quinta-feira, 27 de novembro de 2014

onde isto vai dar?

petrolão, corrupção, mensalão, dilmão, deputadão, empreiteirão... para que tudo rime com ão, vou arriscar dizer que tudo vai terminar em pizza! ué, mas pizza não rima com ão. é claro que não, mas nada faz muito sentido nesse país mesmo, porque eu teria que ser coerente só para agradar a multidão?

tá bom, esqueci de tomar o remedinho hoje mas não há remédio no mundo que faça eu entender e aceitar tudo o que tem acontecido nesse país. mas, é fato de que quando aqui cheguei, no terceiro trimestre de 1977, tudo isso já existia. os nomes eram outros, as atitudes deveriam ser outras mas o restante, já era na base do dízimo, do 10%, do favorzinho aqui, do "libera aí, vai"... certa vez, logo que tirei minha carteira de motorista, todos os proprietários de veículos foram obrigados a comprar um tal kit de primeiros socorros - vinham nesse kit 1 par de luvas, atadura, e mais algumas coisinhas que talvez até salvassem alguma vida, mas não sei não.

e aí, ficou a pergunta, porque fomos obrigados a comprar tais kits? a resposta está bem dentro de você, não a escreverei, mas claro que deve ter havido algo sobre dízimo, ou 10%.

foi a mesma coisa com as bicicletas de um tal de alceni (não sei se grafei certo).

teve outra dos guarda-chuvas...

a história se repete, não adianta, somos uma nação de preguiçosos e desprovidos de senso crítico pertinente e persistente. votamos acreditando que 200 milhões de pessoas, cada qual nos seus mundinhos individuais vamos fazer um coletivo consciente. para, por favor!

durante algum tempo, num canal pago de televisão, um historiador cujo nome não me vem a mente agora, repetia ao final de cada programete dele a seguinte frase:

"um povo que não conhece sua história, está condenado a repeti-la!"

me digam se não é exatamente o que acontece no brasil há décadas e porque não há séculos?

que a corrupção é algo nato do provo brasileiro, não há como discutir. somos corruptos de pai e mãe. compramos produtos piratas, pagamos propina sempre que podemos, subornamos nossos filhos em troca de um comportamento específico, fazemos questão de levar vantagem sempre que percebemos essa possibilidade e assim vai. e pensar que apesar de fazermos tudo isso, ainda queremos que nossos representantes sejam diferentes e "pensem na gente!".

sei que o tema é recorrente e que ultimamente estou escrevendo muito sobre isso, mas não consigo esquecer minha parcela de culpa nisso tudo. não consigo esquecer que meus semelhantes (povo, não os políticos), são tão culpados quanto eu em tudo que está acontecendo. e, se em 2013, esses meus semelhantes chegaram a brigar por causa de 20 centavos, na verdade, eles estavam numa mancha da qual nem sabiam o motivo - da missa, não sabiam nem o terço!

brigaram por algo, que não tinham a menor ideia do que era. ferveram por algo, que não precisava mesmo.

foram reclamar do caviar que tinha um cabelo. saíram para as ruas os mimados que não sabiam porque estavam indo, mas foram. e hoje, com todo esse escândalo, estão fazendo seus churrasquinhos com suas skol geladinhas, como se nada, absolutamente nada estivesse acontecendo.

é... um povo que não conhece sua história, está sumariamente condenado a continuar repetindo ela.

brasil, meu brasil brasileiro....

fui!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

e toma-lhe mais imposto... quem acreditou que não há crise?

quem tem um carro, seja ele movido com motores a gasolina ou álcool, vai se ferrar de novo!

lembra da cide? contribuição de intervenção sobre o domínio econômico? algo assim?

pois bem, como já sabemos e não temos motivos para nos preocupar, afinal, estamos sempre bem cuidados por esse governo maravilhoso, e sem qualquer indicativo de crise econômica - as autoridades já anunciaram que os combustíveis serão taxados - nos moldes da cide.

quem lembra que durante as eleições todos, sem exceção, todos os candidatos falaram sobre a redução de impostos? pois bem, mais uma taxa que vai incidir sobre um produto que a petrobrás, essa empresa que nunca esteve envolvida com processos de corrupção e nunca aparece na mídia por conta disso.

