terça-feira, 19 de março de 2013

Quando o empurrão, vem de fora...

Desde 2009 minha patroa me cobra a formulação de uma planilha onde eu fizesse um resumo dos gastos, dos proventos, das dívidas, enfim, da minha vida financeira em geral.

E foi em 2009 mesmo que eu comecei, meio a contra gosto. Resultado mais do que imediato é que em pouco tempo (menos de 1 ano), baixei meu limite de cheque especial de 1750,00 (que eu utilizava quase sempre) para 250 reais (mesmo o banco insistindo em aumentá-lo - e que não uso nem metade disso). Consegui enxergar tudo o que eu gasto, no que eu gasto, para quem eu gasto e qual o peso de cada gasto desse no final do mês, mesmo que sejam apena os 2 reais do pão de cada dia, me dai hoje, que no final do mês, somam 60 reais.

Peguei gosto por planilhas (excell, open office, google docs), mas me faltava alguma coisa que fosse mais real, que eu pudesse atualizar na hora da compra ou então, que eu pudesse ter a mão em qualquer computador. E foi aí que por indicação de uma grande amiga, a Sabrina Demozzi, conheci o Minhas Economias.

Tentei usar em 2011, mas preferi ainda a planilha. Porém, em 2012 e comecei a usar e a coisa fluiu. Vale a pensa insistir na ideia de que, organizado financeiramente, até nos momentos de aperto a coisa fica mais fácil de lidar.

E para melhorar ainda mais, o Minhas Economias tem aplicativos para IOS e para Android. Ou seja, seja você apaixonado pelo produto do Jobs ou pelo concorrente (meu caso), você pode gerenciar suas finanças diretamente do seu Smartfone, em qualquer lugar, e em tempo real. É possível usar a versão da web simultaneamente com a versão de smartfones.

Então, fica a dica: simples de usar, fácil de cadastrar e ainda, existem aplicações no site como gerenciamento de sonhos, onde você decide um valor para realizar um sonho e o sistema diz quanto você terá que guardar e por quanto tempo...

Muito bom mesmo. Ah, você tem várias contas? Dá nada, você pode gerenciar várias contas mesmo, fica tranquilo.

Visita lá, usa e depois, vem aqui no DLQ e conta como foi sua experiência.


...Rema o bote...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!