segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Rolezinhos... Deixa os "mininos brincar"..

Vamos lá, antes de qualquer coisa, esse texto é minha opinião, repito, minha opinião, bele?

Não que seu seja um cara a favor de manifestações populares e balbúrdia, mas, ficar agora com essa história de que os "rolezinhos" são errados é no mínimo, correr atrás de um rabo que não voltará nunca mais. Pois bem, o fato é que o processo começado há anos, não terá fim, assim espero.

Falo justamente do fato de que o antigo "pobre", sem considerar que ele faça com prestações ou a vista, está cada dia mais "poderoso". Afinal de contas, para quem durante uma época não tinha o que comer, qualquer milão de salário é grana pra caramba. E a galerinha no brasil inteiro está ganhando dinheiro.

E aí o cara quer dar uma volta e ir para um lugar confortável, com ar-condicionado e qual o problema nisso?

O problema é que, os "mais pobres" estão incomodando os mais ricos. Tem espaço para todos, com certeza. Mas, tem gente que não tá curtindo.

Sinceramente, não sou tão adepto aos shoppings quando gostaria, mas minhas capacidades financeiras reais não me permitem frequentar um shopping no domingo a tarde e tomar um sorvete com a família. Mas essa molecada, com suas camisetas, correntes e tênis, tem essa graninha. Até porque, muitos deles (se não a maioria) está trabalhando e ralando para ter os trocos.

Então, esses rolezinhos, na minha opinião, nada mais são do que os jovens (meninos, meninas, rapazes e moças), tomando um lugar que lhes é de direito. Não adianta a polícia bater, não adianta os shoppings fecharem as portas ou então, querer segmentar da sociedade essa galerinha que já pode inclusive ser considerada classe média.

Eles estão ganhando dinheiro, tornaram-se consumidores e querem viver as coisas boas da vida que sempre foram reservadas a quem tinha dinheiro. Pois bem, agora eles também tem.

E aí, tem algum problema nisso?

Tem, afinal de contas, tem partido político e instituição pegando carona. Sou a favor da galera fazer seu rolezinho, tomar seu chopp ou seu sorvete, mas camisa de partido político, aí não, aí ferrou.

PSTU, por favor, né...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!