ou seja, "nós" elegemos esses caras, eles nos ferram roubando, fazendo pouco e destruindo as empresas estatais e ainda, vão taxar os combustíveis para repor dinheiro que "eles" devem ter tirado. e meu salário ohohohoh..

não tenho nada, absolutamente nada contra a questão de cobrar uma taxa sobre a gasolina, até porque sabemos bem que sem impostos e taxas a coisa não vai, mas do meu salário já sobre -27,% de imposto de renda, -11% de inss, isso sem contar que tenho que pagar para ir trabalhar (-6%)... aí, vou comprar qualquer coisa num mercado, e a etiqueta informa que o imposto no preço final do produto passar por diversos tributos que, em geral, somados, passam dos 20%.

e aí, na minha grande ignorância, fico me perguntado: para onde vai todo esse motherfucker dinheiro?

estatisticamente, eu trabalho de janeiro a meados de maio para pagar impostos. e eles, os que mandam nessa merda toda, trabalham durante um ano, um período equivalente ao que eu trabalho para pagar impostos. eles só voltam depois do carnaval, ficam até o período de festa junina, depois só retomam em setembro e trabalham até o início de novembro. nossa, como trabalham, né...

a contribuição que vai ser aplicada na gasolina é injusta sim. injusta para mim, injusta para você que lê este texto - e vai de carro, vai de ônibus ou mesmo, vai de bicicleta. os reflexos de mais essa taxa vai se espalhar por toda a cadeia produtiva, da manufatura ao trasporte, da produção de grãos ao paozinho de cada dia nos dai hoje...

infelizmente, a crise parece que veio para ficar um tempo, que gostaria que fosse curto, mas que com a criação dessa nossa "taxa", parece que veio para ficar ou então, o governo está querendo engordar algum bolso aí que ainda não consegui entender qual é.

parece meio irônico que, numa época onde o judiciário começa a pagar "ajuda de custo de moradia" para todos os juízes, inclusive os que já residiam na cidade em que estão, no momento em que a petrobrás nem está envolvida num rio de merda, nossos governantes venham com mais essa taxação.

vou ser bem grosseiro agora: quer fude, me beija antes...

fui...

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

eu ia assistir o primeiro do seriado, mas as notícias me tiraram do rumo...

para começar, quero escrever (dizer) que ouço rádio desde que sou muito pequeno. quando ainda existia a rádio ataláia em curitiba (hoje existe mas é dessas religiões aí), rádio clube am PRB-2, enfim, escuto rádio há muitos anos e claro que quem escutava rádio AM tinha que ouvir também os plantões policiais. eram repórteres que ficavam sempre a espera de notícias policiais. e muito sempre me chamou atenção as informações sobre roubo de carros. roubo, furto, enfim, muda o modo mas o dono sempre perde o veículo.

e hoje, não mais surpreendente foi que num site de notícias, os links estarão logo abaixo, duas chamadas na "capa" - página principal - falavam sobre o mesmo assunto. seguem os links:

DEIXAR O CARRO ESTACIONADO NA RUA É ATRATIVO PARA BANDIDO

AUMENTA O NUMERO DE ROUBO DE VEICULOS EM CURITIBA

se você quiser ler as matérias, há dados bastante interessantes sobre esses crimes. os dados, na verdade me surpreendem pois informam onde, quando, como e que modelo os bandidos mais preferem.

simples assim: temos uma "mancha criminal" bem desenhada.

e perdão pela pergunta, mas: porque ninguém faz nada? porque mesmo com tantos dados estatísticos e de localização geográfica nada é feito de mais efetivo? nem pela polícia, nem pelos usuários, enfim, nada?

ter seguro é uma coisa bastante interessante, mais uma vez, vamos pagar por uma proteção e segurança que, de acordo com a CF/88, é dever do estado. mas ainda assim, precisamos ter seguro, certo? certo!

