terça-feira, 15 de julho de 2014

Legado de uma Copa...

A copa terminou, agradeço todos os dias a mãe natureza por não permitir evento de maior magnitude que pudesse durar mais que 1 mês. Os brasileiros, mais hospitaleiros do mundo, terão que retornar ao trabalho, chega de feriado fora de hora, foguetes, bandeiras, bandeirolas, vuvuzelas e os caralho. Chega, agora é hora de pagar a conta. Mas, a fifa deixou seu legado. Um enorme legado.

Pelo menos para mim, que sou pai de um moleque apaixonado por futebol. Desde que a copa acabou, no domingo, estou buscando no youtube e outros sites de vídeos, imagens de seleções brasileiras realmente eficientes, que tenha feitos jogos e jogadas inesquecíveis, que demonstrem a garra e a técnica que um neymar cai-cai jamais conseguirá em toda sua vida. Estou buscando imagens de jogadores que um dia foram bons, mas talvez não tenho sito ricos milionários.

O legado dessa copa foi eu ter conversado com meu filho e mostrado para ele que futebol não é só fama, mas é paixão e muito mais do que paixão, tem que ser amor. Tem que amar correr, tem que amar levar porrada em campo, tem que amar se esforçar. Não é de campanha publicitária para empresa de telefone, empresa de cueca e namorando uma atriz mediana da rede globo que um jogador ganha copa do mundo.

E também não é querendo "dar um pouco de alegria" que se faz gol em campo.

A exemplo disso, claro e até por ser descendente de alemão, pego o exemplo da Alemanha. Esforço, paixão e principalmente dedicação. Olha o resultado.

Nossa "seleção" ou melhor, o time do Brasil, se reuniu 1, 2 semanas antes, ficavam brincando de correr em campo... Nossa, pareciam mestres em resistência física e futebol, até que a ficha caiu e tudo terminou num choro ridículo de bando de despreparados, mas melhores do mundo.

Que meu filho possa me ouvir um pouquinho e usar esse fracasso desse timéco, para se tornar o melhor jogador de futebol do mundo. Com amor, paixão e muita dedicação. Que o mesmo possa também ser garoto propaganda, mas que antes de tudo, ele possa exigir "jogar futebol" e assim, orgulhar tanto esse pai, quanto um país.

Obrigado fifa, por mostrar-me durante essa copa do mundo, o quanto esse timeco é reflexo dessa sociedade que não sabe votar, não gosta de trabalhar e ainda por cima, aceita tudo que é imposto, sem ao menos questionar. Jamais quebraria minha televisão, aliás, adorei as derrotas da seleção, 7 x 1 não tem preço mesmo.

Mas, espero que um dia o povo dessa nação saiba ao mesmo, se dar mais valor. E que torçam por eles mesmo e para o sucesso deles, e não de um jogadorzinho cai-cai que além de não fazer nada, virou coitadinho de uma nação.

Se eu pudesse dizer uma coisa, diria: fora neymar, fora companheiros caros, vocês já foram... Vamos investir numa nova geração quem sabe mais humilde e mais "futebol" (menos garoto propaganda)


Fui...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!