terça-feira, 5 de março de 2013

Revoltado, eu? Não, não... apenas um olha diferente

Ontem a tarde recebi uma ligação e entre papo vai e papo vem, ouvi a frase em que o interlocutor disse que acompanha minhas revoltas no facebook. Não perdi meu tempo em dizer que não são revoltas, são apenas meios talvez não tradicionais de ver as coisas. Não gastei tempo porque o momento as vezes exige que não seja, mas hoje, não poderia deixar de escrever sobre esse assunto. E mais uma vez eu afirmo em letras maiusculas: EU NÃO SOU REVOLTADO!

Não!

Tenho apenas uma forma diferente de ver mutas das coisas que já é padrão. E pior, tenho uma forma muito diferente de escrever e falar sobre essas coisas. Por exemplo: por melhor presidente que o lula tenha sido, para mim, ele foi o pior e sim, critico muitas das ações dele como presidente. E será assim. Suba esquerda, suba direita, desça o meio, é sempre no meu meio que eles colocam tudo. (esse é uma frase exemplo do que os outros acham que é revolta).

Porém, anos de terapia estão me tornando um cada mais calmo. Uma pessoa mais centrada, na verdade, estão me tornando igual a todos os outros. Abaixo hoje minha cabeça e me torno submisso a situações que outrora, eu brigaria. E porque? Para não ser o "revoltado" com minhas "revoltas" pessoais.

Cansei da alcunha de revoltado e de ter que ficar explicando para todos que eu não sou o que eu realmente não sou.

Vou continuar escrevendo meus textos, alimentando minha capacidade de escrever e assim, quem sabe, deixando apenas para meus textos, meus recalques. Quem me falou que sou revoltado, não me conhece, não sabe de minhas reais e plenas capacidades, não tinha qualquer direito de me julgar, mas, fez uso do direito de ter uma opinião. Seja ela certa ou errado, temos esse direito.

E, se no texto de hoje você leitor do DLQ vê um tom de revolta, lembre-se de que não há revolta e sim, uma maneira diferente, mais direta e mais sincera de ver o mundo e o que nele está. Sou assim, peço perdão, tentarei ser melhor na próxima encarnação...

Segue o bote!!!

Um comentário:

  1. Meu amigo LG,

    Realmente conheço você há pelo menos uns 7 anos e você está senão mais calmo, pelo menos mais equilibrado e sensato. Discordo uma ou outra vez de algum ponto de vista de seu, mas estou longe de querer que minha opinião prevaleça. Acredito realmente que para lidarmos com a enxurrada de opiniões cotidianas que mais tem a acrescentar do que incomodar, precisamos de estratégias realmente, de negociação diária não apenas em relação aos outros, mas também como eu me relaciono com o mundo. Continue, o exercício de ir contra a corrente, no mínimo fortalece.

    ResponderExcluir

Desabafe!