e tem mais uma coisa, nota-se ao ler os textos, que os carros mais roubados são justamente alguns modelos que demandam mais quantidade de peças de reposição, e ao conversar com um ou dois proprietários de carros semelhantes, descobre-se que ou não há peças no mercado que sejam suficiente para suprir determinada demanda ou então, os preços são tão absurdos que os proprietários são levados a comprar em desmanches.

e aí, me perdoem pela segunda pergunta: ninguém sabe onde ficam esses desmanches? ou então, ninguém sabe onde comprar peças "falcatruas"?

ahhhh, por favor...

eu acredito e confio na polícia, sempre acreditei e continuarei acreditando. no paraná, temos as melhores polícias, tanto civil quanto militar. admiro e respeito.

mas algo está acontecendo, poirque eles não estão prendendo esses malfeitores?

por favor, não é possível que esse ciclo não se feche!


fui

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

o ciclo se repete, o ciclo nunca para, o ciclo é foda...

hoje pela manhã, ouvindo um som de qualidade de uma banda chamada Sambô, resolvi escrever sobre o ciclo. o ciclo é foda...

não por ser um ciclo, mas porque quando estamos - nós humanos - envolvidos num desses ciclos, parecemos tão burros que não percebemos nossa burrice. estou enrolando para achar as palavras mais certas, as colocações menos contundentes para tentar não ofender ninguém, seja a que lado ele pertença.

em 2002 um senhor foi eleito presidente, e durante algum tempo, governou de forma intensa. e logo, caiu uma máscara que demonstrou que o brasil estava indo para um caminho chamado na igreja de 10%. sim, para que o governo governasse, existia uma "taxa do eu sei". assim como na igreja a salvação só vem através do 10%, no governos, tem a taxa do "eu quero o meu".

porque ciclo?

aí vem o mais engraçada. antes, o problema era a impunidade. mas esse problema foi mais ou menos interrompido com a condenação dos mensaleiros, que atuaram no governo que citei acima. e agora, a maior estatal do brasil está sendo palco de um esquema que parece fazer o mensalão parecer apenas um mesadinha. e pior, não houve tanta evolução no país que justificasse esses 10% ou seja lá quantos por cento eles forem.

as estradas - que são do governo - estão uma merda;

os hospitais - estão cheios de gente que se esforça, que trabalha, que labuta (tem os maçãs podres também, onde eles não estão), mas, o dinheiro parece nunca ser suficiente;

os portos? nem vou comentar;

sabe aquela frase, "ele rouba, mas faz?"

estão roubando e não estão fazendo?

quando é que o povo vai acordar desse ciclo e começar a cobrar mudança? não estou falando de "gigantes que são sonâmbulos", esses gigantes a gente não precisa, mas cobrança mesmo? marchas para brasília, em busca de respostas.

e-mails intermináveis, cartas escritas, coisas mais concretas...

o voto, esse faz o favor, nem comenta, pois se voto mudasse alguma merda, o governo já teria dado um jeito de destruí-lo...

é um ciclo que nunca vai terminar. entra governo, troca governo, sai governo... a corrupção e destrato com o compromisso outrora assumido, apenas mudam de mãos, saem da direita, vão à esquerda ou então ao centro...

mas nesse centro mesmo, estamos nós, cidadãos que insistimos em compactuar com tudo isso, agindo de igual para com eles: cd's piratas, dvd's piratas, smartfones roubados, 10ão pro guarda, pai que paga para o filho não ficar preso entre outras tantas coisas...

é isso, né, fazer o que?

o ciclo nunca, repito, esse ciclo parece nunca jamais ter fim...


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Alô prefeito!

Caro prefeito Gustavo Fruet. Sou seu eleitor e volta e meia me sinto na necessidade de cobrar a solução de alguns problemas. Dia desses recorri ao Facebook, por ser mais direto. Mas é muito justo que eu retome o uso do DLQ para este fim. Neste espaço já levantamos bandeiras e conseguimos algumas vitórias. Quem sabe não possamos agilizar a solução de um desses problemas. Vejam a foto a seguir:


Essa é a visão de quem tenta cruzar a BR-476 (Antiga BR-116 e futura Linha Verde Norte). É o retorno localizado em frente à churrascaria Espetão, ao posto Jabur, ali no Tingui. Note que quando a caminhonete sai de traz do mato, esta pronta para matar um motorista menos hábil. Ou mais baixinho. O risco é ENORME. Enquanto a prometida trincheira ligando o conjunto Solar ao Tingui não sai (assim como a Linha Verde norte), uma boa cortada no mato pode salvar muitas vidas.

