terça-feira, 30 de abril de 2013

Absurdos que eu prefiro não acreditar

Ontem no final da tarde, depois de um lanche maravilhoso com minha amada Má, estava assistindo a televisão e como bom brasileiro que sou, estava justamente no canal em que a programação era policial. E nesse canal, uma matéria demonstrava que um órgão público determinou o fechamento por completo de uma unidade de tratamento especial que mantem um homem, hoje com 26 que, quando era de menor, matou namorado e namorada, num crime que chocou muitos.

Hoje, leio um desses sites de notícias que uma liminar mandou soltar aqueles caras que, há algum tempo, invadiram um hotel de luxo no Rio de Janeiro, com armas de grosso calibre e alto poder de fogo. Aí eu fico me perguntando algumas coisas:

1º de que adianta, qualquer governador ficar investindo em viaturas idiotas da Renault e mais, investindo em aumento de salário para os PM´s e para os PC´s, se na verdade, eles ficarão dando murro em ponta de faca. A polícia prende, os direitos humanos reclama, os advogados cumprem sua função e a justiça manda soltar.

2º acompanhe os noticiários policiais e entenda o que estou falando. Quase todos os dias tem a notícia de um que foi preso mas que, já teve passam. Muitas vezes, pelo mesmo crime. Então o F.D.P. vai, mata, é solto, mata, é solto, mata, é solto, mata é solto... Merda...

Infelizmente, o grande problema da segurança pública no brasil não tem nada, absolutamente nada a ver com os prefeitos, governadores, presidente da república. A SEGURANÇA PÚBLICA no brasil, está do jeito que está porque nossos LEGISLADORES, sim, aqueles senhores e senhoras que recebem um bom dinheiro e vivem em Brasília, não fazem nada para mudar.

Vivemos em 2013 com um código pena ultrapassado e há muito tempo desqualificado para os tipos de crimes que existem hoje. Afinal de contas, hoje, o vagabundo é o cara que trabalha e conquista suas coisas de forma honesta. E quem tem proteção dos direitos humanos, dos sociólogos entre outros, é o bandido, que claro, é sempre o coitadinho.

Coitadinho, é filho de rato que nasce pelado e corre no mato.

Bandido é bandido e dia após dia, eles estão ficando cada vez piores e cada vez mais insensíveis a qualquer sofrimento humano. Ok, uma vida não vale mais nada, certo?

Aos leitores deste espaço, eu desabafo. Sei que uma hora outra, serei eu a vítima, mas o que posso fazer? Otimismo não me adiantou mais nada e nele, não vou mais colocar minhas esperanças.

Tomara chegue o dia em que o congresso nacional, através de seus deputados federais e senadores, possa fazer realmente uma mudança que arrance de forma dura, essa sensação de impunidade, essa quase verdade de que ser bandido, é mais vantajoso que ser um trabalhador nesse país.

Rema o bote!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!