito nos últimos meses. Mas se antes a prática era comum, ela pode rapidamente voltar a ser regra.

Minha sugestão vai para o secretário de segurança Cid Vasquez é contratar um curso que seria ministrado por esses agentes de trânsito (vulgos periquitos e periquitas) para os policiais militares. Seria muito bom para a população que esse poder de brotar do chão, de aparecer do nada - como se tivessem saído das sombras das árvores - aos policiais militares.

Quem sabe após esse intensivo a habilidade de surpreender (não o povo, mas sim os bandidos) passe a fazer parte do currículo de todos nossos oficiais. Assim, a bandidagem teria o mesmo medo que nós temos a cada infração (ou sensação de irregularidade iminente).

Brincadeiras óbvias à parte, nunca é demais lembrar da necessidade que temos de mais policiamento. Por mais clichê que seja, estamos entregues à bandidagem. A presença da polícia precisa ser regra, não exceção. Os bandidos se inibem e sempre vão agir longe dos oficiais da lei, bem como longe da luz, na penumbra do escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!