Simples né? Pede pra turma meter uma roçadeira ali. Sem grilo e traumas.

Ontem fiquei 5 minutos esperando uma brecha para atravessar. Parece muito né? E é muito. Um pedestre esperaria o mesmo tanto, afinal nossas vilas valem esse tempo perdido.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Os lobos estão por todos os lados... e o carneirinho? Ah, vai virar jantar, certeza...

Dia desses, estava conversando com uma amigo de trabalho de longa data, em que muito já conversamos sobre diversos assuntos, e aí entrou em pauta um assunto em específico que aqui vou tematizar como comportamento social adquirido. Claro que não sou sociólogo muito menos estudioso de filosofia mas, como jornalista e bom observador, óbvio que meu dou o crédito de poder comentar sobre. É minha forma de ver as coisas, que pode ser levemente diferente da sua, que irei respeitar e como contra partida, vou pedir respeito também. Ninguém precisa riscar o meu carro ou fazer qualquer tipo de ameaça, ta bom? Sejamos racionais.

Mas o fato é que, tempos atrás, participei de uma reunião ontem foram tratados temas como uso do crachá no ambiente de trabalho, marcação de horários, horas extras e banco de horas - essas coisas básicas que todo mundo, até meus filhos de 11 e 8 anos já sabem.

Deixemos isso de lado e vamos ao comportamento propriamente dito.

Alguém já se perguntou porque existem tantos vendedores de CDs e DVDs piratas espalhados por esse brasilzão? Simples: porque o povo quer assistir mas quer ou de graça, ou pagar pouquinho. Simples assim.

Talvez ninguém, dessas pessoas que compram esses produtos, pense no quanto custa para produzir, pagar atores, direção disso, direção daquilo, roteiristas, produtores e tudo mais. Nem mesmo o quanto custa a caixinha do disco, o encarte, a capa, o disco em si, o custo de transporte, distribuição e toda a cadeia produtiva envolvida nesse processo. E pode ter certeza, custa bem mais que os 3 reais que se paga num DVD pirata. Isso é um comportamento social adquirido, na minha visão, pois todo mundo faz, e se todo mundo faz, tá bom, dá pra fazer.

Certa vez, alguém muito importante para mim comentou uma frase, transcrevo abaixo:

"Não é porque todo mundo faz, que seja certo. E não é porque ninguém faz que seja errado."

Mais ou menos por ai.

Entramos num ciclo que nunca vai se encerrar a não ser que alguma peça da engrenagem seja refeita, mudada ou simplesmente ignorada. Vamos lá.

Jeitinho brasileiro em 3, 2, 1...

Não quero pagar caro -> compro dvd pirata -> original fica mais caro -> não quero pagar mais caro ainda -> compro dvd pirata -> original fica ainda mais caro... podemos ficar o dia todo.

E isso vale para outro comportamento bastante comum, principalmente em algumas ruas da cidade de curitiba.

Jeitinho brasileiro² em 3, 2, 1...

Quero 1 smartphone -> não quero pagar o preço -> compro um roubado/furtado -> celular funciona -> tudo fica certo -> é assaltado -> perde o telefone -> reclama -> e vai comprar outro roubado... e o ciclo mais uma vez não se encerra.

E por aí vai... desde o cara que chega mais cedo no trampo para fazer horas extras até o ladrão pé de galinha que rouba roupas para revender em redes sociais. Ou então, o cara que compra cargas de caminhões e vende em sites de negócios.

É desse tipo de comportamento social adquirido que eu trato.

Mas, como criar carneirinhos no meio de tantos lobos? Como ter filhos num mundo como esse em que vivemos sem permitir que eles se tornem também lobos? Sem que esse comportamento seja recebido por eles como normal? É essa resposta que eu preciso, pois a coisa não parece melhor de agora por diante... É ver no que vai dar...

Enquanto isso, eu vou tentando não me tornar um lobo. Eu vou tentando ainda ser esse carneirinho que vai virar churrasco logo, logo...

Fui!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

E não é que aconteceu mesmo?

Certas coisas eu não acreditava que veria. Mas não porque elas me pareciam impossível, mas sim, porque elas me pareciam improváveis. Uma delas é ficar sabendo através da imprensa (marrom ou não) que Curitiba está, como dizer.... quebrada. Está faltando dinheiro para investir em coisas como saúde, educação, enfim... Né!

Segundo a administração municipal atual, que já está fechando seu segundo ano, a culpa é do governo anterior. Mas acredito que além da culpa do governo anterior, está rolando uma má administração também. Com toda certeza, a culpa vai ser sempre do governo anterior, essa é uma prática cotidiana de todos nós, afinal de contas, se a culpa é nossa, a gente coloca ela em quem a gente quiser, já dizia Hommer Simpson.

Fato é que agora, as notícias que estão na mídia dão conta de que a prefeitura vai ter que cortar gastos, diminuir dívidas, blá, blá, blá.. Esse papo é papo para esconder algo mais. Já afirmei isso aqui. Tem algo rolando e não saberemos o que é até que a bomba exploda.

Como uma prefeitura de uma cidade que não para de crescer, que tem seus imóveis valorizados ano após ano, seu comércio bombando e com lucros exorbitantes, pode estar mal das pernas.

Não quero nem pensar no colapso que seria se essa falência se tornasse realidade.

Mas está aí, a prefeitura deve uma grana que ela não tem!

E porque agora?

Durante os preparativos da COPA do MUNDO, era obra pra todo lado. (eu sei, com grana do federal), mas ainda assim, a prefeitura ajudou a custear arenas, baixadas e essas porcarias. Será que agora o metralha vai ajudar a prefeitura a custear as contas que, se não estão, ficarão atrasadas?

Tá bom, misturei tudo né, afinal política e futebol não se discutem.. Esquece a parte do dinheiro meu, seu, de todos nós que foi para um estádio privado que ainda nem está pronto. Esquece, por favor...

Sentar e esperar para ver no que vai dar, né...

Curitiba quebrada, ônibus mais caro... estamos indo para um futuro promissor, heim....

Fui!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Sexta-feira, recheada de grandes e excelentes notícias

Eu não poderia esperar uma sexta-feira melhor. Só notícias boas. A terceira, nem conto pois para mim, não tem a menor importância, mas ainda assim, vale citar.

A primeira delas é a gasolina. Isso sim é que é notícia boa. Depois de 1 ano e coincidentemente após as eleição que coroou dilma presidente por mais 4 anos, a gasolina aumentou. Lindo, maravilhoso, não poderia realmente ser melhor.Estava muito barato mesmo, deveria ter aumentado muito mais, afinal de contas, a inflação do governo nunca reflete a que eu sinto no meu bolso. Dane-se...

Não menos importante que o aumento da gasolina, foi o aumento que o carequinha inanimado anunciou no transporte coletivo de curitiba. Também como coincidência enorme, após se reunir com o governador eleito, beto richa, fruet anuncia que o buzum, a partir da próxima terça-feira, vai aumentar 15%... E é melhor ficar preparado pois a data base dos motoristas e cobradores ainda nem chegou, quando eles ameaçarem parar novamente, vai ter novo aumento, isso é uma certeza minha. Dane-se né, os trabalhadores já estão ficando desempregados mesmo, nem vão precisar pagar mais passagem. Hahahaha, lindo, maravilhos.

Na hora de votar, temos que escolher o melhorzinho dentre os que sobraram, e aí, feitas as escolhas, começam as cobranças dos valores possivelmente investidos. Gasolina, ônibus, logo logo teremos alguma "evolução" na habitação, com algum pacote que vai ferrar os que precisam comprar um cafofo, enfim, fico cheiro de esperanças quando essas novidades. Cheio de esperança.

A terceira notícia boa, nem acho que seja boa e nem acho que seja notícia, mas lá vai: o iphone novo passou a barreira dos 4 mil reais. Dane-se, quero só ver aqueles trouxas que ficam na fila de espera na porta do shopping pagando mais de 4000 reais por algo que, sabidamente, não vale. E espero que o primeiro idiota a comprar, deixe cair, só pra ver...

Hahaha, até considero o iphone algo legal, bacana, jamais terei outro (comprei um usado uma vez), mas nunca mais quero ter justamente por saber que, no brasil, a fabricante enfia a faca e diz que é culpa dos impostos...

Como disse no texto anterior, leia aqui, sou burro mesmo e gostaria que me considerassem assim até o final dos meus dias. Mas que pagar mais de 4000 num iphone não é um sinal de "inteligência", é, talvez não seja mesmo.

Fui...

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Para quem for meu amigo, um grande pedido eu faço agora...

Certa vez, refleti e analisei um pouco minha vida e descobri que tenho poucos amigos (e tento sempre cultivar essa amizade), tenho outros tantos colegas (que convivem em harmonia) e sim, tenho muitos que não suportam saber que eu existo. Para esses, eu nem direciono minha atenção, mas afinal de contas, preciso ao menos cumprimentá-los, não é mesmo?

Mas esse texto vai diretamente aos amigos e colegas. É para eles que eu vou pedir com toda humildade que posso: NUNCA MAIS DIGAM QUE SOU INTELIGENTE! Simples assim, se alguém ainda tem alguma consideração por mim, por favor, me considerem qualquer coisa, menos INTELIGENTE.

Tomei essa decisão depois de muito ouvir muitos dizendo que os cachorros são inteligentes. Até gosto de PET´s, mas eles lá fora, na casinha deles e eu, na minha. Não morro de amores por animais de estimação, muito menos por cachorros, que são os que eu menos prefiro. Gatos, porcos, peixes, até vai, mas cachorro, já me encheu o saco! Não quer nunca mais em minha vida. Nem mesmo o PUG que sempre sonhei, não, não quero mais.

E ai, depois de muito ouvir que os cachorros são inteligentes, parei para pensar, fui até um dicionário e procurei o significado da palavra inteligência, que segue. A fonte é o www.michaelis.com.br

inteligência¹
in.te.li.gên.cia¹
sf (lat intelligentia) 1 Faculdade de entender, pensar, raciocinar e interpretar; entendimento, intelecto. 2 Compreensão, conhecimento profundo. 3 Filos Princípio espiritual e abstrato considerado como a fonte de toda a intelectualidade. 4 Psicol Capacidade de resolver situações novas com rapidez e êxito (medido na execução de tarefas que envolvam apreensão de relações abstratas) e, bem assim, de aprender, para que essas situações possam ser bem resolvidas. 5 Pessoa de grande esfera intelectual. 6 Conluio, ajuste, combinação.
fonte: www.michaelis.com.br

Pois bem, depois de perceber o que é inteligência, comecei a associar um comportamento muito inteligente dos meus cachorros aqui em casa. Eles, os três, tem como padrão de inteligência, ficar latindo a noite toda para um gato que, muito burro, fica provocando-os. Eles latem de baixo, o gato se mexe em cima. E o ciclo vai se perpetuando. Nossa, quanta inteligência, não é mesmo? Como não pude pensar e evoluir tanto assim? Quem sabe, para me tornar mais inteligente, eu tenha que começar a ficar latindo também, ou falando com o gato, pedindo para que ele saia, mesmo querendo que ele fique.

Skinner, um pensador da área da educação, tratou do conceito de estímulo resposta, que é basicamente o que fazemos com os cachorros. Faz algo, ganha um biscoitinho... E ainda, são os inteligentes. E eu, o burro, pois faço muitas coisas e não ganho sequer um biscoitinho.

Vou para de ser babaca e assumir minha burrice. Sou burro mesmo. Sou na verdade, incapaz de ficar latindo para um gato ou de sentar para ganhar um biscoitinho. E não adianta insistir, eu não conseguirei chegar ao nível de inteligência de um cachorro. Nasci com algum defeito, com alguma problema que não permite minha evolução.

Por isso, amigos e colegas, quando alguém perguntar sobre mim, por favor, fale que para burro, falta ser verde... ou seja, não falta nada!

Prefiro realmente, me sinto mais confortável sendo um burro, do que sendo inteligente, se compararmos com um cachorro. Não dá certo. Vou sempre perder. Sempre!

Acho realmente ridícula essa onda PET em que se valorizam os cachorros, os gatos, os porcos e qualquer outro animal mais inteligente que eu e pouco se priveligia o próprio ser humano, o irmão, o filho, o pai, os tios e essas porras todas. Tá certo, as vezes, alguns membros da família valem menos que um cachorro, mas tem alguma coisa errada.

Sei também que estamos entrando na era de superproteção das minorias, e isso vai perdurar por muito tempo. Tenho até medo de dizer que sou ateu e que não gosto de PET´s, afinal de contas, depois das eleições, até porrada em quem discorda está liberado, né...

Mas é isso, reforçando meu pedido: ME CONSIDEREM BURRO, INCAPAZ, DEFICIENTE ou qualquer outra coisa, mas por favor, não comparem minha inteligência com a de um cachorro que passa a noite inteira latindo para um gato, que está se ferrando para ele. Sentar ou rolar em troca de biscoito é inteligência? Por favor, né... Condicionamento puro, mas, eles é que são os inteligentes...

Fui...

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

E o mundo não acabou... De novo!

Passados alguns dias do segundo turno das eleição presidencial no Brasil, podemos soltar um UFA! muito alto e agradecer aos deuses porque, mais uma vez, o mundo não acabou. Infelizmente para alguns, felizmente para outros, mas é fato de que tudo continua exatamente como estava antes. Dilma é presidente por mais 4 anos, aqui em casa ainda não recebemos nenhuma cartinha do governo ou do PT pedindo para que coloquemos alguns sem tetos em um quarto ou então, não tivemos qualquer desgosto com esse governo. É fato também que meu salário, não dá pra nada, mas isso, bem, isso é tema para outro post.

De todo o pleito eleitoral, vou ser sincero e dizer que se acompanhei no máximo uns 3% foi muito, e isso é quase o mesmo percentual que separou dilma de aécio. Hahahah, não esquecendo que o lula deve ter gostado do percentual de votos da dilma, né... afinal, 51 é uma boa ideia.

Eu, desde o princípio, já sabia que a dilma ganharia. Não pude imaginar nunca que seria por tão pouco. Mas, assim foi!

De tudo isso, ficam algumas coisas: o povo parece estar mais ligadinho. E essa ligação se tornou muito perigosa, uma vez que além de ficar mais ligadinho, agora estão achando, os eleitores, que são mestres em algo que nem sabem o terço, quiça a reza toda. As ofensas que que li, as acusações que tomei conhecimento e tudo mais, me fez ver que além de um povo burro, ainda é um povo intolerante. Que pena, quero só ver o que será daqui 4 anos. Tenho medo.

O terrorismo dos dois partidos também me chamou atenção. Brincar com o povo desse jeito é algo bastante perigoso, mas se o povo aceitou e caiu nisso, fazer o que, deixa pra lá. Sei que nada de muito ruim acontecerá nos próximos 4 anos, mas ainda assim, quero estar mais preparado para tudo que está por vir. Sim, tentarei guardar um dinheirinho em casa (nunca se sabe quando 10 reais farão alguma diferença), tentarei guardar alguns alimentos como arroz, feijão e quem sabe uma mistura (carne seca), além de muitas caixinhas de leite integral. Afinal, nunca saberemos quando passaremos fome ou quando um pouco de arroz, poderá fazer alguma diferença.

Não que eu acredite que isso vai ocorrer, mas afinal de contas, não faz mal nenhum guardar algumas coisinhas, não é mesmo?

A inflação está comendo solta e não vejo luz no fim do tunel. Não há esperanças de que algo vá mudar nos próximos 2 anos, até porque, o atual e futuro governo, não está muito preocupado com isso.

Mas, vamos lá, tudo vai dar certo - espero.

E para isso, vamos lá, muito trabalho, e um pouquinho de esperança...


Fui..